Boxe

Masculino

Taça de Lisboa

Elite 63,5 kg: Ayrton Luz vitória aos pontos - APURADO PARA A TAÇA DE PORTUGAL

Elite 51 kg: Hugo Estrela sem adversário - APURADO PARA A TAÇA DE PORTUGAL

Seniores 86 kg: Rodrigo Roxas lesão

Seniores 71 kg: Manuel Fernandes derrota aos pontos

BOXE

Masculino

Braga Open Boxing

Elite -63,5 kg: Ayrton Luz (2 vitórias) - VENCEDOR -63,5 KG E ELITE

BOXE

Masculino

Elite - Taça de Portugal

Meias-finais -51 kg: Hugo Estrela vitória por falta de comparência do adversário - APURADO PARA A FINAL

Meias-finais -63,5 kg: Ayrton Luz vitória por KO sobre Rodrigo Arbiza - APURADO PARA A FINAL

Alguém acompanhou a cena do Numeiro??

Apenas lhe dou o mérito por ter conseguido juntar tantas pessoas a ver(chegou aos 300 K em simultâneo).

Tudo o resto foi absolutamente horrível, desde a escolha dos apresentadores(Francisco Menezes ficou preso em 2000), um Alexandre Santos que tem 0 piada, colunas estoiradas, publico completamente morto e até pareciam que tavam lá mais para gozar com o tipo, o Numeiro a entrar à “Edge”, um speaker que mais parecia que tava com os copos, um árbitro meio senil que no fim do 4 Round pergunta para a mesa quantos Rounds eram(claramente o momento mais engraçado da noite juntamente com o combate dos anões) e uns comentadores perdidos que tavam lá só para chupar o Numeiro, chegando a dizer que achavam que ele ganhou os primeiros 4 rounds quando teve sempre a levar forte e feio.

Enfim, foi engraçado mas sinceramente para quem se gaba de ter tanto dinheiro o evento parecia menos organizado que a Liga Knock Out, foi muito fraquinho e essencialmente rasca.

Concerteza lucrou e isso é que lhe interessou no fundo.

Metam prints dos anões a lutar.

Epá, freak show habitual destes combates de YouTube. Não conheço bem o gajo sem ser por uns vídeos a gozar com ele, parece-me boneco autêntico.

Não percebi porque foi buscar um búlgaro que nunca ninguém ouviu falar, de certeza que poderia ter encenado confusão com algum colega de profissão de outro país e assim ter tido mais notoriedade e sempre espremia aquilo para uma vídeos e tal. No lugar dele tinha tentado fazer um crossover com uns gajos famosos do Brasil ou assim. Assim levou só na boca de um desconhecido. Porque não fez isto um evento com mais gajos do YouTube ou até alguns personagens das redes tugas a lutarem numa undercard? Pelo que percebi isto foi um combate entre anões, um gajo a achar que era rapper a atuar e aquele gajo contou umas piadas?

Outra coisa que não percebi, porque se meteu num combate a 6 rondas de 3 minutos para primeira luta da vida dele? Eu teria feito uma coisa tipo 3 rondas se 3 minutos ou 5 de 2 minutos. 18 minutos a levar na boca é estúpido demais e mesmo que lhe estivesse a correr bem duvido que soubesse gerir o cardio de modo a não estourar pelo meio.

De resto, nível de boxe mau demais. O búlgaro não atirava nada direto e dava os murros só com os braços, sem meter o peso do corpo, apoios muito mal postos. Um autêntico amador. Mas já tinha levado na cara antes e isso faz a diferença. Esse Numeiro não estava pronto para aquilo.

o wilder levou outra vez na boca. esperaram tantos anos com a luta contra joshua que
acabou por nao ser nada.

Foto Tiago Matos

OCTÁVIO PUDIVITR É LEÃO

Por Sporting CP
18 Jan, 2024

BOXE

Pugilista é actualmente o 114.º melhor do Mundo

Octávio Pudivitr é o mais recente reforço do boxe do Sporting Clube de Portugal. O lutador, de 36 anos, natural de Moçambique, chega ao emblema Leonino com o objectivo de elevar o nome do Sporting CP.

“Deu-se esta oportunidade devido a alguns contactos e não podia estar mais feliz por estar aqui. Era isto que eu queria há muito, muito, tempo. O Sporting CP é um dos clubes mais eclécticos do Mundo e acho que não há nada melhor do que representar um clube assim, um dos melhores e mais titulados, e eu estou aqui para projectar ainda mais a imagem do Sporting CP”, disse o pugilista aos meios de comunicação Leoninos, nas primeiras declarações como atleta do Sporting CP, não escondendo a emoção de chegar ao Clube do coração: “A paixão pelo Sporting CP surgiu ainda em Moçambique, de onde vim aos 11 anos. Tinha um tio que era adepto ferrenho do Sporting CP. Não tínhamos muitas condições e só havia uma televisão na família, que era em casa dele, e ele dizia-nos sempre que se quiséssemos ver televisão tínhamos de ser do Sporting CP. Foi então aí que acabou por nascer o bichinho, um pouco por obrigação (risos) e, ao longo do tempo, o amor ao Sporting CP foi crescendo”.

“Toda a minha família é Sportinguista e estão todos muito contentes por agora estar aqui. Infelizmente esse meu tio já não está entre nós, mas também estaria orgulhoso. Por isso, estou muito feliz por poder representar o Sporting CP e por concretizar este sonho que não era só meu, que quando era novo queria ser jogador de futebol aqui, mas o sonho de muita gente da minha família”, referiu ainda.

Octávio Pudivitr é um nome recente no boxe, tendo chegado à modalidade apenas em 2019, depois de ter experimentado e conquistado títulos noutras modalidades de combate, mas a evolução foi de excelência: é actualmente o n.º 1 em Portugal, o 114.º melhor do Mundo, o 80.º melhor europeu e o 10.º entre todos os lutadores africanos, sendo conhecido como o ‘pequeno Mike Tyson’ pelas características físicas e pelo estilo idêntico ao do antigo campeão americano.

Em Dezembro de 2023, o agora Leão conquistou o título mundial da UBO (Universal Boxing Organization), ao derrotar o colombiano Juan Boada, e no dia 17 de Fevereiro tem mais um novo desafio pela frente: o cinto da WBA (World Boxing Association) Continental. A prova vai disputar-se no King- dom Arena de Riade, na Arábia Saudita, frente ao ucraniano Daniel Lapin.

Será a primeira vez que um português vai pisar um dos maiores palcos do boxe mundial e Octávio Pudivitr vai fazê-lo logo para disputar o título na principal competição, mas a ambição do pugilista é mesmo ir deixando a sua marca na modalidade e agora já como atleta do Sporting CP.

Por isso mesmo, o pugilista deixou a promessa de “muita entrega e muita dedicação para representar muito bem as cores do Sporting CP e de Portugal”: “Espero conseguir muitas vitórias e muitos títulos este ano”.

https://x.com/SCPModalidades/status/1790855806855889054

OCTÁVIO PUDIVITR: “SOU MUITO RESILIENTE, VOU PARA VENCER”

Por Sporting CP
17 maio, 2024

BOXE

​Pugilista Leonino discute o título Mundial no evento mais importante do ano

Octávio Pudivitr, pugilista do Sporting Clube de Portugal, enfrenta este sábado o ucraniano Daniel Lapin em Riade, capital da Arábia Saudita, na disputa pelo título de Campeão do Mundo de meios-pesados da WBA (World Boxing Association) Continental – aquela que é considerada a principal Liga de boxe a nível Mundial.

O combate está inserido no evento mais esperado do ano, o “Ring of Fire - Fight Night”, que terá como ponto alto a disputa do título Mundial indiscutível de pesos-pesados entre o inglês Tyson Fury, de 35 anos, e o ucraniano Oleksandr Usyk, de 37, dois dos nomes mais sonantes do boxe actualmente.

Em antevisão àquele que será, certamente, o combate mais importante da sua carreira, o atleta luso-moçambicano, de 36 anos, reconheceu que é “difícil conter as emoções”, mas mostrou-se motivado para dar o seu melhor dentro do rinque.

“É talvez a prova mais importante a nível Mundial e o evento mais esperado do ano. Vão estar frente-a-frente dois atletas que todos conhecem no panorama do boxe Mundial, dois pesos pesados ainda sem derrotas. Estou muito feliz por ter sido convidado, é um grande orgulho”, disse aos meios de comunicação Leoninos Octávio Pudivitr, que tem apenas um objectivo em mente: a vitória.

“Digo sempre que tenho muito mau perder, o que por vezes é bom e outras mau. Como não gosto de ter de passar pela agonia da derrota, faço tudo para vencer. Sou muito resiliente e esta luta não será excepção, vou para vencer e, se tudo correr bem, trazer o cinturão para Portugal para depois dar a volta Olímpica em Alvalade”.

Octávio Pudivitr, n.º 1 português que está também no top 100 mundial e é 80.º a nível europeu, chega à Kingdom Arena, palco do combate, com um registo de nove vitórias, quatro delas por KO, e uma derrota, enquanto o adversário Daniel Lapin, de 26 anos, triunfou em todos os nove combates que disputou (três por KO).

Apesar de admitir que os restantes participantes no evento têm “mais metodologia de trabalho, apoios e patrocínios”, o atleta verde e branco quer aproveitar para crescer e provar que não está “muito longe dos tops Mundiais”.

“Eles têm outras condições, é isso que nos distingue, mas isso faz-me perceber algumas coisas que me ajudam a desenvolver como atleta. Participar nestes eventos e conviver com os melhores do Mundo durante uma semana faz com que evoluamos não só no boxe, mas também no estado de espírito. Evoluímos e aprendemos muitas coisas num evento desta envergadura”, frisou.

A cumprir os primeiros meses de Leão ao peito, o actual detentor dos títulos Mundiais da UBO (Universal Boxing Organization) e da WBU (World Boxing Union) expressou ainda a sua felicidade por representar o clube do coração, realçando as mais-valias que a ligação ao Sporting CP poderá trazer-lhe.

“O Sporting CP é um clube grandioso, dos mais eclécticos do Mundo, é um orgulho representar o emblema que amo de coração. Nesta fase da minha carreira, em que a fasquia está elevada, vai ser muito importante pois pode ajudar-me nesta caminhada, que espero que tenha muitas glórias. Espero contar com o apoio dos adeptos e do Clube, que dá visibilidade aos atletas pela grandeza que tem”.

OCTÁVIO PUDIVITR PERDE COMBATE PELO TÍTULO MUNDIAL

Por Sporting CP
18 maio, 2024

BOXE

Desaire por KO no primeiro assalto frente ao ucraniano Daniel Lapin

Octávio Pudivitr, pugilista do Sporting CP, perdeu este sábado no combate pelo título mundial na categoria de meios-pesados da WBA (World Boxing Association), a principal Liga de boxe a nível mundial, no evento ‘Ring of Fire – Fight Night - que decorreu em Riade, capital da Arábia Saudita.

O atleta Leonino cedeu no primeiro assalto perante o adversário que estava invencível há nove combates, os três últimos com triunfos por KO. Octávio Pudivitr saiu derrotado por KO pelo novo campeão do Mundo de meios-pesados.

Para quem estiver interessado, está a começar o Oleksandr Usyk vs Tyson Fury.

Parabens Usyk grande vitoria sobre o Fury num combate de titans.

Nunca pensei que a invincibilidade do Tyson Fury alguma vez fosse batida. Parabéns ao Usyk, é um incrível pugilista.

Há revanche em outubro e acredito que o Fury se torne undisputed também.

grande usyk!

…pois isto agora tem tudo para se tornar uma trilogia, espero que não, que o usyk lhe de o ko que ele merecia hoje. foi salvo pelo arbitro

https://x.com/SCPModalidades/status/1792282964383957309