Excessos no meio campo

Meus caros,
O excesso de peças no meio campo, está a mostrar-se prejudicial.

Estão a recuar o Moutinho para o lado do Loureiro e a desaproveitar o JAlves e CMartins.

Ainda, ter 2 extremos ejogar com 1 de cada vez, faz algum sentido?!

meio-campo --> Loureiro e Custódio
Douala Moutinho Wender
Ataque --> Liedson

meio-campo --> Loureiro
Douala Moutinho Wender
Ataque --> Liedson Deivid

meio-campo --> Loureiro
Douala Moutinho JAlves Wender
Ataque --> Liedson

meio-campo --> Loureiro e Custódio
CMartins Moutinho JAlves
Ataque --> Liedson

Este último enferma de excesso de “pensadores” (lembra o Viana com o Barbosa e CMartins no mesmo onze).

Para mim seria:

meio-campo --> Custódio (Loureiro)
Douala Moutinho JAlves Wender
Ataque --> Liedson

Como o Sporting joga muito com a posse de bola, tem que jogar com um meio campo de 3 elementos (Custódio, Moutinho, JAlves) e dois alas (Douala, Wender).

Será um erro colocar uma equipa com (Douala, Wender, Liedson e Deivid), ficaria uma equipa muito ofensiva, e tendo em conta que o Sporting não tem um Paredes (na época de grande forma) seria um suicídio. Para colocar o Deivid terá de retirar ou o Douala ou Wender.

cumps,
VCoelho

Tb concordo com o Coelho.

Só um avançado e esse mesmo meio campo.

Resta saber, assumindo que C Martins está fisicamente recuperado, quem seria titular, se ele se o Alves.

Da mesma forma não se sabe ainda o que vale Wender (a descair para o meio vale uma grande merda), pelo que a opção poderá ser Edson a extremo e Marques na defesa.

Na lateral dta é que as coisas estão MUITO complicadas!!!

O problema não é haver excesso de jogadores para o meio campo. O problema é que o jogador de xadrez não sabe colocar as peças.

1 trinco, 4 médios alinhados, 1 avançado ? Não gosto muito, são muitos médios e um meio-campo desequilibrado.

Eu apostava em 2 trincos, 3 médios e 1 avançado.

Loureiro   Custódio

Douala Moutinho Wender
Liedson

Inconveniente : temos muito poucas alternativas se o Loureiro ou o Custódio ficar lesionado ou suspenso.

Para mim seria tb este o meio campo:

meio-campo --> Custódio (Loureiro)
Douala Moutinho JAlves Wender
Ataque --> Liedson

E foi este mesmo meio campo que defendi que deveria ter entrado em campo ontem na madeira.

Eu sei que ñ tem a ver com este topico, mas o que me deixa nervoso são aqueles defesas laterais e o polga, é impossivel ganharmos alguma coisa com defesas assim.

1ª:

meio-campo --> Loureiro Custódio

                       Douala     Moutinho       Wender 

Ataque --> Liedson

2ª:

meio-campo --> Custódio

                       Douala     Moutinho  J.alves      Wender 

Ataque --> Liedson

ontem tambem nao percebi…se o Wender entrou para o lugar do Douala, porque raios nao jogou tb ele a ala ?!

1 trinco, 4 médios alinhados, 1 avançado ? Não gosto muito, são muitos médios e um meio-campo desequilibrado.

miguel,

Provavelmente não me fiz explicar, a equipa seria a seguinte:

meio-campo --> Custódio (ou Loureiro)
Moutinho JAlves (ou CMartins)
alas --> Douala Wender
ataque --> Liedson

Não são bem 4 médios alinhados, serão 2 médios e 2 alas que deverão ter a ajuda dos laterais para as alas funcionarem.
Quando a bola estiver no Douala, o Wender irá servir de apoio ao Liedson, caso a bola esteja no Wender, será o Douala a apoiar o Liedson, temos dois alas que sabem marcar golos, não “servem” só para centrar para a área e isso deverá ser aproveitado.

cumps,
VCoelho

O 4x3x3 que a maioria aqui defende não me parece o sistema mais adequado. Primeiro porque Liedson não tem perfil para jogar sozinho na área onde passaria a ser facilmente anulado, e depois porque só temos dois extremos o que com lesões, castigos baixas de forma deixaria o treinador sem alternativas.
Para mim o 4x3x3 só deve ser utilizado em determinadas circunstancias, por exemplo ontem depois do golo de Deivid poderia ter sido uma opção válida.

Atendendo ao plantel que (não) temos eu já defendo há muito tempo algo que Boloni já fez no ano da dobradinha com um lateral a fechar mais por dentro para dar mais consistência à defesa ao mesmo tempo que se permite ao outro lateral mais liberdade funcionando este como ala e permitindo que se possa jogar só com um extremo sem desequilibrar o meio campo onde funcionaria um triangulo cujos vértices poderão ser invertidos conforme as necessidades e deixando na frente sempre uma dupla de avançados.

Seria assim:
Nelson
Beto Polga Tonel
Edson

                          Loureiro

                Martins              Moutinho

Douala
Liedson Deivid

Eu continuo com a minha.

O que ganhamos de poder ofensivo com 2 avançados como o Liedson e o Deivid, é muito pouco.

Seria melhor essa peça no meio campo ou extremos.

O problema do Sporting é quando nâo tem posse de bola e o destruir de jogo do adversário mas os meus caros conforistas só falam e dâo ideias de como atacar… Parecem o Peseiro :lol:

Pra mim 1 dos problemas é Peseiro nâo incutir aos jogadores mais avançados e mais creativos de que devem tb “atacar” o adversario- mas atacar a serio!, com pica de homem de barba rija! :stuck_out_tongue: - quando o Sporting nâo tem posse de bola e assim desanuviar o trabalho do medio-defensivo e dos defesas.

Outro problema é os laterais; já que nâo temos laterais que saibam defender e atacar bem(subir pelo corredor deles, centrar, triangular com os meio-campistas e/ouavançados)- e aqui penso mais no Rogerio, Edson ainda é uma duvida- acho que Peseiro deve escolher por aqueles que melhor sabem defender, a missâo basica e primaria deles e deixar a construçâo do jogo a outros. Missâo dos laterais: “seek & destroy” + entrega a bola a companheiro, recua. Pro lugar de Rogerio, e dentro deste contexto, Garcia é melhor, e pode tentar o Beto.

É só experimentar outro esquema…

    Nelson

  Beto  Tonel Polga

Rogerio Custodio Edson

   Alves      Moutinho

                        Douala
       Liedson

este esquema não é para o Sporting, temos é de jogar no simples 4-3-3, com:
Nelson

Rogerio Beto Tonel Edson

Moutinho Custodio J alves

Douala Liendson Wender

Isto sim, será equipa pa GANHAR.

FORÇA SPORTING.

este esquema não é para o Sporting

Olha que era, olha que era…

Aqui há uns 2 anos ou mais discutimos qual era o sistema táctico preferido para o Sporting… o meu sempre foi o dos 3 centrais, mesmo sendo o mais dificil de trabalhar.

E o problema começa por aí, o trabalho… :roll:

Para a Liga Tuga tenho poucas dúvidas (até prova em contrário) que um grande que joga para o titulo devesse utilizar este sistema. Mas treinado por um bom treinador e com bons defesas, naturalmente.

Outro aspecto interessante é ver que Peseiro mantém as mesmas ideias que perfilhava (em conjunto com CQ) em Madrid… com os resultados que se conhecem. Vamos lá marcar mais golos que o adversário.

É bonito sim senhor, mas NÃO FUNCIONA!!!

Sobretudo em Portugal, onde os sistemas são ultra defensivos e sempre á busca do pontito e da escorregadela.

sim, mas há q concordar q um 4-3-3 bem aberto, como a minha mensagem anterior, até possibilitava que, à entrada da area tivessem J. Moutinho e J. Alves, ou seja, sempre para a frente SPORTING. Se não temos defesa para aguentar ao menos que o ataque produza e, tal como vimos ontem o GOLÃO do Deivid é um grande golo, mas ser ponta de lança e ter de marcar um golo a mais de 30 metros da baliza é uma anedota. Mais valia como ponta de lança que é, ter marcado de cabeça na 1ª parte. Ou não?

este esquema não é para o Sporting, temos é de jogar no simples 4-3-3, com: Nelson

Rogerio Beto Tonel Edson

Moutinho Custodio J alves

Douala Liendson Wender

Concordo…nesta altura parece-me a melhor equipa…mas o treinador é o senhor Zé Peseiro… :roll:

É só experimentar outro esquema..........
    Nelson

  Beto  Tonel Polga

Rogerio Custodio Edson

   Alves      Moutinho

                        Douala
       Liedson</blockquote>

Isso já está provado que no futebol português não resulta, lembram-se do Materrazzi? Ou vejam o que a conteceu ao Koeman.

Depois onde está o ala direito capaz de fazer o corredor todo?
Na pratica isso resulta mais num 5x3x2 do que outra coisa e uma equipa que joga sempre para ganhar não pode jogar com 5 defesas

Isso já está provado que no futebol português não resulta

Olha que não Tomanas, olha que não… exceptuando o Toshack há mais de 20 anos, ainda não vi nenhum grande optar decididamente por este sistema.

Em todo o caso, apenas estava a discutir o assunto numa optica teorica, pq naturalmente nem me passa pela cabeça a sua utilização neste momento.

Para mim o sistema e a equipa é a so Sancho e do Paulo, eventualmente alterado para o 4-4-2 puro em jogos em casa e com adversários mais fracos e que se fecham. Nesse caso entraria o Pinilla para a frente e sairia provavelmente o Alves, a menos que se arriscasse mais e jogassem Moutinho/Alves, o que nao creio ser o mais aconselhavel.

Rui, também considero um sistema de 3 centrais, um sistema perto da pefeição, quando bem aplicado. Mas pelo, pouco, que penso saber de futebol é um sistema que requer algumas particularidades, nomeadamente a nível de conhecimento tactico dos jogadores. E também terá que ser trabalhado exaustivamente e não em poucas semanas.

Isso já está provado que no futebol português não resulta

Olha que não Tomanas, olha que não… exceptuando o Toshack há mais de 20 anos, ainda não vi nenhum grande optar decididamente por este sistema.

Em todo o caso, apenas estava a discutir o assunto numa optica teorica, pq naturalmente nem me passa pela cabeça a sua utilização neste momento.

Para mim o sistema e a equipa é a so Sancho e do Paulo, eventualmente alterado para o 4-4-2 puro em jogos em casa e com adversários mais fracos e que se fecham. Nesse caso entraria o Pinilla para a frente e sairia provavelmente o Alves, a menos que se arriscasse mais e jogassem Moutinho/Alves, o que nao creio ser o mais aconselhavel.

Eu não digo que o sistema não tenha as suas virtudes, e sei que já resultou em muitos lados, mas em Portugal apenas me lembro do Boavista de Manuel José que teve algum sucesso jogando assim.

Só que nos grandes é mais complicado pois para além de não haver paciência para esperar pelos resultados e este sistema precisa de muito trabalho até porque poucos jogadores portugueses e brasileiros que são a maioria dos que por cá andam, já jogaram assim. Depois quase todas as equipas portuguesas jogam contra os grandes só com um avançado e os nossos treinadores até são espertos e contra um sistema destes basta colocar dois extremos bem encostados às linhas lá na frente para armar uma grande barafunda na defesa adversária, sinceramente não me parece que possa resultar