Hóquei em Patins - Época 2020/2021 - TRICAMPEÕES EUROPEUS!

Ah então muito bem enfim vergonhoso mas pronto

Ah não … pensava que tinha sido algo novo.
As competições profissionais ou equiparadas não vão ter público esta temporada. Só na próxima época porque só podem ter a partir de 28 de Junho.

“No que diz respeito à actividade desportiva, deixa de haver restrições nos escalões de formação e modalidades amadoras, devendo ter lugares marcados e regras de distanciamento definidas pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) sempre que se realizem fora de recintos desportivos, e 33% quando se verifiquem em recintos desportivos”, explicou o primeiro-ministro, António Costa, em conferência de imprensa.
Na fase seguinte de desconfinamento, a partir de 28 de Junho, a presença de espectadores nos recintos desportivos de “escalões profissionais ou equiparados” vai ocorrer “com outras regras a definir pela DGS”, segundo o site covid19estamoson.gov.pt"

Tens toda a razão. Lancei aqui um fogo sem necessidade nenhuma…

Mas se algum o infiltrado viu e ficou feliz, já me dou por contente por ele ficar triste novamente…

3 Likes

Fizemos um belo jogo, uma grande reviravolta, e há users que só se sentem bem no bota-abaixo. Se no que toca à direcção de merda que temos, todas as críticas são poucas, os atletas e treinadores não merecem. Ainda muito fazem eles.

E eu também passava a Cristina Ferreira a ferro. Não tanto pelos atributos físicos, ainda menos pelos psicológicos (e cada vez menos), mas porque, se é verdade que eu critico ferozmente as gajas por só verem dinheiro à frente, o que é certo é que não me importaria muito de viver às custas da saloia da Ericeira.

7 Likes

Ahhahahhaah ganhaste @Sigurd

Foi uma remontada do caraças.

Acho que vamos trazer o (mais um) caneco para o Museu.

Duas observações sobre a frutaria.

Impressionante como um porco na engorda consegue jogar tão bem. E como a inércia é tanta, é só acelerar e encostar que ninguém o consegue parar.

Uma comédia na publicidade. Como a piolhagem do futsal que tem uma funerária nas costas, estes têm reno escrito no rabo.

Mas quem me dera ter um porco em patins tão artista na frente como aquele para juntar aos nossos…

Esta final, tal como a de Basket, vai ser disputada até ao final. Não sei se em 5 ou 4 jogos mas terá de certeza um desfecho imprevisível.

Até aqui tivemos 2 jogos relativamente atípicos, 1º com superioridade anormal do fcp e 2º com superioridade (2ª parte) anormal do Sporting.

O normal será as equipas equipararem-se ao estilo da final da Liga dos Campeões e cada jogo decidir-se por detalhes.

Eu acredito, mas pode cair para qualquer lado, naturalmente.

FORÇA SPORTING.

grande jogo, vamos equipa .

Qual é a lógica do calendário desta final.
Nunca vi nada assim.
Na meia final foi 2-2-1.
Na Final é 1-1-2-1.
Não faz sentido algum.

Modalidades


Hóquei em patins

VERONA DEIXOU PORTISTAS PREGADOS AO RINQUE (VÍDEO)

No quinto golo dos leões, italiano partiu os rins a Carlo Di Benedetto e Rafa. Reveja aqui o fantástico golo do jogador leonino

Redação Leonino

Texto

11 de Junho 2021, 10:26

summary_large_image

Alessandro Mágico Verona. Este podia ser um dos apelidos do hoquista italiano do Sporting. Na vitória, por 5-3, diante do Porto, o jogador leonino marcou o quinto golo da turma de Alvalade e é caso para dizer que se tratou de uma obra de arte digna de estar presente no museu do Louvre.

No lance em causa, Verona partiu os rins a Carlo Di Benedetto e Rafa, deixando os portistas completamente pregados ao rinque. Porém, o internacional italiano não se ficou por ali e só terminou quando a bola parou no fundo das redes defendidas por Xavi Malián.

Com este triunfo, o Sporting empatou a final do play-off (1-1) e, no próximo domingo, pelas 17h30, desloca-se ao reduto do Porto para tentar saltar, pela primeira vez, para a frente da contenda.

Verona chegou aos leões em 2019, oriundo do Amatori Lodi (Itália). Desde então, o avançado leonino, de 25 anos, realizou 57 jogos, marcou 30 golos e conquistou uma Liga Europeia (2020/21) e ainda uma Taça Continental (2019).

1 Like

Sporting Tático

18 h ·

🔎 Campeonato Nacional de Hóquei em Patins – Sporting CP 6- 3 FC Porto

📌 Um turbilhão de emoções. Sporting com segunda parte de “luxo” arrasa Dragões e empata Playoff do Campeonato Nacional!

10 de Junho. Dia de Portugal e das comunidades e decisivo para o hóquei patins do Sporting Clube de Portugal. Depois da má exibição no Dragão Arena no passado Domingo, e com a desvantagem na eliminatória era decisivo que o Sporting conseguisse uma vitória para relançar a eliminatória. E a verdade é que essa pressão parece ter tido influência para o mal e para o bem…

O Sporting voltou a não entrar bem. Infelizmente e ao contrário do que gostaríamos de escrever o Sporting voltou a não fazer uma boa primeira parte…

O Porto seguro de si entrou bem e criou perigo à baliza de Ângelo Girão desde o primeiro minuto, traduzindo-se este domínio no primeiro golo de Gonçalo Alves logo nos primeiros cinco minutos da primeira parte. O Sporting não estava bem e o golo ainda fez pior. As coisas não saíam e a derrota no passado Domingo no Dragão Arena parecia que “pesava” nas pernas dos nossos rapazes. Muito domínio, posse de bola, mas a realidade é que a baliza de Malíán pouco era incomodada pelos leões.

E assim decorria a primeira parte…Um Porto de “cadeirinha” que entregava a posse aos leões e que procurava as transições para criar perigo na baliza do Sporting em contraponto com a turma de Alvalade que tinha a posse, procurava atacar a baliza de Malíán mas sem ser muito esclarecido.

A situação vai piorar perto do intervalo com o segundo golo de Reinaldo Garcia num lance em que Girão pouco podia fazer. 0-2 ao intervalo e a perspectiva não era boa…

Parecia que estávamos a reeditar o jogo do passado Domingo. A nossa honestidade intelectual que pauta as nossas análises obriga-nos a escrever isto. Mas da mesma forma que o fazemos sobre a primeira parte, temos obrigatoriamente de fazer o inverso sobre o segundo tempo. Depois de 25 minutos maus, assistimos a 25 minutos de um verdadeiro “recital” de hóquei que não deu as mínimas hipóteses à equipa do Porto. Guiados por um Romero que parecia o Gandalf “verde e branco” os leões deram a volta ao marcador.

E a verdade é que mal a segunda parte se iniciou o leão mostrou logo ao que vinha. Nos primeiros dois minutos apareceram 3 oportunidades de golo que não foram concretizadas graças a um Malíán inspirado. Contudo a realidade é que nem um super Malián podia salvar os dragões do seu fatal destino. O Sporting era mais rápido, mais forte, mais activo e tinha uma divina vontade de dar a volta. E tal foi o que aconteceu.

Primeiro Romero vai reduzir com um míssil e dez minutos depois o mesmo Romero vai empatar a partida. Quem estava a ver o jogo percebia que era apenas uma questão de tempo para os nossos rapazes virarem isto. E um minuto depois a “normalidade” aconteceu… Toni Pérez fazia o 3-2 e colocava os leões pela primeira vez na frente do marcador.

Estava aberta a loja. Nolito vai fazer o hat-trick dois minutos depois de livre directo e Toni vai aumentar para 5-2 um minuto depois. O Dragão ainda vai esboçar uma tímida reacção com o golo de Gonçalo Alves, mas Verona vai colocar o ponto final no encontro com um golo extraordinário que fazia o 6-3 final.

Segunda parte de gala de um Sporting de outro nível que mereceu inteiramente a vitória e deixou todos os seus adeptos de “água na boca” para quebrar o “enguiço” no próximo Domingo de não vencer no pavilhão do FC Porto desde 1965.

🔎 Análise aos jogadores:

✅ Ângelo Girão. Foi o raio de luz quando imperava a escuridão

Como diz o ditado “A mão que está aberta para dar também está aberta para receber”. E foi precisamente isto que aconteceu. No pior momento Girão deu a “mão” à equipa e salvou-a de um triste destino. Na segunda parte os seus colegas retribuíram e deram-lhe uma vitória que é muito dele.

✅ Telmo Pinto. Do casulo saiu uma bela borboleta…

Primeira parte muito apagada e com alguns falhanços defensivos. Segundo tempo totalmente diferente. Fez uma “jogatana”. Muito bem ofensivamente e defensivamente. Excelente exibição!

✅ Platero. Um violino que “afinou” com a música.

É um jogador fundamental nesta equipa em termos defensivos. Primeira parte “desafinado” tal como grande parte da equipa, mas em contraponto fez um “recital” na segunda parte. Alguém viu Gonçalo Alves em pista na segunda parte ? Não viram…perguntem ao Platero!

✅ Verona. Onde estavas tu Houdini?

Mágica segunda parte. Produziu muito e bem sendo um dos principais responsáveis pela grande segunda parte que os leões fizeram. Não foi um “simples” mágico. Foi um verdadeiro “Houdini” colocando os dragões com a cabeça “à roda”. O número alto da tarde foi o belo golo que fez.

⚠️Ferran Font. Boa segunda parte que fica ofuscada pelo que outros colegas fizeram.

Na primeira parte esteve ofuscado como o resto da equipa. Na segunda melhorou mas não esteve ao “nível” mágico que nos habituou. Que regresse em grande no próximo Domingo no Dragão Arena!

⚠️João Souto. O patinho feio…

Hoje não esteve muito bem. Bastante apagado na primeira parte e pouco em jogo na segunda. Tem vindo a fazer uma boa época tendo, inclusivamente, sido um dos melhores no passado Domingo. Que seja mais decisivo nos jogos que faltam é o que todos queremos.

✅ Pedro Gil. Apenas ele viverá para sempre…

Único, maestro, inconfundível…Pedro Gil é uma lenda viva do hóquei em patins e hoje mostrou o porquê de o ser. Fez um jogão na segunda parte a todos os níveis e fez jus aos elogios que o colocam como um dos melhores de sempre da história da modalidade

🔥 Toni Pérez. Ah…não foi um simples leão, mas sim o leão de Nemeia!

O leão de Nemeia foi uma criatura mitológica que aterrorizava todos os seus adversários com um simples rugido. Foi isso que o nosso Toni fez. Aterrorizou o Porto com o seu hóquei na segunda marcando dois golos importantíssimos para o resultado final. Malián hoje vai ter pesadelos…

🔥 Gonzalo Romero. O Gandalf “verde e branco”!

Lembram-se quando na série O Senhor dos Anéis o Gandalf ao lutar com o Balrog cai nas trevas e depois reaparece como Gandalf o Branco sendo decisivo na luta pela terra Média? Hoje Romero foi a reencarnação do Gandalf, levantou-se das “trevas” na segunda parte e levou o Sporting à vitória. Três golos e uma exibição para se tudo correr bem mais tarde recordar.

🔎 Marcadores:

🏑 Gonzalo Romero (3)

🏑 Toni Pérez (2)

🏑 Verona (1)

Confirma-se o público nos jogos do Dragão?

Não vai haver público no ladrao

2 Likes

Melhor!

Assim o efeito “casa” dilui-se um bom pedaço.

O sentido é tentar na prática que se joguem em vez de 3-2, 3-1.
A lógica é cada equipa ganhar em casa.
Com este alinhamento, a equipa que tem direito a 3 jogos em casa pode ser campeã sem ganhar nenhum jogo FORA lol
Mal

No entanto pode ser que o feitiço se vire contra o feiticeiro, dê 2-2 e depois a negra ser no PJR.

Tem toda a lógica a equipa “campeã” da fase regular ganhar a vantagem de o jogo decisivo ser na sua casa.
Nós beneficiamos disso no futsal por exemplo.

Tem toda a lógica a equipa melhor classificada ter o jogo decisivo em casa, não tem lógica nenhuma este alinhamento de jogos

PAULO FREITAS: “PORMENORES VÃO FAZER TODA A DIFERENÇA”

Por Sporting CP
12 Jun, 2021

HÓQUEI EM PATINS

Leões voltam a visitar dragões na discussão do título

A equipa principal de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal visita, neste domingo (15h00), o FC Porto para disputar o terceiro jogo do play-off da final do Campeonato Nacional.
Com tudo em aberto na decisão (1-1), Paulo Freitas, técnico dos Leões, quer repetir a exibição apresentada pela sua equipa na segunda parte do último embate, na qual se assistiu a uma reviravolta épica que resultou no triunfo verde e branco (6-3).

“Queremos replicar aquilo que foi feito aqui nessa segunda parte contra o FC Porto, percebendo que vai ser mais um jogo difícil entre duas grandes equipas. Os pormenores vão fazer toda a diferença, portanto temos de estar muito concentrados nas nossas tarefas para materializar isso no resultado”, começou por dizer o treinador à Sporting TV , antes de destacar a importância deste terceiro jogo, que irá voltar a desequilibrar a decisão do título.

“Do outro lado está uma grande equipa, mas temos de conseguir uma vitória na Dragão Arena e vamos à procura disso. Estamos num momento importante do play-off , é o terceiro jogo e podem contar connosco para lutar até ao fim com muita confiança, tranquilidade, foco e união”, atirou Paulo Freitas.

Em cerca de um mês, este será o quarto duelo entre Leões e dragões. O treinador Leonino admitiu a intenção de, ainda assim, “trazer sempre algo de novo para o jogo”, acrescentando. “Acima de tudo queremos trazer o resultado que nos interessa: a vitória”, rematou.