Daniel Bragança

Não percebo este afastamento. Acho que correspondeu nas poucas oportunidades que teve.

1 Like

ninguém percebe , a não ser que treine muito mal, ninguém percebe.

Ontem tinha feito falta. Estar abaixo do Matheus Nunes na hierarquia não lembra a ninguém.

4 Likes

Para o jogo e as características que o mesmo teve, acho que Bragança teria sido muito mais importante do que Matheus. Prova de confiança cega e expectativas? Provavelmente. Mas não é a dar minutos a um jogador que corresponde e até encanta quando joga e depois desaparecer que o jogador se faz jogador. E quantos talentos já perdemos assim?

Vitima de um fetiche declarado publicamente pelo presidente

Se calhar o treinador simplesmente não aprecia o jogador :man_shrugging:

É uma pena se assim for, tem talento mais que suficiente para por esta altura já ter minutos relevantes esta temporada.

Não é a opção mais indicada para este tipo de terrenos pesados e de jogos de bolas divididas.

Que continue a trabalhar e terá oportunidades nos momentos apropriados.

2 Likes

vamos ver se já a terá esta sexta-feira uma vez que jogamos em casa , e a equipa na Madeira teve dois jogos praticamente seguidos .

Ja o Matheus Nunes pode andar em Menages com a mulher do varandas e com o Jorge Fonsenca que joga sempre…

Não percebo o fetiche pelo Nunes em detrimento do Bragança, que é um puto da casa e ja provou que com oportunidade é jogador…arrisca-se a ser um Chico dos Livros 2.0

Exacto. Todos reconhecem qualidades no Daniel, inclusive o treinador, mas num meio campo a 2 não é fácil para um jogador com as suas características se assumir prontamente. Mesmo João Mário tem demonstrado dificuldades e o que ajuda ter um Palhinha ao lado.
Em Itália é comum vermos quase dezenas de médios em qualquer plantel pois a maioria das equipas joga com 3 no meio e precisam de jogadores uteis e astutos taticamente. Num meio campo a 2 esses jogadores teriam ainda menos destaque do actualmente têm.
O Daniel é diferente desse jogadores por ser mais criativo e tecnicamente mais dotado mas sofre do mesmo mal dos acima mencionados.
Não tenho duvidas que seria e será destaque aqui ou em qualquer lugar num meia campo com 3 jogadores mas para já tem que se adaptar e quem sabe se não irá brilhar no esquema do Amorim num futuro proximo. Assim o espero

@Chown
concordo em absoluto
este menino com o eustáquio no meio campo na liga nos…cuidado
e ia crescer imenso, jogando um futebol que se adequa ao seu estilo

O Matheus também não o foi que praticamente não se viu

Quando se ganha jogam os melhores quando se perde não e terreno para ele por este andamento só joga mesmo e nos treinos

É precisamente ao contrario, no meio campo a dois requer jogadores com bom posicionamento , com boa leitura de jogo defensiva e ofensiva, boa qualidade no passe e na circulação de bola e pressionantes !! Ele tem a juntar a isso excelente técnica que é bónus, ainda falta alguma intensidade mas isso ganha-se jogando … não quer transportadores , nem corredores de fundo que estejam sempre a perder o posicionamento e a desequilibrar a equipa em termos defensivos!! Não joga o João ,tem de jogar o Daniel é simples!!

Atenção que eu concordo totalmente com o que dizes e para mim o Daniel teria uns 500 minutos a mais pelo menos do que teve até hoje.
Apenas referi que quem o treina todos os dias pode ter algum ‘complexo’ pela fisionomia do jogador enquanto se jogássemos com 3 jogadores no meio campo não tenho dúvidas que seria titular de caras.

Não vi o Matheus neste jogo (que julgo que foi a primeira derrota no plano interno). Mas vi-o nos outros.

Estão lhe a destruir a carreira hoje tinha q entrar , começo a achar que no Sporting não se gosta de jogadores com muita técnica e inteligentes queimam sempre jogadores da mesma linha. Tem alguma coisa por trás . Não consigo apoiar estás coisas

Vamos manda lo já para o Rio Ave ou para o Braga para no próximo jogo nos espetar uma batata

3 Likes

Tira print ao coment quem sabe :joy::joy:

Reforçar rivais nunca foi boa política.
Não aprendem os atrasados mentais que nos lideram