Fotografia

Ora bem, de certeza que devem haver por aqui alguns ou algumas aficcionados/as por fotografia.

Venho aqui fazer um pouco de publicidade ao que é meu :lol:

Se quiserem visitar e comentar aqui ou na própria página:

www.masbath.pt.vu

Sou apenas um aspirante a amador lol
e a máquina é apenas uma Canon Powershot A300.

Está muito giro.

Também tenho um site, mas estou a começar de novo e por isso tirei muitas fotos antigas.

http://community.webshots.com/user/josealbertofunchal

Tenho uma Canon Powershot G5.

Para não abrir um novo tópico só com uma dúvida, pergunto mesmo aqui:

Alguém sabe onde encontrar aquelas máquinas automáticas de fotos tipo passe? Na zona de Lx/Almada? Tinha ideia de que havia algumas em várias estações do metro mas não tenho a certeza. Obrigado e perdoem-me o desenterro.

No metro do Campo Grande, se ainda não a tiraram, há uma na saída para o lado do Estádio.

Na estação de Metro do Colégio Militar tens uma, perto da saída para os autocarros.

Mas ficas melhor servido e pagas mais barato se fores a uma loja de fotografias e pedires para te tirarem.

Se fores por exemplo à Foto Sport, cuidado, porque por defeito eles fazem fotos 4030, e podes estar interessado em 4535, que era a dimensão mais comum há uns anos.

Quem tiver mais alguma coisa a acrescentar que o faça, depois faço mesmo um tópico novo sobre fotos tipo passe se o número de mensagens o justificar.

Obrigado Angel. :great: Curiosamente eu preciso de tirar fotos para a matrícula universitária… E a estação do metro que dá acesso à ESCS é a estação do Colégio Militar. :slight_smile: Vou ter em conta as lojas de fotografias, também.

Bem, volto a desenterrar este tópico, agora devido a uma peça jornalística da SIC Notícias. Nela são relembradas as fotos vencedoras da World Press Photo da última década, com um excelente texto do Reinaldo Serrano.

Coloco aqui, então, as fotos premiadas, com a respectiva descrição presente no site da WPP:

2001 - Campo de refugiados, em Jalozai, Paquistão, Junho de 2001. O corpo de um refugiado afegão é preparado para o seu enterro.

Tirada pelo dinamarquês Erik Refner. O fotojornalista, na altura um mero estudante, decidiu prestar as condolências ao pai da criança e foi-lhe permitido que tirasse fotos do momento em que ela é preparada para o funeral.

[hr]

2002 - Qazvin, Irão, Junho de 2002.

[i]Tirada pelo arménio Eric Grigorian.
Um rapaz segura as calças do seu pai, enquanto espera, circundando por soldados e aldeões, ao lado da sepultura onde ele irá ser enterrado. O terramoto, que atingiu 6.0 na escala de Richter, abalou a região a 23 de Junho. Dezenas de vilas foram destruídas e centenas de pessoas foram mortas.

[hr]

2003 - Iraque, Março de 2003.

Tirada pelo francês Jean-Marc Bouju.
Um homem iraquiano consola o seu filho de 4 anos, em pleno campo de prisioneiros, na base da 101ª Divisão Aerotransportada, perto de An Najaf. O menino ficou aterrado, quando viu o seu pai ser encapuçado e algemado. Um soldado, posteriormente, retirou as algemas ao pai, para que este pudesse reconfortar o seu filho. O saco foi aplicado por ser mais fácil de aplicar em relação a uma venda. O militar acrescentou que este tipo de cobertura desorientava os prisioneiros e protegia as suas identidades.
Não se sabe o que aconteceu tanto ao pai como ao filho.

[hr]2004 - Tamil Nadu, Índia, Dezembro de 2004.

Tirada pelo indiano Arko Datta.
Uma mulher chora um familiar morto pelo tsunami. A 26 de Dezembro, um sismo de magnitude 9.3 originou um maremoto que varreu a costa de Sumatra, na Indonésia, bem como a de outros 9 países asiáticos, e ainda as nações africanas da Somália e Tanzânia. O sismo foi tão forte que alterou a inclinação axial em 2.5 cm. Mais de 200 mil pessoas morreram ou desapareceram, e milhões ficaram desalojadas no desastre natural mais catastrófico de que há memória. Na Índia, a comunidade piscatória de Tamil Nadu, foi uma das mais severamente atingidas.

[hr]

2005 - Tahoua, Níger, 2005

Foto tirada pelo canadiano Finbarr O’Reilly.
Os dedos da criança mal nutrida Alassa Galisou tocam nos lábios da sua mãe, Fatou Ousseini, num centro de emergência alimentar. Numa das piores secas dos últimos tempos, adicionada a uma imensa praga de mosquitos que destruiu as colheitas do ano transacto, milhares de pessoas ficaram sem o que comer. Grandes chuvas prometiam uma boa colheita em 2005, mas a ajuda internacional demorou a chegar. Várias acusações foram lançadas contra a ONU, governos ocidentais, organizações não governamentais e contra os próprios governadores do Níger, por não terem respondido a uma crise desta magnitude.

[hr]

2006 - Beirut, Líbano, Agosto de 2006

Foto tirada pelo americano Spencer Platt.
Jovens libaneses conduzem por uma rua no bairro Haret Hreik, bombardeado. Durante cerca de 5 semanas, Israel atingiu essa parte de Beirut, numa campanha militar contra o Hezbollah. Assim que o cessar fogo chegou a 14 de Agosto, dezenas de libaneses voltaram às suas casas. De acordo com o governo do Líbano, 15 mil casas e 900 centros de comércio foram atingidos.

[hr]

2007 - Vale Korengal, Afeganistão, Junho de 2007

Foto tirada pelo britânico Tim Hetherington.
Um soldado do 2º pelotão, Companhia Battle do 2º Batalhão da 503ª divisão de infantaria dos EUA, protege-se no bunker, ao fim do dia. O Vale Korengal foi o epicentro da guerra americana contra o Islão, no Afeganistão, bem como o cenário de alguns dos combates mais mortíferos na região.

[hr]

2008 - Cleveland, EUA, Março de 2008

Foto tirada pelo americano Anthony Suau.
O detective Robert Kole, da esquadra de Cuyahoga, entra numa casa abandonada, depois dos ocupantes não terem pago a hipoteca. O policia precisa de confirmar que os moradores cumpriram as suas obrigações e não deixaram armas em casa. Este tipo de operação requer muito cuidado, pois várias habitações são rapidamente vandalizadas ou ocupadas por toxicodependentes ou Okupas. Aquando do fim do ano de 2007, cada vez mais casas foram abandonadas devido ao sub-prime. No primeiros meses de 2008, com o aumento das taxas de juro e do desemprego, muitos deixaram de pagar as suas prestações. Rapidamente esta crise se alastrou ao mundo.

[hr]

2009 - Teerão, Irão, 2009

[i]Foto tirada pelo italiano Pietro Masturzo.
Mulheres, em Teerão, gritam nos telhados contra o regime iraniano. As eleições presidenciais ocorridas a 12 de Junho, ditaram a vitória de Mahmoud Ahmadinejad contra o opositor Mir-Hossein Mousavi, resultado bastante contestado pela população, que nas semanas seguintes confrontou-se com as forças policiais.
À noite, quando as ruas ficavam desertas, as pessoas subiam aos seus telhados para continuar os protestos. Os seus gritos ‘morte ao ditador’ e ‘Allah u Akbar’ ecoavam na capital…