Banco de Suplentes

Pode haver quem não veja necessidade de um novo tópico, mas queria debater e ler opiniões relativamente ao papel de dois jogadores do plantel:

Carlos Paredes e Pontus Farnerud

A minha opinião é de que estão apenas para fazer número! Não acredito que algum deles venha a ser primeira opção e mais, acredito que quando forem chamados como suplentes jogarão na banal mediocridade.

Farnerud parece-me um “menino” bastante limitado. Se o Custódio só jogava para o lado e para trás, este só joga para o lado. Tem alguma certeza no passe, mas não tem finta, não tem remate, não tem velocidade.

Paredes joga numa posição onde a disponibilidade física é um dos atributos mais necessários, sendo que ele não a tem! O facto de ser uma 2ª (ou 3ª) opção, faz-me acreditar que não volte a recuperar o ritmo de jogo. Os automatismos e a qualidade que já teve vão se perdendo ao ritmo a que passam os minutos em que está sentado no banco.

Com estas críticas, quero apenas dar um parecer mais favorável ao aproveitamento da Nossa Formação no preenchimento destas lacunas, ao invés de contratar/manter jogadores razoavelmente caros, estrangeiros que estão cá a fazer número.

Oxalá me engane e me provem o contrário em 2007/08!!!

NOTA - Criei um título mais genérico para que possam aqui ser discutidos mais assuntos “suplentes”.

Gabriel, concordo com tudo o que disseste. O Farnerud parece-me tecnicamente muito limitado, e o Paredes começa a definhar e, não sendo muitas vezes titular, não conseguirá ganhar uma boa forma. E é isto que vai acontecer porque dificilmente o PB meterá o Paredes numa equipa inicial, a menos que esta esteja momentaneamente cheia de contratempos.

Naturalmente, espero estar enganado em relação a ambos. Em todo o caso, parece-me que investir em jovens da formação para o lugar destes dois senhores seria muito mais avisado:

Menos custos salariais;
Rentabilização de jovens promessas sportinguistas;
Os “putos” encarariam como normal uma presença no banco;
Os “putos” esforçar-se-iam a dobrar a cada oportunidade concedida.

De resto, pior do que o Paredes e o Farnerud fizeram esta época seguramente não fariam.

P.S. - Estou convicto que o Adrien, caso fique, relegará um desses dois para terceira opção.

É frustrante pensar nos miúdos que têm valor e são emprestados, para que suecos e paraguaios de segunda linha ocupem o seu lugar no plantel. Estou certo de que alguns empréstimos são realmente necessários enquanto parte integrante do processo de formação, mas o treino diário e a pontual utilização dos jogadores da “cantera” na equipa sénior não serão menos benéficos no seu desenvolvimento.

Tenho lido alguns comentários que depositam esperança numa boa época do Paredes. Possivelmente haverá quem pense o mesmo em relação ao Farnerud. Na minha óptica, dois ou três miúdos cumpririam estes espaços no plantel, numa real aposta na formação, enquanto absorviam com o maior dos entusiasmos os ensinamentos de Paulo Bento e de jogadores experientes como o Ricardo, Polga, Caneira, Romagnoli, Liédson e mesmo Moutinho.

Paulo Bento soube orientar os Juniores conduzindo-os ao título, não lhe faltando portanto a pedagogia necessária para lidar com os jovens jogadores. Provou que sabe apostar neles, conquistando a Taça esta época, em parte, graças à sustentada confiança em Veloso, Nani e Moutinho.

Qual a utilidade de Farnerud e Paredes no plantel? Será que nesta pré-época Adrien Silva e Yannick Pupo vão ter a oportunidade que desejam conquistar permanecendo no plantel, ou essa será bloqueada, graças às vagas limitadas pela presença destes jogadores mais velhos e menos úteis?

Se somos um Clube Formador, as lacunas devem ser preenchidas por jogadores da casa. A valorização de um jovem talento faz-se no Sporting Clube de Portugal e não no Olivais e Moscavide. Para apostar em jogadores que não dão garantias, aposta-se naqueles que têm margem de progressão! Porque desenganem-se os que pensam que a experiência de Paredes e de Farnerud lhes vai valer tocar na “chincha” durante a Champions. Na Nossa última participação, o jogador em destaque frente a Inter’s e Bayern’s foi um tal de Miguel Veloso, acabadinho de vir da fábrica de Alcochete!

A unica explicaçao que encontro para a compra de Farnerud terá sido alguma comissão para o Cacá, ou então para as teenagers e não só que o acham mto giro comprarem a camisola dele, de resto…

Não atinou em clube nenhum desde que saiu da Suécia, ainda por cima era suplente num clube que desceu de divisão…

No entanto ainda conheço pessoas que continuam à espera da “explosão”…

Gabriel Alves tens muita razao em tudo o que dizes.Estes dois jogadores mais Ronny e Tiago deviam ser substituidos o mais rápido possivel pelo M.Felgueiras,T.Pinto ou A.Marques,Caiado e F.Paim.

Para trincos ficariamos com o Veloso e o Adrien.

Sou tou a ver o Farnerud explodir com uma bomba ás costas porque de resto…como já foi dito,ele futebolisticamente é mesmo muito limitado.O que ele faz em campo qualquer jogador com alguma técnica faz.Nao acrescenta nadinha á equipa e por isso podemos dar perfeitamente uma oportunidade ao Paim e ao Caiado.
Esta época nem o Farnerud nem o Paredes saiem do plantel(pelo menos até dezembro) mas continuarmos com eles em 2008/09 será um grande erro.

Também não entendo a utilidade destes dois jogadores, que das poucas vezes que foram utilizados não mostraram nada que um miudo da formação não pudesse fazer.

Tenho até dificuldade em perceber, como já li aqui no fórum a algum forista (peço desculpa mas não me lembro a quem… ou a quantos), como pode ser o Paredes considerado um elemento importante fora das 4 linhas por aquilo que ensina aos mais jovens, quando ele é um tipo nada identificado com o clube, pouco motivado (os problemas pessoais que o levaram quase um mês para o Paraguai são um exemplo), que aparentemente, sendo à partida uma referência da equipa, não se importa nada de ficar a aquecer o banco ou a bancada.

E entre os dois, segundo parece, levam 100 mil para casa ao fim do mês… Nessas condições pagava-se a um excelente jogador para entrar de caras na equipa.

O tiago está lá muito bem, ele é importante no balneário. Além disso com a idade do Mário felgueiras, um guarda redes precisa de jogar e ele como suplente do ricardo dificilmente iria sair do banco

Mário Felgueiras não é gr para o SCP, tal como Nuno Santos não o foi…

Em Patricio, por causa da altura, dou 1% de hipoteses…

Mário Felgueiras já não é atleta do Sporting, desviculando-se do clube e assinando por duas épocas pelo Portimonense.

Inteiramente de acordo. O Rui Patrício, contudo, é o que de mais parecido temos com um gr aproveitável.

Banco de suplentes…

…um assunto que ano após ano é desgastante, humilhante e embaraçoso.

Acho que o intuito do tópico não é bem este mas o assunto tambem se enquadra no tema exposto. Se no ano passado apenas tinhamos uma solução viável no banco, este ano parece que estão a ser tomadas medidas para contrapor essa pobreza do ano passado. Tinhamos uma solução ofensiva no banco (Alecsandro) e um médio (Pereirinha), tendo em conta que ambos os jogadores estão longe de ser considerados bons substitutos, estavamos mesmo em crise e por isso muitas vezes se diz que o Paulo Bento trabalhou com um plantel demasiado curto. Este ano com as entradas de Gladstone, Izmailov, Vuckcevic, Derlei, Romagnoli e ainda faltam dois, ficamos com um banco claramente superior ao do ano passado. Há já muito tempo que não via um Sporting com um possivel banco de valor efectivo.

Guarda redes: Tiago e Patricio

Defesa Direito: Caneira
Central: Caneira, Gladstone e Paulo Renato
Defesa esquerdo: Ronny e Caneira (tendo em conta que o jogador que ai vem é melhor que os outros dois)

Trinco: Paredes e Adrien Silva
Médio Interior: Vuckcevic ou Izmailov, Pereirinha e Farnerud
Número 10: Vuckcevic e Izmailov (?)

Ponta de Lança: Derlei e Yannick Djalo (tendo em conta que o jogador que aí vem é melhor que ambos)

Já tinha saudades de um banco destes, agora em relação ao Paredes e Farnerud, sinceramente parece-me um problema menor. Se no ano passado ainda nos podiamos queixar do entulho que tinhamos no banco que cobriam lugares a jovens oriundos da Formação, neste momento não nos podemos queixar por aí além. Despachamos imensos jogadores e corremos com todos aquilos que estavam a mais no plantel. Se estes dois jogadores não foram com os restantes, é porque o Paulo Bento viu alguma coisa neles mesmo que sendo extra-futebol.

Não sei se é por estar mal habituado mas desta vez não posso criticar o nosso banco de suplentes. :arrow:

Paredes e Farnerud são jogadores internacionais contratados a temporada passada e com contrato assinado por três anos.
Por variadas razões não se conseguiram impor e ou muito me engano ou este ano vão voltar a jogar pouco, e mais tardar no final da época que vai começar agora o Sporting tentará despachá-los.

Quanto ao banco no geral estou de acordo com o barbosa, resta saber se os jogadores até agora contratados e os que ainda estão para contratar vão acrescentar alguma coisa, porque convém não esquecer que há um ano atrás estávamos todos confiantes na utilidade de Paredes e foi o que se viu

Se o Paredes e Farnerud fossem embora,em quem iria este fórum malhar quando algo corresse mal?

Cácá, Paulo Bento, Soares Franco…

A falta de caruncho nunca foi problema para ninguém. ;D

Eu sabendo de antemão que Farnerud terá muitas dificuldades em se afirmar esta época, creio que tem condições para ser mais interventivo e mais opção, sabendo-se também que Paulo Bento é um admirador das qualidades de Farnerud.

Não é um atleta de complicar, mas parece-me que tem qualidade, embora não a tenha ainda demonstrado. Quanto a Paredes, só mesmo quando Miguel Veloso tiver algum problema, mas vamos ver como decorre a pré-época.

Se Farnerud e Paredes forem chamados mais vezes a jogar, estarão de qualquer forma a ocupar espaços que poderiam ser de outros mais motivados, mais novos, mais promissores, mais baratos, …

Concordo contigo, mas parece-me que o Farnerud também quer mostrar mais serviço este ano. Qaunto ao Paredes, parece-me que já lá não vai. Gostava de estar enganado, deixa lá ver. Mas se ninguém se mostrou interessado nele, com contrato de mais um ano, que querias que o Sporting fizesse? Se o despachasse, tinha que lhe pagar, assim vai treinando e sempre impõe algum respeito junto dos mais novos.

O erro foi feito no momento da contratação, mas sim, agora, acho que o mais correcto talvez fosse despachar pelo menos um deles. Não só estamos a perder dinheiro com o salário dos dois - salário que pagamos de qualquer forma - como estamos a perder dinheiro com as promessas que não se estão a rentabilizar, e este segundo ponto é que me faz pensar favoravelmente na dispensa.

Eu sou apologista de que devemos ter alguns jogadores como Farnerud e Paredes. São jogadores que à partida transmitem experiência aos jogadores mais novos que estamos a formar, e são jogadores “úteis” em campo, mesmo não sendo (já) mais que isso.
Compreendo a preocupação de se tapar jovens, mas há que ver que não podemos atirar mais um leãozinho às feras quando um dos titulares se lesiona, ainda por cima numa equipa já de si jovem. É o que dizia Moutinho há 2 anos, é muito diferente entrar em campo, olhar para o lado e ter um Sá Pinto ou um Sr. Barbosa do que um “puto”. Imagina num jogo decisivo da LC, fora de casa, o Veloso lesiona-se. Achas que um júnior dá garantias? Ainda para mais não havendo ninguém com “idade” no resto do meio campo, para compensar o excesso de nervosismo do junior que entra. Já para não falar do impacto que teria nos outros jogadores.

Por mim, estes 2 mantêm-se. Se houver algum fora-de-série a despontar, passam a 3a opção - como aliás aconteceu com Veloso e Paredes este ano.

tivesse o Farnereud saido das camadas jovens do Sporting e era a 8 maravilha que por ai andava…

É um bom jogador.