Hoquéi em Patins Masculino - Época 2023/2024

ok, mas como são da mesma posição > avançados de área ou interiores,
faz à mesma sentido compará-los em termos de qualidade individual, apesar de um ser português e o outro estrangeiro

Atendendo que o Alvarez já tem uma idade… acho que a vinda do João Rodrigues é um upgrade. E na verdade o Alvarez por cá mostrou muito pouco. O Nicolia velho continua a ser o melhor deles.

2 Curtiram

vou só socorrer-me de um assunto que abordaste no teu comentário para atualizar a minha perspetiva sobre a nossa equipa

como disseste e bem, tenho vindo a referir-me sempre que precisamos de trocar 2 ou 3 jogadores principalmente os jogadores estrangeiros ( com execção do Gonzalo Romero e do Facundo Bridge, já nem considero o Ferran Font porque já está confirmado e já se sabe que vai sair ) para conseguirmos subir o nível de qualidade da nossa equipa, portanto é fácil de perceber quem são os jogadores a quem me estou a referir

no entanto, tenho de concordar contigo neste aspeto > estes 2 jogos da ‘Final-Four’ fizeram-me repensar sobre a sentido da minha posição sobre um desses jogadores > sobre o Verona, agora relativamente a ele fiquei com mais dúvidas, ele esteve muito bem mesmo,
para mim o Verona é um bom jogador, acho ou achava ( vou estar mais atento a ele nos próximos jogos para ver se ele consegue manter este rendimento que teve ) é que não era suficientemente bom para utilizarmos uma vaga de um jogador estrangeiro nele,
já há uns tempos atrás que expressei aqui no Tópico que se o Verona fosse para ser considerado como um avançado criativo e desequilibrador ofensivo na nossa equipa era insuficiente, não chegava, porque ele não tem essas características,
face às características dele > forte fisicamente e relativamente bom defensor, onde eu o via a ter melhor rendimento seria a jogar mais atrás, com tarefas ou funções mais defensivas, cheguei a sugerir mesmo que ele fosse “adaptado” mais a médio, aí nessa posição para mim já fazia mais sentido ele estar no nosso plantel e era onde eu via que se podia tirar melhor partido das suas caracteristicas

no entanto, entretanto, contratámos o Facundo Bridge,
para mim o Facundo Bridge a breve prazo vai atingir um nível melhor do que ele alguma vez já atingiu, vai ser melhor jogador do que ele,
são jogadores com características algo diferentes, mas para mim são médios e por essa razão a meu ver não faz sentido utilizarmos mais duas vagas de jogadores estrangeiros nessa posição, quando também já temos o Nolito, portanto se fosse eu a decidir optava por ficar com o Facundo Bridge como alternativa ao Romero
e era como que “obrigado” a deixar sair o Verona porque precisamos dessa vaga de jogador estrangeiro para trazer mais um avançado criativo e desequilibrador ofensivo, precisamos urgentemente de trazer talento ofensivo para a nossa equipa para além do Roc Pujadas, só o Roc Pujadas não chega, é pouco, precisamos de ter 2 avançados virtuosos estrangeiros ( até porque este tipo de jogadores portugueses ou estão nos rivais e por isso são “impossíveis” de trazer para cá ou simplesmente não existem com a qualidade para jogarem no Sporting ou ainda são muito novos > o Sporting penso que já garantiu o Lucas Honório mas acho que para já ainda não vai integrar o plantel da nossa equipa )

eu até aprecio o Verona, mas para termos um plantel mais equilibrado e com mais “armas” ofensivas para conseguirmos ferir mais as melhores equipas, abdicava dele para trazer mais um avançado criativo estrangeiro para além do Roc Pujadas

saudacoes leoninas,
axo que pelo menos deviamos ter mais 1/2 reforcos p a proxima epoca, alem da saida do font (pujadas), deviamos trocar tb o platero e perez, nesta final4 n acrescentaram nada a equipa no meu entender.
pode ser que com a troca de treinador ele queira algum jogador.

Esses filhos de mil rameiras escanchadas, vão conseguir dar cabo desta modalidade.
Joguem sozinhos. Montem a tenda e façam um circo privado de hoquistas. Pqp!

1 Curtiu

As posições no hoquei moderno não são estanques.
Nós entrámos na meia final da F4 com Girao, Romero, Souto, Verona e Bessa e na final com o mesmo 5, com a troca do Souto pelo Toni Perez.
Quem assumiu a posição de defesa nessas 2 partidas? O Romero q tu classificas como médio (eu prefiro classificá lo como defesa, nao não é um defesa clássico, tudo bem).
Segundo percebi, consideras o Verona, pelas características, mais um médio do q um avançado. Não concordo, o Verona é um avançado e nesta edição da Champions demonstou q tem números de avançado, com golos e assistências.
Agr, é um avançado q no processo defensivo colectivo defende bem melhor do q muitos médios, por isso é q jogou no 5 inicial nas 2 partidas e finalizou as mesmas.
O Bridge é um jogador diferente, já se pode classificar de médio.
De qlq maneira penso q estás a desvalorizar um pouco o Verona.
Em q critérios te baseias para escrever q o Bridge vai ser melhor do q ele? (aceito e posso subscrever essa visão e acho q o Bridge tem um potencial tremendo mas queria saber a tua lógica).

Avançado criativo, concordo, acho q podemos atacar essa posição a curto/médio prazo.

Tb acho q o Pujadas vai logo ter um impacto forte na próxima época, até pq mesmo jogando pouco já leva uma temporada na liga portuguesa e vai conhecendo os cantos à casa.

esta posição do benfica não é nova. eu ouvi da boca de um gajo da estrutura do benfica, ninguém me contou, que estão dispostos a pagar o triplo ou o que quer que seja do que o Sporting no futsal, hóquei, andebol e basquet para assegurar um jogador que eles queiram ter. a ideia deles este ano era limpar as modalidades de pavilhão todas e usar isso como forte trunfo eleitoral para o ruie.
saiu completamente furado. mas vão continuar a ter todos os gajos que quiserem e não há muito a fazer em relação a isso quando a política orientadora das modalidades é gastar o que for preciso para promover o presidente.
esquecem-se que equipas vencedoras formam-se, constroem-se, não se compram. continuarão a perder mesmo com orçamentos históricos.

1 Curtiu

relativamente aos vários assuntos que tocaste no teu comentário :

sobre os jogadores da nossa equipa que entraram nos quartetos ( não considerando aqui o guarda-redes ) iniciais nestes 2 jogos,
cada Treinador tem a sua forma de olhar para cada um dos jogadores, por vezes um jogo contra um adversário exige jogadores com características diferentes de um outro jogo contra um outro adversário diferente, depende das características da equipa adversária, das características dos jogadores da equipa adversária, do contexto do jogo ( se é um jogo do Campeonato, se é um jogo de uma Competição a eliminar ), todos estes aspetos podem influenciar quais os jogadores são escolhidos para entrar no quarteto inicial e até jogar mais tempo nesse jogo,
por exemplo : a mim pessoalmente, numa situação “normal” ( quando não precisamos de arriscar para marcar ou quando não temos de defender um resultado em que estamos em vantagem, portanto quando estamos empatados ) confesso que me faz alguma confusão os jogadores que o Alejandro por vezes utiliza nos quartetos, a meu ver arrisca demasiadas vezes quando não há essa necessidade, por princípio gosto de ver um quarteto clássico > com um defesa, um médio, um avançado mais criativo, fantasista e desequilibrador ofensivo e um avançado de área ou interior,
mas também não sou fundamentalista relativamente a esta posição, claro que quando é preciso arriscar gosto de ver um quarteto sem um defesa e antes mais um médio ou um avançado e na situação contrária quando é preciso defender um resultado apertado já perto do fim não me choca abdicar de um avançado e acrescentar mais um médio ou um defesa ao quarteto que deve estar na pista, há que ter em consideração o resultado ou a situação no jogo

referindo-me à questão específica que colocaste sobre o Romero,
confesso que começar as partidas, com o resultado empatado, com o Romero como o jogador mais defensivo da nossa equipa, ainda sem necessidade de arriscar, não concordo, mas é a opção do Alejandro, tem a ver com a forma como ele vê o jogo e como quer que a nossa equipa jogue,

se tivéssemos a perder e a ter que arriscar mais para marcar o mais rápido possível para ir buscar o resultado, aí nessa situação já concordava mais com essa opção
a este respeito ou relacionado com isto que acabei de dizer, vou só referir aqui uma situação específica que aconteceu à pouco tempo, com a qual concordo mais e que vai ao encontro daquilo que gosto mais de ver na nossa equipa > durante o último Mundial, nos jogos em que a Seleção Agentina se apanhou a perder ( lembro-me assim de cabeça de pelo menos 2 > contra a Seleção Chilena e contra a Seleção Portuguesa na Final ) a primeira decisão que o Selecionador o José Luís Paez tomava assim que se encontrava a perder e precisava de arriscar para marcar golos e virar o resultado era tirar o Platero e deixar o Romero como o jogador mais defensivo do quarteto deles, fez isto mais do que uma vez, mas aí o resultado, a situação ou o contexto do jogo exigiu essa opção e por isso concordo com ela,
mas de início jogava sempre com o Platero como defesa e o Romero como médio, só depois consoante a necessidade é que mudava esta disposição, concordo mais com esta abordagem

como já disse, eu até aprecio o Verona, considero que se não precisássemos de outro avançado criativo, fantasista e desequilibrador ofensivo estrangeiro para além do Roc Pujadas ele até podia ficar no nosso plantel, mas face a esta necessidade abdicava dele porque temos o Bridge e precisamos da vaga de jogador estrangeiro dele para trazer mais esse jogador do qual temos mais carência a meu ver

mas a sério que queres mesmo falar dos números do Verona ?
é melhor não, tem “apenas” números razoáveis/bonzinhos para um avançado e para a equipa onde joga ( uma das melhores ), a meu ver devia ter números bem melhores, a época passada dele foi horrível, é bom jogador, é um jogador útil quando bem utilizado, é um jogador de equipa, mas não tem capacidades para ser um avançado criativo, fantasista e desequilibrador ofensivo, não tem muita criatividade, não tem muita finta, não tem muito drible, desequilibra pouco ofensivamente no 1 para 1, para avançado de origem tem pouco golo,

considero que o Bridge vai ser melhor médio do que ele porque tem características que acho mais adequadas para ter melhor rendimento nesta posição > na posição de médio precisamos de jogadores que façam a pista toda, móveis, dinâmicos, rápidos, com pulmão, que tenham resistência para fazer o vai-vem, que saibam defender mas também saibam atacar, jogadores completos, bons tecnicamente, com algum golo, dentro destas características considero que o Bridge está mais próximo deste perfil, depois é mais novo do que ele, tem imenso potencial que evoluindo e melhorando o que se prevê possa atingir um nível muito alto e transformar-se num grande jogador dentro de pouco tempo,
sinceramente vejo com muita dificuldade algum dia o Verona vir a ser um grande jogador, então como avançado ainda menos probabilidades terá, é limitado na criatividade, na imprevisibilidade, não tem esse talento
o Bridge, de há duas ou três épocas a esta parte, tem vindo a fazer melhores épocas do que o Verona, tem vindo a ter melhor rendimento, arrisco ( sem confirmar ) que tem vindo a ter melhores números, vem de fazer duas grandes épocas no Valongo, fez um Mundial muito melhor do que o Verona, a época passada do Verona foi péssima, portanto são indicadores que me levam a considerar que se o Bridge com esta idade já está assim daqui a relativamente pouco tempo tudo leva a crer que estará ainda melhor porque tem margem para melhorar ainda mais

eu até aprecio o Roc Pujadas e acho que cabe no nosso plantel como a 2a opção para avançado mais criativo, fantasista e desequilibtador ofensivo,
agora considerá-lo como a 1a opção para essa posição e que terá um forte impacto já na próxima época numa equipa como o Sporting acho que é um “ato de fé” teu,
não estou assim tão crente no rendimento dele logo na 1a época cá, é um jogador com muita qualidade, é certo, mas tem tudo a provar ainda a um nível mais elevado, numa equipa do nível do Sporting,
nos azuis ficou muito abaixo das elevadas expetativas que se tinha para com ele,
cá é preciso dar-lhe tempo para se adaptar, a meu ver se tivesse um craque já numa fase mais avançada da sua carreira à sua frente naquela posição seria melhor para ele, poderia ambientar-se com mais calma, não tão à pressa, sem ter se assumir logo no imediato, com menos pressão, o processo seria bem mais eficaz a meu ver,
pode ser que o Edo Bosch traga já para a próxima época com ele o Facundo Navarro

1 Curtiu

Estava a perguntar em termos absolutos, não em termos da posição de “médio”.
O Verona nunca foi médio, sempre foi um avançado, diz a um italiano q ele é médio e logo vês a resposta.
No ano em q o fomos buscar foi o melhor marcador da liga italiana.
(Na tua óptica poderá tornar se um médio - no futuro, quem sabe - cabe te a ti justificar isso como já parcialmente o fizeste mas para efeitos de comparação não será justo colocar lhe já esse rótulo).

Mais uma vez estás a compartimentalizar demasiado esta questão das posições e logo no hoquei moderno e numa equipa como a nossa - dinâmica, em q é pedido aos jogadores q ocupem diversas posições ao longo do jogo.

E isto não é “hoquei manager”, nem há nenhum algoritmo q produza a equipa perfeita, nem há nenhuma obrigação de ter x jogadores para a posição y. Uma equipa é como uma orquestra, vale pelo seu todo e pela maneira como os intérpretes se relacionam. Tão importante como ter grandes nomes é fazer com q as coisas saiam harmoniosas e q o colectivo resulte.
É importante ter jogadores q trabalhem muito para cumprir a missão q lhes é pedida, como foi o caso esta temporada com o Verona e com o processo defensivoz q conseguiu compatibilizar com a sua dimensão ofensiva.

1M de euros por um jogador de hóquei é qualquer coisa de absurdo :rofl:
isso é 1 euro por cada pessoa deste planeta que conhece as regras básicas da modalidade :rofl:

5 Curtiram

Dario Giménez sai do OC Barcelos.

Os lampiões estão desesperados. O interessante é que, para o ano, com as alterações que estamos a fazer poderão ganhar apenas no hóquei e basquetebol. São um clube gerido apenas pelo dinheiro como se fossem um “PSG” português. Além da soberba e falta de desportivismo que têm esta é só mais uma das razões para não gostar do clube de Carnide.

1 Curtiu

O mais inusitado é que os adeptos de lá estão-se a cagar para as modalidades. O tipo vai jogar num pavilhão feio que mais parece a meia luz com uma dúzia de adeptos e com o tempo apercebe-se que eles não têm qualquer identidade.

1 Curtiu

Na antiguidade no hóquei a rivalidade era benfica e Paço de Arcos.

O Nosso Jesus Correia jogava lá.

Lá, no Paço d’ Arcos.

Infelizmente quando teve que optar entre o Sporting e o Paço de Arcos, optou pelo Paço de Arcos

deves estar a confundir o Verona com o outro jogador, só podes, o Verona nunca foi o melhor marcador da Liga Italiana, coitado nem lá perto chegou, nem nos 5 melhores marcadores conseguiu estar alguma vez, normalmente os melhores marcadores da Liga Italiana marcam de 50 golos para mais e o Verona acho que nunca conseguiu marcar mais de 40 golos lá por isso como é que ele alguma vez pode ter sido o melhor marcador lá

se me falares do Ambrósio, do Jordi Mendez, do Cocco, mesmo do Lucas Martinez, esses sim estiveram ou estão quase sempre nos melhores marcadores da Liga Italiana, agora o Verona ?
mas também tenho de dizer que não é essa a caracteristica dele > nunca foi, não é, nem nunca será um goleador

bem sei que o Verona é avançado de origem, mas como nessa posição é insuficiente, é limitado para jogar numa equipa como o Sporting, concordo com o que o Alejandro fez > passou a colocá-lo a jogar mais atrás
agora, aquilo que disse foi : se o Verona é para jogar mais atrás aqui no Sporting, preferia abdicar dele ou deixá-lo sair, apostar antes nesse lugar no Bridge porque acho que vai ser melhor do que ele aí nessa função e utilizar a vaga de jogador estrangeiro ( que está a ser utilizado no Verona ) para trazermos um jogador mais ofensivo porque precisamos de mais talento ofensivo para além do Roc Pujadas

já percebi que temos visões, formas de ver ou de olhar para o jogo diferentes e está tudo bem nisso, não há mal nenhum, até é bom haver outras formas de observar o mesmo jogo, não nos dá monotonia, dá-nos alternativas, dá poder de escolha, dá outras opções

claro que para mim as questões de identificar e definir bem, com clareza, as posições dos jogadores na pista, deixar bem explícitas as tarefas e as funções dos jogadores na pista, a transmissão que é feita aos jogadores das zonas da pista que eles devem ocupar,
a meu ver, todas estas e outras questões relacionadas com estas são muito importantes para mim, diria mesmo fundamentais, porque são estas questões que vão dar a organização à equipa,
para mim as questões estratégicas e táticas são essenciais para se conseguir chegar mais vezes do que os outros ao sucesso

Sim, faz isso. :point_right:

É capaz de ser melhor do que aqui mencionar interações imaginárias.

Nunca me irias cativar para ‘trocados’.

:8ball:

https://x.com/SCPModalidades/status/1791433925077692705

1 Curtiu

Pedro, sintetizando:
Tens razão, o Verona não foi o melhor marcador nesse ano, eu estava a fazer confusão com o prémio MVP da fase regular (nem foi ele q ganhou diga-se, foi o Rampulla com poucos votos de vantagem, o Verona terminou em 2).

Embora fosse sempre um jogador q andava à roda do top 10 em termos de golos.
Em termos de números, falando da fase a eliminar da Champions este ano, tem um golo em cada mão contra o Barca e 1 golo e 1 assistência na 1/2 final contra o porto, ou seja, marcou nos momentos decisivos.

Não sei porque referes q o Alejandro o colocou este ano mais atrás, o Verona em termos ofensivos segue a linha q tem seguido até aqui, continuamos com a jogada típica de bloqueio para isolamento do Verona a partir de um dos lados do rinque para aplicar a sua stickada e ele continua a aparecer para as segundas bolas na área só para dar 2 exemplos.
Não te esqueças q os mesmos 4 q atacam são os 4 q vão defender quando perdemos a bola, o Verona nesse aspecto está cada vez melhor e isso nao quer dizer q ele jogue mais atrás, simplesmente é um jogador forte nesse momento do jogo.
Os jogadores de ataque do hóquei invariavelmente têm de defender, assim q a bola está na posse do adversário mas isso não signifique q tenham de adaptar ou modificar o seu jogo no momento ofensivo.

Em relação às posições, acho q é importante definir com clareza qual a posição q em determinado momento do jogo ocupa o jogador x. Agr, no hóquei moderno não creio q seja o mais indicado rotular excessivamente ou limitar determinado jogador a determinada posição. Um jogador vai ocupar diversas posições ao longo do jogo consoante as necessidades da equipa.
Disseste há dias q o Rafa Bessa é um avançado de área. Ele esta época jogou só nessa posição? Felizmente q não e deu mostras q é um jogador muito completo q consegue produzir muito em várias funções.

2 Curtiram