Eu sou o mestre de culinária

Eu costumo dizer, “quando a Bimby descascar legumes eu compro”

Não temho a bimba mas tenho a maquineta similar que o pingo doce vendia.
Para quem vive sozinho ou um casal que percebe zero de tachos acredito que possa desenrascar algumas vezes já que aquilo seguindo as receitas á risca sai sempre bem.
Para sopas por exemplo pode ser fixe.
A minha é usada muito esporadicamente para triturar qualquer coisa ou fazer um molho ou outro.
350 paus mal gastos e nunca na pura da vida dava o guito que custa a bimba.

A minha foi comprada à minha revelia, um dia chego a casa é estava cá.
Uma pipa de massa que aquilo custou.

Deu uma semana de mau modo da minha parte mas o argumento da minha mulher foi válido porque primeiro não me pediu dinheiro e segundo ela tem capacidade para a comprar sem afetar as nossas contas.

Quanto à máquina faz umas cenas fixes, confesso.

Épa lasanha é fácil e por norma sai sempre bom.
Massa de lasanha fresca de compra ou se tiveres possibilidade faz a tua própria massa.
Para o recheio compra carne picada com bastante gordura picada na hora, aqui em casa preferem porco e a melhor parte é o cachaço na minha opinião.
Cebola e alho bem picados, azeite, tomate partido miudinho, polpa de tomate, carne e temperos a gosto e fazes um molho muito porreiro, deixa sempre o molho bem aguado para a lasanha nao ficar seca.
Depois é só montar, uma camada de massa e bota molho outra camada de massa e por ai a fora eu gosto de meter bechamel no meio da lasanha e no cimo.
Bechamel podes fazer tu, ha milhares de receitas na net mas basicamente é tudo igual ou compra ja feito.
No final metes um queijo para gratinar ( eu gosto de colocar pao ralado por cima do queijo) e forno com ela.
Quando estiver tostadinha é meter para o bucho.

Edit: podes substituir a carne por atum em lata que também fica fixe mas não uses azeite, usa o óleo do próprio atum.

Acho que já há um acessorio que descasca.

Um dos pontos de “chatice” cá em casa é eu quase não mexer uma palha a fazer comida, a mulher há uns meses comprou a Bimby e pouco tenho usado, hoje a mulher decidiu para eu fazer “potras à americana” é uma maneira de ajudar na cozinha seguindo as instruções facilmente. também vou as vezes concluindo as receitas que ela inicia. também usa muito para fazer sopa.
O arroz doce já fiz e é ótimo.

1 Curtiu

Olha, por acaso já fizemos e não gostei.
Prefiro o de “tacho”.

Confirmo.
O arroz doce nas maquinetas até fica saboroso mas parte muito o próprio arroz.
Falta-lhe a textura.

Passa o ponto do arroz também, fica muito mole.

Arroz doce bom mas mesmo bom como no refeitório do trabalho.
Épa, a senhora que o faz tem uma mãozinha para aquilo que nao é brincadeira.
O meu não chega nem perto daquela qualidade.

Receita da minha avozinha que Deus tem :face_holding_back_tears:

Edit: não liguem aos erros ortográficos, a senhora tinha o 2°ano.

Tenho um de tarte de amêndoa, espetacular também.

5 Curtiram

Seguiste a receita à risca ? Uma das vezes enganei-me nas quantidades e ficou massa, de resto tem corrido bem.

Quem fez foi a minha mulher, eu nunca mexi naquilo.

Penso que ela tenha feito tudo á risca. Só me lembro da minha mulher ter dito que a receita tinha x de açúcar e ela devia ter posto mais porque estava pouco doce(e estava, realmente)

Tens a versão fresca, é feito no mesmo local que a congelada, custa o mesmo e tem menos quimicos.

Eu costumo comprar a fresca e meto a congelar se não vou consumir nos proximos dias. Claro que para descongelar meto no frigorifico na vespera. Nunca descongelar no mico-ondas.

Eu tenho uma Moulinex iCompanion, digamos que é um concorrente da Bimby. Como tenho maquinas da Moulinex de há mais de 45 anos e ainda funcionam, por exemplo expremedor de citrinos, abra latas, cortador de rodas ou para rapar.

Como estive em França, as vezes vejo programas franceses de culinaria assim em ambiente mais ligeiro e divertido. Uma coisa que os Chefs dizem, seguem sempre exactamente as quantidades e doses para a pastelaria, massas e afins. Não vai dar errado se seguem as quantidades e nunca inventar.

Partilha a receita da Tarte de Amêndoa , sou apreciador , uma vez comi a tarte aquelas que aparciam na TV, diziam que eram as melhores do mundo , tive que ir levantar a Lisboa de prepósito , era boa mas não era a melhor do mundo.

Eu tenho a que o Continente vende. Foi-nos oferecida. Inicialmente utilizámos muito, principalmente para fazer uma coisa que não gosto: sopa. Como não gosto de sopa, fomos deixando de utilizar. Experimentámos fazer umas receitas lá do sítio. Regra geral, corriam bem. Mas como ambos sabemos cozinhar lá em casa e cozinhávamos bem sem aquilo, não nos veio dar grande ajuda. A determinada altura comecei a fazer os cálculos ao tempo que aquilo me ganhava… A conclusão foi a seguinte: não me ganha tempo nenhum. Hoje em dia é utilizada para cozinhar ao vapor (às vezes dá jeito), para fazer alguns molhos (dá jeito), para picar carne (dá muito jeito) e outras coisas que tais. Para cozinhar verdadeiramente, não dá grande ajuda, nem permite ganhar grande tempo, nem noto que me torne a cozinha mais arrumada.

Aquilo é óptimo para grandes festividades (às vezes acontece-nos) e para fazer vários cozinhados em simultâneo. Precisas de fazer massa… Vai lá para dentro e fazes outras cenas. Precisas de bater não sei o quê… Vai lá para dentro. Aquilo liberta-te um bocado de tarefas que normalmente te consomem tempo, quando precisas de fazer com alguma regularidade algumas refeições mais… requintadas e dá alguma ajuda na pastelaria. A minha irmã, por exemplo, é fã daquilo.

A pergunta que importa…
Vale o guito que custou sim ou não??

Edit: só agora reparei que te ofereceram, nas sabendo quanto custa pagavas o valor???

O melhor disso é mesmo para picar gelo e fazer uns cocktails ou caipirinhas.:sunglasses:

Felizmente que o meu frigorífico actual já traz essa opção incluída. :grin: