Filipe Celikkaya - Treinador da Equipa B

Um treinador que ainda “não o é” e já o querem para manager.
Este Siricaia parece aqueles concursos públicos com tantas especificidades que, “por sorte”, aparece apenas 1 que preenche TODOS os requisitos. Sorte do catano já ter trabalhado com o RAm…

Tenho boas referências do seu tempo como analista no Belenenses e adjunto nos júniores do Sporting. Para ter acompanhado o Luís (e o Boto) para o Shakhtar deve ter conhecimentos. Muito curioso com esta nova fornada de treinadores jovens e com passado como jogador (embora este não tenha jogado sequer na 2ª Liga)

Felipe SerrikKaya, cada vez que leio este nome, lembro-me do Duarte e companhia, com um tipo a dizer: “eu não sel chinês, eu sel japonês”. E, por falar nesse tipo,

Sou opiniões e gostos em termos de estrutura, obviamente que apesar da existencia de um manager, teria que haver uma estrutura e equipa toda atras dele.

Se o RA é a pessoa certa para esta minha ideia, provavelmente não, e neste caso não concordo que ele o seja, mas acho que deve ter uma palavra a dizer

Foi adjunto do Tiago Fernandes quando o filho do Manuel teve um belo tacho nos Sub-19. Portanto mau não pode ser.

https://www.abola.pt/nnh/2020-07-07/sporting-filipe-celikkaya-explica-saida-do-shakhtar-para-assumir-equipa-b-do-leao/852444

Confirmado pelo.próprio

Vou regressar a Portugal, a minha casa. Vou treinar jogadores que treinei na equipa de sub-19. Vou tornar-me treinador principal da equipa B do Sporting e a minha função será preparar os jogadores para a equipa principal. A vida oferece-nos vários desafios constantemente: já trabalhei como treinador principal no passado, depois como adjunto, percorri um longo caminho em competições de nível superior, tanto em Portugal, como na Ucrânia, e agora tenho a oportunidade de voltar à minha terra natal e assumir o comando da equipa B. Tenho a certeza que os últimos anos que passei com Luís Castro ajudaram-me a conseguir o lugar», referiu o treinador, de 35 anos.


E

MENU

Foto Pedro Zenkl

FILIPE ÇELIKKAYA ORIENTA EQUIPA B

Por Sporting CP
08 Jul, 2020

FUTEBOL FORMAÇÃO

“Estou muito feliz por estar de volta”, assegurou

A equipa B de futebol do Sporting Clube de Portugal regressa ao activo em 2020/2021 e já é conhecido o treinador: Filipe Çelikkaya, de 35 anos, assinou por três temporadas, vai orientar os jovens Leões e foi apresentado esta quarta-feira no Estádio José Alvalade.

Antes das passagens por GD Chaves (2017/2018), Vitória SC (2018/2019) e FC Shakhtar Donetsk (2019/2020), onde foi adjunto de Luís Castro, Filipe Çelikkaya pertenceu à equipa técnica dos sub-19 do Sporting CP entre 2015 e 2017, pelo que este é um “regresso a casa”.

“Estou muito feliz por estar de volta. Era algo que eu ambicionava. Surgiu esta oportunidade e tentei resolver a minha situação profissional no meu clube anterior. É um regresso a casa e o regresso de uma equipa B que estava extinta. A emoção é grande, assim como a felicidade por encontrar pessoas com as quais privei durante algum tempo na Academia Sporting. Estou desejoso de voltar a trabalhar”, garantiu ao Jornal Sporting

Oficial

Que tenha aprendido muito mais com o Luís Castro do que com o Tiago Fernandes.

Resta desejar boa sorte.

O leonel pontes saiu todo ofendido…queria mais maminha…leva la os €, que nem merecia e já é muito.

Espero que este seja máquina!

Mas olha que o Tiago sabe muito de teoria. Agora é preciso mais para se ser treinador. E sim, o Luís Castro é treinador.

Pode dar um bom professor da teoria. Devia seguir essa carreira.

FILIPE ÇELIKKAYA ORIENTA EQUIPA B

Por Sporting CP
08 Jul, 2020

FUTEBOL FORMAÇÃO

“Estou muito feliz por estar de volta”, assegurou

A equipa B de futebol do Sporting Clube de Portugal regressa ao activo em 2020/2021 e já é conhecido o treinador: Filipe Çelikkaya, de 35 anos, assinou por três temporadas, vai orientar os jovens Leões e foi apresentado esta quarta-feira no Estádio José Alvalade.

Antes das passagens por GD Chaves (2017/2018), Vitória SC (2018/2019) e FC Shakhtar Donetsk (2019/2020), onde foi adjunto de Luís Castro, Filipe Çelikkaya pertenceu à equipa técnica dos sub-19 do Sporting CP entre 2015 e 2017, pelo que este é um “regresso a casa”.

“Estou muito feliz por estar de volta. Era algo que eu ambicionava. Surgiu esta oportunidade e tentei resolver a minha situação profissional no meu clube anterior. É um regresso a casa e o regresso de uma equipa B que estava extinta. A emoção é grande, assim como a felicidade por encontrar pessoas com as quais privei durante algum tempo na Academia Sporting. Estou desejoso de voltar a trabalhar”, garantiu ao Jornal Sporting .

Sobre o facto de trabalhar com a equipa B, Filipe Çelikkaya não escondeu que está entusiasmado por poder “potenciar jogadores para a equipa principal”. “Esse é um grande desafio que não é fácil e leva tempo. No entanto, tendo em conta o panorama actual do Clube, é algo que motiva porque há uma luz que é o investimento feito na Academia Sporting e na formação. Estou feliz por poder contribuir para esse objectivo e agora queremos começar o trabalho porque há muitos jovens jogadores desejosos de, um dia, poderem representar a equipa principal do Sporting CP”, lembrou.

Admitindo que tinha o objectivo de voltar ao Clube de Alvalade desde que saiu dos sub-19 dado que foi uma casa que o “recebeu muito bem” e onde foi “muito feliz”, Filipe Çelikkaya recordou 2016/2017 – a última temporada antes de deixar o Sporting CP – e explicou o que pretende para o futuro. “Fomos campeões nacionais de juniores nesse ano e essa geração deu muitos frutos à equipa principal. Foi o momento ideal para voltar a casa, ter um desafio diferente e reencontrar jogadores que hoje já são adultos e querem construir um caminho. Vou ajudá-los nisso”, prometeu.

O técnico abordou ainda a relação entre a equipa B, a equipa principal e os restantes conjuntos Leoninos que trabalham diariamente na Academia Sporting. “Um Clube como o Sporting CP só faz sentido se houver articulação entre todos os escalões. Esse trabalho é muito bem feito porque se não fosse os jogadores não estavam a aparecer na equipa principal. Há resultados de toda a estrutura que trabalha na Academia Sporting diariamente. Essa coordenação é feita de uma forma natural com o Rúben Amorim e com todos os outros treinadores que pertencem aos quadros da Academia”, concluiu.

Mas mesmo com a teoria que sabe, nunca chegaria ao Sporting sem ser filho do pai.

1 Like

A sorte (e azar) do Tiago é que é filho da pessoa certa, e sempre viveu o mundo da bola. Mas isso também trás coisas más, como “ninguém ter nada para lhe ensinar”, e não podemos esquecer o facto bastante relevante de não ser uma pessoa inteligente.

1 Like

Este tipo é aquele cujos Xutos criaram um tema de homenagem, certo?

Ai Cê li Kay vai se partir.