Do 8 ao 80 e vice-versa... a montanha russa dos Sportinguistas

subescrevo sem duvida o que escreves-te :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:

Bom texto! Pena que muitos teens pouco entendam do que escreves…

Tiveste ilusão nessa época?

Então e 89/90, 90/91, mas principalmente 92/93 e 93/94?

Fraquinho… :twisted: :mrgreen: :lol:

[hr]

Quanto ao texto, pedir para os adeptos serem racionais, seja que clube for e mais ainda em países latinos (noutros a história é diferente) é como pedir uma mudança de rumo na economia mundial: a maioria nem sabe o que isso é, a muitos isso nem interessa, tornando-se impossível. A irracionalidade dos adeptos, a maioria gosta até mais do clube que do jogo em si (é até acessório) e cada vitória ou derrota são mais que vitórias ou derrotas num jogo (seja em que modalidade for), muito mais até, foi o motor do futebol.

A paixão pelo jogo e a sua simplicidade levaram-no a todo o lado, colocaram-no nas ruas, nos descampados, nos parques e jardins, nas traseiros e pátios de escolas, nos adros de igrejas. Duas árvores são uma baliza, uma pedra é uma bola. Duas mochilas são uma baliza, qualquer objecto redondo é uma bola. Muda aos cinco, acaba aos dez. Isto levou o futebol a todo o lado.

Mas a paixão cega pelos clubes, leva ao crescimento desses mesmos clubes. Todos os grandes clubes em países latinos são grandes pelo futebol. E são pela rivalidade. E são pela irracionalidade.

Pedir ao grosso da massa adepta, à malta do peão (os mais jovens provavelmente nem sonham o que é isto), aos irracionais nas bancadas, cafés, tascas e tabernas, até no sofá de casa para ser racional é em si um acto de loucura. Pouco próprio a dirigentes. Nós sócios e adeptos, até podemos pedir isso. Podemos dar-nos ao luxo de ser loucos. Os dirigentes não.

Esse gráfico, muito bom e ilustrativo, não representa o Sporting. Mudem-se as categorias e assenta a qualquer adepto de futebol, excepto aqueles cujo clube ganha sempre ou sempre perde. E mesmo esses, hajam dois deslizes e… Um jogo de futebol muito raramente acaba aos 90 minutos.

Não está assim tão bom :inde:

Gostei do gráfico e acho que corresponde à realidade mas o texto diz “banalidades” que são óbvias para quem concorda e não vão mudar a opinião de ninguém que discorde.

P.S. Dos “pontapés antológicos” no português não vale a pena falar…

Mas de que estavas à espera? Que as opiniões das pessoas flutuassem em função do quê? Flutuam e bem em razão dos resultados.

Já agora convinha cruzar as opiniões dos sportinguistas também com os resultados dos adversários: eu cheguei a acreditar no titulo, por exemplo, não porque o Sporting venceu o Marítimo por 4-2 mas porque o Benfica perdeu em Braga 2-1.

Mais um texto que baixa as expetativas, que desresponsabiliza todos os que pertencem a este clube não ajuda nada.

Estamos a fazer uma má época e não há nada que se possa dizer que mascare essa realidade.

Já vai um tempo, anos largos, em que ignoro 99% da palha desses jornais. Leio mais para me rir um pouco e ver qual é a nova invenção naquele dia. Mas não pago 1 cêntimo que seja por qualquer um deles.
Infelizmente nem todos os sportinguistas são assim. Criam hábitos de leitura, difíceis de contrariar.
Quantas vezes não ouvimos adeptos do Sporting num café a discutir o que lêem, num rascord ou similar?
As pessoas têm fome de bola e são estes pasquins que chegam-se com um prato á frente primeiro. A grande maioria nem perde 1m que seja a pesquisar, ou a ouvir diretamente da boca do presidente ou jogadores. Tá no jornal = deve ser a verdade ou próximo dela.
É a nossa cultura “base”. Como vemos nas eleições para governos. Quantos vão ler os programas de cada partido, as suas ideias, as suas promessas antes de votar? 5%? Menos?
O que aparece na tv e nos jornais é a verdade para o zé povinho. Vai ser assim durante muito tempo, infelizmente. Mesmo para a nova geração que conhece os googles desta vida. A maioria está-se literalmente a cagar para ir verificar o que quer que seja. :wall:

O comportamento dos Sportinguistas varia em função de inúmeros factores que vão da idade, ao sexo, ao perfil psicológico de cada um, à formação intelectual, mesmo à experiência profissional e até ao Q.I… Todos porém têm em comum o desejo firme e sério de que o Sporting vença e prevaleça sobre os seus inimigos, tanto internos como externos. Todos desejamos um Sporting fortíssimo, capaz de se impôr a adversários com clareza e capaz de desenvolver o seu tão esforçadamente conquistado estatuto de maior potência desportiva Nacional, incluindo o futebol de onze. Ou melhor, principalmente no Futebol! Aqui, a porca torce o rabo. É neste aspecto particular que os Sportinguistas não podem deixar de ter confiança na actual Direcção, a consciência de que está num “processo de Re-fundação” e que as metas e objectivos que se propõe levam muitos anos a atingir e ainda a consolidar.
Desportivamente e em matéria de futebol de onze, este ano não vai certamente ser melhor que o ano passado. Pelo contrário, estão reunidas todas as condições EXTERNAS para que seja pior, ainda que internamente seja de constatar que, está bem melhor. O melhor exemplo daquilo que estou a dizer são 4 jogos da equipe. Por um lado, o jogo contra o Porto e os dois contra o Schalke 04, por outro lado, o jogo contra o Paços de Ferreira. Os primeiros 3 (esqueçam lá o jogo com o Guimarães que mais não foi que um acidente de percurso) revelam o futebol que o Sporting sabe e pode praticar. O quarto, revela aquilo que o INIMIGO EXTERNO é capaz de fazer. Não revela qualquer demérito no nosso futebol mas, sim, a capacidade de manipulação de resultados que a Mafia do futebol Português é capaz de levar a cabo.
O Sporting, se quiser ser Campeão Nacional nos próximos 3 ou 4 anos, tem de ser capaz de marcar quatro golos por jogo e sofrer apenas um, de modo a ganhar umas vezes por quatro e outras apenas pela diferença de um. Ora, tal não se vai verificar certamente e vamos voltar a ser repetidamente prejudicados, muito brevemente, num qualquer estádio do País, com consequências funestas no resultado final e só por não sermos capazes de marcar os tais 4 golos em todos os jogos. Jogos de 1 a zero como o do ano passado em Guimarães ou de 2 a 1, como seria no mínimo justo o resultado do mais recente jogo com o Paços de Ferreira, vão redundar em empates imerecidos ou derrotas impostas de fora, pela vontade conjugada de Porto e Benfica e executadas pelas equipes de arbitragem que, com instruções específicas para o efeito, os dois inimigos, conseguem fazer nomear.
Portanto, há que ter confiança na nossa Direcção, dar-lhe tempo para resolver os problemas externos tal como o tem feito com os problemas internos.
Há que ter paciência e esperar com esperança pois, mais ano menos ano, teremos no Futebol Nacional um estado de coisas semelhante ao que temos nas modalidades, através das quais se constata que os métodos, know how e profissionalismo dos dirigentes, a garra dos atletas e a cultura de vitória nos garantem títulos atrás de títulos, pela simples razão de não existem ou serem muito menos eficazes as influências das vigarices do Luís Filipe Vieira e do Pinto da Costa, ambos, como é sabido, capos da Mafia futebolística do País. Nas modalidades, não havendo dinheiro que se veja, a roubar, não se deram ao trabalho de montar uma teia suficiente para lhes atribuir o controlo dos árbitros e das estruturas directivas das várias federações.

Não me lembro de grande entusiasmo em em 92/93, apesar de já andar por aí no 7º ano. 93/94, sim, sem dúvida, eu estava convencido que íamos fazer grande campanha na UEFA, mas o Salzburgo… Depois fiquei desmotivado com a troca de treinador, mas até pensei que como o gajo tinha sido campeão do mundo de juniores talvez… mas no fim, pronto.

Sporting é candidato ao título e parte na pole position” - Augusto Inácio.
Claro que foi na pré-temporada mas é normal que tivéssemos esperança que algum de bom poderia acontecer… Aliás, embora seja quase impossível chegarmos ao título com 8 pontos de atraso, mesmo assim temos aquela esperançazinha…

Li este comentário e aplaudo :clap:. A entrevista do Presidente para mim foi esclarecedora, mas por mais que ele negue, discorde ou diga que é mentira muito do que por aí se fala vamos ter sempre páginas de jornais a dizer o contrário e paineleiros a comentar. A nós resta-nos acreditar no nosso Presidente e ajudá-lo a calar esta gente toda. Assim a nossa equipa também nos possa ajudar com resultados condizentes com o enorme valor que a equipa tem.

Grande abraço a todos. :beer:

Desde já, e aconteça o ke acontecer, estou com o nosso Presidente! :victory: Quanto ao campeonato, ainda acreditei até certa altura! Depois comecei a ver as maroscas ke se estavam a arranjar a favor do Boifica e consciencializei-me de ke não havia nada a fazer! :naughty: Desde o começo deste campeonato do 3º mundo ke está tudo pronto para se entregarem as faixas ao clube do Circo de Carnide! Quanto a nós, independentemente da exibição, ontem, um golo validado ao nosso adversário em fora de jogo! Não há nada a fazer! Mas ao menos mostremos Raça de Leão dentro do campo! É o mínimo ke se pode exigir! >:(

Concordo plenamente e eu também estou ao lado do Presidente aconteça o que acontecer. Após estes anos de toda agente inclusive dos nossos a mandar o clube a baixo, só um utópico pensamento poderia achar que mudávamos de presidente e seriamos campeões. Não nos podemos esquecer que a primeira grande montanha a ser movida será o nosso equilibro nas contas nos bancos a quem devemos, e se nos estabilizarmos assim, talvez um dia podemos fazer uma equipa onde disputaríamos campeonatos.

SL