Direcção da SAD - Futebol - Razões para optimismo ou pura propaganda?

Estaremos perante razões para ser optimistas ou é mera propaganda dos jornais típica de pré-época?
Fica o comparativo com a lista dos jogadores contratados nas últimas épocas 4 épocas, bem como o perfil dos mesmos antes da bola ter começado a rolar…

Na temporada de 2007/8, para colmatar a saída dos titulares Ricardo e Nani o Sporting foi ao mercado tendo-se reforçado com o seguinte perfil de jogadores
Stojkovic - Gr´s titular da Selecção Sérvia;
Marian Had - Internacional Eslovaco;
Pedro Silva - Lateral com experiência no campeonato nacional;
Gladstone - Internacional Brasileiro;
Izmailov - Internacional Russo;
Simon Vukcevic - Internacional Montenegrino;
Celsinho - Internacional jovem Brasileiro e grande esperança, valorizado em 5 milhões de euro há um ano e meio atrás.
Purovic - Internacional Montenegrino
Derlei - Avançado de créditos firmados em Portugal
Mercado Inverno
Tiui - Avançado Brasileiro desconhecido;
Treinador Paulo Bento
Director Desportivo Carlos Freitas
Equipa tipo/teórica de pré-época: Stojkovic; Grimi, Polga, Gladstone, Abel; Veloso, Moutinho Vuk e Izmailov; Derlei e Liedson
Resultados: 2º lugar a 14 pontos do Porto;

Na temporada de 2008/9, não houve saída de jogadores que fossem titulares habitualmente, tendo-se reforçado o plantel da seguinte forma:
Marco Caneira - Internacional Português, o qual já tinha tido um desempenho positivo:
Leandro Grimi - contratado 65% do passe por 4,5 M, após ter estado emprestado 6 meses.
Rochemback - Internacional Brasileiro, regresso do que tinha sido um dos melhores jogadores do Sporting nas temporadas 2003/4 e 2004/5.
Hélder Postiga - Internacional Português
Treinador Paulo Bento
Director Desportivo Carlos Freitas
Equipa tipo/teórica de pré-época: Patrício, Caneira, Polga, Tonel, Abel; Roca, Veloso, Izmailov e Moutinho; Derlei e Liedson
Resultados: 2º lugar a 4 pontos do Porto;

Na temporada 2009/10, os únicos jogadores habitualmente titulares eram Derlei e “Romagnoli”, tendo o Sporting reforçado o plantel da seguinte forma:
Mexer - Internacional Moçambicano
Matias Fernandez - Internacional Chileno, melhor jogador sul americano de 2006;
Angulo - Internacional Espanhol
Caicedo - Internacional Equatoriano, valia 7 milhões de euro em 2008;
No mercado de Inverno
João Pereira - Internacional jovem Português, melhor lateral direito a jogar em Portugal;
Pedro Mendes - Internacional Português;
Pongolle - Internacional Francês (Tendo custado 6,5 milhões de euro)
Treinador Paulo Bento
Director Desportivo: Pedro Barbosa
Equipa tipo/teórica de pré-época: Patrício, Caneira, Polga, Carriço, Abel; Veloso, Moutinho, Vuk, Matias; Caicedo e Liedson;
Resultados: 4º lugar a 28 pontos do Benfica.

Na temporada 2010/11, saída dos habituais titulares Miguel Veloso, Tonel e João Moutinho; Tendo o Sporting reforçado o plantel com os seguintes elementos:
Timo Hildebrand - Internacional Alemão;
Torsiglieri - Jogador Argentino valorizado em 3,4milhões de euro;
Evaldo - um dos melhores laterais esquerdos da temporada passada;
Nuno André Coelho - Internacional jovem português, tendo sido Internacional A na última época;
Valdez - Internacional Chileno;
Zapater - Internacional jovem por Espanha, da “geração de ouro” Espanhola.
Tales - jogador brasileiro mais vezes internacional nas camadas jovens pela sua Selecção.
Equipa tipo/teórica de pré-época: Patrício, Evaldo, Torsi, Nac, João Pereira, Pedro Mendes, Maniche, Valdez, Matias; Postiga e Liedson;
Treinador: Paulo Sérgio;
Director Desportivo: Costinha
Resultados; 3º lugar a 36 pontos do Porto;

Na temporada de 2011/12, houve a saída de Liedson em Janeiro, não sabemos que habituais titulares vão sair. A nível de contratações temos:
Carrillo - Internacional pelas camadas jovens do Perú, tendo já sido chamado à Selecção Principal.
Rodriguez - Internacional Peruano com experiência no campeonato nacional;
Arias - Internacional pelas camadas jovens da Colombia.
Stjin Shchaars - Internacional Holandês
Ricky van Wolfswinkel - Internacional Holandês;
Oniewu - Internacional Americano
Diego Rubio - Internacional Chileno
Rinaudo - Internacional Argentino
Marcelo Boeck - jogador adaptado ao campeonato nacional.
Bojinov - Internacional Búlgaro
Luís Aguiar - jogador adaptado ao campeonato nacional.
Turan - Internacional pelas camadas jovens da Selecção Francesa;
Diego Capel - Internacional Espanhol
Jeffrén - Internacional Sub-21 Espanhol

Equipa tipo/teórica de pré-época: Patrício; Evaldo, Rodriguez, Oniewu, João Pereira; Rinaudo, Schaars, Izmailov, Capel; Matias e Ricky;
Treinador: Domingos
Director Desportivo: Carlos Freitas

Fica o comparativo das últimas 4 épocas a nível de perfil de reforços. Será interessante analisar para ver se o trabalho da direcção comparativamente com os anos anteriores no mercado futebolístico está a ser satisfatório, ou se é mera propaganda jornalística. Importa destacar a diferença pontual perante os nosso rivais, a qual transmite uma necessidade de reforços de qualidade para encurtar a distância.

Ainda falta tempo para o mercado fechar e para ser feita uma primeira análise a nível de contratações. Teremos que esperar mais uns meses para fazer uma primeira análise, mas a nível de resultados desportivos;

No treinador estamos perante um upgrade, tal como Rijkaard, Van Basten, Zico ou Dunga o seriam. Seria difícil conseguir treinador pior que Paulo Sérgio.

A nível de jogadores ainda não vi contratações para tanto optimismo. Faltam posições fulcrais e jogadores que sejam titulares de caras no Sporting. Falta ainda tempo para o mercado fechar.

Analisando anos anteriores, constatamos que o perfil e custo dos jogadores não quer dizer nada. Os jogadores têm de ser competitivos a nível técnico, físico e mental no relvado. Não apenas no papel ou por vídeo.

Veremos se a teoria de as contratações serem como os melões se aplicam.

Irei actualizar o texto principal com as novidades nas contratações.

A verdade é que nas duas últimas épocas se acentuou a tendência de afastamento pontual em relação ao 1.º classificado, e a responsabilidade desse afastamento deve-se em grande parte à direcção e à falta de competência de presidente, director-técnico e treinador, nomeadamente, para além de políticas e projectos desportivos (se é que se lhes pode chamar tal coisa), algumas escolhas duvidosas de jogadores sem qualidade para jogar no Sporting, e onde alguns deles recebem salários totalmente desajustados para aquilo que produzem com regularidade.

O Sporting só tem um caminho: ser Campeão. Se não o for, será mais do mesmo. Era o que faltava virem no final da próxima época gabarem-se de um 2.º ou 3.º lugar (como tem sido hábito nos últimos anos), e de terem “encurtado distâncias” para metade dos pontos das 2 anteriores épocas ou para menos de metade.

Há que aprender de uma vez por todas que no SCP, temos OBRIGAÇÃO de SER CAMPEÕES!!! E o resto é conversa fiada…

Porque se não temos direcções que defendam realmente os objectivos legítimos do SCP, então não merecem o lugar que ocupam nem estar no topo da estrutura do Sporting Clube de Portugal.

Parece-me óbvio que este tem sido o defeso mais criterioso do Sporting desde há muito tempo. Eu aplaudo, mas só poderei dar uma opinião final quando a pré-época terminar - muita gente tem falado apenas em reforços, esquecendo-se do que o trabalho realizado pelo Domingos pode trazer. Não seria a primeira vez que a equipa que não tem o melhor plantel vence o campeonato. Acho prematuro tecer considerações sobre as possibilidades de ganhar o campeonato sem primeiro ver a equipa em acção.

À partida e até ao momento, sim, parece que tem havido mais critério… nem tanto pelo currículo, porque de facto anteriormente também vieram internacionais e profissionais de carreira consolidada, parece-me agora é que vários dos jogadores até aqui contratados, estão num patamar superior de potencial ou no auge das carreiras e não, como aconteceu no passado, em declínio.

No entanto se estivéssemos a meados de Julho e com a pré-época a decorrer, não estaria satisfeito com o plantel actual, de todo. Aguardo jogadores para o ataque que façam a diferença.

Aparentemente a defesa ficará fechada com
Evaldo, Turan, Carriço, Polga, Rodriguez, Oniewu, João Pereira e Arias.

Veremos se Oniewu e Rodriguez vão ser titulares e claras mais valias.

Na época transacta tanto Carriço, como Polga, Torsiglieri e NAC não deram garantias. Apesar de tudo, creio que Torisgilieri, acabou por ser o que se bateu melhor. Cometeu alguns erros, mas teve melhor que os outros 3 centrais já com vários jogos no campeonato português.
Tonel continuaria a ter lugar neste plantel.

No meio campo, veremos se Rinaudo é confirmado. De forma a dar agressividade ao nosso meio campo. Izmailov será o principal reforço. Em 2009/10 o nosso meio campo era composto por Veloso, Moutinho, Matias e Vuk. Schaars, Cariillo e Rinaudo serão melhores que Veloso e Moutinho? Veremos daqui a uns meses.

Na frente de ataque, é sempre difícil substituir um jogador como Liedson. A priori Postiga e Djaló vão continuar no plantel. Creio que Ricky não será o suficiente.

Creio que o Sporting tem estado a reforçar o banco de suplentes, veremos quem são as claras mais valias que estão para chegar.
Jogadores para serem titulares de caras e de imediato precisam-se…

No dia 4 de Julho já será possivel fazer uma avaliação melhor , mas até agora nao vejo qualquer razão para optimismo.Esta incursão no mercado faz-me lembrar quando era miudo e jogava cm e ia á janela de transferências e fazia umas 30 propostas por jogadores…aqueles que aceitavam eu ficava com eles :lol: Sem grande critério de uniformidade do plantel , e claro só pescava a raia miuda…

Sejamos sinceros, nunca na vida conseguiríamos lutar pelo campeonato com estas contrataçoes. Ponto final.

A cada dia que passa, mais me mentalizo que a próxima época sera’ para lutar par um 2º ou 3º lugar.

Jogadores desequilibradores que venham para ser titulares de caras, nem vê-los! E sem estes o título é uma miragem.
No entanto há que aguardar mais uns dias para saber se todo este bom processo de negócios em segredo não se esgota apenas na forma em detrimento do conteúdo…

Se trouxerem o Kaka, o Drogba e o Messi também aí podem colocar que são internacionais A pelas suas selecções…

Quase todos os jogadores que o Sporting contratou ou contratará (daqui por 10 anos) já passaram por alguma selecção talvez exceptuando o caso de serem jogadores brasileiros porque têm jogadores que não acabam mais.

A questão é mesmo essa. Há razões para optimismo? No passado também contratámos internacionais, que se revelaram ( muitos de forma expectável ), flops . Embora pense o seguinte:

A questão de se ser internacional por um país é uma falsa questão no que ao seu valor individual diz respeito.

Neste mundo há países que nunca mais acabam :D, é relativamente fácil contratar um “internacional pelo seu país” por um preço barato.

Depois há sempre outras questões que devem ser consideradas em torno dos jogadores “de selecção”:

  • em todas as selecções existem jogadores que vão lá para experimentar, ficam internacionais e poucas vezes mais lá voltam;
  • existe cada vez mais a interferência dos empresários nesse processo de escolha de jogadores, sendo que o caso mais flagrante entre as grandes selecções talvez seja o Brasil;
  • um jogador que tenha atingido determinado nível qualitativo em determinada fase da sua carreira facilmente não mantém esse nível quer por questões física, quer por questões psicológicas;

Não compreendi o comentário. Podes esclarecer?

se entrarem os jogadores para fazer a diferença (leia-se um ou dois extremos e um avançado mais batido), e partindo do pressuposto que os anunciados turan, rinaudo, rubio e luis aguiar vêm mesmo… tenho que admitir que foi uma revolução extremamente bem feita.

um senão… os centrais. aceitaria o Onyewu se viesse um outro central de categoria inquestionável.

aguardo igualmente para ver como serão geridas as saídas.

:arrow:

:arrow:

:arrow:

P.S. Podia ter não subdividido o teu post… mas assim dá ideia de concordância maior… :mrgreen:

Nem preciso de escrever muito se não comprarem um ponta de lança digno desse nome um verdadeiro MATADOR, acho que vai ser uma autêntica treta outra vez, mais do mesmo.

Isto até agora com N de ilustres desconhecidos não passa de ilusão só quando jogarem é que vou analisar. O jogarem muito no Youtube não me diz nada.

Equipas Tipo do Sporting antes dos jogos a sério e acreditando no sucesso das contratações:

2007/8
Equipa tipo/teórica de pré-época: Stojkovic; Grimi, Polga, Gladstone, Abel; Veloso, Moutinho Vuk e Izmailov; Derlei e Liedson

2008/9
Patrício, Caneira, Polga, Tonel, Abel; Roca, Veloso, Izmailov e Moutinho; Derlei e Liedson

2009/10
Patrício, Caneira, Polga, Carriço, Abel; Veloso, Moutinho, Vuk, Matias; Caicedo e Liedson;

2010/11
Patrício, Evaldo, Torsi, Nac, João Pereira, Pedro Mendes, Maniche, Valdez, Matias; Postiga e Liedson;

2011/12
Patrício; Evaldo, Rodriguez, Oniewu, João Pereira; Rinaudo, Schaars, Izmailov, Capel; Matias e Ricky;

Comparando os diversos 11 tipos, os quais podem sempre ser discutíveis numa ou outra posição. O onze apresentado em 2007/8 e 2008/9, criava-me mais expectativas e razões de optimismo.
Em 2007/8, Stojkovic supostamente era um dos melhores gr´s da europa. Grimi pelo valor que tinha custado. Gladstone na altura era internacional português e tinha jogado na Juve. O meio campo e a linha de ataque dava grandes garantias.
Em 2008/9, apesar de algumas dúvidas relativamente à aposta em Rui Patrício, pela sua inexperiência. Caneira daria equilíbrio defensivo. Rochemback foi a contratação que mais me entusiasmou nos últimos anos. A ponto de ter comprado uma camisola…
Infelizmente foi um fracasso total.
Não se deve regressar onde se foi feliz…

Depende do optimismo, se o optimismo for encurtar a diferença para o segundo lugar, sim, existe-o. Agora se for para sermos campeões com uma dupla de centrais pior que a suplente, com um lateral que anda a rezar para que o jogo acabe e pare aquele sofrimento e quando o ponta de lança é uma incógnita, decerto que não podemos sequer pensar em mais do que um segundo lugar. Não com os 36 mas com uns 15/20 pontos. O senhor Freitas, se quisesse fazer uma grande equipa tinha que olhar para o plantel anterior e cingir-se às lacunas evidentes, um central patrão, um matador e dois extremos criativos. A partir daí era construir a equipa com jogadores potenciais e promissores, entrando para as contas Rubio, Carrillo, Turan… Desses quatro apenas vieram os extremos, mas continuamos com uma defesa tremida e uma frente de ataque inofensiva. Na quinta/sexta jornada já dá para tirar algumas ilações, mas espero que muitas dessas promessas sejam certezas senão será mais uma época a ver jogar.

De notar que, dos 14 novos reforços, prai 8 são internacionais. Isto é, não foram convocados 1 ou 2x há meses atrás, mas são convocados sempre atualmente. Essa é a grande diferença…