Faleceu Eugene Record

Há 30 dias atrás, mas só hoje é que soube.

Vocalista e líder dos Chi-Lites, foi a voz principal e / ou (co-)escreveu alguns dos temas mais memoráveis da “soul” do final dos anos 60 / anos 70. Quando estiverem a abanar o rabo ao som de “Crazy in Love”, de Beyonce (ou a vê-la abaná-lo, naquele vídeo memorável :stuck_out_tongue: ), o “sample” de metais é de “Are you my woman? (Tell me so)”. Se já toda a gente ouviu “Have you seen her?” (nem que seja na versão de MC Hammer :oops: ), ouvir “Oh Girl”, “A letter to myself” ou “(For God’s Sake) Give More Power to the People” devia fazer parte da educação musical de qualquer adulto saudável. Pensem no assunto. :wink:

R.I.P.

Tem piada. Tinha a ideia que os Chi-Lites eram uma banda dos anos 80, porque foi durante essa altura que mais os ouvi e porque nunca ouvi falar deles em nenhuma compilação de músicas, quer dos anos 60, quer dos anos 70.

De qualquer dos modos, uma boa banda, sem dúvida, no panorama da música de dança, assim como existem outros bons grupos a nível de “outras ondas”. É preciso é que as pessoas entendam que a música boa não é propriedade de nenhuma tendência musical. Eu não gosto de determinados estilos (metal, hard rock, etc.) e nem por isso vou dizer que não prestam (nem posso) e contudo, isso é o que se lê mais por aqui.

Não confundam estilos musicais com qualidade, por favor. :wink:

Tinha a ideia que os Chi-Lites eram uma banda dos anos 80

Nessa altura os Chi-Lites ainda existiam, mas Eugene Record já tinha saído, e a qualidade musical e as vendas tinham descido muito.

Há óptimas compilações dos Chi-Lites na “fase dourada” disponíveis por tuta e meia em “sites” internacionais, com “samples” e tudo, mas cá pelo burgo duvido que estejam facilmente disponíveis.