Humor na Função Pública...

Um gajo vai andando pela rua quando de repente, não mais que de repente, um assaltante mascarado lhe aponta a arma e lhe diz:

  • Passa o relógio!
    O coitado dá-lhe o seu Rolex falso e o ladrão protesta:
  • O que é isto? Esta merda qualquer vendedor ambulante vende por 20 euros! Passa a carteira, porra!
    O homem dá-lhe a sua carteira de plástico, imitação de Pierre Cardin e o assaltante encontra nela três bilhetes de autocarro, 2 vales de refeição e cinco euros. Já meio lixado, o ladrão diz:
  • Não vales nada… Afinal, o que tu fazes na vida?
    A vítima responde, quase chorando:
  • Sou funcionário público!
    E o ladrão, tirando a máscara, pergunta com um sorriso simpático:
  • És mesmo, colega? És de que ministério?

:smiley: :smiley: :smiley: :lol: :lol: :lol:

Que não haja aqui funcionários públicos… :wink: :lol:

Atenção, que eu próprio sou funcionário público. Mas o sentido de humor é algo de fundamental na vida. :wink:

:lol:

Eis a fama que o quinhentista da Madeira acarretou para o funcionalismo público… :roll: :twisted:

:lol: :wink:

:lol: :lol: :lol: :lol: