Fábio Coentrão

ESPANHÓIS DIZEM QUE COENTRÃO "ESTÁ A FICAR SEM TEMPO" Lateral esquerdo continua sem aparecer em Madrid

Com contrato com o Real Madrid por mais uma temporada, Fábio Coentrão ainda não sabe como será o seu futuro. Segundo o ‘AS’, o lateral português não conta para Julen Lopetegui e a sua continuidade nos merengues está totalmente colocada de parte, nem mesmo como eventual terceiro lateral. E, então, como ficará esquerdino?

De acordo com aquela publicação, Coentrão continua refugiado em Portugal, esperando que Jorge Mendes encontre um clube para prosseguir carreira. O prazo para tal suceder é até domingo, dia em que está convocado para se apresentar em Valdebebas, juntamente com os últimos internacionais a juntarem-se aos trabalhos (Modric, Kovacic e Varane), ainda que os merengues não queiram que tal suceda, de forma a resolver a situação rapidamente.

Ainda assim, escreve o ‘AS’, a resolução não parece fácil, especialmente pelo elevado salário auferido pelo canhoto (2,5 milhões de euros limpos), que levou mesmo o Real Madrid a suportar parte do seu vencimento aquando da cedência ao Sporting. Uma situação delicada para resolver em Madrid, num defeso no qual partiu um dos jogadores com os quais tinha melhor relação no balneário, Cristiano Ronaldo.

Record

Entre ficar com o Jefferson e vir este, o Mendes que o ponha cá.

No Real é que não fica.

Real Madrid pressiona Fábio Coentrão

Blancos pedem-lhe que encontre solução, mas o lateral ainda não tem luz verde do Sporting.

O Real Madrid está a pressionar Fábio Coentrão para que resolva a sua situação, evitando assim ter de se apresentar na pré-temporada do Real Madrid e ficar a treinar à parte. Segundo revelou a Imprensa espanhola, o lateral-esquerdo foi notificado para, caso não apareça com uma solução nas próximas horas, se apresentar amanhã em Valdebebas, apesar de não entrar nas contas de Julen Lopetegui para a nova época.

Tal como O JOGO noticiou, o internacional português é um desejo de Sousa Cintra para reforçar o Sporting, mas também um processo que pouco ou nada evoluiu nos últimos dias. Os merengues estão dispostos a libertar o futebolista, o presidente do Conselho de Administração da SAD já o abordou e até Coentrão mostrou entusiasmo em voltar a Alvalade. Só que aqui intromete-se a questão salarial: o defesa terá de aceitar baixar os cerca de três milhões líquidos que recebe anualmente em Espanha para ter lugar numa posição para qual - e até ver - há Jefferson e Lumor.

Não sendo uma prioridade, é conhecida a intenção da estrutura de reforçar a esquerda da defesa. As próximas horas poderão motivar nova investida por parte do Sporting.

O Jogo

Certamente irá para onde lhe pagarem mais, o que coloca o Sporting logo fora da corrida.

COENTRÃO EM CONTRARRELÓGIO Lateral encontra-se em Portugal para definir o futuro

Fábio Coentrão encontra-se em Portugal para definir o futuro profissional, segundo o diário espanhol ‘As’. No entanto, o lateral-esquerdo encontra-se num verdadeiro contrarrelógio, pois se não encontrar clube, terá de se apresentar amanhã na cidade desportiva do Real Madrid para começar a trabalhar com Modric, Kovacic e Varane.

O internacional português, de 30 anos, esteve na última época no Sporting, cedido pelos campeões europeus, que pagaram parte do salário. A continuidade de Coentrão é do agrado do Sporting, ainda que o lugar de lateral-esquerdo esteja preenchido com Lumor e Jefferson, sem esquecer que Acunã e Bruno César também podem desempenhar essas funções.

Fora dos planos de Lopetegui, Coentrão está vinculado aos merengues até 30 de junho do próximo ano e o elevado salário (2,5 milhões de euros limpos) é obstáculo à sua colocação em Portugal.

Record

que venha para ca , e faça como o nani cague no dinheiro

Hoje os jornais dão conta da preocupação com o seu “desaparecimento” das redes sociais. Que volte!

Entretanto postou no instagram:

:rotfl:

COENTRÃO AVANÇOU... E RECUOU SPORTING 10:49 Por Redação Era uma questão de tempo até o Sporting tentar perceber a possibilidade de voltar a receber Fábio Coentrão, 30 anos, para lateral-esquerdo. O tempo chegou no início da semana corrente, com a certeza de que o defesa não entra nas contas do Real Madrid e, na última época de contrato, tentar resolver o futuro com o emblema da capital espanhola.

A administração leonina, atenta, avançou para contactos com o internacional português, que se mostrou disponível para voltar a Alvalade, onde já estivera na temporada passada - 44 jogos e um golo marcado -, dando mesmo prioridade ao regresso a Portugal, mesmo com o interesse de clubes de outros campeonatos, como da Turquia e do oriente, em cima da mesa. As conversas avançaram, chegou mesmo a apontar-se como provável a contratação do jogador, mas os avanços acabaram por recuar e nesta altura afigura-se muito difícil que o jogador vista a camisola leonina na próxima temporada.

Este mesmo cenário foi confirmado a A BOLA por fonte do Real Madrid, que garantiu que não existe qualquer tipo de entendimento para uma cedência do jogador, nem para a saída de Coentrão a título definitivo.

E será isso mesmo a colocar um travão, para já, no futuro do lateral, que os merengues estão dispostos até a deixar sair com a carta de liberdade mas sem pagarem o ano de salários que o lateral tem ainda direito no contrato em vigor. E são cerca de 4 milhões de euros limpos por ano que Fábio Coentrão aufere no clube de Madrid.

A Bola

Sporting não desiste: o jogo de paciência por Fábio Coentrão SAD está na expectativa e vai atacar o lateral se surgir uma boa oportunidade de negócio

Apesar de Sousa Cintra ter dito logo após o dérbi que o Sporting poderia apenas receber mais um avançado antes do fecho do mercado, a verdade é que a SAD leonina continua atenta a qualquer oportunidade de negócio que possa surgir. Nesse sentido, os leões estão especialmente expectantes no que ao dossiê Fábio Coentrão diz respeito.

O jogador está fora dos planos de Julen Lopetegui no Real Madrid, ainda não teve uma oferta que o convencesse a sair da capital espanhola, mas até ao final desta semana (período que coincide com o fecho do mercado de transferências), Coentrão terá obrigatoriamente de resolver o seu futuro.

É neste contexto muito específico que surge o interesse do Sporting, clube no qual o internacional português, de 30 anos, teve uma passagem feliz na última temporada – 1 golo em 44 jogos – e que se perfila como uma possibilidade para o jogador, isto se Coentrão assumir, em primeira instância, a rescisão do seu contrato com os merengues (que termina no final desta época) e se, como principal consequência, aceitar baixar os termos do seu atual contrato (5 milhões de euros brutos por temporada), assinando um vínculo com números bem mais condizentes com a atual realidade dos cofres do emblema leonino.

Record

Falta um milhão a Coentrão para poder regressar ao Sporting 28 ago, 2018 - 10:15

Defesa quer desvincular-se do Real Madrid, mas há desacordo quanto a verbas. Só após a rescisão poderá rumar a Alvalade.

O regresso de Fábio Coentrão ao Sporting está pendente da rescisão de contrato do lateral-esquerdo com o Real Madrid, que se encontra presa por um milhão de euros, revela o jornal “O Jogo”, esta terça-feira.

O internacional português não integra os planos de Julen Lopetegui para o futuro “merengue” e procura solução. Atualmente, segundo a mesma publicação, está em conversações com a SAD do Sporting para regressar ao clube, pelo qual alinhou na última época, por empréstimo do Real.

A chegada de Coentrão a Alvalade está pendente da sua desvinculação com o clube espanhol, com o qual tem contrato até 2019. O processo já está em marcha, mas tem esbarrado num desacordo de verbas.

O defesa tem um salário anual de quatro milhões de euros livres de impostos, no Real Madrid, e pretende receber a totalidade desse valor aquando da rescisão, explica “O Jogo”. Porém, os “merengues” só pretendem pagar três milhões de euros. A intenção de Fábio Coentrão é forçar a sua vontade até 31 de agosto, a tempo de se desvincular e assinar pelo Sporting, a custo zero, antes do fecho do mercado.

RR

Fábio Coentrão em stand-by Fenerbahçe quer o lateral

Tal como o nosso jornal avançou em tempo oportuno, o Sporting está atento à situação de Fábio Coentrão no Real Madrid, aguardando que o internacional português resolva o seu futuro de forma a poder rumar a Alvalade a custo zero.

Segundo foi possível perceber, há agora um novo fator em toda esta complexa equação: a entrada em cena do Fenerbahçe, clube turco que fez saber ao jogador que está disposto a pagar-lhe um ordenado com números ligeiramente inferiores aos que aufere em Madrid (4 M€ por época), mas igualmente elevados. Esta intromissão pode deitar por terra a paciente operação que a SAD leonina tem desenvolvido nas últimas semanas. Resta agora saber qual será a vontade do jogador: voltar a Alvalade ou assumir uma nova aventura no estrangeiro, desta feita em Istambul.

Record

5M/epoca?! Epá venha ele :whistle:

Como o Sporting de um momento para o outro se torna tão importante na vida de certos jogadores…pois a questão esta em que os ouvia e quem os ouve atualmente!

Nesta altura o Coentrão também seria importante para o Sporting CP. Façam lá contrato de um ano ao homem!

O Coentrão ganha 4 milhões limpos ano. Credo!

Contudo, obviamente, não por este tipo de valores, mas seria titular de caras. Na época passada, quando esteve bem, foi bastante importante.

Um milhão de euros a separar Fábio Coentrão do Sporting

Lateral tem o desejo de regressar a Alvalade a custo zero, mas desacordo de verbas com o Real está a atrasar a desvinculação.

Fora dos planos de Julen Lopetegui no Real Madrid, Fábio Coentrão está em conversações com a SAD do Sporting para selar um regresso ao clube do coração, onde jogou na temporada passada por empréstimo dos merengues. Segundo o que O JOGO apurou, a chegada do lateral está dependente da sua desvinculação do emblema madrileno, com o qual tem contrato até junho de 2019. No entanto, e apesar do jogador fazer parte da lista de “dispensados”, esta negociação não tem sido fácil devido a um desacordo de verbas entre as partes.

Na capital espanhola, Coentrão aufere quatro milhões de euros livres de impostos por ano e pretende receber a totalidade dessa quantia quando assinar a rescisão. Contudo, sabe o nosso jornal, o campeão europeu só está disposto a pagar três milhões de euros ao jogador, cenário que tem deixado a desvinculação “presa” por um milhão de euros. A intenção do jogador passa por fazer um “forcing” para resolver esta situação até 31 de agosto - dia do encerramento do mercado - e ficar livre para cumprir o seu desejo de assinar pelo Sporting a custo zero.

Recebido no início da última época como um herói pelos adeptos leoninos, que nunca pouparam nas manifestações de carinho pelo ex-Benfica, Coentrão disputou 44 jogos com o leão ao peito e, mesmo com alguns problemas físicos à mistura, tornou-se peça importante no esquema de Jorge Jesus, em 2017/18. Os automatismos com Ristovski, Coates, e Mathieu, bem como a sua experiência, são encarados como mais-valias por José Peseiro, que já fez saber à sociedade anónima o seu desejo de contar com um lateral-esquerdo indiscutível face às exibições menos conseguidas de Jefferson neste início de época. Lumor, outra opção para a posição, nem tem sido convocado e pode estar de saída.

O Jogo

E enquanto este mal, ajudou a perder na Madeira e a taça de Portugal…

Mas tragam lá o homem e mandem no fazer a pré epoca que para Janeiro também deve estar pronto…Mas atenção façam no minimo um contrato de 5 anos para segurar o homem bem segurado…tipo petrovic!

Coentrão já provou na época passada que está muito abaixo do seu valor máximo pelo que sua contratação, que até pode fazer sentido porque não temos melhor…, só é aceitável com um vencimento condizente com o seu rendimento. Pagar acima do jogador “médio / alto” ou seja, 2M / ano é péssimo negócio.