Director Desportivo

Escrito pelo Ravelis no bnr:

“Em Alvalade equaciona-se a contratação de um director desportivo. Existem dois nomes em cima da mesa.”

O que acham?

Acho que vem aí alguém que muita gente não vai gostar…

Não me digas que começa com “F” e acaba com “e” e já teve problemas de foro piscológico quando novo… :shock:

ai, ai, ai…

vá.
digam lá.

Paulo Bandalho?! :shock: Como diz o stromp: não me fodam!!

Acharia estranho apostar-se agora num director desportivo com a temporada já toda em preparação pela batuta de peseiro. A ser assim essa “contratação” já devia ter sido planeada há mais tempo, pois a saída de Freitas não terá sido caída do céu.

Quanto à figura de um director desportivo considero-a ESSENCIAL, sobretudo num clube com pouco dinheiro, mas tem de ser bom.

Veja-se o exemplo do AZ. O holandês (penso que Van Geel) que os construiu nos últimos dois anos já é cobiçado pelo Tottenham (e FC Porto obviamente), um profissional que já há um mês atrás vinha muito bem cotado na World Soccer como alguém que tinha construído a equipa do AZ com método e critério, conseguindo cativar os jogadores certos (e baratos) alguns deles na altura cobiçados por clubes maiores.

Efectivamente é disto que precisamos e não de mais um qualquer comissionista que previlegie apenas os contactos que lhe dão a melhor comissão (normalmente os brasileiros).

Vou lançar dois nomes, de unica e exclusiva responsabilidade minha;

Paulo Sousa

José Couceiro

Nada mais a acrescentar…

Risco em cima do Paulo Sousa, assino por baixo no caso do Couceiro, ao menos este cumpre o requisito “essencial”, é do Sporting! :arrow:

Paulo Sousa nem pensar, trocar um chulo por outro ainda por cima por um que tem a mania que é doutor mas nem português sabe falar* nem pensar…

a Couceiro eu diria sim mas acho isso completamente impossível pq:

1 - já lá esteve nessa função e foi queimado pelo projecto. Saiu completamente desiludido.

2 - tem transmitido a ideia que não pensa retomar essa via e que pretender ser treinador.

Apesar de tudo acho que é exactamente como director desportivo que Couceiro pode render bem. Pena caso não queira. É de facto o único nome razoável dentro do universo sportinguista que é do domínio público.

Paulo Sousa nem pensar, trocar um chulo por outro ainda por cima por um que tem a mania que é doutor mas nem português sabe falar* nem pensar...

a Couceiro eu diria sim mas acho isso completamente impossível pq:

1 - já lá esteve nessa função e foi queimado pelo projecto. Saiu completamente desiludido.

2 - tem transmitido a ideia que não pensa retomar essa via e que pretender ser treinador.

Apesar de tudo acho que é exactamente como director desportivo que Couceiro pode render bem. Pena caso não queira. É de facto o único nome razoável dentro do universo sportinguista que é do domínio público.

Eu tenho na ideia que ouvi o Couceiro a dizer que se não fosse treinador na próxima época voltava ao dirigismo sem problema algum, foi até algo que me ficou na retina! :arrow:

então isso deixa-me mais animado. É o único nome “do costume” que me agrada.

A mim também, não vejo mais ninguém com “perfil” no mundo Sporting!

P.S. - Entenda-se como “perfil” o conhecimento do mercado, alguma experiência na função e ser sportinguista! :arrow:

P.S. - Entenda-se como "perfil" o conhecimento do mercado, alguma experiência na função e [b]ser sportinguista![/b] :arrow:

esse “pequeno” pormenor tão importante num negócio que por mais “financeiro” que queiram que seja encontrará sempre motivações extra na paixão. E é de gente com muita paixão, com muito amor para fazer horas extraordinárias e dar o litro que o Sporting precisa no estado em que está.

Não é para desatinar, nem para vos por de acordo forçado :twisted: , mas eu preferia P.Sousa, o seu conhecimento do futebol, mercados internacionais e figuras de proa seriam bem importantes para o SCP.

Não falo da personalidade do bicho, logicamente…

"A SAD está organizada em torno de duas linhas hierárquicas. Por um lado o futebol de formação, por outro o futebol profissional.... Cada uma das linhas tem um director-geral. Na formação é o professor Mil Homens e para o futebol profissional o Sporting tinha Carlos Freitas....Há muito que existe a necessidade de uma coordenação entre as duas linhas de forma a assegurar que a formação se faz para servir a equipa principal. Independentemente de isso ser desejado desde que a estrutura foi adoptada, essa coordenação nunca foi conseguida de forma satisfatória"

Este excerto da entrevista de DC ao pasquim leva-me a perguntar se o gajo só agora é que percebeu isto ou então porque é que ainda não avançou para o tal Director Técnico que se exige.
A verdade é que desde que o “Projecto” arrancou já tivemos lá dentro pelo menos três homens com perfil para desempenhar essas funções e todos acabaram despedidos, refiro-me a Carlos Queirós, José Couceiro, e Lazlo Boloni

A verdade é que desde que o "Projecto" arrancou já tivemos lá dentro pelo menos três homens com perfil para desempenhar essas funções e todos acabaram despedidos, refiro-me a Carlos Queirós, José Couceiro, e Lazlo Boloni

O problema é que 2 desses não deixavam de ser treinadores, logo estavam na linha da frente, demasiado expostos á bola que vai ao poste.

Couceiro sim, esteve nas funcões certas, mas honestamente era mto novo, pouco experiente, tinha um treinador que era um SUSTO e portanto se calhar foi mais falta de timming que outra coisa qq.

Eu nao discordo de todo com o nome Couceiro, mas… tem aquele estigma de demasiadas ligações com gente de quem quero distancia!!!

Já Inácio tinha o mesmo mal. Não que em si a situação seja demasiado polémica, tudo depende da forma em como é equilibrada… e no caso dos Sportinguistas parece que lá vamos sempre com as calças na mão.

PS. Em todo o caso, Couceiro a Manager seria talvez o menor mal actual.

Estou com o Incy, o nome do Paulo Sousa não me chocava.

preferia o Couceiro. duvido é que ele queira. (também tenho ideia que prefere continuar como treinador.)

A verdade é que desde que o "Projecto" arrancou já tivemos lá dentro pelo menos três homens com perfil para desempenhar essas funções e todos acabaram despedidos, refiro-me a Carlos Queirós, José Couceiro, e Lazlo Boloni

Carlos Queiroz foi treinador, assim como Boloni, foram despedidos enquanto treinadores. Apenas Couceiro desempenhou realmente essas funções mas não foi despedido, demitiu-se.

Eu também não disse que o Boloni e o Queirós tinham estado no Sporting como Directores Técnicos, apenas disse que eles tinham perfil para desempenhar essas funções, e agora acrescento que penso que em vez de os terem despedido deveriam tê-los elevado a essa condição.

Quanto ao Couceiro na altura que esteve no Sporting talvez ainda não tivesse a experiencia necessária para o cargo e ainda por cima entrou com o Carlos Manuel o que não ajudou nada, depois puseram-no na prateleira esvaziando-lhe as funções e quase o obrigando a sair