Discussão sobre as modalidades do SCP - Geral

O cartão do adepto é só para os estádios ou é também para os pavilhões

Do que me disseram é só para os estádios, ou seja, só Futebol…

Aqui no forum já me disseram que era também para as modalidades

A lei fala em atividades desportivas, logo tb deve incluir pavilhão…

O cartão do adepto é o documento que permite o acesso a ZCEAP, igualmente previstas no atual regime jurídico, constituindo áreas específicas do recinto desportivo integrado em competições desportivas de natureza profissional ou em espetáculos desportivos integrados nas competições desportivas de natureza não profissional considerados de risco elevado, destinadas à assistência de eventos desportivos, sujeitas a condições particulares de segurança e à aprovação conjunta da APCVD, das forças de segurança e do organizador da competição, cujo acesso pelos adeptos depende da observância de duas condições administrativas, cumulativas, a saber: i) a posse de título de ingresso válido adquirido exclusivamente por via eletrónica; ii) a titularidade de um cartão válido de acesso a essas zonas.

Erro meu, têm razão, inclui pavilhão, hoje tive a confirmação. À entrada do andebol um segurança perguntou-me se tinha cartão de adepto, porque só quem tinha cartão de adepto podia entrar pela “porta do lado direito da porta 1”…se é que me faço entender (normalmente é a porta por onde entram as claques do SCP, como é exactamente ao lado da outra pensei que era igual, aliás muitas vezes dá para entrar por ali…)

SPORTING CP - PALMARÉS INTERNACIONAL

O nosso Fundador, José Alvalade, ao fundar o Clube disse uma frase de um certo modo premonitório: “Queremos que o Sporting seja um Grande Clube, tão grande como os maiores da Europa”.

Acredito que naquela altura esta frase não tenha sido levada a sério por muita gente, visto ele ser uma pessoa visionária e à frente do seu tempo. Onde ele estiver estará certamente orgulhoso do percurso internacional do nosso Clube, pois já temos 40 Títulos Internacionais e, espero, muitos mais se seguiram.

Temos títulos em 7 modalidades diferentes (Andebol, Atletismo, Futebol, Futsal, Goallbal, Hóquei em Patins e Judo) e espero que mais surjam no futuro. Este título conquistado pelo hóquei foi especial, pois foi o nosso 40º Título do Clube e o 10º da modalidade.

Desde a primeira Conquista em 1964, todos estes Títulos foram conquistados assentes em 4 pilares fundamentais: Esforço, Dedicação, Devoção e Glória. Todos os 40 Títulos foram conquistados sobre este Lema. Todos foram conquistados, nenhum nos foi dado.

Muitos mais Títulos vão surgir seguramente, como por exemplo no Goallbal (Liga Europeia e Mundial), Judo (Liga dos Campeões), Voleibol, Ténis de Mesa, etc.

Bem aja a José Alvalade que criou as bases para sermos o que somos hoje…

Somos um grande Clube, temos grandes atletas, temos grandes treinadores…
Somos um Clube de Valores…

O Sporting CP é “Um Grande Clube, tão Grande como os maiores da Europa”.

(Esta reflexão é apenas a minha opinião pessoal)

1 Curtiu

A Glória Europeia continua…

Conquistamos mais um Título Internacional no goalball feminino, somos Bicampeãs Europeias. Podíamos ter ganho dois Títulos mas assim não aconteceu, à que continuar a trabalhar com Esforço, Dedicação e Devoção que a Glória virá…

Neste ano civil de 2021 já conquistamos 4 Títulos e ainda faltam disputar 3, dois do goalball (Mundial de Clubes) e judo (Liga dos Campeões). Podemos igualar o ano de 2019 com 7 Títulos num ano.

Tanto no goalball como no judo não sei os atletas que vão fazer parte das nossas equipas, mas acredito que vão dar tudo para conquistar os títulos em disputa, não sendo de certeza nada fáceis de conquistar. Acredito porque somos Sporting CP, lutamos até ao fim…

Sporting CP, “Um Grande Clube, tão Grande como os Maiores da Europa”

1 Curtiu

OPEN DAYS NO ESTÁDIO JOSÉ ALVALADE

Por Sporting CP
30 Out, 2021

MODALIDADES

​Dezenas de jovens do atletismo e do kickboxing entraram em acção

Os Open Days do atletismo e do kickboxing juntaram, na manhã deste sábado, dezenas de crianças e jovens que partilham o sonho de serem atletas do Sporting Clube de Portugal.

Focados em demonstrar o seu talento, para captarem a atenção dos responsáveis Leoninos, os participantes viveram momentos recheados de diversão e muita aprendizagem, tendo sido ainda presenteados com a presença de alguns nomes sonantes das respectivas especialidades.

O atletismo reuniu cerca de 80 atletas dos escalões de benjamins e infantis, que entraram em acção na Cidade Sporting e experimentaram as mais variadas disciplinas da modalidade sob o olhar atento de uma das maiores glórias verdes e brancas: Francis Obikwelu.

“Um terço dos participantes são atletas que quiseram experimentar a modalidade, o que faz parte do objectivo que estamos a desenvolver. Queremos aumentar o número de jovens na modalidade e esta é uma actividade importante para nos aproximarmos dessa meta”, afirmou Carlos Silva, director-técnico da secção de atletismo, aos meios de comunicação do Clube.

“A forte afluência que se verificou é um bom sinal. Acima de tudo, o que se viu é que o atletismo é uma actividade universal e com várias especialidades. É isso que trabalhamos e queremos fomentar nos jovens. A maioria deles é ainda muito nova e está em fase de aprendizagem, mas já se consegue distinguir os mais velocistas, os mais coordenados e os mais resistentes, além dos que se vão desenvolver com o espaço e o tempo necessários”, sublinhou.

No que toca ao kickboxing, foram vários os interessados que fizeram questão de se deslocar ao Multidesportivo e aproveitaram para testar as suas capacidades ao lado de atletas da elite internacional, como são os casos dos irmãos André e Tiago Santos e, ainda, Adolfo Barão.

“É o primeiro Open Day da nossa modalidade e está a ser muito produtivo e gratificante, até pela forte adesão verificada. Muitos dos participantes deslocaram-se de longe para estarem aqui a treinar ao lado dos nossos atletas. Para primeira vez, o balanço é muito positivo”, afirmou Paulo Santos, treinador do kickboxing verde e branco, antes de frisar que o objectivo desta iniciativa passa por “angariar novos talentos que queiram competir ou apenas treinar”.

“É sempre mais benéfico e satisfatório formar atletas de raiz do que começar a treiná-los a meio do seu percurso. Além disso, é muito gratificante termos jovens oriundos de outras escolas pois quer dizer que nos valorizam e querem estar com esta equipa. Temos boas aspirações para o futuro, até porque o kickboxing está em forte expansão e é uma modalidade Olímpica”, considerou.

grandes iniciativas , open days de modalidades ,isto e criar sportinguismo , fomentar pratica desportiva e quem sabe chegar primeiro aos talentos , isto faz a diferença , muito bem sporting e continuar , no atletismo lembra os primordios do primeiro passo.

1 Curtiu
1 Curtiu

O goallbal poderá conquistar mais dois Títulos Europeus para o Clube. Jogando à Sporting conseguiremos conquistá-los.

Temos equipa (M e F) e treinadora para isso. Continuaremos a prestigiar o Clube e o designio do nosso Fundador.

Sporting CP, “Um Grande Clube, tão Grande como os Maiores da Europa”.

2 Curtiram

COLÓQUIO ‘NO CAMINHO DAS BOAS PRÁTICAS’ REALIZOU-SE EM ALVALADE

Por Sporting CP
01 Dez, 2021

NOTÍCIAS

Evento teve lugar no Auditório Artur Agostinho

Realizou-se esta quarta-feira, no Auditório Artur Agostinho, no Estádio José Alvalade, o colóquio ‘No caminho das Boas Práticas’, organizado pela Direcção Técnica e Operacional das Modalidades do Sporting Clube de Portugal.

Aberto a coordenadores, dirigentes, seccionistas, treinadores e restantes funcionários do Sporting CP, mas também a outros interessados, o evento ocupou toda a manhã e o início da tarde, tendo contado com a colaboração de nomes bem conhecidos dos Sportinguistas.

Miguel Afonso, membro do Conselho Directivo, deu início ao colóquio com o discurso de abertura, tendo destacado o ecletismo histórico e presente do Sporting CP, a evolução das estruturas de apoio às modalidades nos últimos anos e a aposta na formação, entre outros temas.

Seguiram-se apresentações sobre as modalidades colectivas, com Carlos Carneiro (andebol), António Paulo (basquetebol), Ricardo Coelho e Alexandre Teixeira (futsal), João Valente Santos (hóquei em patins), João Telhada (rugby) e Gersinho e Rui Pedro Costa (voleibol) a darem a conhecer as respectivas secções.

Depois de um pequeno intervalo, Carlos Silva (atletismo), Luís Duarte (ginástica), Carlos Cruchinho (natação e pólo aquático), Hugo Pedro (Karate) e André Campos (triatlo) fizeram o mesmo.

Para terminar o colóquio, João Valente Santos apresentou o Centro de Optimização Desportiva (COD), novo projecto das modalidades Leoninas, João Rafael Pereira abordou o projecto do Atleta de Potencial Elevado (APE) e, por fim, José Carlos Reis - director técnico e operacional das modalidades - revelou as medidas estratégicas para 2021/2022.

José Carlos Reis falou aos meios de comunicação Leoninos no final e destacou “a importância de partilhar a experiência de cada uma das modalidades”. “É fundamental porque as realidades e os modelos são, muitas vezes, diferentes. É sempre bom ouvir o que cada um faz e aprender com o dia-a-dia de cada modalidade”, acrescentou o dirigente.

José Carlos Manaças, coordenador técnico de formação e desenvolvimento e organizador do colóquio, começou por deixar “um agradecimento muito sincero a todos os responsáveis das modalidades”. “Coordenadores, treinadores principais e adjuntos estiveram aqui a dar um grande contributo. Foi um momento óptimo de partilha de conhecimento e de experiências, não só para os colegas das várias modalidades como também para o exterior. Importa-nos mostrar o que andamos cá a fazer. Foram apresentadas experiências interessantíssimas”, contou ainda.

O coordenador da formação de futsal masculino Ricardo Coelho foi um dos que apresentou a sua modalidade no colóquio e considerou a iniciativa “muito positiva e produtiva”: “Fazia falta esta abertura para as modalidades falarem sobre as suas dores de crescimento. Assim, podemos aprender e tirar ideias uns dos outros para crescer”.

PRIMEIRO TÍTULO MUNDIAL E O FIM DE UM CICLO

A equipa feminina de goalball conquistou mais um Título Internacional e o primeiro Título Mundial do Sporting CP. Mais um dia histórico para o Clube. Esta equipa (jogadoras e treinadora) ficam para sempre na História do Sporting CP.

Durante o Mundial de Clubes as nossas atletas jogaram como leoas, ganhando todos os jogos em disputa. Esta competição foi ganha com Esforço, Dedicação, Devoção e Glória.

Com mais esta conquista cegamos aos 42 Títulos Internacionais (41 Europeus e 1 Mundial). Que o Clube continue a aumentar este número… assim espero.

Esta foi também a última competição com a treinadora Márcia Ferreira. Uma treinadora que deu sempre tudo pelo Clube e que contribuiu com 5 Títulos Internacionais. Que o Clube não desinvista nesta modalidade que tanto nos tem dado…

Em suma, o Clube continua a nível internacional a conquistar títulos e a orgulhar o desejo no nosso Fundador.

“Queremos que o Sporting seja um Grande Clube, tão grande como os maiores da Europa”

Não deve ser o tópico certo, mas o João Rocha já acabou com a limitação a 1000 pessoas? Como agora é obrigatório teste para qualquer lotação.

1 Curtiu
1 Curtiu

ANO DE 2021 TERMINA COM 4 TÍTULOS EUROPEUS E 1 MUNDIAL

Terminado o ano de 2021 o nosso Clube conquistou quatro Títulos Europeus (Futsal, Hóquei em Patins (2) e Goalball) e um Título Mundial (Goalball). Perfazendo assim o total de, até ao momento, 42 Títulos Internacionais.

Tendo tudo isto em conta, o ano de 2021 ficou marcado pela continuação da conquista de Títulos Internacionais. A começar pelo Futsal com a conquista de mais uma Liga dos Campeões, passando pelo Hóquei em Patins com a conquista da Liga Europeia e da Taça Continental e terminando em grande com o Goalball com a conquista da Liga dos Campeões (F) e do Campeonato do Mundo de Clubes (F). Este Campeonato do Mundo de Clubes ficará para sempre na história do Clube por ser o primeiro Título Mundial do Sporting CP.

Muitos outros Títulos Internacionais ficaram por conquistar, como no Atletismo (TCCE de Corta-Mato e Pista que não se realizaram), Goalball (Liga dos Campeões (M) e Campeonato do Mundo de Clubes (M), Hóquei em Patins (Taça Intercontinental) e Judo (Liga dos Campeões).

Em suma, 2021 foi um excelente ano a nível da conquista de Títulos Internacionais, continuando assim a dignificar o nosso Fundador e a História do Sporting CP. Que 2022 seja igual ou melhor é o que desejo, a começar pela TCCE de Corta-Mato.

Assim o Clube o deseje e o consiga…

“Queremos que o Sporting seja um grande Clube, tão grande como os maiores da Europa”

2 Curtiram

Sporting Tático

14 h ·

🔎 Renovações nas modalidades - Jogadores em fim de contrato!

📌 Pany e Platero são alvos apetecíveis. Ruesga e Cardinal para continuar? Muitas dúvidas ainda subsistem.

O novo ano está aí, e com ele o início de formação das equipa e planeamento das temporadas seguintes. Já há mexidas no mundo do andebol, do hóquei em patins, do futsal, e Basket e voleibol só não são semelhantes porque, normalmente, as épocas seguintes são definidas já no fim.

O Sporting não foge à regra. O planeamento tem de ser feito a pensar no médio-longo prazo, caso contrário as equipas ficarão com os restos de mercado. O peixe do mercado é mais fresco de manhã do que à tarde.

Como tal, importa referir também que há uma série de contratos que terminam já em 2022; isto de jogadores muito importantes nas diferentes modalidades que temos. Serve este post para dar a conhecer os atletas que estão em fim de contrato com o Sporting, e como as coisas se vão definir caso eles acabem por renovar, ou não. É importante começar já a tratar destes dossiers antes que os atletas sejam assediados por outros Clubes, como já aconteceu num passado recente.

Vamos fazer a divisão por 3 diferentes modalidades, tendo em conta que tanto no Basket como no Voleibol só se começa a fazer a preparação no final das épocas e os jogadores, habitualmente, só assinam por 1 ano.

⚽️ Futsal

📌 Jogadores em fim de contrato: Pany Varela, Cardinal. Merlim e Cavinato(?).

A primeira secção que importa referir é o Futsal. Sobre Cardinal e Pany, é sabido que terminarão contrato. No que concerne ao ala campeão do mundo por Portugal, a sua renovação é de extrema urgência e soubemos inclusive há poucos dias que o seu contrato terminava este ano. Pensávamos que tivesse uma extensão maior, mas a verdade é que Junho está aí a chegar, e muitos deverão querer contar com os serviços daquele que foi, para nós, o melhor jogador do último Mundial. É importante não deixar este dossier para a última.

Já Cardinal, será este o seu último ano de Leão ao peito? Depois de se ter lesionado gravemente no ano passado, chegámos mesmo a pôr isso em causa. No entanto, com o seu regresso e com a forma como se tem mostrado, o pivot merece claramente mais 1 ano de contrato, até por uma questão de ir preparando o futuro e Hugo Neves como seu sucessor sem grandes pressas.

Merlim e Cavinato ficamos na dúvida se eventualmente acabarão este ano ou em 2023. Cremos que é em 2023 mas não há certezas. A sociedade italiana é a a dupla que mais golos dá ao Sporting por ano. De um lado, o melhor jogador do mundo. Do outro, um finalizador como poucos no Futsal mundial. Sabemos que os jogadores também fazem anos, porém, ainda têm muito para dar, e a sua sucessão tem de ser preparada com cuidado e da forma em que a transição para outros atletas seja da forma mais suave possível e sem afectar a qualidade da equipa.

🤾🏻‍♂️ Andebol

📌 Jogadores em fim de contrato: Jens Schongarth, Carlos Ruesga, Matevz Skok.

Esta é a secção mais fácil. Com as renovações todas consumadas no ano passado, mais os 9 reforços, sobram aqueles que já sabemos mais Jens, que assinou apenas por 1 ano.

Sobre Schongarth, a nossa opinião é que devia ter renovação garantida para a próxima época. O alemão tem sido o melhor lateral e o melhor atirador leonino esta época, sendo inclusive o melhor marcador da equipa, além de somar a isso a sua capacidade defensiva. É muito difícil encontrar bons laterais direitos no mercado, ainda por mais que façam defesa-ataque. Vemos no Benfica que Grigoras é um excelente atacante, mas que deixa muito a desejar na defesa. Já no Porto, Djibril Mbengue é um bom defensor com poucos recursos ofensivos. Schongarth consegue estabelecer-se no meio dos 2, é um bom defensor que, embora não seja um jogador de 1x1 no ataque ou de continuidades, tem um excelente tiro exterior e não costuma cometer muitos erros. Defende melhor do que ataca mas não deixa de ser o melhor lateral direito da Liga. Mexer na posição, neste momento, seria um risco, num Sporting que sempre teve problemas com laterais direitos e que tão pouco pode perder defensores.

Já Ruesga e Skok, chegarão este ano ao fim da caminhada verde e branca. Skok já tem a família a viver na Eslovénia, pelo que tudo indica que este será o último ano em Alvalade. Ruesga também deverá estar de saída do Sporting, embora a época até esteja a ser positiva para o central espanhol. Não sabemos se Ricardo Costa tenciona ficar com Ruesga nem que seja mais uma época.

A verdade é que tanto o esloveno como o espanhol são 2 pesos pesados nas contas do orçamento do Leão, e as suas saídas devem levar a entradas que colmatem lacunas evidentes na equipa: um bom guarda redes, um pivot e um defensor/ponta esquerda.

🏑 Hóquei em Patins

📌 Jogadores em fim de contrato: Platero, Gonçalo Nunes (?), Verona, Souto, Toni Pérez (?)

Por esta modalidade, tal como no Futsal, temos de começar a falar de um caso mais paradigmático: Matias Platero.

O argentino é um dos capitães do Sporting, dos melhores defensores do mundo na modalidade, pilar da defesa leonina e também uma excelente referência de balneário. Para além do mais, Platero será Pai brevemente, e a sua namorada é portuguesa e trabalha na Sport Tv, Ana Bastos Freitas, pelo que o sul-americano não deverá querer sair de Portugal. Contudo, sabemos que os nossos rivais poderão estar sempre à espreita para ter um jogador deste calibre no plantel, pelo que é importante acelerar o processo de renovação.

Outros jogadores que deverão acabar contrato serão Verona e Souto. Chegaram ao Sporting em 2019 e assinaram por 3 anos.

Verona é um belíssimo jogador, só tem de ser mais consistente, mas está completamente integrado no Sporting e foi um dos pilares do título do ano passado. Souto está a fazer a melhor época desde que chegou ao Sporting, acumulando golos e assistências em barda. Ambos integralmente afastados ao Clube de Alvalade e que deverão ter os contratos renovados.

As únicas dúvidas recaem sobre Gonçalo Nunes e Toni Pérez. O defesa/médio português tem tido pouca utilização de Paulo Freitas neste início de época, não se percebe porquê, e é possível que queira sair para jogar. Ou tem mais minutos ou terá outro destino.

Já Toni Pérez, também cremos que acabará contrato este ano, mas sem certezas. A verdade é que o avançado espanhol já tem muitos anos de Sporting e está praticamente em casa, além de ser um jogador com garantia de golo, sobretudo em jogos grandes, pelo que deverá ficar.

image

Não disseram nada no sábado… A partir de hoje já se sabia que ia ser assim… Até os grandes eventos desportivos já basta certificado de dose de reforço.