BdC + JJ. Desfrutem porque o futuro é nosso.

Tem sido uma tristeza ler e ouvir algumas pessoas com passado no clube falarem de Bruno Carvalho como se ele fosse um alucinado irresponsável que tomou o Sporting de assalto. Os anos passam e este clube não muda, os nossos piores inimigos continuam a estar dentro de casa.

Ora o actual Presidente quando tomou posse, além de ter encontrado um clube em pré-coma e sobre isso não me vou alongar porque a história é por demais conhecida, encontrou também o futebol português com os caminhos todos minados e viciados.

Na ultima década entrou em execução um plano que consistia em transformar o nosso campeonato num poleiro para dois galos. Na capital o Benfica, mais a norte o Porto.
Nesse plano o Sporting seria reduzido ao papel de palhaço pobre, e valha a verdade os nossos dirigentes tiveram um papel fundamental porque fizeram tudo o que de errado podiam ter feito para que este plano pudesse ter sucesso.

Além da forma irresponsável como conduziram o Sporting à ruina financeira, puseram-se várias vezes sob a asa de Benfica e Porto. Quem pode esquecer as alianças de Dias da Cunha com Luís Filipe Vieira e o famoso “Manifesto”? Ou o mesmo Dias da Cunha a passear em Sevilha com o cachecol do FCP no pescoço ao lado de Pinto da Costa, antes da final da Liga Europa. Ou ainda a venda de Moutinho ao FCP, e os negócios Miguel Lopes/Izmailov?

Permitiu-se vender a ideia que clubes com o Braga tinham ultrapassado o Sporting, na verdade essa humilhação chegou a ser real. Braga e imagine-se o Paços Ferreira bateram o nosso clube na luta pelo acesso à Liga dos Campeões. Este período negro culminou com um sétimo lugar no campeonato e o acesso falhado à Europa.

Nesses anos o Sr Feliz (Benfica) e o Sr Contente (Porto), esfregavam as mãos. O plano funcionava na perfeição. O Sporting não incomodava, e estes dois clubes dividiam todos os anos as receitas da LC, vendiam jogadores por valores altíssimos e dominavam como queriam tudo o que se passava no futebol português.

Foi perante este cenário que BdC assumiu a Presidência do Sporting.

Após tomar posse podia ter seguido um de dois caminhos. O mais simples seria sanear o clube de acordo com a vontade do BES, não levantar muitas ondas, ir com a corrente e aproveitar as migalhas que aparecessem pelo caminho que serviram para manter o povo Sportinguista sob controlo.

O outro caminho era bem mais ousado e arriscado. Obrigaria a romper com o passado, enfrentar o poder instalado, agitar o ninho de vespas em que se tinha transformado este nosso futebol, sem no fim ter a certeza que teria sucesso. E se falhasse sairia pela porta pequena, provavelmente com uns quantos a chamarem-lhe demagogo e alvo da chacota geral.

O Presidente sem hesitação escolheu o caminho mais longo, mais difícil e sinuoso, apesar dos riscos. E porque?

Porque não só não se conformou em ver o seu Sporting transformado num clube ultrapassado, humilhado e sem esperança, mas também porque sabia ser este o único caminho para a salvação.

Analisemos os factos. O mercado onde vive o futebol português é pequeno, e para complicar as duas entidades (BES + PT) que nos últimos anos tem financiado os 3 grandes estavam a fechar a torneira. Os clubes eram reféns dos empresários que tinham um controlo desmedido na estratégia para o futebol. Com o passar do tempo duas coisas aconteceram, as entidades financiadoras por excelência de Sporting, Benfica e Porto implodiram, e os fundos passaram desde o dia 1 de Maio de 2015 a ser proibidos.

O Sporting que na ultima década não tinha nada para mostrar estava tramado. Como é que poderia sobreviver? Quem estaria disposto a pagar um valor justo para ser parceiro de um clube que nada ganha, e pior não se destaca, nem se regenera? Que perde os melhores jogadores para os rivais, ou vende-os para pagar dividas?

A solução era só uma, mudar o paradigma do clube e os centros de poder no futebol português.

O primeiro ano correu relativamente bem, o acesso directo à LC foi um balsamo que permitiu dar margem de manobra a BdC. A calma que se viveu no futebol ajudou a que a restruturação financeira e de recurso humanos fosse feita sem grandes sobressaltos.

Porém nos bastidores do futebol o Sporting continuava a ser gozado, e a eleição de Luís Duque para presidente da Liga que juntou Porto e Benfica foi um desafio à autoridade de Bruno de Carvalho.

No 2º ano pedia-se uma evolução desportiva. Com MS ganhou-se a Taça de Portugal, a equipa B respondeu, as modalidades e a formação foram dignos da história do clube. Porém as dificuldades entre Presidente e treinador abriram brechas no clube que foram exploradas até ao tutano para fragilizar o Sporting.

Apesar das dificuldades o Sporting passou a contar, e as agulhas do futebol começaram a mudar. Porém fruto de fragilidades nunca antes vistas nas ultimas duas décadas no FCP, o SLB começa a ganhar um ascendente perigoso.

Bruno de Carvalho, contudo vai fazendo o trabalho de casa, coloca o orçamento para o Futebol dentro de parâmetros lógicos e comportáveis, e incute uma cultura de exigência no clube que não existia desde há muito. Ele sabe que os rivais vão ser obrigados a reduzir os seus orçamentos. Benfica e Porto gastavam com o futebol o triplo do Sporting, valores insustentáveis e que sem os fundos deixavam de ser possíveis.

É hora de atacar.

Mas antes de falar de Jorge Jesus, vamos analisar o outro cenário possível. BdC cedia à pressão mediática e ido contra todos os seus instintos, mantinha MS no comando do futebol. A paz podre que era latente, transitava para a temporada seguinte. O Sporting tinha o azar de começar mal o campeonato, e aqueles que antes idolatravam o MS, passavam assobia-lo. Os do costume saiam da toca para atacar o Presidente e tínhamos o caldo entornado. Provavelmente o treinador era despedido, lá vinha um desempregado ou outro qualquer sem grande experiencia, no limite passava o João de Deus para equipa A, mas a época estava perdida e estes dois anos também. Tudo isto quando se tinha tido o JJ à mercê.

Felizmente o BdC vê mais à frente e acima de tudo defende o Sporting até à morte. Quando percebe que a possibilidade JJ é real, move-se de forma exemplar para conseguir contratar o treinador que pode mudar o paradigma do Sporting, e colocar o clube no centro do futebol Português. Esta contratação tem de entrada um efeito imediato, coloca os rivais em sentido.

E é quando os rivais percebem que estão a perder o controlo da situação que sacam do arsenal pesado, e com o alto patrocínio de uma certa CS e respectivos comentadores, massacram o Sporting e o seu Presidente como nunca se tinha assistido.

De repente o JJ afinal até nem é assim tão bom. O JJ só sabe ganhar com equipas caras. O JJ não aposta na formação. O JJ e o BdC ao fim de 6 meses andam à estalada. O MS foi injustiçado. Aqui-del-rei que o BdC falou com o JJ quando o MS ainda tinha contrato. Ai meu deus o pobre do MS foi despedido por causa do fato. Encontrámos petróleo. Vamos perder a maioria da SAD. Vergonha o dinheiro é dos Angolanos roubado ao BES. O BdC é gay e a mulher transformista. Vamos todos internar o BdC. O mundo vai acabar.

O grave disto é que tivemos gente do Sporting com responsabilidades a patrocinar esta vergonha.

O JJ não aposta na formação. A mentira mais repetida nos últimos dias. Na formação do SLB que é uma invenção da CS, e de onde a ultima estrela a sair foi o Rui Costa, é verdade que não apostou. Mas quando no plantel do SLB existiram Di Maria (21 anos), David Luiz (20 Anos), Rodrigo (19 anos), André Gomes (19 anos) e Fábio Coentrão (21 anos) por exemplo, quem os fez jogadores? Quem os promoveu e permitiu ao SLB encaixes financeiros fabulosos? Não nos deixemos enganar, e lembrem-se de algo que o Presidente disse recentemente, quando lerem este tipo coisas, pensem primeiro em que está a ganhar com isso.

Todo este testamento para concluir o seguinte.

A contratação do JJ é um risco. Mas a contratação de qualquer treinador comporta riscos, a diferença é que a probabilidade de se ganhar com JJ aumenta exponencialmente. Ó Nuno, mas o JJ quer mandar em tudo! Com BdC ninguém manda mais que o Presidente. Ponto.
Partindo desta premissa, porque razão não haveríamos de aproveitar toda a experiencia deste treinador para melhorar o que temos de melhorar? Será que é assim tão grave, ou dito de outra forma, seria caso para recusar contratar o JJ ele querer ter uma via directa para o Presidente?

Para terminar que isto já vai muito longo. Em dois anos passamos de um clube alvo de chacota para um clube que já mete respeito. De um clube à beira do PER, para um clube que contrata o Jorge Jesus. De um clube amorfo e triste, para um clube que deixa os rivais à beira de um ataque de nervos.

A dupla JJ/BdC pode ficar na história do Sporting e do futebol Português.

Enquanto os cães ladram e caravana passa, confiem em quem dá o sangue pelo clube todos os dias e desfrutem porque o futuro é nosso.

Nuno, grande post. Excelente análise.

Parabéns. :great:

Muito bem Nuno, análise certeira! Se permitires, vou partilhar, há muita gente a necessitar de ser esclarecida…

[member=133]Nuno Lapa, faço-te uma vénia. Belo artigo. :venia: :clap:

:clap:

Há muito"sportinguista" que devia ler isto.

Fantástico

:clap: :clap: :clap:

Muito bom, Parabéns! :beer:

Excelente comentário…

:clap: :clap: :clap:

Foi uma leitura maravilhosa.
Pode ser que abra os olhos a muitos Sportinguistas.

:clap:

Bom post Nuno.

Foste dos poucos foristas que colocou a questão do MS de forma clara e de encontro aquilo que eu próprio pensava. A continuidade do nosso ex-treinador já foi muito debatida. Saiu por questões não desportivas, como BdC soube reconhecer, mas uma direcção não pode manter um treinador ao qual não confia e que sente que não solidário e leal para com ela. Sobre o despedimento nada a dizer.

Quanto à contratação de JJ. Fui dos que critiquei a opção. JJ já era pago a peso de ouro no Benfica, não baixando o ordenado, o ónus passou para nós. Sendo nós um clube que passou por imensas dificuldades financeiras, que não consegue terminar uma renovação com o Carrillo e anda com orçamentos para o futebol muito inferiores aos rivais. Gastar tanto em JJ, não encaixava para mim. Porque para mim neste momento não basta um treinador competente por si só, é preciso uma equipa.

Mas aos poucos fui mudando a minha visão.

Paradoxalmente, já tinha a consciência de que para sermos campeões temos de ser mais arrojados. Temos de investir mais, ter melhores jogadores, pagar melhores salários mas mantendo sempre o rigor. Só mantendo os Carrillos, os Williams e os João Mários poderemos construir uma equipa forte, uma equipa que volte a trazer o Sporting aos títulos de campeão.

É por isso que vejo JJ como o primeiro passo para a rota do título.

Numa altura em que o Porto está em fim de ciclo. Numa altura em que se prepara para perder meia equipa com um treinador que não sabe a diferença entre jogar em Guimarães ou no Restelo. Numa altura em que o Benfica ainda cimentou a sua hegemonia e em que ambos perdem a sua grande teta(fundos). Não poderia haver melhor altura de darmos o passo em frente na aproximação aos rivais com vista à ultrapassagem.

Com JJ, até o mais humilde sportinguista não pode negar que vamos apontar para o título no curto prazo. Diferentemente de Soares Francos e afins, não ficamos contentes com dois segundos. Ficamos com títulos.

Depois de sermos gozados, espezinhados e desprezados até pelos Braguilhas desta vida, fomos buscar o ídolo, o salvador e o herói do bi campeonato do clube mais arrogante de Portugal. Mesmo sendo overpaid, não há milhões que paguem o enorme pontapé directamente nos colhões do orgulho lamp. Deixaram de nos ver com os pobrezinhos, os coitadinhos e o clube da formação para voltarem-nos a ver como sempre formos: os eternos rivais.

Admito, achei este movimento arriscado, mas depois cheguei à conclusão de que se há homens que merecem a minha confiança são os desta direcção. Se correr mal, prefiro que seja por ter dado o passo em frente do que por ter sempre medo de ir mais além.

Por fim e relativamente aos croquettes: haters gonna hate. Eles nunca vão perdoar que tenham sido os sócios a expulsar a elite que se achava dona do clube.

:clap:
Brilhante, caro [member=133]Nuno Lapa :great:

Nuno Lapa, sinceros parabéns vou partilhar no facebook foste enorme o meu muito sincero obrigado. :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:

Bom post :wink:

Bom texto!

Concordo plenamente. O BdC tem sido muito injustiçado pela CS. Eu próprio critiquei o presidente por várias atitudes e atos de gestão relatados na CS, mas mais tarde vim a descobrir que as coisas não eram bem assim ou eram totalmente diferentes.

Ainda no outro dia diziam que o JJ ia ganhar 6M€ de salario base. Começaram a dizer que o Sporting ia ser vendido à Holdimo. Depois já era aos chineses. Depois lá veio o Bruno dizer que era com tudo realizado com recurso a capitais próprios. Mais tarde, os 6M€ do JJ já eram com os prémios incluídos, mas que mesmo assim ia ganhar 5M€ base. Hoje, já dizem que que só vai ganhar mais 500mil€ do que ganhava no Benfica. Enfim… já não acredito em nada que venha na CS.

A verdade é que podemos gostar ou não do presidente, da forma como resolve alguns casos e da sua postura enquanto responsável máximo do clube. Eu posso dizer que não aprecio a forma excentrica e por vezes egocentrica como se comporta. Também me faz confusão a forma como gere a comunicação do clube e da sua própria comunicação, com recurso constante ao facebook e a comunicados.

Mas pela primeira vez em muitos anos, temos um presidente que defende o clube com unhas e dentes! Faz o que tem a fazer para o clube! E tem uns cojones d’aço! Não está com meias medidas nem faz as coisas para inglês ver. E se formos factuais e analisarmos o trabalho realizado, verificamos que tem feito um trabalho extraordinário! Algum dia alguém pensava que em 2 anos de gestão conseguiamos equilibrar as conta e ter mesmo um lucro de 20M€ no ultimo trimestre? Quem é que imaginava ter um jogador como o Nani a jogador no nosso clube? Ou descobrir um Slimani no fim do mundo a custo de peaners (como diz o JJ). E nem nos meus sonhos mais molhados pensei que podiamos roubar o 2º melhor treinador português e um dos melhores do mundo ao nosso direto rival!

Não aprecio o estilo do presidente. Não gostei da forma como o Marco Silva foi despedido, apesar de não querer o Marquito por cá na próxima época. No entanto, reconheço-lhe um mérito imenso. Com falta ou não de valores morais e éticos, com excessos de egocentrismo, com falhas a nivel de comunicação ou com discursos rispidos e crispados que não aprecio, espero que o BdC continue muitos anos à frente do clube. Que aprenda com os erros, que também teve alguns. Mas não tenho duvidas de que tudo o que ele faz é com a convicção de que está a fazer o melhor para o Sporting, e não para encher os bolsos dele ou para dar tachos aos amigos.

Sem me querer meter em politiquices, acho fazia falta um gajo destes à frente do país.

ENORME!! :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:

Muito bem

Tudo dito… Só sei uma coisa, daqui a um ano, vou ver, rever e voltar a ver as barbaridades que disseram esta semana em vários programas desportivos, e vou revê-los com descansado com um titulo de campeão nacional na barriga.

Só sei que esta semana nenhum paineleiro falou no futebol miserável que apresentamos esta época, nenhum referiu que em Outubro estávamos fora do titulo, nenhum referiu as dezenas de expulsões que tivemos por má preparação nos treinos e que as nossas bolas paradas são inúteis, nenhum referiu a não aposta em Wallyson e Gauld, nenhum referiu a insistência em Naby Sarr com Paulo Oliveira no banco, nenhum referiu que até ao puxão de orelhas que o Bruno deu após a humilhação em Guimarães tinhamos uma percentagem de aproveitamento de pontos de 53% e que chegamos a estar em 8º já com 10 jornadas decorridas.

E nenhum referiu que Marco Silva não tinha condições para continuar dadas as divergências, que sai de cabeça erguida no final da época, com muito clubes interessados na sua contratação, mais valorizado do que há um ano atrás, com um título prestigiante no bolso e para o qual contribuiu e que lhe foi proposto uma rescisão amigável e assim já podia assinar por quem quisesse… mas não… armou-se em virgem ofendida, está a tentar chular um clube que lhe deu oportunidade e acreditou nele e que quando houve divergências graves manteve-o no cargo.

Ainda hoje ouvi no Zona Mista que Marco Silva deveria ter sido despedido logo em Dezembro e não agora… Se tal tivesse acontecido dizia-se hoje precisamente o oposto… Nojo desta CS que muitos Sportinguistas comem sem pensar…

Parabéns pelo texto, merece claramente mais destaque. Vou partilhar!

Parabens Nuno como sempre !!
Simplesmente tenho 2 cosas para dizer , se fosse o vieira ou o pinto da costa a fazerem esta contratacao , seriam considerados uns genios , como foi o presidente do sporting , foi indigno , nao e etico etc.

Se ele entendeu que esta seria altura para esta contratacao do JJ e que esta provavelmente nao ira acontecer outra vez e tendo como pano de fundo a falta de respeito do marco para com a instituicao Sporting , onde e que ha algum mal nisto ?

A outra coisa e ,que nos Sporting nao temos a capacidade financeira para ir comprar jogadores tipo Di marias , Rodrigos e outros que eram efectivamente novos e ja com valor , e uma das questoes que me deixa algumas duvidas em relacao ao jorge jesus e eu ter considerado que o benfica foi campiao estes 2 ultimos anos com as ajudas das arbitragens , e como e obvio tenho de ser coerente , se acho que foram as arbitragens nao posso idolatrar o jorge jesus .

Dai que a contratacao do jorge jesus me deixa desconfiado por estes 2 factores, arbitragens nao as teremos a nosso favor como sempre tem o benfica , e a capacidade financeira do sporting em adquerir mais valias!!