Franco admite vender um jogador

Filipe Soares Franco admitiu ontem, no Conselho Leonino, a necessidade de, em situação-limite, vender um activo desportivo no final da temporada, por forma a realizar um encaixe total na ordem dos 10 milhões de euros. É que, apesar da alienação do património não desportivo, o clube terá ainda de fazer face a um passivo superior a 200 milhões de euros (além da subida das taxas de juro ou desinvestimento no ramo imobiliário), razões pelas quais, malgrado a vontade em manter os melhores talentos existentes na formação principal, é possível que um atleta possa deixar Alvalade no Verão.
No entanto, este acabaria por ser o extremo máximo para angariar o montante, encontrando-se os responsáveis a estudar variadas hipóteses de realizar dinheiro sem tocar na equipa de futebol. Uma delas poderá passar pela venda de parte da participação do clube na SAD – a passagem da Academia para a sociedade, tornando-a bem mais apetecível para accionistas e investidores, é uma prova do esforço desenvolvido. Além disso, existem ainda verbas resultantes da alienação dos terrenos onde se situava o antigo estádio.

:twisted: :twisted: :twisted: :twisted: :twisted: :twisted:

eh,eh,eh… estamos a saque…

gosto sobretudo do ‘a passagem da Academia para a sociedade, tornando-a bem mais apetecível para accionistas e investidores, é uma prova do esforço desenvolvido’, e porque nao construir la um complexo residencial de luxo, espaco verde nao falta…

"Oh Francisco, Vem cá abaixo ver isto … "

:twisted: :twisted:

E depois ainda há-de vir a desculpa do: “O jogador tem uma proposta irrecusável para ele e, como é óbvio, não podemos manter cá o jogador contra a sua vontade”

:twisted: :twisted: Já vai preparando o pessoal :twisted:

Embora tenham feito algumas coisas que aprecio, foi por isto que não fui na carneirada e não votei nesta direcção. Já sabia o que ia acontecer, só estava à espera de um pouco mais de decoro. Mas enfim, em democracia vence sempre quem consegue iludir a carneirada com paraísos na terra, sempre foi assim :frowning: .

Enfim, já que ontem perdeu, espero que o Sporting ganhe no Domingo.

Saudações leoninas

a necessidade de, [size=18px]em situação-limite[/size], vender um activo desportivo no final da temporada, por forma a realizar um encaixe total na ordem dos 10 milhões de euros

Todos sabemos ler, não?
O homem disse o que todos os clubes dizem, olha que novidade “quando estivermos á rasca temos de vender!”. Acho que é entendível.

No comments… :roll: :arrow:

a necessidade de, [size=18px]em situação-limite[/size], vender um activo desportivo no final da temporada, por forma a realizar um encaixe total na ordem dos 10 milhões de euros

Todos sabemos ler, não?
O homem disse o que todos os clubes dizem, olha que novidade “quando estivermos á rasca temos de vender!”. Acho que é entendível.

Todos sabemos que se fôr mesmo preciso, em situações limites, ou propostas completamente irrecusáveis que só podem beneficiar o clube é compreensivel.

O que não se compreende, é ele num dia dizer que ninguem sai, estamos todos blindados, que com vendas de património não se vendem jogadores, e mal acaba de vender o patrimóniol, já se admite vendas de jogadores e até se sabem valores que se pretendem.

Majestade eu não sou dos que o apoia nem defende … sou um neutro, mas o que é certo é que ele falta á palavra, ou a contorna demasiadas vezes.

Diz-me sinceramente o que achas que vai acontecer no final da época ?

Eu digo o que acho, acho que no final da época, pelo menos um jogador vai sair, porque de 200M€ de passivo, apenas abatemos 50M€ e continuamos em situação limite. Acho que o jogador que sair vai ser por volta dos 10 M€ e que provavelmente vai ser uma má venda, pois estaremos á porta de mais um Campeonato Europeu que inflacionaria esse mesmo jogador que se vai vender.

Quem diz ontem que não se vende ninguem, porque se vende o património, e no dia seguinte, diz que admite vender um em situação limite, e até já aponta valores para a venda …

Eu desconfio, percebo os que não, e percebo os que atacam! Ele não se está a proteger. Ele parece procurar estes conflitos e estes problemas.

Daqui a 10 anos estamos a jogar no estádio nacional e para não descer.

+ =

As “qualidades” do actual presidente do Sporting já não me motivam nenhum comentário, fi-los na altura própria.

Em relação a este tema especifico, venda de jogadores, acreditou ou acredita na possibilidade de não vender quem quer. Eu acho que é muito dificil, para não dizer impossivel, um clube que tem mais de 200 milhões de euros de passivo e que só com recurso a receitas extraordinarias consegue equilibrar os exercicios anuais, pensar em manter todos os jogadores.

O Porto não o consegue, e tem menos passivo e mais receitas “normais”, apesar da factura pesada que paga nos gastos com o pessoal… ou por isso mesmo.

Nada disto é novidade, as atitudes de quem dirige também eram conhecidas, portanto siga a musica.

PS. Como sempre refiro, seria preferivel vender 2 jogadores e não vender o Alvaláxia, mas como é óbvio sem este as outras estruturas também não eram vendidas… :roll:

O que falta dizer aqui é tenhamos ou não votado no gajo, estamos todos a “mamar” com ele.
Todos, sem excepção!
E esta?

O que falta dizer aqui é tenhamos ou não votado no gajo, estamos todos a "mamar" com ele. Todos, sem excepção! E esta?

Subscrevo plenamente…nós sócios temos de estar atentos!!!

Nani? Itália?..

A ex(empresária) já o disse…

O discurso que não se venderiam as ‘pérolas’ do SCP sempre foi uma grande tanga e aos poucos vão surgindo ‘razões’ para que isso não aconteça.
A verdade é que o SCP ou qualquer outro clube não conseguem segurar os jogadores se estes não quiserem ficar. Mais cedo ou mais tarde eles acabam por se ir embora, por isso é melhor que seja cedo de forma a que o clube consiga receber alguma contrapartida.
Por isso sempre achei esta opção de vender o património ao invés dos jogadores, uma grande estupidez, para não ir mais longe e fazer acusações que não posso provar.
O que posso dizer, apesar de também não poder provar, é que num futuro próximo, não teremos património e os bons jogadores que o SCP formar ou contratar, continuarão a sair do nosso clube.

O discurso que não se venderiam as 'pérolas' do SCP sempre foi uma grande tanga e aos poucos vão surgindo 'razões' para que isso não aconteça. A verdade é que o SCP ou qualquer outro clube não conseguem segurar os jogadores se estes não quiserem ficar. Mais cedo ou mais tarde eles acabam por se ir embora, por isso é melhor que seja cedo de forma a que o clube consiga receber alguma contrapartida. Por isso sempre achei esta opção de vender o património ao invés dos jogadores, uma grande estupidez, para não ir mais longe e fazer acusações que não posso provar. O que posso dizer, apesar de também não poder provar, é que num futuro próximo, não teremos património e os bons jogadores que o SCP formar ou contratar, continuarão a sair do nosso clube.

Eu sem ter conhecimento de fundo sobre a rentabilidade do património que acabou de ser vendido, não posso fazer uma avaliação concreta se a sua venda é boa ou não.
Aliás não consigo é fazer uma avaliação de a sua construção foi bem planeada ou não.

A Pergunta que eu ainda não vi respondida é: Quanto custaram ao Sporting estes imóveis, e assim qual o lucro / prejuizo que advem desta venda neste momento ?

Concordo que nenhum clube no mundo se pode dar ao luxo de não vender se boas propostas aparecerem. O que se tem de fazer é colmatar as saidas com gente do mesmo nivel, ou ainda melhor.

Não colocando em duvida que a equipa tecnica ou quem escolhe novos jogadores para o Sporting, possam ou não conseguir colmatar a saida de um jogador no futuro, o que me chateia são as promessas e as entrevistas “À Simão” que dizem uma coisa e fazem outra!

Se ele aparece logo a dizer isto que acabou de dizer, e se não mencionasse valores que me fazem supor que o negocio já está feito, eu diria … é uma pessoa sensata e que sabe onde está!
Agora apenas me leva a dizer, não sabe onde se meteu, não sabe o que está a fazer, e anda completamente aos papeis.

Não consigo meter as mãos no fogo, para uma entrevista amanhã, em que diga que metade da equipa vai ser vendida para colmatar os restantes milhões que faltam, e que nos proximos 10 anos vamos andar a competir apenas com produtos da academia.

Ou no plano inverso, não me admiro nada que faça um investimento mostruoso em jogadores para a proxima epoca, hipotecando completamente o futuro do nosso clube no que toca a finanças!

Alguem consegue traçar um perfil deste Homem ? Um perfil Coerente ?

a necessidade de, [size=18px]em situação-limite[/size], vender um activo desportivo no final da temporada, por forma a realizar um encaixe total na ordem dos 10 milhões de euros

Todos sabemos ler, não?
O homem disse o que todos os clubes dizem, olha que novidade “quando estivermos á rasca temos de vender!”. Acho que é entendível.

Quais “todos os clubes”? A verdade é que é uma situação obvia. Mas quem tem necessidade de a dizer é porque está a preparar-se para fazer isso mesmo. :roll:

No mínimo denota uma grande falta de confiança no seu próprio projecto. :arrow:

Ainda há uns tempos atrás disse completamente o oposto, se sair um Bueno ou J.Alves é bom! Mas mesmo assim devia ter falado com as palavras certas! :?

A verdade é que é uma situação obvia. Mas quem tem necessidade de a dizer é porque está a preparar-se para fazer isso mesmo. :roll:
Como é evidente. Isto não é meramente hipotético, pelo contrário, Pipinho já começou a inverter o discurso logo a seguir às eleições, e anda para aí há dois meses a preparar este golpe, começando por dizer que em Dezembro não saía ninguém (como se fosse admissível outra coisa face às promessas que fez).

E é também de notar a grande visão negocial de, a oito meses de distância, anunciar ao mercado a futura necessidade de vender, avançando um valor francamente abaixo das cláusulas dos jogadores mais apetecíveis.

Está-se mesmo a ver que os interessados, sabedores pela boca do presidente de que o Sporting precisa desesperadamente de 10, vão aparecer em Alvalade a oferecer 20…

A Pergunta que eu ainda não vi respondida é: Quanto custaram ao Sporting estes imóveis, e assim qual o lucro / prejuizo que advem desta venda neste momento ?

Não será assim tão simples, porque o Sporting não gastou aquilo que se suponha eles fossem custar.

O prejuizo que o clube teve foi aparentemente “arrastar” um peso financeiro importante durante estes mais ou menos 3 anos sem obter daí rendimentos.

Mas respondendo à tua pergunta, acho que não me engano se apontar para os 35 milhões o valor que o Sporting pagaria no final pelos 4 edificios.

À pergunta se não teria sido melhor ficar com os terrenos e vende-los quando necessário não sei dar resposta, mas assim de repente, tomando em consideração os sacrificios que foram feitos para a sua construção e que tiveram influencia directa no investimento (na falta dele) da equipa de futebol, presumo que o “ganho” de 15 milhões servirá para equilibrar a balança.

Isto remete-nos para uma outra realidade que ainda não vi discutida, que é o facto de antes se criticar Sousa Cintra por usar patrimonio (terrenos) do clube para pagar contas, coisa que será feita agora por quem o criticava.

O profissionalismo, as SAD’s, os Directores disto e daquilo é tudo muito bonito no papel, mas chegados a este ponto devo dizer que as diferenças entre os dois “mundos” não são assim tantas quanto às vezes se pensa.