Atletismo - Parte 2

https://x.com/SCPModalidades/status/1702685744790221300?s=20

WANDA DIAMOND LEAGUE - FINAL

EUGENE - Drake Stadium, Los Angeles, CA

:portugal: Auriol Dongmo, com 19,92 m, ‘recorde nacional’ (ao ar livre)

https://x.com/SportingCP/status/1703348252425240693?s=20

1 Curtiu

https://x.com/SCPModalidades/status/1705280800969937218?s=20

Transmissão da prova

Edit: Campeões coletivos feminino e masculino. Hélio Gomes campeão individual!

Parabéns a todos

1 Curtiu

Fomos também campeões colectivos em Sub-20 Masculino

HEGEMONIA LEONINA NOS NACIONAIS DE ESTRADA CONTINUA

Por Sporting CP
24 Set, 2023

ATLETISMO

Revalidação dos títulos colectivos em masculinos, femininos e juniores masculinos

As equipas de atletismo do Sporting Clube de Portugal voltaram a dar uma demonstração de força nos Campeonatos Nacionais de Estrada e continuam a engrandecer a hegemonia na prova. O Sporting CP vence colectivamente as provas masculina e feminina, em conjunto, desde 2020/2021 e, este domingo de manhã, em Viana do Castelo, o resultado não foi diferente naquela que foi a 30.ª edição da prova.

Em absolutos, os Leões sagraram-se Tricampeões Nacionais de Estrada e as Leoas somaram o sétimo título seguido - desde 2016/2017 que só a equipa feminina verde e branca sobe ininterruptamente ao lugar mais alto do pódio. Além disso, também no escalão de juniores masculinos o Sporting CP revalidou o campeonato, enquanto na vertente feminina a equipa Leonina ficou com o segundo lugar.

Para estes resultados contribuíram as excelentes prestações individuais dos mais de 30 atletas do Sporting CP em competição, sendo que para a classificação colectiva apenas foram contabilizados os três melhores corredores de cada equipa.

Assim, a hegemónica formação feminina venceu com um total de 11 pontos e contou com três Leoas entre as cinco primeiras classificadas: Ana Mafalda Ferreira repetiu o segundo posto do ano passado, sendo seguida por Catarina Ribeiro (4.ª) e Fancy Cherono (5.º), todas muito próximas.

Já na vertente masculina, além do título colectivo (7 pontos), o Sporting CP teve o queniano Vincent Rono a vencer a corrida e Hélio Gomes, no segundo lugar, completou uma grande prova e sagrou-se Campeão de Portugal pela segunda vez na sua carreira – repetiu o feito de 2016/2017. Por fim, o Leão Rui Pinto, que tinha vencido a última edição, chegou pouco depois e terminou como quarto classificado.

Depois, a revalidação do campeonato em juniores masculinos (9 pontos) tornou-se possível graças às prestações de João Santos (2.º), João Vaz (3.º) e Rui Mineiro (4.º) – nos sete melhores estiveram seis atletas Leoninos.

Por sua vez, no escalão de juniores femininos (24 pontos), o quinto lugar de Beatriz Azevedo, o oitavo de Matilde Branco e o 11.º de Carolina Dias não foram suficientes para levar a melhor sobre o Maia AC (nove pontos).

Em Viana do Castelo, a Corrida da Ponte estendeu-se ao longo de 10 quilómetros para todos os atletas, num percurso que atravessou a Ponte Eiffel sobre o Rio Lima e percorreu também algumas das ruas mais emblemáticas da cidade do Alto Minho.

CAMPEONATOS NACIONAIS DE ESTRADA – CLASSIFICAÇÃO COLECTIVA E INDIVIDUAL DOS ATLETAS DO SPORTING CP:

SUB-20 (FEMININO) – 2.º lugar (24 pontos)

5.º Beatriz Azevedo (39’00)

8.º Matilde Branco (42’15)

11.º Carolina Dias (49’35)

SUB-20 (MASCULINO) – 1.ª lugar (9 pontos)

2.º João Santos (31’48)

3.º João Vaz (32’00)

4.º Rui Mineiro (32’08)

ABSOLUTOS (FEMININO) – 1.º lugar (11 pontos)

2.º Ana Mafalda Ferreira (33’31)

4.º Catarina Ribeiro (33’39)

5.º Fancy Cherono (33’41)

ABSOLUTOS (MASCULINO) – 1.º lugar (7 pontos)

1.º Vincent Rono (28’52)

2.º Hélio Gomes (29’00)

4.º Rui Pinto (29’16)

1 Curtiu

Parabéns aos campeões.

Com uma outra técnica de lançamento que começasse a movimentação do peso mais cedo (há uma americana que faz isso brilhantemente) poderia ser a nº 1 mundial…, parece-me do que vi até hoje mas pouco percebo, pode ser disparate…

Desde quando a Noora Salem Jasim é nossa atleta?

Aparece na agenda do site como indo competir hoje nos jogos Asiáticos

EMMANUEL ESEME VAI CONTINUAR A CORRER DE LEÃO AO PEITO

Por Sporting CP
10 Out, 2023

ATLETISMO

Velocista camaronês renovou contrato

O Sporting Clube de Portugal vai continuar a contar com o contributo de Emmanuel Eseme na equipa de atletismo. O velocista de 30 anos renovou contrato e no momento da oficialização do acordo não escondeu a sua felicidade por continuar a correr e a evoluir de verde e branco.

“Esta é uma grande oportunidade para mim e pessoalmente estou muito feliz por continuar a fazer parte da equipa. Tenho recebido muito ânimo dos Sportinguistas e, por isso, fico contente por saber que vou continuar aqui”, começou por dizer aos meios de comunicação do emblema de Alvalade, realçando ainda “todas as pessoas que estão à volta do Clube e este ambiente que te faz sentir que tens sempre gente do teu lado”.

Emmanuel Eseme é especialista nos 100, 200 e 4x100 metros e juntou-se ao Sporting CP em Maio deste ano, quando já detinha os recordes nacionais dos Camarões nos 100 e 200 metros (10’‘08 e 20’'31, respectivamente). No entanto, foi já de Leão ao peito que o velocista deu um passo em frente na sua carreira e baixou dos dez segundos nos 100m: no Resisprint International, na Suiça, fixou os 9”96 como a sua melhor marca pessoal e novo recorde camaronês.

Por isso, o atleta do Sporting CP não tem dúvidas que esta sua primeira temporada no Clube foi não só “extraordinária”, como “até a melhor” desde que começou a sua carreira, “há seis anos”, acrescentou.

“Tive a oportunidade de me sentar na ‘mesa dos adultos’ e correr os 100 metros dentro dos nove segundos, o que me deixou na altura como 14.º no ranking mundial”, destacou, antes de abordar também a “experiência ganha” que significou a participação nos Mundias de Budapeste, em Agosto. Apesar da lesão que o afastou logo no apuramento para as meias-finais - foi sexto (10”41) na série 2 – Emmanuel Eseme voltou a elogiar o carinho que recebeu por parte dos Sportinguistas.

“Os adeptos estão sempre prontos para nos apoiar. Lembro-me que quando saí dos Mundiais, com uma contrariedade, recebi muitas mensagens de apoio através das redes sociais”, realçou.

Agora, com a renovação do contrato, o atleta dos Leões já aponta a novos objectivos, entre eles o regresso ao palco Olímpico, onde esteve em Tóquio, na prova de 200 metros.

“Agora vou continuar a acreditar no Sporting CP, nos fisioterapeutas e nos treinadores para me guiarem e prepararem para os Jogos Olímpicos de Paris [2024] e para os próximos Campeonatos Nacionais”, traçou, continuando: “É sempre uma honra poder ajudar o Clube [nos Campeonatos Nacionais] dando o máximo de pontos nas três disciplinas em que participo: 100 e 200 metros e 4x100m. Depois, temos um grande desafio, os Jogos Olímpicos, mas sei que com a ajuda de todos aqui no Sporting CP vai ser uma grande época e vou conseguir uma boa performance lá”.

Por fim, Emmanuel Eseme revelou também que gosta “muito de futebol” e até já foi ver um jogo do Sporting CP ao Estádio José Alvalade. “Fui ver o jogo com o Moreirense FC e foi incrível ver toda a gente a cantar. Vou voltar mais vezes”, garantiu, antes de deixar umas últimas palavras aos Sportinguistas após a renovação do seu vínculo com o Sporting CP.

“Quero deixar-lhes o meu obrigado por estarem sempre comigo. Vamos trabalhar muito para que o verde e branco do Sporting CP voe bem alto, não só em Portugal, mas também por todo o mundo. Quero deixar os adeptos orgulhosos com as minhas prestações e representá-los bem”, finalizou o velocista camaronês.

2 Curtiram

https://x.com/GeracoesSusp/status/1716064552721244185?s=20

DELVIS SANTOS: “PRETENDO SEMPRE DAR O MÁXIMO DE PONTOS”

Por Sporting CP
27 Out, 2023

ATLETISMO

Atleta de velocidade é reforço da equipa de atletismo do Sporting CP

Delvis Santos, atleta de 24 anos que faz distâncias de velocidade (60, 100 e 200 metros) é reforço para a equipa de atletismo do Sporting Clube de Portugal. O velocista que representava o Jardim da Serra, da Madeira, não podia estar mais feliz com o ingresso no emblema Leonino. “Individualmente, o meu objectivo passa sempre por novos recordes pessoais e que os novos recordes pessoais traduzam para o Clube boas marcas e a nível colectivo, pretendo sempre dar o máximo de pontos sempre que o Clube me solicitar. O mais importante é dar tudo o que eu tenho, sempre que for preciso”, disse o atleta aos meios de comunicação do Clube Leonino, no dia da apresentação como reforço da equipa de atletismo.

Delvis Santos não tem dúvidas de que o Sporting CP pode ser um grande impulso para progressão que quer registar na carreira. “Pode dar-me uma grande ajuda não só na questão mental, porque estar num clube desta magnitude vai levar-me a ter de estar capacitado para tal, vão poder dar-me também uma grande ajuda em áreas distintas como a recuperação, massagem, fisioterapia, porque o Sporting CP está num nível diferente e superior a outros clubes”, referiu.

Habituado a treinar com vários atletas do Sporting CP na preparação de provas, Delvis Santos está certo de que esse conhecimento prévio o vai ajudar bastante na integração. “Treino com o João Coelho (400 metros), Mauro Pereira (800 metros) e outros nomes e são muito importantes como colegas, porque neste ambiente, o importante é motivarmo-nos em conjunto para nos superarmos e, em equipa, tentar passar para um outro nível, inserido num colectivo”, observou.

Delvis Santos quis deixar uma mensagem aos Sportinguistas para acompanharem a par e passo a equipa de atletismo do Sporting CP: “Temos a nossa ‘fan base’ se assim podemos dizer que cresce a cada dia e acredito que vai ser um ano muito concorrido, em que todos se querem superar. Sendo ano de Jogos Olímpicos e tendo um objectivo em comum, vai ser um ano bonito de se ver”, perspectivou.

2 Curtiram

Bem vindo, Delvis!

2 Curtiram

18 REFORÇOS PARA O ATLETISMO DE FORMAÇÃO

Por Sporting CP
31 Out, 2023

ATLETISMO

Leões reforçam-se em alta escala para acautelarem o futuro

A equipa de atletismo do Sporting Clube de Portugal garantiu 18 reforços para os escalões da formação. Em cerimónia que teve como anfitriões Miguel Afonso, membro do Conselho Directivo e Paulo Reis, coordenador de atletismo do Sporting CP, 17 atletas (só Carlota Almeida não pôde estar presente, devido a compromissos académicos) receberam as boas-vindas por parte da estrutura Leonina e, no final, aprenderam o grito de guerra, ensinado por Armando Aldegalega. Os novos atletas para o atletismo na formação do Sporting CP são: Afonso Ferreira, Tomás Costa e João Ferreira (meio-fundo), Marcos Lara, Beatriz Barrenho, Gabriel Oliveira e Fernando Vicente (saltos), Margarida Oliveira, Afonso Fernandes, Letícia Rosário, Clara Martinha, Joana Pestana, Lúcia Martinha, Tomás Silva, Hugo Tavares, Tomás Gonçalves e Simão Bernardo, todos da área da velocidade e barreiras, além de Carlota Almeida.

Estes atletas, vários deles acompanhados pelos encarregados de educação, receberam as boas-vindas por parte de Miguel Afonso, membro do Conselho Directivo do Sporting CP com o pelouro das modalidades, com o dirigente a destacar a importância de os jovens se sentirem felizes, realizados e na procura de constantes desafios motivacionais, lembrando a grandeza do Sporting CP no atletismo, a modalidade que mais contribuiu para títulos europeus do Clube de Alvalade.

Em declarações aos meios de comunicação, João Ferreira, especialista de meio-fundo do Sporting CP, salientou a alegria por concretizar o objectivo de passar a representar o Sporting CP. “Comecei a praticar atletismo por um amigo meu ter voltado a treinar, no início da pandemia. Foi ele que me levou a começar a correr e posteriormente, chegar aqui. Significa muito assinar pelo Sporting CP, foi um sonho que sempre alimentei, mas nunca calculei que pudesse aqui chegar. Deve-se ao trabalho do meu treinador, Osvaldo e ao grupo de treino do qual faço parte, acrescentando: “Tem tudo para dar certo, já conheço um colega de treino que é o Rodrigo e que já está cá há um ano. Vai ser fácil a integração, há muita gente a praticar atletismo no Sporting CP. Quero muito ajudar o Sporting CP na Taça dos Clubes Campeões Europeus e principalmente melhorar os meus recordes pessoais, porque este ano também vou fazer distâncias novas e tenho todo o gosto em treinar para isso".

Clara Martinha, de 17 anos, atleta dos 400 metros planos, também reforço do atletismo de formação do Sporting CP, chega ao Clube impulsionada pelo exemplo da irmã gémea e explicou a motivação de passar a representar o Sporting CP. “Tenho um longo caminho pela frente, para o ano quero entrar na universidade e vir para Lisboa e entrar no Sporting CP é uma ajuda para me habituar já a este novo mundo que vou ter. O Sporting CP além das instalações, dos treinadores incríveis e do apoio que me vão dar, vai proporcionar-me bons treinos”,

Clara Martinha exprimiu a sensação de passar a ser atleta do Sporting CP, clube que tem nos quadros Cátia Azevedo, a maior inspiração desta nova atleta Leonina. “É um orgulho enorme, uma felicidade e agradeço pela confiança que depositaram em mim e na minha irmã. No Sporting CP corre a minha grande referência, a Cátia Azevedo, que já foi a Europeus, Mundiais e Jogos Olímpicos na distância que eu corro, é a recordista nacional e espero um dia ser como ele e fazer uma estafeta com ela", desejou, elogiando a “grandeza e a história que o Sporting CP tem”.

Marcos Lara, atleta de 16 anos e especialista de salto em comprimento também passa a representar o Sporting CP, um desafio que lhe desperta muito entusiasmo. “Os treinadores influenciam muito os atletas e o meu treinador, José Uva, está a ajudar-me muito com a técnica. O facto de estar no Sporting CP vai ajudar-me muito a progredir na carreira”, começou por referir o atleta que começou a praticar atletismo em Espanha, prosseguindo no discurso sobre uma fácil adaptação: “Consegui grandes marcas graças aos meus treinadores e ao estar com José Uva, vou progredir muito mais”, realçando que o Clube Leonino tem excelentes referências em quem se inspirar, como Tiago Luís Pereira, mas também Patrícia Mamona e Evelise Veiga: “Vou seguir o exemplo deles e dar eu o meu próprio exemplo, também”.

Beatriz Barrenho, atleta de 17 anos que faz triplo salto, também tem um excelente exemplo na disciplina que pratica a representar o Sporting CP: Patrícia Mamona serve de farol que a guia para procurar chegar longe. “A Patrícia Mamona é a minha inspiração em tudo, desde a alimentação, de treino, em tudo. Já lhe mandei mensagens porque gosto de me informar para um dia conseguir aplicar e a Patrícia Mamona é inspiração, mas também motivo para querer atingir recordes que ainda não foram alcançados. Gosto de saber quantas vezes a Patrícia treina, que tipo de treino faz, ela estava na altura em fisioterapia e treinava três horas por dia, com mais três horas de fisioterapia. Seis horas no total, com treino também na técnica de salto”, disse, sorridente, terminando com a esperança de ter no Sporting CP um aliado essencial para os sonhos que persegue: “Motiva-me bastante e dá-me orgulho estar no Sporting CP e isso já é motivo para alcançar os objectivos que defini para esta época. Há aqui um excelente espírito de equipa e dá vontade de alcançar o que realmente quero", exprimiu.

Paulo Reis, coordenador de atletismo do Sporting CP explicou mais um investimento importante do departamento na juventude. “Todos têm qualidade, todos têm margem de progressão, agora o grande desafio é pô-los a progredir e a alcançarem outros patamares nas performances deles. São atletas de vários sectores, sobretudo juvenis, juniores, mas também alguns sub-23, o objectivo imediato é reforçaram as equipas de formação, mas um ou outro podem ter oportunidade na equipa sénior. No ano passado, tivemos a Joana Barreto, que era uma atleta da formação, acabou por fazer o salto à vara na Iª Divisão, a Beatriz Azevedo a nossa titular nos três mil metros, ambas juniores e certamente haverá alguns que vão ter oportunidades que não estarão à espera. Acima de tudo, o desafio é potenciá-los internamente com a nossa equipa técnica e multidisciplinar. Trabalhá-los física, técnica e mentalmente por forma a que eles sejam cada vez melhores atletas, porque fazendo cada vez melhores performances é óptimo para eles e também para o Sporting CP. Quando se chega aqui não se pensa apenas em ser um bom juvenil ou um bom júnior, toda a gente pensa em fazer uma boa carreira enquanto sénior. Sabemos que nem todos vão lá chegar, porque é a realidade do desporto, em que a exigência é cada vez maior, mas vai haver alguns que vão chegar e vão ter sucesso. Os jovens que têm chegado à equipa principal e por outro lado as referências que o Sporting CP tem vão certamente motivá-los a treinar cada vez mais, todos os dias, para chegarem à primeira equipa do Sporting CP e aos palcos internacionais.”

Muito bem. Soa bem esta aposta na formação.

Mas e no presente, houve a aposta necessária?

https://x.com/GeracoesSusp/status/1722238614527176838?s=20

Pois, porque é que não me admiro.

https://x.com/SCPModalidades/status/1723353280636432730?s=20