Discos de 2015

Ao contrário de outros anos, em que estes tópicos são criados em Dezembro para falar genericamente dos discos que mais gostámos, este ano pensei em criar agora o tópico.

O intuito é cada um vir falar dos discos novos que anda a ouvir, o que acha deles, etc.

Apesar de já haver um tópico chamado “O que andam a ouvir”, esse serve mais a colocação de vídeos e canções diários. Este seria mais de conversa e discussão.

Já pensei em criar isto várias vezes. :mrgreen: O sentido do outro tópico é realmente diferente e um destes por vezes fazia falta.

Boa ideia, serei cliente. :beer:

Só falta a [member=264]Carol e tópico feito 8)

Ahah, mesmo!

Para já o meu predilecto é o “I Love you, Honeybear” do Father John Misty. Top deal.

“Mindsweep” dos Enter Shikari.

Está bastante interessante, mais um álbum (já vão no 4º) a mostrar a evolução que os Enter Shikari têm tido no seu estilo.

Continuo a preferir o 1º álbum, mas novamente um bom trabalho dos Enter.

Álbuns que, neste momento, tenho para ouvir :

Sleater-Kinney - No Cities to Love
Panda Bear - Panda Bear Meets The Grim Reaper
Enter Shikari - The Mindsweep
Zun Zun Egui - Shackles Gift

Ando a gostar bastante de Viet Cong. Já sei que não é nada de especial dentro do post-punk e que é tudo empolado pela Pitchfork (pelo menos é o que leio nas interwebz :)) mas aquela Silhouettes está mesmo com um riff à maneira :mrgreen:

De resto ando a ouvir cenas novas de metalada de adoração ao bode, mas presumo que não seja do vosso interesse :twisted:

Olha que eu gosto de coisas de adoração ao bode, mas o metalada… já não sei. É uma questão de ouvir :great:

Quando ao disco dos Viet Cong, concordo que tem algum hype (não é genial), mas também concordo que é bom. E que há hypes tão, mas tão piores…

Só ouvi uma faixa do primeiro e não gostei, mas pode ser problema meu; o segundo ouvi e é preciso uma paciência do cacete… tem por lá algumas coisas muito boas, mas a maioria não gosto…

Os Hot Chip já confirmaram o lançamento de álbum para breve, Why Make Sense? será o título.

O primeiro avanço:

http://www.youtube.com/watch?v=9S0ONyRctyE

Pode ser que se resolvam a passar por cá.

Os Hot Chip são excelentes! Vi-os no Paredes há 2 anos e que cacete de concerto. Grande baterista, se bem me lembro!

Mais bandas se juntam aos Hot Chip nos discos lançados este ano: Django Django, Best Coast, Blur (!!)… 2015 tem tudo para ser um bom ano neste capítulo :mais:

Nossa! Tens-me em tão boa conta :-[ ;D

I’M IN!

Comecemos.

Apesar do disco ser de 2014, está ainda em modo degustação, uma vez que saiu em Dezembro. Dez anos depois, D’Angelo lança um longa duração de originais, e JESUS! Das melhores canções introdutórias que ouvi nos últimos anos. Black Messiah é soberbo!

http://www.youtube.com/watch?v=lZoxdPGu_4E&spfreload=10

Florence Welsh e companhia também estão de regresso e o primeiro tema, avançado na semana passada, tem um gostinho bem mais Rock, o que aguça a curiosidade em How Big How Blue How Beautiful.

http://www.youtube.com/watch?v=XgeKHTcufLY&spfreload=10

José González não desiludiu, igual a si próprio, sempre consistente:

http://www.youtube.com/watch?v=zHGnWdwi940&spfreload=10

Para mim a grande revelação deste curto 2015 são as francófonas Ibeyi. Não têm uma coisinha má que seja.

https://www.youtube.com/watch?v=atoFs1Gj4Go&spfreload=10

Outra menina que tenho debaixo de olho é Marian Hill. Muito groovy, uma electrónica sexy, com uma voz muito bem enquadrada no beat.

http://www.youtube.com/watch?v=LK_IPRDZ7HY&spfreload=10

A reter também Mikky Ekko, que tem o álbum em escuta em exclusivo no Spotify.

Father Misty John, já confirmado para o Vodafone Paredes de Coura '15, também de registo, com um álbum que é uma viagem ao espiritual quase obrigatória.

Em estúdio estão também The xx, a máquina Devonté Hynes (que em tudo que toca vira ouro) também tem mais um trabalho a ser gravado.
Já para Março aguardo com grande entusiasmo um dos meus artistas favoritos, George Lewis aka Twin Shadow, a doce Laura Marling, o genial Will Butler, os Modest Mouse, o multi facetado Sufjan Stevens (!), e os sempre certeiros Death Cab For Cutie (já disponível no Spotify).
Abril os festivos Passion Pit, a surpresa de 12 anos Blur e os grandes Alabama Shakes (de quem ouvi dois temas assim de raspão).

Boas audições!

Bom comentário Carol.

Adorei o Black Messiah, discaço!

Dos que aí vêm estou muito curioso para ouvir os da Laura Marling e o do Sufjan Stevens. Modest Mouse não conheço e Alabama Shakes gostei muito do anterior, mas não achei muita piada a um dos novos singles para o deste ano…

Deixo duas canções de um dos meus dois discos de eleição deste ano (o outro é o “I Love You, Honeybear”):

http://www.youtube.com/watch?v=pHwq8AUOCc8

http://www.youtube.com/watch?v=HtPAuPuUWCg

Fresquinho.

http://www.youtube.com/watch?v=DsY22N5D9UY

O disco sai em Abril.

[hr]

Também gostei do single de MM.

http://www.youtube.com/watch?v=UW5Or7bIVJk

Tenho mesmo de explorar mais esses Modest Mouse.

Já têm uns aninhos. Começaram em 93 e estiveram uns bons 5 anos parados. Eu tenho ideia que dei com eles com a série The O.C.

[member=12872]Dealer16 Toro Y Moi :smiley:

Agora com a tese finalmente mandada para o galheiro já escrevo qualquer coisa em breve. :twisted:

Mas em jeito de resumo: :venia: Father :venia: John :venia: Misty

Em termos nacionais, temos um álbum muito promissor - a avaliar pela competência do André - a ser lançado este ano…

www.youtube.com/watch?v=nlIA1-7N8og

Apagar.