Entrevista Manuel Fernandes a Record/Antena 1

Manuel Fernandes: «Penso acabar a minha vida no Sporting» ENTREVISTA RECORD/ANTENA 1 (Parte 4)

R - Se aparecer uma possibilidade, volta ao Sporting?

MF - Penso acabar a minha vida no Sporting. Não sei quando mas acredito que há-de aparecer uma direção que diga assim: “O Manuel Fernandes é interessante para estar connosco.” Jamais neguei que tenho o sonho de trabalhar no meu clube. E vou consegui-lo, dentro de 5, 10 ou 15 anos.

R - Mas está magoado pelo facto de continuar à espera dessa hora?

MF - Não, de maneira alguma. Quando fui adjunto, no início de 90, senti que foi uma grande injustiça o que fizeram ao Bobby Robson. E atenção: fui eu que fiz, e não ele, a melhor equipa do Sporting dos últimos 30 anos: Paulo Sousa, Cherbakov, Balaokov. Figo, Balakov, Juskowiak, Cadete, Iordanov… O nosso despedimento, depois da eliminação com o Casino Salzburgo, foi das coisas mais incríveis que já passei, até porque considero ter sido a derrota mais injusta da nossa história. O presidente de então, Sousa Cintra, foi pressionado no aeroporto. Já no avião, sentado ao lado de Robson, disse-lhe: “Mister, já fomos.” Ele não percebeu e expliquei-lhe: “Amanhã já não somos treinadores”. Não quis acreditar. Infelizmente, tive razão.

R - Mais tarde voltou como treinador principal…

MF - Que era um dos meus maiores sonhos. Mas quando cheguei ao Sporting senti logo que tinha sido enganado. Mal cheguei pensei logo em sair, porque soube imediatamente que o clube tinha contratado outro treinador. Mas como houve reações contrárias dos adeptos, foram buscar um homem da casa para dar uma satisfação ao povo, com o intuito de o calar. Quem se entalou fui eu.

R - Era o Mourinho quem estava para ir?

MF - Exatamente, era o Mourinho. Pensei melhor e fiquei: estava no meu clube, sentia o carinho das pessoas e, mesmo sem ter escolhido a equipa, aceitei geri-la, na esperança de fazer um grupo à minha imagem na época seguinte.

R - O que lhe dizia Luís Duque, líder do processo?

MF - Não dizia nada, embora tivesse sido ele a levar-me para o Sporting.

R - Mas foi ele também quem tratou de tudo com Mourinho…

MF - Pois foi. Por isso eu digo que fui enganado. Mas o pior é que, quinze dias ou um mês depois disso, saiu do clube. Nessa altura percebi o que me esperava. A certeza de que não continuava aconteceu quando ganhei 3-0 ao Benfica e conquistei a Supertaça ao FC Porto. Tudo porque não aceitei ficar com um futebolista sem classe para jogar no meu clube.

R - Quem era o jogador?

MF - Cáceres, um anãozinho que para lá andava e por quem o Sporting já pagara 60 mil contos pelo empréstimo. A contratação definitiva ficaria em 400 mil contos. Atirei-me ao ar e disse que o meu clube não pagava essa fortuna por um jogador daqueles. Assinei nesse instante a sentença de morte no clube. Foi pena, porque havia uma boa base de trabalho. Era só varrer o lixo que para lá andava e dar uns retoques no resto. Tenho a certeza de que hei-de regressar um dia, noutras circunstâncias.

R - O que lhe parece esta fase eleitoral no clube?

MF - Vai ser complicado. O clube está com boa dinâmica e continua a tirar partido da formação, embora nem sempre surja o tal craque para fazer a diferença. Já se sabe: nem todas as colheitas são boas.

R - Paulo Bento devia continuar?

MF - Penso que sim. É verdade que, em quatro anos, os sportinguistas gostavam de ter um título, mas não se pode ter tudo. Para resolver alguns aspetos financeiros tem de prescindir de alguma coisa. Ganhar umas taças, valorizar jogadores e fazer dinheiro com sucessivas presenças na Liga dos Campeões acho que é um bom balanço.

R - E quanto a Filipe Soares Franco?..

MF - Só estranhei ouvi-lo dizer que não continuava, porque está inserido num projeto, no qual desempenha papel relevante. Mas há uma pessoa cuja saída me deixa um travo amargo: Miguel Ribeiro Teles. Nos seis meses em que estive no Sporting foi a única pessoa a quem reconheci condições para liderar o clube. Para o futuro, seria fundamental manter Ribeiro Teles e Paulo Bento.

R - Como maior figura do futebol leonino nos últimos 40 anos, sente que é exemplo de que o Sporting não trata bem as suas principais figuras?

MF - Não, não, o Sporting não tem nada a ver com as pessoas que, momentaneamente, o dirigem. A massa associativa trata-me com um carinho extraordinário. Sinto-o na rua e nos núcleos que vão reclamando a minha presença um pouco por todo o país. Mas eles também sabem que amo o meu clube e que sou uma pessoa pura e sincera. Para mim o Sporting é aquela camisola verde e branca às listas, que em miúdo desejei vestir nem que fosse uma vez na vida - e vesti umas 600. Não sei se isso me prejudica, mas não posso esconder que a minha loucura no futebol foi, é e será o Sporting.

R - Mas o Manuel Fernandes nem sempre foi tratado como merece…

MF - Compreendo o que quer dizer. Não sei se é por inveja ou por ciúme, mas sinto que nem todos gostam da paixão que os adeptos têm por mim. Como sócio, sinto-me feliz por ter o respeito e o carinho dos adeptos do Sporting. Para o ano, gostava de ser eu a entregar o emblema dos 25 anos de sócio ao meu filho. Acho que ninguém me vai impedir de fazê-lo.

Grande, grande grande Sportinguista que é este homem!!!

Manuel Fernandes: «Penso acabar a minha vida no Sporting» ENTREVISTA RECORD/ANTENA 1 (Parte 4)

R - Se aparecer uma possibilidade, volta ao Sporting?

MF - Penso acabar a minha vida no Sporting. Não sei quando mas acredito que há-de aparecer uma direção que diga assim: “O Manuel Fernandes é interessante para estar connosco.” Jamais neguei que tenho o sonho de trabalhar no meu clube. E vou consegui-lo, dentro de 5, 10 ou 15 anos.

Deixem-me ser aqui o primeiro a dizê-lo: O Manuel Fernandes é interessante para estar connosco…e nunca mais nos deixar!

R - Mas foi ele também quem tratou de tudo com Mourinho...

MF - Pois foi. Por isso eu digo que fui enganado. Mas o pior é que, quinze dias ou um mês depois disso, saiu do clube. Nessa altura percebi o que me esperava. A certeza de que não continuava aconteceu quando ganhei 3-0 ao Benfica e conquistei a Supertaça ao FC Porto. Tudo porque não aceitei ficar com um futebolista sem classe para jogar no meu clube.

R - Quem era o jogador?

MF - Cáceres, um anãozinho que para lá andava e por quem o Sporting já pagara 60 mil contos pelo empréstimo. A contratação definitiva ficaria em 400 mil contos. Atirei-me ao ar e disse que o meu clube não pagava essa fortuna por um jogador daqueles. Assinei nesse instante a sentença de morte no clube. Foi pena, porque havia uma boa base de trabalho. Era só varrer o lixo que para lá andava e dar uns retoques no resto. Tenho a certeza de que hei-de regressar um dia, noutras circunstâncias.

E hoje ainda é preciso dar uma VASSOURADA Manel!

R - Como maior figura do futebol leonino nos últimos 40 anos, sente que é exemplo de que o Sporting não trata bem as suas principais figuras?

MF - Não, não, o Sporting não tem nada a ver com as pessoas que, momentaneamente, o dirigem. A massa associativa trata-me com um carinho extraordinário. Sinto-o na rua e nos núcleos que vão reclamando a minha presença um pouco por todo o país. Mas eles também sabem que amo o meu clube e que sou uma pessoa pura e sincera. Para mim o Sporting é aquela camisola verde e branca às listas, que em miúdo desejei vestir nem que fosse uma vez na vida - e vesti umas 600. Não sei se isso me prejudica, mas não posso esconder que a minha loucura no futebol foi, é e será o Sporting.

Sois grande Senhor Manuel José Tavares Fernandes! :clap: :clap: :clap: :clap:

R - Mas o Manuel Fernandes nem sempre foi tratado como merece...

MF - Compreendo o que quer dizer. Não sei se é por inveja ou por ciúme, mas sinto que nem todos gostam da paixão que os adeptos têm por mim. Como sócio, sinto-me feliz por ter o respeito e o carinho dos adeptos do Sporting. Para o ano, gostava de ser eu a entregar o emblema dos 25 anos de sócio ao meu filho. Acho que ninguém me vai impedir de fazê-lo.

Ai de quem sequer o tente…!

Isto sim é um verdadeiro leão!!! :clap: :clap:

Sá Pinto e Manuel Fernandes com cargos no Sporting já!!!

Há pessoas assim, tanto faz o que digam, joguem ou decidam que errado nunca está, é que acertam sempre.
Grande Manuel Fernandes, um dia será treinador ou no mínimo adjunto de uma figura em condições. Era capaz de fazer melhor que quem por lá anda de momento.

Uma coisa importante que retiro desta entrevista é que não foi o Manuel Fernandes que falhou como treinador… Se calhar foi obrigado a falhar!!

E porque não dar-lhe uma segunda oportunidade, com jogadores escolhidos por ele já na próxima época???

Curvo-me perante o Manel hoje e sempre.

É um dos simbolos do “meu Sporting”, juntamente com Joaquim Agostinho,Carlos Lopes,Livramento,Chana,Brito,Pires,Mamede,Maia e alguns mais que me perdoem de nao os referir.

Sempre a considerar o GRANDE MANEL!!!

SL

As voltas que a vida dá.

Tivemos o melhor treinador na palma da mão. Com Mourinho, não duvido que tivessemos 1 ou 2 campeonatos conquistados e tão importante com isso não teriamos o FC Porto com mais um ciclo glorioso (com vitórias europeias) e mais de 100 milhões de euros de lucro.

Se a diferença de orçamento entre Sporting e FC Porto é tão grande, isso deve-se a Mourinho. E é graças ao que o FCP fez com Mourinho que ainda vendem jogadores por 30 milhões.

Sem palavras.
Isto sim é o Sportinguismo. :clap: :clap:
Não sei se teremos outro exemplo como o Manuel Fernandes. :clap:

Gosto muito de Manuel Fernandes, mas há coisas na entrevista que não me calharam bem, tipo ele dizer que foi ele que formou o plantel de 93 e não Bobby Robson.

De resto, grande sportinguista.

Manel a director desportivo sem a menor duvida!

O leiria é de longe a equipa que melhor pratica futebol na 2ªliga …

Não deves acompanhar a liga então!
Em que é que te baseias para dizer isso?

Pegou no clube em vias de descer de divisão por obra do incompetente Paulo Alves, descobriu o jogador Carlão que andava lá no Leiria parecia um cigano que só andava a treinar, e estava para ser recambiado e ganhou 14 pontos ao teu clube numa só volta.

Talvez o Manuel até saiba mais que o treinador e gentes do teu clube, porque ao contrário do treinador do teu clube o Manuel não caiu de para quedas nem à custa de cunhas, é um símbolo do futebol português e já provou a sua competência subindo por cinco vezes equipas da Liga de Honra para a divisão principal.

Por isso, sim neste momento o Leiria é a equipa mais forte da Liga Vitalis.

A mim vai-me fazer confusão é se o próximo presidente do Sporting não fizer tudo para deitar a mão pelo menos ao Manuel Fernandes e ao Sá Pinto para os integrar na estrutura do clube. Simplesmente, o nosso Sporting precisa de pessoas que sintam o clube e que representem a mística sportinguista! Precisa-se de um núcleo de referências Sportinguistas na estrutura do clube, que discuta e tenha uma palavra a dizer sobretudo ou exclusivamente no futebol! :arrow:

Se te estás a referir ao Santa Clara como meu clube, até tens razão, faltou-te aí foi pôr “2º” antes de clube, porque o meu clube é o Sporting.
Em relação ao Santa Clara, com um plantel de jogadores da 2ª B, com uma remodelação de alto em baixo em que só ficaram 3 jogadores, todos eles açoreanos, João Botelho, Pacheco e Nuno Sociedade. Com uma equipa que o objectivo era não descer, muito estão eles a fazer.

Caso não saibas o Manuel Fernandes já passou muitos anos aqui, no “meu” Santa Clara, e que aliás foi o responsável por 2 subidas de divisão, e levou o Santa Clara à 1ª Liga. Por isso se há gente que aprecia o Manuel Fernandes, são os micaelenses.

Mas se te ofende tanto eu ter um 2º clube, que é um clube da minha terra, então trata-te, porque tu de certeza que só vês Sporting à tua frente e nem torces por mais ninguém.

Escusas é de destilar a tua bílis contra mim porque não te conheço de lado nenhum (nem quero), por isso atenta a como te referes a quem não conheces.

Eu por mim, vejo o Santa Clara e por consequência vejo todos os adversários, fora os jogos que vejo ao Domingo de manhã, e o Leiria, fora o jogo com o Olhanense, que teve as suas vicissitudes, tais como um golo oferecido no 1º minuto, falhanços dos defesas que deram golo, um penalty falhado pela Olhanense, etc, não me demonstrou ser uma equipa por aí além. Tem mérito nos resultados obtidos, como tem a Olhanense e o Santa Clara.
Penso mesmo que seja a Olhanense quem tem jogado o melhor futebol da Liga, o Santa Clara nem os coloco nos 5 primeiros a nível das exibições, o Santa Clara vale pela sua raça em campo e pelo acreditar, e é isso que tem feito a diferença nos resultados obtidos pelo Santa.

E custa-me ver gente como tu, que se calhar só viu um jogo da Vitalis essa época, vir para aqui só porque lê A Bola e o Rescord, vir atirar bitaites para o ar, no cimo de tão magnânime inteligência ou falta dela.

O Leiria tem feito uma excelente 2ª volta, mas daí a praticar o melhor futebol, e ainda por cima de longe, vai um grande passo.

Mas fica lá com a tua sabedoria e deixa de ser tão intempestivo quando te referes a alguém.

Tenho dito, e por mim fica por aqui.

Só não gostei de num tópico em que contém uma entrevista com o Manuel Fernandes, pessoa que todos devemos respeitar e vangloriar, tenhas vindo com um comentário a tentar desvalorizar o grande trabalho que o Manuel Fernandes está a efectuar no Leiria, um assunto que não tem nada a ver com o contexto do que se devia discutir aqui.

Quanto à forma que falei, se fui tempestivo perceberás que tendo em conta o sítio onde moro, tenho alguma ligação com o Manuel Fernandes e por isso mesmo tenho acompanhado o seu trabalho no Leiria.

Fim de OT e concentremo-nos mais no que importa.

Manuel Fernandes como apoiante na lista do SerSporting ou mesmo em algum cargo de relevo ou não na estrutura do Sporting poderia ser um trunfo a juntar a Isabel Trigo de Mira, seria o reforçar do lema da campanha Sporting aos Sportinguistas.

Grande, Grande Manuel Fernandes !

Nunca deveria estar fora do Sporting.

Manuel Fernandes e Sporting são um só. É inconcebível para mim que Manuel Fernandes não esteja no Sporting.

Quanto à entrevista, acho que o maior destaque é mesmo o que diz acerca de Cáceres. Só mostra como se contratava no Sporting naquela época e mostra também que um verdadeiro Leão não se verga!

Grande Sportinguista…

Parafraseando PPC “este é um dos bons”…

Espero que não demorem a trazer este senhor de Leiria, onde tem ainda mais um ano de contrato… E já agora, tragam o Mamadou e o Carlão com ele…

Já agora, aqui fica o link para quem quiser ouvir…

mms://195.245.168.21/rtpfiles/audio/wavrss/at1/336150_45490-0905101323.wma

São 52min, mas ouvir aquela resposta em relação ao cáceres, “aquele anãozinho que lá andava e não prestava para nada”, pela voz dele é do melhor.

SL