Assembleia-Geral do SCP, dia 24 de Julho de 2022

Se não pagas á muito tempo, então na última remuneração já foste riscado e já não es… Só se deixaste de pagar depois disso…

Esta mensagem foi sinalizada pela comunidade e está temporariamente oculta.

Mas o ano passado não deu…

Gosto

Comentar
A quem possa interessar, publiquei esta reflexão sobre a passada AG de dia24 de Julho no meu FB, e que agora, aqui partilho:

Aproxima-se mais uma AG do Sporting Clube de Portugal marcada para dia 24 /07/2022 terá início as 9h30 e encerrerá as 18h30, decorrerá em regime “Macdrive”, em que a pessoa entra, vota e vai embora…

Esta estranha nova normalidade nas AG do SCP, em que está a ser sujeito a aprovação dos sócios o orçamento e contas de 2022, mas também e de fininho a criação de uma nova categoria de sócio A+, que pagará mais, mas terá acesso a mais benesses… Tudo estaria bem a nível estatutário se para além do ponto que diz respeito ao orçamento, acontecesse um ponto que tivesse mencionado essa alteração.

E uma vez que quem lidera o Clube, por medo, não abre o espaço aos sócios para que a discussão no plano interno do Clube possa ocorrer, vejo-me completamente legitimado, para nesta rede social, expor e fundamentar as minhas dúvidas acerca desta AG.

  1. Causa-me estranheza como é que no espaço de 1 ano e meio a dívida a Jorge Mendes cresceu 7,5 Milhões de Euros.

  2. O Sporting é actualmente um clube capturado aos interesses de Jorge Mendes até já vende um jogador com a categoria do Palhinha no carrossel! Vende a baixo preço, compra a alto custo, as comissões, essas são sempre generosas, comissões quando se compra, quando se vende, quando se promove um empréstimo, quando se recebe um empréstimo. Neste Sporting de Mendes, a salvaguarda dos interesses desportivos e económicos do Sporting perdem de goleada para os interesses do próprio Mendes.

  1. Adquirem-se jogadores eternamente lesionados como St Juste, por cerca de 9,5 Milhoes de Euros ( o defesa mais caro a jogar em Portugal), exercem-se direitos de compra por percentagem do passe na ordem dos 10 milhoes, para em seguida o dispensar (Vinagre), é toda uma gestão errática e sem qualquer lógica que serve de justificação para o agora anunciado aumento de quotas! Não faz qualquer sentido falar-se em sustentabilidade e atacar-se o mercado desta forma.

  2. Rafael Leão: Ora bem o jogador foi condenado em tribunal a indemnizar o Sporting em cerca de 16 Milhões de Euros, (+juros e compensações próximo dos 20Milhoes) e o que é que acontece? O Mendes atravessa-se a dizer que vai intermediar a situação…

Numa decisão de tribunal o que é que há para intermediar???

Em nome do quê? Porquê? Quais as vantagens e se elas existem para quem?

Se recuarmos a 2018 podemos verificar que uma SMS comprometedora entre Varandas e o jogador, de incentivo a rescisão com o Sporting, pode ter estado na origem de toda esta protecção ao jogador, levando inclusive a Frederico Varandas, já no papel de presidente do SCP, ser chamado a tribunal, e em vez de defender os interesses do Clube, defender a posição do jogador, de tal forma ostensiva e insustentável que chegou a ser chamado a atenção pelo próprio tribunal, aqui um pequeno resumo

  1. Tem sido a Arte de Ruben Amorim a tapar buracos, a blindar o grupo e a promover a qualidade existente. Não fosse a capacidade do treinador e Amorim, podia-se juntar à lista de treinadores que Varandas contratou nestes 4 anos: José Peseiro (jDirectiva), Tiago Fernandes, Marcel Keizer, Leonel Pontes ou Silas. Actualmente Frederico Varandas fruto de uma gestão estranha e refém de interesses externos, conta com record um pouco estranho: De todos os jogadores adquiridos durante o seu mandato à frente do Sporting até agora ainda não conseguiu vender 1 jogador (???) com lucro…. a sério que são estas pessoas que insistem em falar em sustentabilidade???

  2. A máquina de propaganda é fortíssima e garante-nos que a Academia já foi paga 20 vezes, a realidade lembra-nos que todos os meses continuamos a ter de pagar o Leasing sobre a utilização de Alcochete. Até agora fizerem-se cerca de 200 milhões de Euros em vendas de jogadores, no orçamento que vai hoje a votos qual a percentagem de abate ao passivo?

  3. Em resumo uma direcção que mente, oculta informação aos sócios, que delega poderes e actos de gestão a pessoas e entidades externas, e que se recusa a esclarecer sócios e accionistas acerca dos seus actos de gestão a nível interno, a nível externo promove uma categoria A+ entre os sócios parebeniza-se a si próprio por sobrecarregar os sócios para ter mais 10 milhões de euros para gastar nas modalidades, quando bastava não ter accionado a opção de compra por Vinagre por exemplo, para libertar os mesmos 10 milhoes sem sobrecarregar os sócios.

Uma direcção que faz aprovar um aumento de quotas colado a uma aprovação de orçamento, quando esse aumento de quotas deveria ter direito a um ponto de votação e discussão próprio.

Mais, o orçamento aprovado para esta época apenas foi aprovado em segunda votação, não houve tempo para colocar os valores projectados para esta época de forma a que os sócios possam verificar a taxa de execução? Ou isso não interessa? O que interessa é que pelas contas podemos verificar que houve um claro desinvestimento nos ordenados dos atletas ( cerca de 2 Milhões) e um aumento dos custos da estrutura administrativa ( Cerca de 2 Milhões). Salgado Zenha fala de sustentabilidade financeira….do Clube?? Ou a dele e da restante comandita?

SL

5 Curtiram

Prós crokettes o que interessa é o futebol…