[Euro 2020] Grupo A | Turquia, Itália, País de Gales, Suíça

Prematuro avaliar esta Itália pois a Turquia nunca fez nada que os incomodasse. Contra Suíça e Pais de Gales creio que já haverá mais equilíbrio e aí perceber melhor a mais-valia da Itália.

1 Like

Esta Itália com Barella, Jorginho e Insigne parece que estou a ver a Espanha de 2008. Teoricamente este era o jogo mais tranquilo mas o grupo também não será complicado para eles jogando assim passar.

A Alemanha vai fazer os dois jogos difíceis em casa.

Isso é verdade, pareciam matraquilhos!

O Insigne é muito bom.

Hipsters do futebol?

O Yokuslu era facilmente titular por cá no lugar do Palhinha.

Sofia Oliveira és tu?

1 Like

TURQUIA
Melhor marcador na qualificação: Cenk Tosun (5)

Histórico
Melhor no UEFA EURO: meias-finais (2008)
UEFA EURO 2016: fase de grupos

Seleccionador: Şenol Güneş
Antigo guarda-redes da Turquia, Güneş conquistou seis títulos pelo Trabzonspor e orientou a selecção do seu país até ao terceiro lugar na sua mais recente presença no Campeonato do Mundo, em 2002. Ganhou dois campeonatos pelo Beşiktaş antes de regressar ao cargo na Turquia, em 2019.

Jogador-chave: Burak Yılmaz
Apesar de ser o jogador mais experiente da selecção, Burak Yılmaz é, aos 35 anos de idade, a primeira escolha de Güneş para a frente de ataque. O segundo melhor marcador de sempre da Turquia apresenta uma média de um golo a cada dois jogos ao longo da sua carreira, continuando a revelar a sua veia goleadora ao serviço do LOSC Lille, onde se sagrou recentemente campeão de França.

Jogador a seguir: Hakan Çalhanoğlu
Com apurada técnica, facilidade de remate de longa distância e forte fisicamente, o jogador de 27 anos é um “playmaker” dinâmico. Provavelmente na melhor fase da sua carreira, o número 10 marcou quatro golos e fez dez assistências pelo AC Milan na Série A esta temporada.

Sabia que?
A Turquia apurou-se para cinco das últimas sete edições do EURO e disputou a fase final pela primeira vez em 1996.

ITÁLIA
Melhor marcador no apuramento: Andrea Belotti (5)

Histórico
Melhor no UEFA EURO: vencedora (1968)
UEFA EURO 2016: quartos-de-final, perdeu frente à Alemanha no desempate por penáltis

Seleccionador: Roberto Mancini
Mancini foi um dos melhores avançados da sua geração, embora nunca tenha tido muita sorte com a camisola “azzurri” e está desejoso de deixar a sua marca como seleccionador, isto depois de já ter conquistado troféus ao nível de clubes em Itália, na Inglaterra e na Turquia.

Jogador-chave: Nicolò Barella
O médio detém a chave para o sucesso da formação de Mancini. Nascido na Sardenha e parte da equipa do Inter que conquistou a Serie A, o jogador de 24 anos acrescenta capacidade de desarme, técnica, muita energia e perigosas incursões na área adversária.

Jogador a seguir: Federico Chiesa
Os leitores mais velhos recordarão certamente o apelido Chiesa do seu pai, uma estrela da formação do Parma que brilhou na recta final da década de 90. Nascido durante esse período, Federico protagonizou uma excelente temporada de estreia com a Juventus, incluindo a autoria do golo que valeu a vitória na final da Taça de Itália. Os grandes palcos não o fazem tremer e poderá brilhar pelo seu país.

Sabia que?
A campanha impecável da Itália na qualificação para o EURO terminou com uma vitória por 9-1 sobre a Arménia, em Palermo. Foi o 11º triunfo consecutivo, recorde nacional, e permitiu aos italianos registarem pela primeira dez vitórias num ano civil. Foi o 11º triunfo consecutivo, recorde nacional, e permitiu aos italianos registarem pela primeira vez dez vitórias num ano civil. Mais um golo e teriam igualado a sua maior vitória de sempre: 9-0 contra os Estados Unidos em 1948.

PAÍS DE GALES
Melhor marcador no apuramento: Gareth Bale (2), Kieffer Moore (2), Aaron Ramsey (2)

Histórico
Melhor no UEFA EURO: meias-finais (2016)
UEFA EURO 2016: meias-finais

Seleccionador: Robert Page
Antigo defesa, somou 41 internacionalizações pelo País de Gales e representou vários clubes incluindo Watford, Sheffield United e Coventry. Page iniciou a sua carreira de treinador com passagens pelo Port Vale e pelo Northampton, tendo assumido posteriormente o cargo de seleccionador dos Sub-21 galeses, antes de se tornar adjunto da selecção sénior e, mais tarde, seleccionador principal interino.

Jogador-chave: Gareth Bale
Apesar de fazer 32 anos a meio de Julho, Bale continua a ser o talismã da equipa e é o recordista de golos pelo País de Gales. Bastante influente dentro e fora do campo, apontou golos importantes pelo seu país durante uma carreira internacional que começou em 2006.

Jogador a seguir: Ethan Ampadu
Com apenas 20 anos, a capacidade de Ampadu em jogar tanto na defesa como no meio-campo permitiu que ele se afirmasse na selecção do País de Gales. Pode desempenhar um papel importante no centro do terreno e é uma presença sólida na defesa. Muito bom a nível táctico e confortável na posse da bola.

Sabia que?
Fundada em 1876, a Federação Galesa de Futebol é a terceira federação mais antiga do futebol mundial, atrás de Inglaterra (1863) e Escócia (1873).

SUÍÇA
Melhor marcador no apuramento: Cédric Itten (3)

Histórico
Melhor no UEFA EURO: oitavos-de-final (2016)
UEFA EURO 2016: oitavos-de-final, perdeu por 5-4 nos penáltis contra a Polónia após um empate 1-1

Seleccionador: Vladimir Petković
Nascido em Sarajevo, Petković está na Suíça desde 1997 e assumiu o comando da selecção em 2014. Os helvéticos não falharam a presença num grande torneio desde então.

Jogador-chave: Granit Xhaka
Bom nas recuperações de bola e com excelente visão de jogo, Xhaka é o jogador que mantém unida a equipa da Suíça. Os suíços estavam a vencer a Dinamarca por 3-0 quando foi substituído e a partida acabou por terminar com um empate 3-3.

Jogador a seguir: Breel Embolo
Procura um novo desafio na sua carreira ao serviço do Mönchengladbach, isto após ter recuperado de uma série de lesões. Poderoso fisicamente, versátil e veloz, o jovem avançado de 23 anos é um verdadeiro talento.

Sabia que?
A Suíça conseguiu ultrapassar sempre a fase de grupos sob o comando técnico de Petković, mas nunca venceu qualquer jogo numa fase a eliminar: nos Mundiais de 2014 e de 2018, no EURO 2016 e na UEFA Nations League.

https://footybite.cc/event/wales-switzerland-live-stream/652341

Gales vs Suíça

Jogam pouco estas duas seleções , está a ser um jogo muito boring !

Bem pelo contrário, está a ser um jogo abertinho e com oportunidades para os dois lados.

Temos opiniões diferentes então . Ok

1 Like

Que lol este Esferovite…

Pino sefe, what else?

Que rico seferopino…

Até no Euro temos de aguentar com ele. Ainda bem que estou a ver na SportTV, porque na TVI deve ser orgasmos multiplos dos comentadores cada vez que o esferovite toca na bola.

Não está a dar na TVI, na TVI vai dar o Dinamarca - Finlândia.

Ah pois é, epa não sei de onde vem essa ideia, foi a manhã toda a pensar assim.

SferoMITO.

Não é fácil mandar por cima duas oportunidades perto da pequena área.

Lord Esferovite :rofl: