Colonização de Marte

Mais de um milhar de pessoas foram pré-selecionadas para participar num grupo de eventuais primeiros colonos do planeta Marte em 2025, indicou esta sexta-feira a empresa Mars One, na origem do projeto.

Mais de 200 mil pessoas de 140 países inscreveram-se para fazer parte desta primeira vaga de colonização e 1058 passaram à segunda fase de seleção, indicou a empresa holandesa em comunicado.

“O desafio, com 200 mil inscritos, é separar aqueles que pensamos serem capazes, mental e fisicamente, de se tornarem os embaixadores humanos em Marte, daqueles que levam a missão menos a sério”, assegurou Bas Lansdorp, co-fundador e presidente da Mars One, citado no documento.

O projeto Mars One, que pretende financiar a ida para o planeta vermelho, nomeadamente com emissões de televisão, conta com muitos céticos, apesar do apoio do holandês Gerard 't Hoofd, prémio Nobel da Física em 1999.

A empresa vai selecionar, em várias fases, os 24 potenciais colonos, repartidos em seis grupos de quatro pessoas.

Estes selecionados deverão passar por várias séries de testes físicos, médicos e mentais, e participar em “simulações, nomeadamente em grupo, com um particular interesse pelas suas capacidades físicas e emocionais”, acrescentou a Mars One.

A empresa tinha anunciado em dezembro ter assinado um contrato de 250.000 dólares com a Lockheed Martin Space Systems, a divisão espacial do grupo de defesa norte-americano, para estudar o “conceito” de um engenho de aterragem. Este engenho deverá em primeiro lugar ser enviado vazio pra o planeta vermelho em 2018.

Os futuros colonos terão de procurar água, cultivar alimentos e produzir o seu próprio oxigénio, mas regressar à Terra não será possível!

O que acham disto? Será este o Futuro do nosso planeta? Será uma boa resposta para o excesso de população na terra?

Eu acho que num futuro longínquo essa será uma realidade. Agora daqui a 12 anos termos 24 pessoas a viverem em Marte, com um stream a transmitir o que por lá fazem, parece-me um bocado irreal…

Sinceramente, parece-me que o que vai sair daí é um reality show com os 24 seleccionados num “suposto” período final de avaliação!!!

A acompanhar com curiosidade!

Eu não me acredito, sinceramente.

Não me parece que isso seja exequível por “meros” cidadãos.
Têm que ser pessoas com um skill set bastante específico, nomeadamente a nível mental. E a isto acresce que terão que ir médicos, engenheiros, biólogos, etc. Pessoas com bagagem técnica para tornar a estadia auto-suficiente em termos de funcionamento. A triagem que terá forçosamente que ser efectuada, deverá ter moldes bastante similares aos que as agências espaciais praticam.
O desafio que se coloca a essas pessoas é de tal forma elevado, que apenas uma ínfima fracção dos candidatos passará pelo crivo, mesmo antes dos exaustivos testes psico-técnicos.

Não quero ser um nay sayer, mas é-me difícil entender a colonização permanente de Marte por “civis” num periodo de tempo relativamente curto. O ser humano é capaz de fazer muitas coisas, e está no nosso código genético a conquista do desconhecido, mas parece-me ser um leap of faith acreditar em tal proeza por parte de cidadãos “normais”.

Quanto à colonização de Marte ser a solução para a sobrelotação da Terra… não me parece. Pelo menos nas décadas mais chegadas.
Chegaremos a um ponto onde a tecnologia existente oferecerá condições para que tal seja possível, se assim for julgado necessário, mas parece-me que ainda estamos longe de tal desiderato.
Urge é arrumar a nossa casa azul. Haja vontade.

Sim, atualmente não afecta muito porque o continente africano ainda está longe de ser de 1 mundo.

Do meu ponto de vista acho um projecto interessante.

Criar uma comunidade fora da Terra é um desafio e tanto. E se inicialmente o projecto é de iniciativa privada, creio que se bem sucedido, passará a haver projectos semelhantes mas de iniciativa pública. E aí o número de “extraterrestes” humanos irá disparar.

Vamos ver como corre a selecção dos candidatos. A meu ver, duvido que saia deste lote a equipa colonizadora. Até à possível data da viagem, deverão seleccionar mais outros tantos candidatos.

Colonizar outros planetas nunca será a meu ver uma boa resposta para o excesso de população, no entanto acho que é somente uma questão de tempo até o fazermos, resta saber se é este o projecto pioneiro ou não.

Para além do desafio tecnológico vai ser bastante difícil acertar num grupo tão grande que tenha a mentalidade e estofo emocional para isto, caso contrario irá resultar em tragédia e criar um clima de medo à volta deste assunto, sendo esta uma iniciativa privada a pior coisa que pode acontecer é a mesma fracassar pois irá desmotivar outras iniciativas semelhantes, pessoalmente não creio que isto seja um projecto e investimento seguro enquanto não tiverem um plano sólido de resgate se a coisa der para o torto, por mais que ache este tema aliciante, se não têm os meios tecnológicos e financeiros para o fazer então se calhar o melhor é estarem sossegados.

A votação vai ser feita pelo telefone? Ficamos habilitados a ganhar uma determinada quantia por cada vez que ligarmos ou será como nos EUA em que as chamadas, normalmente, são grátis?

Eu concordo com a investigação espacial, contudo acho que devíamos explorar também os oceanos deste planeta. Para mim é inacreditável apenas conhecer-mos 5% das águas mundiais. Quem sabe o que se encontraria?

O 1º Big Brother Marte!

É um desafio enorme! Uma coisa é lá ir outra é viver lá!
Ainda estamos bem longe!

Vou abrir a primeira Academia Sporting em Marte.