Futsal - Época 2019/2020

Jogador do Sporting troca treinos pela confeção de máscaras para ajudar contra coronavírus

Erick Mendonça explica projeto que já está em marcha

O jogador do Sporting, Erick Mendonça, trocou, por estes dias, os treinos de futsal pela confeção de máscaras de proteção no combate à pandemia provocada pela covid-19, que já infetou perto de 450 mil pessoas em todo o mundo.

Decretado o estado de emergência em Portugal e suspensa a competição, o fixo dos leões não se limitou a cumprir quarentena em casa, enquanto faz o seu “treino físico para manter a forma”, e resolveu assumir um papel pró-ativo no combate ao novo coronavírus, juntando-se a um projeto de produção de máscaras.

“A ideia da produção de máscaras em impressora 3D foi de um amigo. Falei com ele e, como tenho um tio que tem uma máquina, decidi juntar-me para ajudar. Desde então, temos estado em contacto e a produzir máscaras”, começa por explicar à agência Lusa.

Depois de se familiarizar com todo o processo de confeção com acetato, espuma e elásticos, entre outros materiais, o internacional português mobilizou grande parte da família Mendonça para contribuir na produção de máscaras e integrar o núcleo de Cascais de uma iniciativa que, segundo revela, já se estendeu a várias zonas do país.

“Isto começou a ser feito em Almada, pelo meu amigo Nuno Mateus e um amigo dele, mas tomou outras proporções e já há pessoas de todo o país a ajudar, porque há falta de material em todo o lado. No meu caso, estou num grupo na zona de Cascais”, refere o jogador, de 24 anos.

Com a função de coordenar e “alinhar as tropas da sua equipa”, que conta com o contributo de cerca de 20 familiares, 10 dos quais com um papel mais efetivo, Erick Mendonça conseguiu reunir verba suficiente para comprar mais uma máquina 3D, que pode custar entre os 200 euros e 600 euros, e poder aumentar assim a produção, que atualmente é de 10 máscaras ao dia.

“Como a procura é grande e há falta de material, juntámo-nos todos e comprámos mais uma máquina, que ainda não chegou, para serem duas a produzir numa só família. A produção de máscaras em 3D demora algum tempo e, como estamos a trabalhar nisto não há muito, precisávamos de três horas para fazer uma unidade, mas já conseguimos reduzir para duas horas e meia”, detalha.

Depois de impressas em casa do tio, as viseiras seguem para a linha de montagem distribuída pelas várias casas da família do jogador, de onde saiu a primeira remessa para uma unidade de saúde do Feijó e de onde sairá a próxima para a Linha de Cascais.

A motivação, essa, para aderir a este projeto surgiu, de acordo com o campeão europeu pelo Sporting, “de duas razões muito simples.”

“Temos de pensar no esforço que estes profissionais de saúde fazem e ajudar. Eles são heróis e é assim que devem ser vistos. Abdicam de estar com os familiares para cuidar de doentes. Depois foi a revolta por não poder fazer nada fisicamente. Tenho familiares que estão no grupo de risco e eu, como não podia ajudar de outra maneira, assim que percebi que era viável colaborar na produção de máscaras, não pensei duas vezes”, esclarece.

Apesar da iniciativa solidária, numa altura em que já começa a sentir “muitas saudades de competir”, o atleta leonino considera não estar a fazer mais que a sua obrigação.

“Estou a fazer os mínimos para ajudar quem nos ajuda. Não acho que isto seja um ato heroico, tão pouco tive a ideia, só sou parte integrante do projeto, mas sinto-me bem e com a plena consciência que isto é o que deve ser feito. Tenho a consciência tranquila por estar a ajudar”, finaliza Erick Mendonça.

Record

1 Like

LEÃO SOLIDÁRIO

Por Sporting CP
26 Mar, 2020

FUTSAL

Erick Mendonça tem produzido máscaras para ajudar profissionais de saúde

Em tempos de isolamento e quarentena devido à pandemia de COVID-19, Erick Mendonça, jogador da equipa sénior de futsal do Sporting Clube de Portugal, tem-se revelado bastante solidário. O atleta faz parte de um projecto que tem produzido máscaras de protecção que têm como destino unidades hospitalares em Portugal. Em entrevista à Sporting TV , o internacional português explicou o projecto.

“Foi uma ideia que não partiu de mim. Sou apenas parte integrante de um projecto que começou através de um amigo do Nuno Mateus, que é o pai da criança que tem o mesmo problema que eu e que foi ver um dos nossos jogos. Foi assim que surgiu esta iniciativa e eu juntei-me. Ele ligou-me um dia a perguntar como é que eu estava e o tema surgiu na conversa. O meu tio tem uma impressora 3D e toda a família juntou-se na produção”, começou por dizer, acrescentando ainda uma descrição das máscaras.

“A máscara é feita de plástico. A impressora faz tudo, depois é colocada uma espuma para não magoar o rosto e um elástico para a segurar à cabeça. É ainda acrescentada uma viseira de acetato para proteger os profissionais de saúde”, referiu.

Revelando que o projecto “já tomou proporções enormes” e que “Portugal inteiro já enviou mensagens”, Erick Mendonça garantiu estar “feliz por poder ajudar”. “Não sei quantas máscaras já foram produzidas, mas estamos a unir esforços para conseguir o maior número possível. (…) A ideia é ajudar o maior número de profissionais de saúde possível. Há hospitais que receberam as máscaras inicialmente para experimentar, gostaram muito e pediram mais”, contou ainda.

Por fim, o Leão elogiou os profissionais de saúde. “É fundamental ajudarmos quem nos ajuda. Se pudermos fazer alguma coisa, mesmo que não seja muito, porque não? (…) É muito gratificante [ajudar], mas não estamos a fazer nada por aí além. Estamos em casa e temos os profissionais de saúde a trabalhar para nós. Não é mais do que a nossa obrigação”, considerou.

Os interessados em ajudar o projecto devem contactar Erick Mendonça através do seu perfil no Instagram .


Futsal

QUATRO PÓDIOS NO FUTSAL AWARDS

Sporting CP e Nuno Dias terminaram em segundo

Rodrigo Soares Fernandes

Texto

26 de Março 2020, 14:25

Foram hoje revelados os vencedores dos Futsal Awards referentes a 2019. O Sporting Clube de Portugal conquistou vários pódios.

O Clube terminou no segundo posto da classificação, repetindo o lugar de 2018, sendo o terceiro pódio consecutivo dos leões. O Sporting CP terminou a 145 pontos do Barcelona, clube que venceu o prémio.

Também Nuno Dias terminou no segundo posto. O treinador do Sporting CP estava nomeado pela quinta vez, tendo terminado em terceiro o ano passado. Este ano conseguiu a subida ao lugar intermédio do pódio, ficando a 87 pontos de Andreu Álvarez, treinador da mesma equipa espanhola.

Na luta por melhor jogador do mundo, Merlim terminou em terceiro, enquanto Taynan foi sexto. O vencedor foi Ferrão, do Barcelona. Entre os guarda-redes, Guitta terminou em terceiro, a apenas 38 pontos do vencedor, o já habitual Higuita. Nos melhores jovens, Hugo Neves foi sétimo, com o vencedor a ser o brasileiro Leozinho.

Leonino

LOL

Jorge Braz melhor selecionador do mundo? Os outros são assim tão maus??

1 Like

Campeões da Europa e nem um único primeiro lugar… quinas de ouro, és tu???

E a equipa que limpa tudo nem à final chegou…

Mas realmente, quando o Jorge Braz é eleito o melhor do mundo, estão apresentados!

RESULTADOS DOS FUTSALPLANET AWARDS 2019

Por Sporting CP
26 Mar, 2020

FUTSAL

Dois segundos lugares para os Leões

A equipa de futsal do Sporting Clube de Portugal contou com dois segundos lugares nos Futsalplanet Awards 2019, prestigiados galardões da modalidade.

O Sporting CP ficou na segunda posição na categoria de Melhor Clube do Mundo, apenas atrás do FC Barcelona. Nuno Dias, técnico verde e branco, também ficou no segundo lugar do pódio na categoria de Melhor Treinador de Clube do Mundo. Andreu Plaza, novamente do FC Barcelona, foi o vencedor.

Guitta foi terceiro na categoria de Melhor Guarda-redes do Mundo (Higuita, do AFC Kairat, venceu) e Hugo Neves foi sétimo na categoria de Melhor Jovem Jogador do Mundo (Leozinho, do Magnus Futsal, triunfou).

Por fim, na categoria de Melhor Jogador do Mundo, Alex Merlim foi terceiro e Taynan foi sexto. O vencedor foi Ferrão, do FC Barcelona.

Encontrei isto pelo twitter. Alguém sabe a veracidade da info?

Chaguinha ? Qual era a lógica de ir buscar o chaguinha? Ainda por cima NFL …

Alguém que não tinha nada que fazer e decidiu ter 5 minutos de protagonismo.

Claro que é verdade! Nota-se a léguas…

Obviamente não é verdade, nunca o jogador foi sequer abordado.

O único jogador que até compreendia que o Sporting fosse buscar era o Hemni a contar como FL.

Mas tinha de ser o Hemni da época passada.

Neste momento, não queria qualquer outro jogador do Benfica.

Chaguinha foi um excelente jogador mas desapareceu após a lesão grave que teve.

Robinho e Fernandinho são incógnitas. Aliás, considero que até já estão em queda.

O Sporting, ao longo da história nesta secção, nunca teve necessidade de ir buscar jogadores aos lampiões. Não me importo que assim continuemos.

1 Like

Eles não têm nada… Nem um de jeito.

Os melhores jogadores deles sao os arbitros, e assim que ganham competições ,sem arbitros nao ganham nada

3 Likes

O ano passado foi mais um titulo de campeão Nacional oferecido pela arbitragem…aquela expulsão de 3 jogos tirou o campeonato ao Sporting!

1 Like

Completamente.

André Coelho seria um grande reforço.
Bruno Coelho, apesar de tudo, também seria um grande reforço.
Tiago Brito poderia desempenhar um papel semelhante ao que o Pedro Cary tinha.
Henmi, sendo formado localmente, tendo em conta o seu perfil, seria um upgrade ao Deo, que se diga já de partida que não é nada difícil.
André Sousa, André Correia, Fábio Cecílio, Miguel Ângelo e Afonso Jesus não queria cá.
Célio Coque escolheu o seu próprio caminho, por isso não o coloco aqui.
Dos não formados localmente, dispenso todos.

1 Like