Futsal- Época 2020/2021

No futsal as regras dos NFL são aberrantes. Deixo 2 exemplos…
Edu joga na seleção Nacional e é NFL.
Rafael Henmi joga na seleção Japonesa e é FL.

“Defender o jogador português”

8 Likes

Aproveitar e ir buscá-lo depois, Tiago Brito.

Eu também não, até porque poucos serão os jogos que poderei ver “in loco”, mas é o que ele merecia.

Claro que merecia, o Miguel Ângelo cuspiu no prato onde comeu durante muitos anos. Mas acho que o devemos respeitar, nem que seja pelo Nuno Dias.

Digamos que foi uma forma engenhosa de não violar o Direito Comunitário, que estipula que não se podem descriminar as pessoas (nomeadamente os cidadãos de outros estados-membros) em função da sua nacionalidade.

Claro é que surgem depois estas particularidades. No exemplo que dás, em minha opinião, o problema está no Edu e não no Henmi.

No Andebol, por exemplo o campeonato romeno introduz regras também limitativas aos atletas estrangeiros, sendo que podes ter X atletas de outras nacionalidades desde que representem as respetivas seleções nacionais e podes ter outros Y atletas (em menor número) que não cumpram esse critério.

Só mesmo por ele.

Como já disse anteriormente, vou esperar para ver as acrobacias que ele faz e diz quando for apresentado com a nossa camisola.

Quando for apresentado com a nossa camisola é mais um dia triste para o Sporting!
Enfim, quando não nos damos ao respeito…

1 Like

Bolinha baixa (que isto aqui é pavilhão)!:* «Muita luta e poucos golos»

Masculino
O Sporting, foi até Belém enfrentar o Belenenses – que estava pressionado a vencer para evitar a despromoção – e vencemos por 4-1, neste jogo a contar para a 28ª jornada. Um jogo em que o Sporting foi melhor, deu para ver mais de alguns jogadores e em que o guardião dos azuis, o João Amaral, acabou por impedir que a nossa vitória fosse por números mais expressivos.

Desde cedo, que ficou evidente o que seria o rumo do jogo, muita posse e muito Sporting, com o Belenenses a tentar segurar o mais possível e com o João Amaral a começar a mostrar serviço desde cedo na partida. Os primeiros minutos, foram logo do Sporting, muitos remates, muitos deles perigos e vários a serem defendidos pelo João Amaral. O primeiro golo surge ao sétimo minuto, jogada e assistência do Diogo Santos para o Pauleta, que voltou a marcar, segundo jogo consecutivo a marcar, ele que tinha andado uns jogos a render menos, mas que já está a regressar à melhor forma. Jogo de posse, como eu falei, mais oportunidades para vários jogadores, como o Bernardo Paçó que se mostrou muito bem, ele que não era titular desde a 7ª jornada, quando vencemos o Futsal Azeméis no Pavilhão João Rocha por 8-1. O Bernardo foi chamado a intervir várias vezes e foi sempre mostrando que estava atento e conseguiu mesmo algumas boas defesas, aproveitando a oportunidade.

Muita posse, inúmeras oportunidades para marcarmos e o Belenenses a defender, mas nas poucas vezes que chegavam na nossa baliza, conseguiam criar perigo. Ainda antes do intervalo, o nosso segundo golo, Taynan muito bem, com uma boa jogada a servir o Mamadu que precisava muito deste golo. Mamadu marcou, mas esteve em destaque neste golo, fintou dois jogadores e mostrou um pouco da técnica que lhe é reconhecida. Dois a zero ao intervalo, mais bola e mais oportunidades para nós, resultado justo mesmo que escasso. No sego tempo as coisas não mudaram, mais Sporting, mais posse e mais uma vez o João Amaral em grande. Fomos conseguindo controlar, muita rotação, vimos mais do Diogo Santos que mostrou mais pormenores, é mais um jovem jogador de qualidade e que tem crescido muito com Nuno Dias.

Mesmo com o Sporting melhor, é o Belenenses que acaba por marcar, um canto para a equipa da casa e o Telmo Sousa a fazer o golo. Animava assim o jogo, pois logo de seguida o Belenenses tem uma nova oportunidade, mas não conseguiram marcar e acaba por ser o Tomás Paçó a dar uma maior tranquilidade ao jogo. Canto e golo do Tomás, mais uma bola parada e mais uma jogada do nosso laboratório a funcionar. Seguiram-se mais oportunidades, mais bolas nos ferros, mais defesas do João Amaral e mais Sporting. Até ao final, várias oportunidades e mais um golo, desta vez o Hugo Neves a marcar, tal como o Mamadu um golo importante. Vitória, jogo tranquilo, muita rotação e por isso nem sempre o ritmo tão elevado que por norma caracteriza o nosso jogo, mas muitas oportunidades. Foram 79 remates, dos quais 40 enquadrados, aqui se percebe bem o jogo que fizemos, acabámos por pecar na finalização e também se percebe como o João Amaral fez um grande jogo. Destaque para os miúdos que voltaram a mostrar muito, desde os irmãos Paçó, ao Diogo, ao Mamadu, até ao Hugo Neves, marcaram golos importantes, mostraram mais pormenores de muita qualidade e ganharam ainda mais confiança para o que está para ver.

Continuamos na liderança e o Belenenses acabou por descer de divisão, mesmo antes da pausa para as seleções. Os nossos Leões regressam no próximo dia 17, para o duelo com o Caxinas no Pavilhão João Rocha.


Futsal

FASE FINAL DA CHAMPIONS DE FUTSAL VOLTA A MUDAR DE PALCO

Leões rumam agora a Zadar, também na Croácia, para os quartos de final da prova

Maria Pinto Jorge

Texto

8 de Abril 2021, 12:13

A UEFA, dois meses após anunciar mudança da fase final da Champions League de Futsal para Zagreb (Croácia) voltou, esta quarta-feira, a mudá-la de local. Neste momento, os jogos mais importantes da competição irão realizar-se em Zadar, também em solo croata. Relembramos que, inicialmente, a prova seria disputada em Minsk, na Bielorrússia.

Desta vez, o motivo da alteração de planos debate-se com o facto de as autoridades de saúde croatas terem pedido a utilização da Arena Zagreb – que seria o palco dos sete jogos desde os quartos de final até à consagração do novo campeão europeu. Agora, as decisões serão tomadas na Kresimir Cosic Arena.

Sporting entra pela primeira vez na quadra de Zadar para os quartos de final dia 29 de abril, frente aos russos do KPRF. Em caso de vitória, os leões podem defrontar, nas ‘meias’, o Inter Movistar (Espanha) ou o Ugra (Rússia). Por sua vez, as meias-finais jogam-se a 1 de maio, enquanto a final está agendada para dia 3 do mesmo mês.