Basquetebol Séniores Masculinos- época 2022/2023

oficial

Novo Treinador

“VAMOS TER INTENSIDADE E LUTAR POR TODAS AS BOLAS E TROFÉUS”

Por Sporting CP
02 Jun, 2022

BASQUETEBOL

Pedro Nuno Monteiro é o novo treinador do basquetebol

Pedro Nuno Monteiro é o novo treinador da equipa principal de basquetebol do Sporting Clube de Portugal. Depois de várias experiências nos continentes americano, europeu e asiático, o técnico de 51 anos regressa ao basquetebol nacional, onde já tinha orientado o Illiabum Clube – vencendo a Taça de Portugal 2017/2018 - e a AD Ovarense (2020/2021).

Agora chegado dos colombianos do Tigrillos Medellín BC, Pedro Nuno Monteiro mostrou-se agradecido ao Sporting CP pela oportunidade e, em declarações aos meios de comunicação do Clube, garantiu que a sua equipa vai “dar uma boa imagem, ter intensidade e lutar por todas as competições em que estiver inserida”.

“O facto de poder lutar e competir ao mais alto nível e ambicionar ganhar troféus é o que eu mais queria. Jogar as competições europeias também era um dos meus objectivos. Tenho a certeza de que quero competir e quero ganhar”, atentou, realçando o “projecto ambicioso” dos Leões. “O facto de jogarmos competições internacionais é uma maneira de mostrar trabalho e de termos alguma visibilidade”, acrescentou.

Apontando já a 2022/2023, Pedro Nuno Monteiro sublinhou aquilo que os Sportinguistas podem esperar do basquetebol verde e branco. “Temos de competir, dar o máximo e elevar bem alto o nome do Sporting CP. Não podemos prometer títulos, mas sim trabalho e que vamos dar uma boa imagem”, disse, reforçando: “Vamos ter intensidade e lutar por todas as bolas e troféus. Assim, estaremos mais perto de ganhar e esse é claramente o objectivo, não podemos pensar de outra forma”.

Descrevendo-se, acima de tudo, como um técnico “intenso”, Pedro Nuno Monteiro destacou também a “enorme experiência de vida” que as passagens por emblemas como Manama FC (Barém), UU-Korihait (Finlândia), Garzas De Plata e CB Santos de Luis (ambos do México) e Halifax Rainmen (Canadá) lhe proporcionaram. “Em dez anos de carreira estive apenas dois anos em Portugal e acho que isso ajudou-me a evoluir muito como treinador e até como pessoa”, considerou, frisando de seguida que não tem “dúvida nenhuma” de que chega ao Sporting CP na altura certa.

“No ano que passei no Illiabum Clube fizemos algo único que foi vencer a Taça de Portugal, a única que tem em 77 ou 78 anos de existência. É uma equipa pela qual tenho bastante carinho e que me deu a primeira oportunidade de disputar a liga portuguesa”, recordou, antes de revelar que tem velhos conhecidos em Alvalade no comando técnico de outras modalidades: “Conheço o Ricardo Costa [treinador do andebol], que é da minha zona, e conheço o Nuno Dias [treinador do futsal], pois tivemos uma curta experiência académica juntos, há muitos anos. Certamente eles ajudar-me-ão com a integração e a mostrar-me os ‘cantos à casa’”.

1 Curtiu


Basquetebol

MUDANÇAS DRÁSTICAS NO BASQUETEBOL LEONINO

Modalidade do Sporting prepara-se para perder algumas peças do plantel. Saiba quem está de saída de Alvalade

Redação Leonino

Texto

28 de Maio 2022, 10:09

summary_large_image

Com o final da temporada da equipa de basquetebol do Sporting na passada quinta-feira, dia 26 de maio, depois de perder nas meias-finais do play-off da Liga Betclic com o Porto, começamos a recolher informações sobre a época 2022/2023, que não deverá contar com algumas das caras bem conhecidas dos Sportinguistas. Vamos falar de três jogadores, no entanto, as mudanças podem ser ainda maiores.

Primeiro, a notícia de que a equipa leonina está, para já, sem treinador, chegou através do mesmo. Luís Magalhães, técnico do basquetebol leonino desde que a modalidade regressou ao Clube, está de saída (Saiba mais AQUI) . Assim, o míster despede-se depois de acrescentar ao palmarés do Sporting um Campeonato Nacional, três Taças de Portugal, uma Supertaça e uma Taça Hugo dos Santos. Além disso, ainda comandou a turma leonina aos quartos-de-final da FIBA Europe Cup, melhor prestação de sempre de uma equipa portuguesa na prova.

Agora, vamos aos jogadores. A verdade é que, na passada sexta-feira, dia 27 de maio, já um atleta se despediu do Sporting e dos seus adeptos através das redes sociais. Falamos de Joshua Patton, poste norte-americano que cumpriu apenas esta época ao serviço dos leões, tendo marcado 486 pontos em 52 jogos pela formação leonina. Confira a publicação:

Joshua Patton despede-se do #BasquetebolSCP.

“Vocês fizeram o meu tempo em Lisboa emocionante e agradável… 3 em 4 títulos possíveis é uma grande temporada… Nunca esquecerei o meu tempo aqui ” pic.twitter.com/FAOADMcNiI

— Sporting CP Adeptos (@Sporting_CPAdep) May 27, 2022

Outro jogador que também está na porta de saída é Shakir Smith. Apesar de ainda não ter existido confirmação por parte do atleta nem do Sporting, aquando do seu regresso a Alvalade, previa-se que os esforços pela contratação do base não fossem além desta temporada. Esta época, o norte-americano fez o total de 288 pontos em 30 jogos de leão ao peito.

Shakir Smith também de saída de Alvalade. #fpbtv #BasquetebolSCP

— Martim Figueiredo (@martimfs) May 27, 2022

Agora, a saída que provavelmente irá causar maior impacto não só na equipa, mas no seio dos Sportinguistas: Travante Williams. À semelhança do companheiro Shakir, também esta ainda não contou com qualquer tipo de oficialização, mas já era esperada depois da grande aposta do basquetebol leonino para garantir o jogador no último defeso.

Espanha e Turquia são dois destinos que podem estar nas contas do atleta para a próxima temporada. A verdade é que o extremo de 28 anos sempre foi, desde o regresso da modalidade, peça-chave no xadrez de Luís Magalhães, tendo, por muitas vezes, levado a equipa ‘ao colo’.

De acordo com o site ZeroZero, também Micah Downs, Mike Fofana, Justin Tuoyo deverão estar saída, isto no que toca a americanos. Isto porque, quanto a jogadores nacionais, são expectáveis, para já, duas saídas. É previsto que Miguel Maria Cardoso siga para o estrangeiro, enquanto Daniel Relvão ainda é visto como uma “incógnita”.

1 Curtiu

Aqui temos aquela triste certeza que é extremamente difícil conseguir melhor no comando técnico…

3 Curtiram

Modalidades


Basquetebol

OFICIAL: TREINADOR DESPEDE-SE DO SPORTING

Apesar de já ser esperado, técnico verde e branco confirmou o final de ciclo na modalidade

Redação Leonino

Texto

27 de Maio 2022, 10:19

summary_large_image

Luís Magalhães, treinador da equipa de basquetebol dos leões desde o regresso da modalidade à competição, está de saída do Clube de Alvalade. Apesar de a mesma já ter sido avançada, o técnico leonino acabou por torná-la oficial no final do jogo com o Porto, na passada quinta-feira, que ditou o final de época do Sporting (Saiba mais AQUI) .

“Agora o meu ciclo acabou”

  • “Quando cheguei era por um ano e pediram-me para ganhar um título neste regresso do Sporting. A pandemia fez-me ficar mais tempo, mas agora o meu ciclo acabou. Tenho de agradecer à direção do Sporting, ao presidente e ao Miguel Afonso, e também aos trabalhadores do pavilhão, bem como a toda a equipa. Foi uma passagem muito gratificante, gostei de cá estar e o Sporting pode continuar a ser melhor. No total, ganhámos seis títulos e fizemos uma grande campanha na Europa”.

“O basquetebol está doente”

  • “O basquetebol está doente, este ano sofreu um ataque grande, mas é uma boa modalidade e é preciso tomar conta dela”.
  • “A equipa estava completamente esgotada. Foi um jogo muito complicado. A equipa estava completamente esgotada, porque a FIBA Europe Cup foi muito desgastante. Conseguimos o que nunca tinha sido feito [primeiro clube português a chegar aos quartos] e fizemos 15 jogos internacionais. Conquistámos quase todos os títulos este ano e uma das equipas que está na final vai ser campeã e outra vai ficar sem ganhar nada. Houve um desgaste grande e surgiram lesões em jogadores importantes”.

“Os adeptos perceberam que tentámos fazer o nosso melhor”

  • “Estar no desporto ao alto nível é isto mesmo, lutar para ganhar, mas quando se perde há que felicitar o adversário sem arranjar bodes expiatório. (…) Penso que foi justo este aplauso de vários minutos. Os adeptos perceberam que tentámos fazer o nosso melhor mesmo com várias limitações. Enfrentámos este play-off sem o Tanner Omlid e o Micah Downs, com o Joshua Patton e o Justin Tuoyo lesionados, o Travante a recuperar de lesão… Era muito difícil, mas mesmo assim demos tudo”.
2 Curtiram

Pedro Nuno no Sporting para abrir um novo ciclo

Vai assumir o lugar deixado por Luís Magalhães

2 Curtiram

Segundo o record fica só o Omlid dos estrangeiros

limpeza portanto?

2 Curtiram

Obrigado Professor!!

image

SL

17 Curtiram

O gajo que só joga em 2023?

1 Curtiu

Não podíamos ter recomeçado melhor do q com o prof Luis Magalhães. Um ícone da modalidade em PT.

Obrigado!

8 Curtiram

Obrigado por tudo, Professor!

3 Curtiram

SL

6 Curtiram

muito boa sorte e que traga bons reforços.

1 Curtiu

Boas sorte, não vai ser fácil substituir o professor Luís Magalhães.

1 Curtiu

Boa sorte ao novo treinador.

Que tenha agora ovos para fazer uma deliciosa omelete

1 Curtiu

Nós pagámos a rescisão dele ao Imortal.
Ele tem contrato.
Ele está lesionado para quase um ano.

Ia ficar onde mesmo?
Emprestávamos o gajo a alguma equipa patrocinada por um hospital?
Obviamente que nada há a fazer neste caso. Espero é que não contem com ele na planificação da época. Contar que ele regressa com nível para desempenhar o papel que tinha, ou deveria ter tido, no ano passado é muito arriscado. Nos casos de joelhos, é aos defensores que custa mais recuperar, devido à extrema mobilidade em campo e devido ao hustle com que normalmente jogam.

Temos que lhe pagar, nem seria ético de outra forma, e não contar com ele. Infelizmente a segunda parte.

2 Curtiram

Se for tão bom treinador como foi jogador, estamos bem.
Lembro me bem dele na Ovarense… E penso que foi treinado pelo Prof. Luís Magalhães.

3 Curtiram

O novo treinador quer ir à Europa.

Começa bem

2 Curtiram

Gostei do discurso. Espero mesmo que a direção lhe dê condições para ter sucesso.

2 Curtiram

Epa, a minha questão prende-se só que as contas de estrangeiros seja a contar com ele.

Para mim nesta época ele era o nosso segundo melhor jogador só atrás do Travante