Crédito Habitação

Ao pedir um crédito habitação o banco fez-me um Spread de 1%.

Eu como não estava dentro do assunto comi e calei, mas já ouvi dizer que é muito.

Alguém tem créditos habitação? Quanto pagam de Spread?

É um bocado, realmente. Penso que a média anda entre os 0.5 e os 0.7.

Em compensação as taxas Euribor têm descido bastante, de qualquer maneira não sei até que ponto poderás renegociar em pouco tempo.

Eu tenho um spread de 0,25. Não é mau. Conheço quem tenha 0,21.
Mas foi no “bom tempo”. Os bancos agora estão a penalizar nos spreads com a crise que se vive actualmente e como resultado dos juros a baixar de dia para dia ao mesmo tempo que a procura ao crédito abrandou.

Pois, nesta altura não dá para dizer se é bom ou mau, os bancos têm mais medo agora e aumentam o spread, é normal. Não podes comparar com quem constituiu crédito há 6 meses ou 1 ano. Mas podes comparar com outros bancos, e aí não podes ter rodeios, é chegar lá e dizer “tenho um banco que me dá 0,75 ;D ;D ;D ), como é, vale a pena perder tempo convosco ou não?”

0%, mas porque trabalho no ramo.

Pois, tenho andado à procura na net sobre o assunto e vi que há uns meses atrás era menor.

Já pedi hoje a revisão, mas sinceramente não acredito muito que consiga baixar no banco onde tenho o crédito.

Neste país só se consegue alguma coisa é fazendo ameaças!

Os bancos têm os spreads mais altos que o habitual neste momento para compensarem as perdas e a instabilidade. Uma diferenca de décimas pode ter algum impacto no bolso consoante o montante do empréstimo… por exemplo (vou dar valores fictícios), um empréstimo com juros a 5% assumindo um spread de 1% (i.e., 4+1) para um empréstimo de 240 mil euros dá 1000€ / mês de juros. Se o spread baixar para 0,5% (ou seja, o total fica a 4,5%), passas a pagar 900€ / mês de juros. Ou seja, 0,5% de diferenca no spread resulta em menos 100 € em juros para pagar todos os meses.

Seja como for, acho que o mais importante não é andar a discutir décimas com cada banco, mas sim ter confianca no banco e no “gerente de conta” ou o nome que se dá ao contacto pessoal do banco que trata do nosso processo. Às vezes compensa mais pagar um spread algumas décimas acima do de outro banco desde que seja um banco de confianca, onde és bem tratado e no qual te resolvem os problemas que vão aparecendo sem teres que chatear muito a cabeca.

Podes sempre falar com outro banco, há bancos que “compram” os créditos e assumem a responsabilidade das despesas associadas á mudança de um crédito para outro. Às vezes podem oferecer condições mais vantajosas… por exemplo o BES lançõu aqui uma campanha na minha empresa e assumiam todas as despesas processuais. Não sei que contrapartidas havia (p.ex, se o prazo era estendido…), de certeza que eles não ficariam a perder…

Se há coisa que destesto no BES, é que nos planos deles têm sempre uma data de pequenas ‘taxas’ para tudo e mais alguma coisa, o que basicamente significa que é comissionistas à fartazana a comer o meu dinheiro. Ah, e tenho um ‘ódio de morte’ aos bancos que me colocam taxas por utilizar determinados servicos na Internet ou até para levantar / depositar dinheiro >:D. Em Portugal, confesso que aprecio bastante a forma de actuar do BPI, mas não faco ideia de como é com os empréstimos à habitacão.

1 Like

Isso acontece-me no Montepio Geral, por cada pagamento ou transferência que faça usando o serviço homebanking do MG cobram-me 1€! Só ainda não cancelei a conta porque é uma conta que o meu avô abriu para mim quando tinha 9 anos e mantenho-a por essa razão, apesar de ter lá pouco dinheiro.

Nao podias ter escolhido pior altura para pedir o crédito , no que antes eles se refugiavam nos juros altos para emprestarem menos nesta conjuntura , agora usam o spread , e atenção que estas taxas de juro baixas talvez não durem muito , logo que as economias arranquem outra vez vão começar a subir outra vez.

Não peças ao Barclays eu trabalho para eles e a sério… Barclays longe lol

LOL… é o meu banco onde tenho o crédito à Habitação e conta ordenado. Devo mudar?

Opiniôes ha muitas, boas e más experiencias com as mesmas empresas tb. Se nunca tiveste problemas deixa-te estar!

O que eu ponderia fazer no teu caso é separar as coisas. Ter conta corrente(e/ou poupança) e credito no mesmo banco pode ser perigoso em caso de falencia do banco(o que nâo é de todo impensavel como vimos recentemente). No teu caso, o mais facil seria mudar a conta ordenado pra 1 outro banco.

Fica atento, eu não trabalho nesse departamento… mas para 2009 vai mudar muitas coisas, só te posso informar ao nível dos cartões de crédito neste momento, porque é o que tenho as certezas.

Como o Groene disse se nunca tiveste problemas não mudes, mas devias separar sim…

Em termos de falencia do Barclays não te preocupes com isso, é impossível.

Eles aí penalizavam-me certamente… O meu crédito habitação foi definido tendo por base a subscrição de vários produtos complementares: conta ordenado, cartão crédito, domiciliação de 3 pagamentos.

Impossivel? Nada é impossivel, nem mesmo bancos nacionalizados, como se viu na Islandia. :lol:
Mas que o Barclays va à falencia nâo é muito provavel acontecer neste momento, nisso concordo :wink:

Se o Barclays falisse, a quem iria eu pagar o meu crédito? :think:
Provavelmente ao governo inglês…

O que tb tem as suas ventagens :wink:
Ter credito e debito em bancos diferentes é aconselhavel, nâo obrigatorio. Que ter as coisas separadas dá aos consumidores umas certas garantias só se tornou claro agora com esta crise recente.
Seja como for, mudares o emprestimo da casa pra outro banco neste momento é que seria do pior que podias fazer. Nenhum outro banco(nem mesmo o Barclays) te ia oferecer as mesmas condiçôes.