Criminalidade

A propósito do recente acontecimento com o João Banza, que foi assaltado, agredido e assassinado a porta da Kapital, num sitio movimentado, na passada quarta-feira, muitas discussões se levantaram acerca da criminalidade em Portugal. E isto numa altura em que muitas vozes apregoam que o novo ministro da Administração Interna não tem suficientes capacidades para o cargo. Para vocês,quais são os maiores motivos da insegurança actual no país, e quais as soluções?

A criminalidade, a sua origem, é extremamente complexa, daí que não se possam apontar causas específicas, embora se consiga, na minha modesta opinião, encontrar alguns focos de maior complicação.
A polícia encontra-se sem meios adequados e a lei é branda. Neste momento, é extremamente importante incentivar o funcionamento das associações que afastam as crianças e os adolescentes do mundo do crime. Daí que a educação seja a minha principal aposta.

                                                                MOTIVOS DE INSEGURACA

1 - Degradação do respeito pela vida humana…Hoje assassina-se uma pessoa por negar um cigarro,para se roubar alguns míseros
euros,por ciúmes,por drogas,por se terminar um namoro,por uma mera discussão,por não se gostar da cara da outra
pessoa,por bebida,etc…etc…estes são os chamados crimes que de sangue quente porque não são premeditados e
acontecem na maioria das vezes num momento de fúria.
Existem também com grande frequência os crimes premeditados que a meu ver têm a ver com a ganância e o egoísmo
das pessoas que os cometem.
A pedófilia que está cada vez mais activa e descarada e a aumentar cada vez mais.
Os crimes de violação com ou sem assassínio das vitimas muitas delas crianças.
A existência de gangs que têm como objectivo além da destruição de crianças e jovens o uso e principalmente o comércio de
drogas e armas de fogo não tendo para isso problemas em eliminar a concorrência e não só.

                                                            RAZÕES LIGADAS AOS CRIMES

Todos estes exemplos têm quanto a mim muito a vêr também com a degradação do poder económico Português,o que faz com que a pobreza aumente em Portugal, com a falta de amor e respeito de muitos pais,ou responsáveis
pelos crianças,mau acompanhamento de certas crianças nas escolas e de certas instituições designadas para tal,problemas psicológicos,traumas,ganância,ignorância,egoísmo,…e muita droga.

                                                                      POSSÍVEIS SOLUÇÕES 

1 - Mais cooperação entre os países Europeus no aspecto da criminalidade…devia quanto a mim haver uma maior
Cooperação entre os países Europeus de modo a evitar que pessoas cadastradas podessem entrar no País e isso só poderia
acontecer desde que os serviços de fronteira Portugueses tivessem possibilidade de acesso aos dados dos criminosos que
pretendessem vir viver para Portugal.
2 - Casos de ilegais que vivam em Portugal ao serem apanhados,deste que quisessem trabalhar honestamente e legais e desde
que não tivessem cometido nenhum crime quer fosse ele pequeno ou grande, era de se lhes dar uma hipótese,os
restantes era mandá-los directamente de volta para os seus países de origem a excepção dos que tivessem de cumprir
prisão por assassínio, rapto, violação.
3 - Maiores e mais controles nas zonas fronteiriças Portuguesas assim como nos aeroportos e cais marítimos para evitar a entrada
por vezes facilitado de imigrantes clandestinos vindos dos países da Europa e não só.
4 - Deixar a polícia fazer o seu trabalho que é proteger os inocentes e os honestos e castigar os criminosos e culpados.
Que os senhores juízes deixem de oferecer pulseirinhas aos criminosos e prisões caseiras com apresentações semanais nas
esquadra de criminosos para se rirem dos polícias que os prenderam e que lhes dê o castigo merecido consoante o crime
cometido.
5 - Que as prisões deixem de ser centros de lazer e holidays inn e passem a ser centros de correcção e trabalho com o objectivo
de o governo tirar algum contrapartido do dinheiro gasto com os prisioneiros.Quem trabalha recebe e tem comida e bebida
de borla,quem não trabalha tem de pagar a comida e a bebida isso claro tendo em conta a idade,saúde física e psicologica
de cada prisioneiro,assim como os motivos que os levaram a ser presos.
6 - Criação de condições para afastar as crianças do mundo do crime,criar instituições que acompanhem de maneira profissional
crianças com problemas.Educar as crianças de modo a que elas consigam distinguir o certo do errado e o bem do mal.

Será que quem diz que a prisão é um campo de férias já lá passou? Isso é que seria interessante saber.

Sobre o Banza, foi vítima de acontecimentos infelizes. É falso que tenha sido assaltado. Ele estava bêbado, e insultou várias pessoas. Teve a pouca sorte de se meter com alguém violento, que lhe respondeu. Teve muito azar na queda. Se não tivesse falecido, não se tinha falado de nada.

Podias-me fornecer a fonte dessa versão, se faz favor?

Para alguns que para lá vão sim é. Para outros é uma boa maneira de aprender truques novos…

Em Portugal, tirando 1 ou duas prisões, estamos a falar de colónias de férias, lares de repouso. Sim, sei do que estou a falar porque, infelizmente, tenho lá amigos dentro, e sou um visitante assiduo das instituições prisionais portuguesas, principalmente o Linhó(2 vezes por mês) e Vale de Judeus (1 vez). Para criminosos da pesada, isto é, traficantes de droga (heroína e cocaína), homicídios, violadores e pedófilos, defendo que deveriam ser enviados para o “regenere” do Brasil. Vão ao Youtube, coloquem presidios brasileiros, e vejam as “colónias de férias” no Brasil.

Ui, imagina que os nossos irmãos brasileiros se lembram do mesmo, de enviar os seus “da pesada” para Portugal. ???

Tems uns amigos porreiros :mrgreen:

Julgaste que estaria inventar?!

Há gente com a ânsia de espalhar o medo e para a sacar a cassete do costume, não hesita em difundir falsidades.

[size=11pt][b]PJ desvenda morte de hoquista[/b][/size] O homem que agrediu o hoquista João Banza a murro, na sequência de uma discussão em Santos, Lisboa, na madrugada da última quinta-feira, apresentou-se ontem à Judiciária e foi constituído arguido. Aguarda o decorrer do inquérito em liberdade por decisão do Ministério Público, apesar de o jovem de 28 anos ter acabado por morrer no hospital – [b]uma vez que todos os testemunhos apontam no sentido da legítima defesa[/b], tal como o CM avançou.

Terá sido João Banza, atleta da Associação Desportiva de Oeiras, a provocar o conflito que resultou na sua própria morte. O jovem desentendeu-se com um homem junto a uma caixa multibanco em Santos, durante uma noite de festa, e agrediu-o, sendo que aquele se limitou a reagir com dois murros – que fizeram o hoquista cair inanimado. João Banza teria um aneurisma cerebral e a pancada no solo pode ter sido fatal.


http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?contentid=F4FFE8EE-7DA0-493E-8EB0-AFA07148459C&channelid=00000010-0000-0000-0000-000000000010

Obrigado! :great:

Não julguei que estavas a inventar… Apenas fiquei interessado em ler mais sobre o assunto. :wink:

Sobre as colónias do Brasil é pura verdade. Tive um empregado brasileiro na qual ficamos amigos e ele contava-me o funcionamento da policia brasileira. Batiam forte e feio mas sem deixar marcas por exemplo. Tortura e espancamento era o prato do dia. Quanto a atropelamentos por exemplo os brasileiros são muito severos, ainda mais se forem crianças/adolescentes. Vários casos aconteceram em que o povo tentou fazer vingança com as suas próprias mãos. Um povo demasiado desconfiado em que a infidelidade é muitas vezes condenada com a pena de homicídio por parte do cornudo. Só várias histórias sobre o funcionamento da mente dos brasileiros. Aqui existe um excesso de civismo. Na vez de os criminosos dormirem e comerem o dia todo sem fazer nenhum era bom coloca-los a fazer trabalhos que ninguém quer fazer ou fazer como na China onde os prisioneiros são responsáveis por uma boa percentagem do produto exportado.

Realmente a história assim apresentada difere muito da apresentada na abertura dos telejornais. Bem mas assim era uma noticia “não vendavel”