Génios da Táctica - Sporting CP 2010/2011

Creio que ainda não existe a versão 2010/2011 deste tópico. Eu pesquisei e não encontrei nada. Se já houver, apaguem.

Apesar de ainda não termos o plantel fechado (tanto no que toca a entradas, como a saídas), já é possível começar a imaginar os diversos esquemas tácticos que Paulo Sérgio deverá utilizar.

Apesar dos tradicionais 4-4-2 e 4-3-3, que me dizem deste 4-2-1-2-1?

                          Rui Patrício

J. Pereira Carriço N. A. Coelho Evaldo

                   M. Veloso          Pedro Mendes




                            M. Fernandéz

Izmailov Valdéz

                                 Liedson

O Liedson não tem tanto rendimento a jogar sozinho. No entanto, esta táctica foi feita com base no plantel que agora temos disponível. Em princípio, até ao fecho do defeso iremos ainda contratar um ou dois médios, um extremo e um ponta-de-lança, pelo menos.

Um dos problemas da equipa do ano passado era a falta de opções. Neste momento, como alternativas ao onze que fiz, temos:

                                  Tiago

Abel Tonel Torsiglieri Grimi

                   ?? ?? ??          André Santos 




                            Maniche

Vukcevic Pongolle

                                 Saleiro

Neste onze, Pongolle estaria fora do seu “habitat natural”, uma vez que não é extremo. Mas mais grave que isso, até porque Salomão pode ser segunda opção para extremo, é não termos uma dupla no plantel capaz de substituir Miguel Veloso e Pedro Mendes quando necessário. E se o Miguel sair, a necessidade de se contratar outro “6” ainda mais se evidencia.

é ainda muito cedo para grandes análises tácticas… mas já dá para duas de letra. :mrgreen:

acho que o 4-4-2 flat que se tem usado nesta pré-época tem mais a ver com o facto de estarmos sem trincos do que com a vontade de o usar efectivamente ao longo da época.

o 4-1-3-2 será o esquema a adoptar. principalmente pelos avançados que temos. Liedson e Pongolle vão “obrigar” a equipa a jogar assim. a vontade em contratar um outro avançado também nos leva para um esquema deste género. acima de tudo, a dinâmica (ou falta dela) nas transições (ofensivas, mas também defensivas) irá fazer a diferença entre uma época bem sucedida e mais uns meses de frustração colectiva verde.
o plantel está mais forte. mais equilibrado e com mais e melhores soluções. as contratações tiveram critério e apontam para o tal 4-1-3-2 largo e muito móvel nas linhas avançadas. a alternativa será o 4-3-3. quase que aposto.

esta “estória” do interesse num médio-defensivo poderá ter a ver com um empurrão ao André Santos para posições mais avançadas (para “8”?) e com a necessidade de um “6” de características diferentes do Pedro Mendes para a implementação de um 4-1-3-2 mais efectivo. neste sistema a função do “6” é mais destrutiva e menos construtiva, daí… Zapater?
por outro lado, a saída de Veloso parece uma certeza.

a demora em definir algumas saídas do plantel. acredito que tenha mais a ver com o estágio e com a demora nas entradas do que com indefinições nos negócios. Tonel ou Polga, Grimi, Djaló, Veloso e Izmailov (talvez) estarão de saída. só terei saudades do espírito guerreiro e da alma do Tonel e da classe do Veloso (quando quer). dos outros não ficarão grandes memórias.

o regresso dos alas/extremos é uma realidade! :clap: já tinha saudades deste “futebol largo”.

das entradas espero:

  • Evaldo: titular absoluto na esquerda. aquele corredor será dele.
  • Torsi: precisa de tempo. não é para o “11”, já.
  • NAC: dependendo de quem sair (Tonel ou Polga)… é uma aposta minha para o “11”. vai ser titular a curto prazo, “cheira-me”.
  • André Santos: alternativa válida.
  • Maniche: se estiver bem fisicamente, rapidamente esqueceremos traidores.
  • Valdés: titular absoluto. acredito que vá ser muito útil para o crescimento competitivo da equipa… e também para aqueles adeptos que continuam a insistir nas contratações sub-21. é que nem tanto ao mar…
  • Diogo Salomão: a sua permanência dependerá da entrada do tal extremo-esquerdo (drenthe?) e da possível saída de Djaló. a ficar que some minutos e que cresça enquanto jogador. ataca bem, posiciona-se mal. precisa de tempo, tacticamente.

finalmente, Paulo Sérgio. o discurso ambicioso e corajoso está lá. não duvido que a vontade de vencer também…
espero que os resultados apareçam. ele merece e nós, principalmente, também! :great:
uma análise mais pormenorizada aos seus métodos merece ser feita por outros users mais “especializados” na matéria, como o zé carlos, não por mim.

e agora, venham de lá mais uns joguitos para o povo confirmar ou não as ideias com que vai ficando…

ps. neste primeiro post alarguei o âmbito da “análise”, não ficando apenas pela “táctica” pura e crua.
que fique como introdução. a partir daqui o filtro será sempre usado e as minhas observações ficarão apenas pela questão “on-topic”.

A minha equipa seria:

                                   Rui P.

João P. Carriço Nuno André Coelho Evaldo

                       Veloso               Maniche

Izmailov Matias Vukcevic

                                   Liedson

Isto em 4x2x3x1

Se fosse 4x4x2 seria:

                                   Rui P.

João P. Carriço Nuno André Coelho Evaldo

Izmailov Veloso Maniche Valdés

                         Pongolle(Matias)
                                                   Liedson

Ou então 4x3x3:

                                   Rui P.

João P. Carriço Nuno André Coelho Evaldo

Izmailov Maniche Veloso

Djaló Valdés
Liedson

Acho que vai ser algo do genero, agora é esperar pelos reforços!

SL

Com os actuais:

                           R.Patrício ( ::) )

João Pereira Carriço Torssigieri Evaldo
| |
| P.Mendes |
| M.Veloso |
| | V
V Matías V
Vukcevic -> | <-Valdés
| V |
V Liedson V

(Tá giro não está?! :lol:)

Com os reforços que espero que venham: Manelélé;Bogho;1 GR

Trocava o M.Veloso (caso saia pelo M.Fernandes), e Bogho por Liedson :wink:

E o Pedro Mendes não calça? Se o Pedro Mendes não tivesse possibilidades de ser titular do Sporting era muito bom sinal. Era porque teríamos uma equipa hiper fortíssima!

acho que seria mais interessante desenvolver ideias do que efectuar meros exercícios de colocação de nomes em posições… :-\

pelo menos expliquem o porquê dessas opções.

Não sou muito activo por aqui, mas vou dizer umas palavrinhas. Breves.

Independentemente das tácticas utilizadas até agora, e de todos os problemas que a equipa demonstra na execução de qualquer sistema ou modelo, uma coisa me deixa menos apreensivo; O Paulo Sérgio já chegou à conclusão que o sistema que quer para o SCP, o tal 442 não é exequível com os jogadores que tem á disposição. Qualquer treinador que se preze sabe identificar problemas e muda quando tem de mudar. Pelo menos nisso fico descansado, resta saber é se consegue implementar um modelo que faça crescer de certa forma os jogadores que tem à disposição.

E para já é tudo, mas gostaria que o nosso treinador começasse seriamente a pensar em tácticas mais reservadas e que disfarcem melhor as lacunas que a equipa demonstra, e a partir daí trabalhar os jogadores desde já, para quiça num futuro próximo conseguir implementar outro tipo de ideias, mas com o trabalho de base já feito.

Terminada a pré-época, fica-me a sensação de que a melhor táctica é o 4-3-3 (ou, se preferirem, 4-2-1-2-1):

                              Rui Patrício

J. Pereira Carriço N. A. Coelho Evaldo

                  Maniche          Pedro Mendes




                            M. Fernandéz

Vukcevic Valdés

                                 Liedson

Aproveitando a táctica do forista sanduixe, eu também usaria este esquema com o seguinte onze:

                                Tiago

J. Pereira Carriço Polga Evaldo

                  Maniche          Pedro Mendes




                            M. Fernandéz

Vukcevic Valdés

                                 Liedson

Apenas colocaria Tiago na baliza, na minha opinião dá mais segurança que Patrício e em vez do NAC colocaria o Polga.
Na minha opinião até ao momento e apesar de na parte inicial da pré-época Polga e Carriço terem cometido bastantes falhas e no jogo contra o Man.City também terem tido 1 ou 2 lapsos acho que actualmente (com o avançar da mesma pré-época) é a defesa mais consistente que podemos apresentar (isso viu-se, na minha opinião, no jogo contra o Man.City onde estivemos seguros a defender ao contrário dos outros dois jogos). Então se a coisa estiver a correr mal poderemos mudar a qualquer altura, mas para iniciar esta época este era o meu onze.

Já sei que alguns vão dizer, “ah! pões o Polga, tu és maluco e tal” :lol:, mas apesar de ter sido [permitam-me a expressão] papado contra o Celtic no lance do penalti, o facto é que contra o Man.City revelou-se a meu ver acertado, com um ou dois desleixes, mas sem comprometer. Aliás e como eu já referi, foi nesse jogo que estivémos melhor defensivamente. Portanto eu daria a titularidade ao Polga neste início de época e também pelo facto de no que vi hoje do jogo NAC e Torsi não me parecerem totalmente seguros.

Entre Rui Patrício e Tiago que jogue qualquer um, sinceramente. Ambos têm as suas lacunas. Mas realmente, era de valor dar uma oportunidade ao Tiago.

Quanto à questão dos centrais, se não jogarmos com NAC ou Torsi voltamos a um dos mais graves problemas da época passada: as bolas paradas. Cada lance de bola alta vai ser muito mais perigoso.

Mesmo com esses 2… A equipa do SPORTING é baixa em termos de estatura.

adtsilva: ah! pões o Polga, tu és maluco e tal!

Depois desta pré-época, cheguei a conclusão que a nossa equipa deveria jogar da seguinte forma :

4-3-3

Rui Patricio

João Pereira
Carriço
Torsiglieri / Tonel
Evaldo

Pedro Mendes
Maniche
Matias Fernandez

J. Valdes
Vukcevic
Liédson

Mas, para o próximo jogo, e tendo em conta a forma actual dos nossos jogadores, na minha opinião deveriamos jogar assim :

4-4-2

Rui Patricio

João Pereira
Carriço
Tonel
Evaldo

Pedro Mendes
Maniche
Vukcevic
J. Valdés

Saleiro
Yannick Djaló

Para mim, os jogadores deste ultimo onze foram os que mais mostraram na minha opinião. De qualquer forma, estou bastante feliz com o plantel que temos actualmente porque temos varios jogadores de bom nivel para a mesma posição e podemos tambem jogar de 2-3 tacticas diferentes! Algo que não acontecia a varios anos/epocas!

:lol:

É um problema porque nós próprios fazemos dele um problema. Somos muito tenrinhos na marcação em lances de bola parada. Já diziam os meus treinadores: “Até podemos ser mais baixos, mas se encostarmos bem neles e saltarmos com eles nem que seja só para os estorvar, eles não vão conseguir cabecear como deve ser.”.
No Sporting não fazemos isso… O que se via nos lances de bola parada era falhas de marcação a torto e a direito. Concordo que a falta de centímetros é um problema nas bolas paradas, mas na minha opinião não é o principal. O principal é sim a falta de agressividade (no bom sentido) a defender nas bolas paradas. :think:

Tendo em conta que o J. Pereira sobe muito e não é especialmente forte a defender, que o Vukcevic não é propriamente voluntarioso a ajudar o lateral nas tarefas defensivas e que o Maniche não é um médio defensivo, não te preocupa a vulnerabilidade do nosso flanco direito?

O posicionamento do Valdés (mais interior) e o do Vukcevic (mais na linha do João Pereira) é propositado?

Como adepto do Sporting, por enquanto não me preocupa e quando me preocupar não caberá a mim fazer as alterações, mas sim caberá ao Paulo Sérgio (caso ele coloque João Pereira/Vukcevic do mesmo lado e de facto verificar-se essa vulnerabilidade que referiste).
Falando nas questões que me colocaste, embora o João Pereira por vezes suba demais, isso é algo que também cabe ao treinador decidir se tem liberdade para essas subidas ou não. Porque de certeza que se o PS disser ao JP para não subir tanto, acho que o JP subiria muito menos vezes no terreno que aquelas que observamos no decorrer dos jogos. Também não acho que João Pereira seja mau a defender. Quanto a Vukcevic acho que ele este ano está a apoiar muito mais o lateral em termos defensivos do que em qualquer dos outros anos que passou e isso na minha opinião nota-se nos jogos que ele já realizou.
Em relação à parte do Valdés mais interior de facto foi uma falha que me escapou quando copiei a táctica do forista sanduixe. Valdés de facto deveria estar em linha com Evaldo tal como Vukcevic está em relação ao João Pereira.
Cumprimentos. :beer:

PS: Espero que não haja nenhum inconveniente em tratar-te por tu, visto que és uns anitos mais velho do que eu. ;D

… não percebi…

Bem, quanto ao resto… também não percebi muito bem. Se bem li, vens fazer um exercício (já percebi que deriva do lançado por outro forista, não tinha percebido, peço desculpa) de táctica e lançando sugestões para um onze titular. Quando te fazem perguntas sobre o que lançaste, dizes que isso são problemas do Paulo Sérgio. Não percebo a contribuição…

Bem, desculpa lá qualquer coisa! :great:

Se calhar não me expliquei bem em relação ao JP… Se fosse eu o treinador utilizaria este onze e caso houvesse essa tal vulnerabilidade então estudaria as melhores formas para ultrapassar essa tal vulnerabilidade, a começar com instruções individuais ao João Pereira para não subir em demasia no terreno. Tu referes que o João Pereira sobe demais no terreno e eu como à parte disse (tendo em conta o facto de o PS ser realmente o treinador) que se ele sobe demais no terreno, então cabe [na realidade] ao PS decidir se o JP deve continuar a subir no terreno como sobe ou não (se calhar não dei a entender que era um à parte).
Quanto ao Vukcevic acho que percebeste o porque de não achar que por enquanto haja esse tal problema de vulnerabilidade.

Quanto à parte do…:

…não há nada para perceber, foi só a maneira mais adequada para começar a frase que arranjei. :lol:

A falar é que a gente se entende e se não percebeste mais alguma coisa não hesites em pedir mais algum esclarecimento, que eu há minha maneira e quando puder to darei. :beer:

Jogos fora e equipas mais fortes (4x2x3x1):

                               Stoijkovic

J. Pereira Tonel N. A. Coelho Evaldo

                   Zapater                 Pedro Mendes




                            M. Fernandéz

Vukcevicv Valdéz

                                [b] Reforço[/b]

Jogos em casa e equipas mais fracas (4x4x2):

                               Stoijkovic

J. Pereira Tonel N. A. Coelho Evaldo

                              Zapater               



                            M. Fernandéz

Vukcevicv Valdéz

                      Liedson      [b] Reforço[/b]