Futsal Feminino - Época 2021/2022

A redes 99, do LPS é bem interessante, não fosse ela e o resultados passava dos 10.

1 Curtiu

Espero ver finalmente alguma competitividade aqui. Os sinais iniciais são bons

LEOAS APRESENTAM-SE DE GARRAS AFIADAS

Por Sporting CP
04 Set, 2021

FUTSAL

Goleada no Troféu Stromp (7-0)

A equipa feminina de futsal do Sporting Clube de Portugal apresentou-se da melhor forma aos Sócios e adeptos Leoninos vencendo, neste sábado, o CR Leões de Porto Salvo por 7-0 no Troféu Stromp – o primeiro de 2021/2022.

Feita a apresentação individual de todas as jogadoras e elementos da equipa técnica Leoninas, que entraram na quadra com guarda de honra dos escalões femininos de formação da modalidade verde e branca, deu-se início a um dia cheio de Sporting CP no Pavilhão João Rocha.

Com os adeptos de regresso às bancadas cerca de um ano e meio depois e com cinco caras novas no plantel para 2021/2022 - Débora Lavrador, Inês Pombo, Beatriz Santos, Débora Queiroz e Jéssica Martins -, a turma de Alvalade agora orientada por Márcio Marcelino iniciou o encontro com Cristina Fonseca na baliza, a capitã Débora Venâncio (fixo), Inês Lima (ala), Carolina Pedreira (ala) e Débora Lavrador (universal).

De garras afiadas e pontaria certeira, as Leoas abriram o encontro a marcar: Inês Lima perseguiu uma bola até ao fim, chegando a tempo de surpreender as adversárias e assistir Débora Lavrador, que só teve de encostar. Enquanto lá atrás a guardiã Leonina exibia os seus reflexos com duas boas defesas, no ataque a eficácia e o domínio aumentaram com o desenrolar dos minutos. Primeiro, Cristiana Gonçalves finalizou cruzado e em força para o 2-0 e, depois, Ana Alves brilhou ao “sentar” a sua marcadora directa antes de fazer o terceiro das Leoas.

A poucos minutos do intervalo, as recém-chegadas Beatriz Santos e Débora Lavrador também fizeram o gosto ao pé, dando contornos de goleada (5-0) à exibição de qualidade das Leoas no primeiro tempo.

No reatamento, já com Carlota Galvão na baliza, a turma de Alvalade voltou a entrar a marcar, desta feita graças ao bom sentido de oportunidade de Débora Queiroz, de regresso ao Sporting CP em 2021/2022.

Apesar de a toada do jogo se ter mantido e do contínuo cerco Leonino à área do CR Leões de Porto Salvo, a eficácia não seria a mesma no segundo tempo, com Fabiana, guardiã visitante, a somar várias intervenções decisivas. Ainda assim, o jogo não acabaria sem um último festejo verde e branco nas bancadas: Cristiana Gonçalves foi mais forte e bisou, apontando o 7-0 final a um minuto da buzina.

Sporting CP : Carlota Galvão [GR], Beatriz Santos, Jéssica Silva, Sara Tavares, Inês Pombo, Cristiana Gonçalves, Débora Queiroz, Carolina Pedreira, Ana Alves, Débora Lavrador, Jéssica Martins [GR], Cristina Fonseca [GR], Inês Lima, Margarida Silva, Carolina Baptista, Débora Venâncio [C].

MÁRCIO MARCELINO: “ESTAMOS NO BOM CAMINHO”

Por Sporting CP
04 Set, 2021

FUTSAL

Técnico satisfeito com exibição no Troféu Stromp

No final do triunfo das Leoas por 7-0 sobre o CR Leões de Porto Salvo no Troféu Stromp, Márcio Marcelino, treinador Leonino, falou à Sporting TV e mostrou-se muito satisfeito pelo regresso dos adeptos ao Pavilhão João Rocha.

“É espectacular e nós precisávamos disto, só assim o desporto está completo”, realçou antes de elogiar o desempenho da sua equipa, que ao intervalo já vencia por 5-0. “O compromisso e a atitude competitiva que elas tiveram foram assinaláveis. Fomos competentes e fiquei muito satisfeito com o que apresentámos, mas ainda estamos a meio da pré-época e temos coisas a melhorar”, apontou.

“Estamos muito contentes por conquistar o Troféu Stromp e estou certo de que estamos no bom caminho”, sublinhou o novo treinador das Leoas, que quer transportar “esta competitividade” para a época oficial. “Vamos disputar todos os jogos, porque queremos muito estar lá em cima nas decisões”, concluiu.

Também a jogadora Cristiana Gonçalves, que marcou dois golos, comentou a partida, elogiando primeiro o apoio dos adeptos. “Queria agradecer a todos os que se deslocaram ao Pavilhão João Rocha. É muito importante ter este apoio e acho que a equipa correspondeu”, disse, analisando a exibição verde e branca.

“Entrámos bem e depois fomos capazes de gerir [o jogo]. Aplicámos tudo aquilo que temos trabalhado e isso traduziu-se no resultado”, considerou.

“É sempre um gosto marcar golos ao serviço do Sporting CP. Sou Sportinguista, por isso não podia pedir melhor”, atirou ainda Cristiana Gonçalves, antes de projectar 2021/2022: “Este ano estamos mais fortes, o grupo é mais homogéneo e queremos conseguir uma classificação melhor do que a do ano passado”.

Já na época passada era, a par da Ana Alves, das melhores da equipa.

Bons sinais, mas calma. Esta equipa dos Leões é muito fraca. Tão fracos, que nem sabem qual a melhor gr do plantel…

6 Curtiram

Bolinha baixa (que isto aqui é pavilhão)!:* «Ambições redobradas na nova fase das Leoas»

Regresso do nosso dia do futsal, aqui na nossa Tasca do Cherba, numa altura em que as nossas equipas já regressaram para a nova temporada, em que alguns dos nossos leões se preparam para brilhar no Mundial e em que hoje as nossas equipas voltam a jogar, mas hoje maior atenção para as nossas Leoas que disputaram e conquistaram o trofeu Stromp, derrotando por um esmagador 7-0 o CR Leões de Porto Salvo!

Novidades que alimentam o sonho de uma época no topo
Começa tudo com a diferença em relação à época anterior: temos uma estrutura e uma época preparada de forma atempada e com novidades importantes para o que pode vir a ser a temporada, isto porque o ano passado a época foi mal preparada, tudo muito em cima do início da temporada e isso levou a que a equipa demorasse mais tempo para render e pior, levou a que a equipa acabasse a lutar pela manutenção.

Este ano existiu um cuidado e uma preparação, isso levou a que existisse a entrada de elementos para reforçar a estrutura e a equipa, além de uma nova equipa técnica. Ora então temos estrutura, novos técnicos, renovações importantes e entradas de qualidade, isto leva a que as ambições aumentem e que todos possamos acreditar mais com os lugares mais cimeiros da tabela. É necessário ver os primeiros testes e jogos oficiais para tirar mais ilações, mas esta época temos tudo para conseguir dar luta ao nosso rival, que apesar de continuar mais forte, perde duas das melhores jogadoras do mundo ( Fifó e Janice) e mesmo conseguindo jovens com muita qualidade como a Adriana Mendes, vai ter nesta temporada um enorme desafio, isto porque eram muito dependentes daquelas duas jogadoras e esta época Pedro Henriques será obrigado a potenciar jovens como ainda não o conseguiu no Benfica.

Além do eterno rival, temos de falar do Nun’ Álvares que já era uma das equipas mais fortes e que além de manter peças importantes como a Cátia Morgado, ainda se reforça com craques como a Pisko ou a Taninha, depois temos de falar da Quinta dos Lombos, dos Leões de Porto Salvo e ainda do Chaves, do Arneiros, Santa Luzia e do Futsal Feijó, equipas que vão estar na discussão pelos primeiros lugares, equipas mais fortes, que se reforçaram muito bem em teoria e que vão ser adversários muito complicados. Benfica principal favorito e o Nun’ Álvares logo atrás, isto tudo para dizer que as ambições cresceram, que podemos e vamos sonhar com muito mais, mas temos de perceber que apesar das grandes novidades que indiciam uma maior aposta nesta equipa, a ideia continua a ser a vários anos e apesar de não gostar das palavras do nosso diretor, ter achado na altura que demonstravam que não íamos investir para vencer já, José Almeida tem razão (ler aqui) vamos, queremos e podemos lutar pelos quatro primeiros lugares em todas as competições, precisamos de uma época de volta ao topo e à luta dos primeiros lugares e volto a frisar, preferia que o discurso fosse outro e com maior ambição, mas a verdade é que está alinhado com o que viria depois, melhorias em todos os aspetos, mas pés bem assentes no chão e com total noção de que vamos ter mais equipas a ambicionar e a dar tudo para estar nesses primeiros lugares.

Renovações e caras novas
Começamos por quem continua, todas renovações importantes, a começar pela nossa capitã, a Débora Venâncio que vai continuar a liderar dentro e fora da quadra, passando pela Carolina Pedreira que é uma mega diamante, falamos de um dos maiores talentos do futsal nacional, é já uma craque que pode “explodir” cada vez mais, depois temos peças fundamentais que vão continuar como a Inês Lima uma das craques da última temporada na liga, Ana Alves uma pivot de classe internacional ou ainda a nossa guardiã titular, a Cris que vai ser a guarda-redes mais experiente da nossa equipa. Depois ainda temos a continuidade de várias peças, como a Cristiana, a Jéssica, a Sara ou de jovens de muito potencial como a Carlota Galvão ou a Carolina Baptista.

Nas entradas, começamos pela estrutura que eu já tanto falei, que ganhou um novo elemento, falo de Teresa Jordão que é uma pessoa que respira futsal, uma vida a trabalhar com resultados e provas dadas no futsal como treinadora no Golpilheira e que nesta nova temporada vai passar a ser a coordenadora geral do nosso futsal feminino, reforçando assim a estrutura, algo que não acontecia há muito tempo, ela que com esta experiencia e conhecimento todo vai ser uma peça muito importante para o sucesso que tanto desejamos no futsal feminino.

A equipa técnica, tal como falei é aqui que está uma das maiores novidades, saída de Rui Ferreira e dos elementos que o acompanhavam e entrada de Márcio Marcelino, o novo treinador das nossas Leoas regressa a Alvalade, onde esteve em 2015/2016 quando foi adjunto de Pedro Nobre, depois disso seguiram-se quatro temporadas a treinar o Arneiros onde mostrou toda a qualidade como treinador merecendo este passo na sua carreira por mérito e por trabalho bem feito nos Torrienses do Arneiros. Com Márcio Marcelino chegam Hugo Silva e Valer Duarte que vão ser os novos adjuntos, além de Tiago Santos que vai ser o novo treinador de guarda-redes. Equipa técnica que se conhece, com provas dadas, com um treinador principal que conhece a casa, os problemas existentes em relação ao futsal feminino, com qualidade e que nos vai ajudar a voltar aos lugares que queremos.

Por fim, vamos falar e dar a conhecer as caras novas do nosso plantel

Jéssica Martins – Guarda-Redes
Começamos pela baliza, a Jéssica Martins tem 21 anos, começou no GD Ismailitas, depois de 6 anos no Quinta dos Lombos deu o salto para o Benfica onde terminou formação, dai saltou para o Leões de Porto de Salvo e nesta última época esteve e brilhou na Quinta dos Lombos. Chega ao Sporting para discutir a titularidade com a Cris Fonseca e com o torneio de desenvolvimento da UEFA, medalha de ouro nos jogos Olímpicos da Juventude e com mais que provas dadas apesar de ainda ser jovem. Muito potencial, guarda-redes de qualidade, com bom jogo de pés, ágil, móvel, ótimos reflexos e com tudo para dar imensas alegrias na nossa baliza com o Leão rampante ao peito.

Débora Lavrador – Universal
O regresso de uma Leoa, a Débora tinha trocado o Benfica pela nossa equipa em 2017/2018, regressa assim ao seu clube de coração, volta também a trabalhar com o mister Márcio Marcelino com quem trabalhou no Sporting e no Arneiros, equipa para a qual foi quando saiu do Sporting e onde cresceu muito como jogadora. A Débora começou a jogar aos 8 anos nos Leões de Porto Salvo onde esteve durante 11 anos até ir para o Benfica, dois anos depois atravessa a segunda circular e vem para o clube que ama, acaba por ficar 3 anos e depois disso foi uma das muitas jogadoras que saíram na
debandada que tivemos na nossa equipa feminina. Uma época no Arneiros onde marcou 17 golos em 21 jogos, melhorou no aspeto defensivo, subiu de nível e de rendimento, Márcio Marcelino foi fundamental para a Débora subir tanto de rendimento. Mais uma contratação mais que acertada, que chega nesta nova fase com um campeonato, duas taças de Portugal, uma supertaça e uma Taça Nacional na época em que subiu de divisão nos Leões de Portugal.

Inês Pombo – Ala
A Inês é mais uma jogadora que troca o Arneiros pelo Sporting, mais uma jogadora que teve um grande crescimento com o mister Márcio Marcelino. Falamos de uma ala que começou no desporto escolar, que arriscou e fez testes no Benfica onde ficou fazendo assim a sua formação lá, quando chegou a sênior foi uma aposta do Arneiros, equipa onde ficou até esta mudança para a nossa equipa. A Inês é uma ala aguerrida, muito batalhadora, que nunca desista de uma única bola, é uma jogadora que nos garante garra e qualidade, uma ala diferente das nossas outras alas e isso é muito importante
para uma época onde vamos ter de lutar muito. A Inês foi um acerto, que nos dá garantias e que vai ajudar muito a nossa equipa.

Beatriz Santos – Ala
A jovem natural das Caldas é a reforço mais nova, é uma ala que também pode jogar a fixo, mas que tem na técnica e na velocidade os seus pontos fortes, uma jogadora que acrescenta muito no ataque, que dribla muito bem e que nas mãos de Márcio Marcelino pode crescer muito em particular no aspeto defensivo, embora seja já uma jogadora que dá garantias nesse ponto. Uma jogadora que começou no Alvorninha, equipa das suas Caldas da Rainha, depois de vários anos mudou-se para a Batalha onde brilhou no Golpilheira. Falamos de uma jogadora que há três anos fez testes de
captação no Sporting e que mesmo não ficando na equipa ficou sempre debaixo de olho e sabe-se que alguns elementos do Sporting foram seguindo com muita atenção o desenvolvimento e crescimento da Beatriz. Engraçado que a Beatriz se estreou na primeira divisão com 16 anos em pleno João Rocha, numa visita do Golpilheira que terminou com uma vitória nossa por 2-1, ela que era treinada pela agora coordenadora do Sporting, Teresa Jordão. O Sporting conseguiu “ganhar” ao Benfica na luta pela contratação da Bia e muito pela Teresa Jordão, mas a Bia apesar da idade tem muita maturidade dentro e fora da quadra e isso é algo que facilmente podemos ver a cada intervenção da Bia. A mais nova a chegar ao nosso Sporting, é uma jogadora de qualidade, com imenso futuro, uma promessa do nosso futsal que consegue assim cumprir o seu sonho de infância de jogar com a listada verde e branca, além de ser mais uma contratação que dá e vai dar muitas garantias e alegrias a todos nós.

Débora Queiróz – ala
Mais um regresso de uma leoa, a Débora chega para a terceira estadia em Alvalade e pronta para brilhar ainda mais no nosso Sporting. A Débora começou por jogar numa academia do Sporting de futebol de 7, depois aos 13 anos foi obrigada a procurar uma equipa feminina pois já não podia jogar com rapazes, o que viria a acontecer um ano mais tarde, quando depois de muita insistência das amigas a Débora foi jogar para o CRD Miratejo onde esteve até aos seus 17 anos. Na época seguinte o Sporting abriu captações para a primeira equipa de futsal no nosso clube e a Débora arriscou e com o talento que já encantava acabou por ficar sendo capitã da primeira equipa de juniores e já jogando na equipa sênior onde naquela época fomos campeãs distritais. A Débora era um dos maiores talentos do futsal nacional e acabou por receber uma grande oportunidade, quando depois de duas épocas muito boas de verde e branco, acaba por dar o salto para Itália onde esteve no Thienese por duas épocas. Depois de brilha em terras transalpinas, a Débora regressa a casa para a segunda passagem pelo Sporting onde fica até à época passada, quando existiu aquela debandada que nos levou a uma época mal preparada e bem complicada como bem sabemos. A Débora chegou a ter uma lesão no tornozelo, mas a verdade é que mesmo com alguns problemas na equipa, a Débora brilhou no Novasemente, conseguiu 11 golos em 20 jogos e mais importante ainda que isso, conseguiu sempre mostrar a sua qualidade e o seu valor, mostrar que cresceu como jogadora e por isso mesmo chega ainda mais preparada para esta nossa nova fase. Leoa, sente o clube, jogadora de muita qualidade, de nível internacional e claramente jogadora de seleção, mesmo sem nenhuma internacionalização, mas a Débora é um valor mais que seguro, que nos garante experiência, segurança, garra, entrega e uma jogadora de muito talento. Regresso a casa e ainda bem, mais uma entrada que é importante e que acrescenta muito a esta equipa.

Margarida Silva – Ala
A última entrada é alguém que não foi anunciada e que nos apanhou de surpresa quando o Sporting soltou o plantel na antevisão do Trofeu Stromp de hoje. A Margarida é mais um regresso, falamos de uma ala que pode jogar a Pivot de apenas 21 anos. A ribatejana regressa assim ao Sporting duas épocas depois, falamos de uma jogadora que começou no Clube Desportivo “Os Patos” no futsal, depois mudou para o futebol, onde jogou no Sport Clube de Ferreira do Zêzere e depois no CA Ouriense onde foi colega de entre outras, da Joana Marchão. Jogadora que sempre se foi destacando, sempre foi mostrando muito valor, mas depois do Ouriense, voltou para o futsal para jogar na equipa do Lírios do Campo, equipa onde foi campeã distrital e onde eu tive oportunidade de a ver jogar por diversas ocasiões e por isso mesmo não surpreendeu ninguém quando aos 18 anos ela dá o salto para o Sporting, realizando assim o sonho de jogar no Sporting. A Margarida acaba por estar apenas uma época no Sporting e acaba por regressar aqui a terras ribatejanas para representar o CADE. Na última época representou o SC Frielas. É mais um regresso, uma jogadora que acrescenta qualidade, intensidade e técnica, só é muito incompreensível como o Sporting não anuncia a Margarida e foi preciso chegar a esta altura para meio escondido ficarmos a saber da presença da Margarida na nossa equipa, fora isso é mais um bom reforço e mais uma jovem com margem de progressão que nos pode ajudar muito.

Nas saídas tivemos a Madalena Galhardo, uma jovem Guarda-Redes que foi para a Quinta dos Lombos, ainda Catarina Neves e Claúdia Dias. Um destaque mais especial para a Matilde Ferreira uma ala de 21 anos que se retirou do futsal depois do calvário que passou durante muito tempo, um talento que cheguei a falar, que destaquei quando regressou, é com tristeza que vemos a Matilde abandonar assim, esperamos que continue ligada à modalidade porque tem muito para transmitir no futsal.

Para terminar, realmente é uma nova vida, continuam as peças mais importantes, temos entradas que são verdadeiros reforços, um novo treinador com uma ideia que nos pode ajudar muito e pela primeira temos uma abertura no Benfica, que atenção continuam a ser a equipa mais forte e as principais candidatas, mas que com tanta saída pode descer um pouco de nível e é repetitivo, mas não podemos esquecer de outras que apostam e muito esta época, com isso sabemos que o campeonato tem tudo para ser muito mais forte e intenso, mas sempre com certezas que vamos estar na luta e na discussão dos primeiros lugares.

*às quartas (ou talvez não), o Zé Ricardo mostra que está mais atento que o mister Nuno Dias e traz-nos todas as novidades do Futsal

Os Lombos venceram a Académica por 4-2. Quinta dos Lombos vs Sporting às 18:00

2 Curtiram

VISEU 2001 TV | Viseu 2001

Estamos a vencer 2-1 na 2.ª parte

2-2

3-2 para nós

Vitória das Leoas por 2-3.

1 Curtiu

ganhamos o torneio woman cup solidario, mais uma taçinha para o museu

1 Curtiu

já não via o nosso futsal feminino há uns anos.

Só consegui ver 10 min, tava muito fraquinho - mas parabens pela taça.

Bons resultados na pré-época. Estaremos concerteza, melhores.