E agora, a culpa é de quem?

Depois de PB ter ido embora e o CC ter ingressado no nosso Clube a equipa passou por várias fazes.

Todos os resultados colocados são na ‘era’ CC.

Liga Sagres:

Vitórias: 7
Empates: 3
Derrotas: 3

Chegámos às meias-finais da SLucílio CUP derrotados pelo slmerda em casa [1-4]. Nos oitavos de final vencemos o Mafra por 4-3 em Alvalade.

Nos quartos de final da Taça de Portugal fomos derrotados e humilhados no porto por 5-2.

Liga Europa:

Vitórias: 1 [SCP 3-0 Everton]*
Empates: 1 [Alt. Madrid 0-0 SCP]
Derrotas: 1 [Everton 2-1 SCP]*

*Passamos a eliminatória.

O actual ciclo de vitórias gordas começou no dia 25 de Fevereiro em Alvalade frente ao Everton por 3-0, três dias depois recebemos o fcporto e enfiamos-lhes mais 3, na jornada passada ganhámos por 0-4 em Belém com um poquer de Liedson e hoje derrotamos em Alvalade um adversário directo [este ano!] pelo 4º lugar por 3-1.

Na passada quinta-feira a nossa equipa jogou em Madrid frente ao Atl. Madrid e empatamos a 0. O nível exibicional manteve-se alto apesar de não termos marcado golo e ainda suportamos o ataque da equipa adversária, apesar de estarmos a jogar durante uma hora com menos um jogador.

O treinador é o mesmo, os jogadores são os mesmos… quem é o principal impulsionador desta excelente fase da equipa? Depois de tantas humilhações, sim humilhações, no início da época em que PB era treinador, o que mudou com CC apesar de também ter sofrido imensas derrotas? O que está a acontecer desde o dia 25 de Fevereiro? Eu acho que foram os jogadores que decidiram começar a correr, simplesmente isso. Há quem ache que a fase boa do SCP tem a ver com o novo director-desportivo, há quem diga que a fase má tenha tido a ver com a saída de Sá Pinto e a boa [antes da má] teve igualmente a ver com a presença de Sá.

Quem paga é sempre o mesmo. O treinador, pois claro. CC tem condições para continuar?

De facto não deixa de ser curioso que o Sporting enquanto teve Sá Pinto estava numa boa fase, depois qdo ele sai foi o descalabro completo, e de repente qdo vem outro director técnico, o Costinha, inicia-se uma nova fase positiva.

Parece-me mais do que uma mera coincidência, e se assim for, não abona mto a favor do Carlos pq é sinal que ele é um treinador que n tem mta mão no balneário, n é um motivador nem um disciplinador.

Assim a primeira vista e por alguem que é apenas um adepto sem qualquer informação sobre o que se passa no dia a dia do Sporting (a não ser o que se ve na tv e jornais) eu diria que em termos de futebol jogado demos um passo gigante. Não me parece que tenham sido apenas os jogadores a querer começar a correr, acho sim que as alterações efectuadas pelo Carvalhal fez com que alguns jogadores podessem começar a render de forma a aproveitar as suas capacidades. Com PB o meio campo era praticamente inexistente, o “futebol” era o passe po Polga e pontape po Liedson, o levezinho que resolvesse o assunto. Com Carvalhal vimos, alguem de uma mudança no sistema, o Sporting a jogar a bola pelo chão, a aproveitar o meio campo que diga-se, é dos melhores a nivel nacional. Ora aproveitando o meio campo as jogadas começaram a aparecer, combinações, desmarcações, ou seja, começou-se a ver futebol em Alvalade, e so por isto ja agradeço ao Carvalhal.

Se acho que deve continuar ou não, quando entrou disse que não era pa continuar, hoje digo o mesmo, acho que não se deve mandar abaixo devido as 7 derrotas mas tambem não acho que se deve elevar por estas vitorias. Tenho a opinião do Thorismund quando diz “é sinal que ele é um treinador que n tem mta mão no balneário”, concordo e por isso, embora reconheça que afinal nem é assim tão mau treinador como pensava, não acho que seja treinador para o Sporting, a escolher entre os mais falados optava pelo AVB, mas daqui a umas semanas logo se ve o que acontece.

Parece-me que este tópico não tem muita razão de existir, porque acaba por ser o que é falado em vários outros, sobretudo os que incluem o actual treinador e os que falam do seu possível sucessor…

PB deixou a equipa em 8º lugar, com um índice exibicional do pior que já vi no Sporting e previa-se o agravamento da situação. Carvalhal chegou, limpou alguns peso mortos que lá andavam (todos apostas de PB - angulos, andrés marques, caicedos), mudou a maneira de jogar da equipa (que estava estagnada À 4 anos) e com o tempo tem feito um trabalho positivo.

A série negra de Carlos Carvalhal, com as goleadas sofridas e a falta de vitórias deveu-se à sobre-carga de jogos, lesões e algum azar também. Nessa série de jogos, depois do primeiro desaires, era muito difícil de recuperar a equipa táctica e animicamente devido a falta de tempo (jogos muito seguido) - lembro que era um treinador que tinha chegado a meio da época e estava a impor uma nova forma de jogar.

Penso que Carvalhal tem feito um bom trabalho e tem sido um profissional muito sério, que tem sobrevivido a ataques constantes e humilhações publicas que são injustas. Perante isto, como adepto do Sporting, só posso ter admiração por um homem que quando cá chegou não teve apoio de ninguém (nem de quem o contratou), foi atacado e gozado de todos os lados (media, adeptos, dirigentes), mas manteve sempre a postura e o trabalho digno e conseguiu meter o Sporting a jogar bom futebol.

Se demos quatro anos a um aprendiz de treinador, sem qualquer experiência ou qualificação (ainda nem tinha curso quando assumiu o comando da equipa) e lhe toleramos erros sucessivos, temos de dar o mérito a um treinador que contra tudo e contra todos tem demonstrado o seu trabalho. Isto se queremos ser coerentes e justos. E como adepto do Sporting, gosto de tratar bem aqueles que dignificam o meu clube com dedicação e trabalho.

:shhh:Vamos esperar pelo resto do campeonato e pela Liga Europa … :whistle:

Criei este tópico a propósito da era CC. Não estou a falar da era PB. As mudanças que Carvalhal fez foram visíveis. Trocou Polga por Tonel, meteu a equipa a jogar noutro sistema táctico, entre outras decisões que tomou, mas após essas mudanças surgiram as tais más fases e as boas. Houve estabilidade - instabilidade - estabilidade. Quais são as razões? A vontade dos jogadores? Acredito que sim. Não vejo outro factor que seja decisivo para os mesmos jogadores fazerem jogos horríveis e agora estarem a jogar tanto.

Eu sei que alguns não concordarão comigo mas muita da culpa da época medíocre que estamos a fazer é dos jogadores. Não estou a dizer que seja de todos mas sem dúvida é de muitos deles (não vou mencionar nomes); dos que abordaram os jogos de forma displiciente e sem a atitude de quem joga num dos maiores clubes do mundo, em termos de prestígio e troféus conquistados. Por isso, acho que deveria haver uma forma de avaliar o desempenho dos jogadores e penalizá-los (ou recompensá-los) se for caso disso. É sempre mais fácil e directo culpabilizar o treinador. Mas donde é que surge este Sporting dos últimos 5 jogos? Andava escondido? E se andava escondido, porquê? Penso que da mesma forma como já se elaboram contratos por objectivos com treinadores, essa deveria ser a prática também para com os jogadores. Estes têm de começar a sentir na pele o que as derrotas representam. Lá nos idos anos 70/80 os clubes pagavam salários baixos e prémios de vitória altos. Se não ganhassem regularmente, levavam o ordenadinho ao fim do mês e tinham que se desenrascar. Era assim que as coisas deveriam voltar a ser. Bem sei que as leis do mercado condicionam (inflacionam) tudo e que se um clube quiser ser o primeiro a traçar um determinado caminho não o poderá fazer sozinho. Mas há que fazer alguma coisa. O Sporting não pode (não deve) voltar a ter uma época destas.

CC tem condições para continuar mas todos sabemos (incluindo ele) que não irá continuar. Vai pagar pelos 7 jogos seguidos sem ganhar, altura em que o Sporting se terá comprometido com o novo treinador. Oxalá seja alguém de créditos firmados e experiente. Porque se for imberbe, depressa será arrasado dentro e fora do clube.

Acredito que haja um “culpado” no sentido que desejávamos… O Sr. Ministro… De resto, estar a responder a este tópico, seria repetir o que disse em outros já abertos. Não estou contra a abertura do tópico, tanto mais que eu gosto sempre de novos assuntos que se possam discutir, apenas acho que é mais do mesmo.

Cada um é livre de dizer o que quer, mas este tópico não existe somente por causa da questão da continuidade ou não do CC, mas sim para tentarmos perceber o que se passa e o que se passou com a equipa.

Concordo Miguel, mas sabes como são as conversas, acabam sempre por desviar… :mrgreen:

A culpa é do Pedro Mendes , somente isso!

Este tópico é absolutamente pertinente.

Sinceramente não me lembro nos meus 30 anos a ver futebol, de uma alteração tão radical no jogo de uma equipa do Sporting, sem razão aparente e objectiva. Normalmente estas mudanças radicais acontecem quando se muda de treinador, ou por exemplo quando se contratam alguns jogadores no mercado de Inverno.

Os jogadores são os mesmos, o treinador é o mesmo, a táctica é a mesma, a direcção é a mesma, os adeptos são os mesmos, o relvado é o mesmo.

Apenas o director desportivo já mudou, e curiosamente, como já foi referido, as saídas e entradas coincidem com alterações nos cilcos de vitórias e derrotas.

Mas não pode ser por aí. Costinha foi apresentado horas antes do brilhante jogo que realizámos com o Everton.

E concordo com opiniões já aqui expressas: a grande diferença está nos jogadores. Mais precisamente na atitude, de ambição e de garra, que revelam em campo. E que claramente não estavam a revelar anteriormente!

Então qual a razão que poderá ter feito alterar a motivação e o empenho dos jogadores em campo (e, porque não dizê-lo, até aparentam uma condição física invejável!)?

Eu pensava muito sinceramente que só podiam ser uma de duas coisas (ou até as duas):

  • alteração (aumento) substancial dos prémios de jogo, ou
  • “promessa” de presença no mundial e o aproximar da fase de escolha dos convocados

Até que há dias um amigo meu me disse que lhe chegou a informação da razão para os jogadores estarem diferentes:

ORDENADOS EM ATRASO (estavam)

Não tendo certezas de tal coisa, até porque nada transpareceu cá para fora, confesso que para mim faz sentido pois encaixa dentro das explicações que considerava plausíveis.

Por este estranho caso do Sporting 2009-10 se comprova uma coisa: o problema do Sporting não são os jogadores, o treinador ou o relvado, não é o Grimi-que-até-já-marca ou o Carvalhal-que-se-arrisca-a-ficar.

O problema do Sporting é de liderança e de gestão.

SL

pois eu acho esta pergunta e este tópico muito pertinentes, estou farta de me perguntar quais as razões que levaram a estas alterações tão drásticas e vou estar sinceramente muito atenta ao que aqui for escrito.

Citação de: rest44hck em Hoje, 04:55 ...

PB deixou a equipa em 8º lugar, com um índice exibicional do pior que já vi no Sporting e previa-se o agravamento da situação. Carvalhal chegou, limpou alguns peso mortos que lá andavam (todos apostas de PB - angulos, andrés marques, caicedos), mudou a maneira de jogar da equipa (que estava estagnada À 4 anos) e com o tempo tem feito um trabalho positivo.

A série negra de Carlos Carvalhal, com as goleadas sofridas e a falta de vitórias deveu-se à sobre-carga de jogos, lesões e algum azar também. Nessa série de jogos, depois do primeiro desaires, era muito difícil de recuperar a equipa táctica e animicamente devido a falta de tempo (jogos muito seguido) - lembro que era um treinador que tinha chegado a meio da época e estava a impor uma nova forma de jogar.

Penso que Carvalhal tem feito um bom trabalho e tem sido um profissional muito sério, que tem sobrevivido a ataques constantes e humilhações publicas que são injustas. Perante isto, como adepto do Sporting, só posso ter admiração por um homem que quando cá chegou não teve apoio de ninguém (nem de quem o contratou), foi atacado e gozado de todos os lados (media, adeptos, dirigentes), mas manteve sempre a postura e o trabalho digno e conseguiu meter o Sporting a jogar bom futebol.

Se demos quatro anos a um aprendiz de treinador, sem qualquer experiência ou qualificação (ainda nem tinha curso quando assumiu o comando da equipa) e lhe toleramos erros sucessivos, temos de dar o mérito a um treinador que contra tudo e contra todos tem demonstrado o seu trabalho. Isto se queremos ser coerentes e justos. E como adepto do Sporting, gosto de tratar bem aqueles que dignificam o meu clube com dedicação e trabalho.

essa é também em absoluto a minha impressão, para já.

Ordenados em atraso? Se isso fosse verdade algum bufo tinha dito cá para fora e a Com. Social encarregava-se do resto.
Concordo perfeitamente com a parte a bold.

leao09, e.verde e rest44hck, vocês foram dos poucos que perceberam a razão porque abri este tópico. É pertinente como já o disseram, pois só na era Carvalhal passamos por várias fases muito distintas. A primeira de alguns vitórias tangenciais, a segunda de derrotas amargas e históricas e a terceira - que estamos a atravessar - de goleadas e de exibições muito boas. Obrigado por contribuírem para o tópico. Não é mais um… a essência deste é diferente.