Coronavírus (SARS-CoV-2) - O perfil do doente com COVID-19 e até onde a epidemia pode chegar

Que tal um novo tópico para falarem do excesso/falta de médicos?

1 Like

Aqui fala-se da Pandemia

Imaginemos que sim.

Como achas que se vai processar o regresso ao normal? Quanto tempo?

Falo do verdadeiro normal, não desta merda que nos querem impor como normalidade.

1 Like

Vai durar enquanto os politicos quiserem. Os casos vão continuar a existir…

Já que a conversa dura à um bocado, meto também a minha colherada. Eu não sou contra aumentar as vagas para medicina, antes pelo contrário.

Agora, não será isso (ou só isso) a resolver o nosso problema de falta de médicos (seja essa falta devido a falta de pessoas ou por falta de organização). Como já foi dito, todos os médicos (mesmo os "que vão exercer para o centro de saúde e atender velhinhos) precisam de após a licenciatura de ter a formação da especialidade (esperar que um médico saído da faculdade tenha competência para fazer com independência o que esperamos dele é de loucos). Isso tudo são o quê, 10-12 anos no mínimo?

Que te adianta para o nosso problema agora de falta de médicos ou de capacidade de tratar doentes, abrir 10000 vagas para médicos para no ano (um exagero e nem entrando na capacidade de formação de especialistas) se eles só vão estar disponíveis para exercer como os queremos em 2031-2033?

Como sabem na Madeira, tudo quem entra cá é testado. Ora, os testes demoram em média 12h até termos um resultado. Houve um tipo, que veio do Porto, fez o teste e foi para casa conviver com a família, enquanto esperava o resultado.

Ora, deu positivo. A mulher entretanto também deu positivo. O filho, idem. O filho esteve na escola dois dias.

Podemos ter aqui um contágio local porque um tipo decidiu ser irresponsável e violou as regras / normas / orientações das autoridades de saúde. Prejudica a família e ainda é capaz de prejudicar a comunidade.

Para mim, era agir judicialmente contra o mesmo.

1 Like

Essa é mais difícil. Imagino que os dados de novos casos teriam de se reduzir a um nível muito baixo e depois deixar passar algum tempo e só depois começar a levantar as restrições. Isto nos países com muitas restrições. A das máscaras será porventura das últimas a sair, se calhar pelo menos mais um ano ou assim?

A pior parte vai ser explicar à malta que vai apanhar COVID apesar da vacina (porque ela não será 100% eficaz). Mas provavelmente não existirão casos muito graves com muita frequência, pelo que se for uma constipaçãozita a malta não se vai chatear muito.

Não, vês como falas do que não sabes?

O INE conta os trabalhadores efectivos no SNS. Já o total de médicos registados vem da OM, daqui:

56200 médicos registados. Assumindo que muitos dos mais de 65 anos não estão a trabalhar (não são mortos que esses não pagam quotas da ordem, portanto não têm registo actual), mesmo que ninguém de 65 anos trabalhasse dava 45 000. Se 29 000 estao afectos ao SNS, pelo menos cerca de 16 000 trabalham exclusivamente no privado. No total temos cerca de 4,5 médicos/1000 habitantes, o que corresponde à imagem que todas as instituições ligadas à saúde em Portugal têm.

Não vou continuar a comentar este assunto que o off-topic já ultrapassou de goleada o que era razoável.

Esta mensagem foi sinalizada pela comunidade e está temporariamente oculta.

Digo que se aumentem as vagas, sabendo que não nos vão adiantar de nada nos próximos 10 anos (no mínimo) pelo que o mais importante é fazer outras coisas que nos resolvam os problemas até lá.

Porque se aguentamos esperar 10-12 anos para resolver estes problemas, se calhar o problema não é assim tão grave…

As previsões por aqui é mais um ano… então la para o fim de 2021 principio de 2022…

Esta mensagem foi sinalizada pela comunidade e está temporariamente oculta.

1 Like

Lol, a tentar calar os outros, a apagar os posts. Os teus em off-topic não apagas tu né?

Fica lá o tópico só para ti.

Já se dizia essa conversa há 30 anos atrás.

Quando eu quiser apagar os teus posts, apago. Mas não, foram apenas denunciados por conterem linguagem pouco apropriada, pelo que estás à vontade para os corrigir e voltarão a aparecer automaticamente. Se não compreendes este sistema de denúncia e ocultação/desocultação de posts, podes colocar a questão na secção apropriada que teremos todo o gosto em to explicar.

Agora que foi prestado o esclarecimento, que acabe o off-topic e continue o topico como é suposto. Esta é a última palavra sobre este parêntesis aqui neste tópico, quer minha, quer tua.

1 Like

Na República Checa começam as manifestações, porque decidiram cancelar todos os eventos desportivos excepto competições internacionais.

Será cada vez mais um cenário comum, o povo está a começar não tolerar tantas restrições.
Pelo menos estamos em Portugal, em Portugal tudo é sereno.

2 Likes

Muito. Não continuamos a ter anúncios e conferências de imprensa diárias? Isto é o novo normal. Aliás, eu já nem consigo passar sem saber o número de infectados e o número de mortes por dia. É uma espécie de ritual. A próxima meta são os 3.000 casos diários que é para um gajo poder pôr a mão à frente da boca e ficar com uma cara de espanto e dizer “foda-se! Isto está mesmo grave”!

O que me surpreende (ou não) é que cada vez mais se confirma a tendência: países que fizeram lockdowns mais agressivos estão muito pior nesta “segunda vaga”.