Equipa Sub23 - 2020/2021

Fisicamente, é mesmo um bulldozer. Mas tecnicamente não é cepo nenhum! Tem de melhorar um pouco o aspeto mental do seu jogo!

Há muitos anos atrás, estava a ver um jogo no Alvalade Antigo…(tinha o meu filho nem 1 ano).O André Cruz aleija se no aquecimento e o Mister, julgo que era o Romeno, coloca o Pépe a aquecer ( até pelo aquecimento se via que o homem era uma máquina).

…o Pepe, entrou teve lances de grande qualidade, um maquinão fisico, mas tinha umas brancas a nivel mental.

…então não é que o Sporting n ficou com ele e voltou ao Maritimo e dai para o Porto.

…como tal não me admira que o Sporting aposte num fofinho em detrimento de um jogador de futebol.

…ainda la andam os maneis tachistas e ct…como tal!

2 Likes

Não, ele só aparece mesmo quando joga contra cones.
Estamos a jogar contra as piores equipa dos sub23… isto não é a fase de apuramento de campeão.

Hevertton
João Daniel
Rodrigo Rego

Estes 3 miúdos têm uma a abordagem ao jogo altamente displicente
Até podem ter qualidade, mas tanta perca de bola, tanto passe mal medido… perdem divididas e param de correr…

O miúdo vai ganhar musculo e os duelos com os adversários vão ficar mais equiparados. Tem que variar as suas ações, mas num campo em condições vai esplanar as suas grandes qualidades.

TUDO DECIDIDO NA PRIMEIRA PARTE

Por Sporting CP
20 Fev, 2021

SUB-23

Sub-23 começaram a vencer, mas acabaram por empatar 2-2 diante do Rio Ave FC

A equipa sub-23 do Sporting Clube de Portugal empatou, este sábado, com o Rio Ave FC por 2-2, em jogo da décima jornada da fase de apuramento para a Taça Revelação.

Numa tarde marcada pelo temporal que se fez sentir em Alcochete, Filipe Pedro promoveu os regressos de Diego Callai, Hevertton Santos, Duarte Carvalho e Renato Veiga ao onze, com o primeiro lance de perigo a surgir ainda nos segundos iniciais, por intermédio de João Daniel Santos, mas o remate acabou por sair a escassos centímetros do ferro.

Mesmo com o relvado completamente ensopado e a não deixar a bola rolar, os Leões não demoraram muito a marcar. Logo aos seis minutos, na sequência de um canto batido do lado esquerdo por Joelson Fernandes, Rodrigo Rêgo aproveitou uma falha na saída do guarda-redes adversário para rematar pela primeira vez para o fundo das redes. Estava feito o 1-0.

Apesar de se encontrar em vantagem, o Sporting CP não deu descanso e pouco depois, aos 12 minutos, foi a vez de Gonçalo Costa ficar muito perto de fazer o gosto ao pé. Após um excelente trabalho na direita, Joelson Fernandes cruzou certeiro para o colega que, já de ângulo reduzido, rematou com estrondo ao poste. Grande oportunidade para fazer o 2-0.

Ainda assim, como quem não marca sofre, o Rio Ave FC conseguiu a reviravolta pouco depois, em apenas três minutos, com um dos golos a ser marcado através de um pontapé de penálti. Na resposta, os Leões assumiram o controlo definitivo das operações e foram em busca do empate, objectivo conseguido nos descontos, com Gonçalo Costa a responder da melhor forma a um cruzamento da direita.

No regresso do descanso, as equipas apresentaram-se focadas em passar novamente para a dianteira do marcador e, para isso, fizeram valer a sua capacidade física, lutando por cada bola como se fosse a última. Por força do excesso de água no relvado, o jogo directo assumiu-se muitas vezes como a opção mais viável para chegar ao ataque, mas as ocasiões escasseavam.

À entrada para a última meia hora da partida, já com a chuva a dar tréguas, o Sporting CP foi o primeiro a mostrar ligeiro ascendente, ficando perto do golo por intermédio de Chico Lamba, cujo cabeceamento foi travado pelo guarda-redes adversário, mas o Rio Ave FC respondeu à altura e teve mesmo momentos em que se aproximou da baliza Leonina, mas sem perigo.

Já com Nicolai Skoglund em campo para os dez minutos finais, os Leões tentaram tudo em busca da vitória, mas os esforços revelaram-se insuficientes e o resultado não voltou a sofrer alterações, terminando empatado a duas bolas.

O Sporting CP mantém-se assim no segundo lugar da ronda de qualificação com 23 pontos, menos três do que o SL Benfica, que tem menos dois jogos disputados. Na próxima sexta-feira, dia 26 de Fevereiro, os Leões deslocam-se a casa do Vitória SC em jogo da 11.ª jornada.

Confesso que vi uns minutos e desisti de ver. Com o relvado naquele estado, não dá prazer nenhum ver um jogo de futebol.

Continuo sem perceber a titularidade de jogadores como Renato Veiga (que tem potencial mas está muito verde) e Paulo Agostinho (sem qualidade) quando temos jogadores como Daniel Rodrigues e Skoglund no banco… fora isso, bom onze.

O Gonçalo Costa tinha um tremendo potencial e teve um azar gigante. Precisa de muito tempo de jogo, muita confiança e muita paciência dos responsáveis. Passo a passo, este ano nos sub-23 e no próximo na B, e pode ser que ainda atinja um nível elevado na carreira! Tecnicamente e atleticamente tem tudo para isso, agora precisa de tempo e de consolidação física.

Já vi que segues Mts equipa B

Por acaso não estou a seguir hoje mas não me digas a Nuno Moreira hoje está a jogar a titular.

Espetáculo queres que vá buscar os posts anteriores em que metia o Nuno Moreira a titular.

1 Like

Isto é de 24 de janeiro mas se quiseres posso ir mais a traz nos dias.

Mas espera tu que estás a seguir o jogo continuamos a jogar com dois médios defensivos ou um meio campo mais ofensivo.

1 Like

Fui ver a equipa que jogou a titular e o Nuno Moreira jogou a titular no lugar do avançado porque se tivéssemos avançados continuava no banco.

Porque no meio campo tem que se jogar com

Edu Pinheiro Bruno Paz
Rodrigo Fernandes Bruno Paz

1 Like

Vi o jogo a espaços e não se vê nada de muito diferente em relação aos outros jogos. Caso não fiquem num dos primeiros dois lugares, a época termina no início de abril.

Se tal acontecer, é tempo a mais para os jogadores mais promissores ficarem sem competir. Espero que, numa situação dessas, Joelson e Gonçalo Costa, pelo menos esses, sejam integrados no plantel da equipa B.

1 Like

E o que vao para lá fazer?
Monte?
Hipotecar a epoca da b também?

Não sei como responder… Mas a perguntas tão elaboradas tenho que dar respostas igualmente elaboradas:

  • Treinar e jogar;

  • Dois jogadores fazem um monte?;

  • Sim. Enterrar forte e feio.

1 Like

No último inside bastantes jogadores chamados ao treino com a equipa principal. Do que consegui ver foram: Gonçalo Filipe (GR), Hevertton (DD), Gonçalo Costa (DE), Joelson (EE/ED), Tiago Ferreira (ED/EE/MC) e Youssef Chermiti (AV). Dois são júniores e um juvenil. É este o caminho.

Gosto de ver o Gonçalo Costa lá.

Acho que tem potencial para ficar de forma definitiva na A.

Ainda não tive possibilidade de ver muito do Chermiti.

16 aninhos, é bom?

Estranho o Tiago Ferreira treinar de manhã e jogar de tarde.

Quando nem o André Paulo que é GR treinou

1 Like