Arbitragem: o caso Polga.

Penso que deveríamos abrir um tópico permanente sobre as questões da arbitragem. Muitas vezes temos a noção de que conhecemos as regras, o que admito como verdadeiro, mas nem sempre as conseguimos interpretá-las e aplicá-las de uma forma isenta, ponderada e adequada.
Penso que o caso do Polga no jogo de ontem é bom exemplo disso mesmo.
A Lei 12 diz: Um jogador deve ser expulso do terreno de jogo (cartão vermelho) quando cometa uma das sete faltas seguintes:
“impedir a equipa adversária de marcar um golo, ou anular uma ocasião clara de golo,tocando deliberadamente a bola com a mão
(isto não se aplica ao guarda-redes na sua própria área de grande penalidade)”.

Acho que a leitura deste articulado nao deixa dúvidas. o polga deveria ter sido expulso. Aqui nem se coloca a possibilidade de o árbitro nao ter visto. Mas sim a interpretação e a aplicação da lei nestas condições.
Depois de ler o tribunal do jogo, à vezes dá jeito, verifico que há unanimidade na decisão do árbitro, por motivos que se relacionam com o posicionamento da falta no campo, da distância entre o local da falta e a baliza adversária; do grau de perigosidade do lance, etc…

Pelos vistos, o juiz ajuizou bem a falta.

Parece-me que os árbitros também tem instruções em relação ás zonas do campo onde essa regra se aplica

Caro, se o Seitaridis foi bem expulso por meter mão à bola no jogo contra nós não podemos agora vir dizer que o juiz ontem ajuizou bem, sejamos coerentes.

Nenhum dos dois lances impede uma bola de entrar numa baliza. Mas ambos os lances impedem o que seria uma ocasião clara de golo, um jogador receber uma bola e surgir bem posicionado para marcar. Ontem era a mesma coisa, o avançado ficaria completamente isolado.

mas se mesmo assim te surgem dúvidas peço-te então que vás ler o que é que i international board diz sobre entradas a pés juntos, um lance que polga fez 2!! vezes ontem já depois do amarelo.

Mas qual é a dúvida? Polga devia ter sido expulso logo aos 24 minutos e agora, conhecendo o resultado final, só tenho pena que não tenha sido. A Académica tinha ido mais para a frente e nós ficávamos com mais espaços para jogar e procurar o golo - com o Benfica, em casa, foi assim. Enfim, mas isto é a mesma coisa que jogar no totobola à segunda-feira.

Por falar em arbitragems olhem para isto:

http://www.record.pt/noticia.asp?id=670915&idCanal=814

Caro, se o Seitaridis foi bem expulso por meter mão à bola no jogo contra nós não podemos agora vir dizer que o juiz ontem ajuizou bem, sejamos coerentes.

Nenhum dos dois lances impede uma bola de entrar numa baliza. Mas ambos os lances impedem o que seria uma ocasião clara de golo, um jogador receber uma bola e surgir bem posicionado para marcar. Ontem era a mesma coisa, o avançado ficaria completamente isolado.

mas se mesmo assim te surgem dúvidas peço-te então que vás ler o que é que i international board diz sobre entradas a pés juntos, um lance que polga fez 2!! vezes ontem já depois do amarelo.

Mauras, não vamos comparar alhos com bugalhos. A falta do polga foi feita na entrada do meio campo do sporting. Afalta do seitaridis foi feita na entrada da baliza do porto…e tinha o liedson a postos(independentemente de o gajo conseguir maracr ou nao).
Se leres o meu post, refiro que o polga deveria ter sido expulso. Apenas levanto questões sobre um conjunto de regras implicitas, que nao constam do regulamento, mas que são aplicadas. Claro, que estas regras dão para tudo devido ao seu carácter subjectivo.

Na minha leitura - vi no estádio e ainda não vi repetições pela TV- do lance o amarelo está muito mostrado.

Expulsar um jogador num lance daqueles seria um crime.

Sem facciosismos, o Polga devia ter sido expulso.

Era o ultimo defesa e se a bola passa isolava um jogador da academica.

O arbitro errou.

Eu, ao ver o lance no Estádio, também pensei que o Polga devia ter sido expulso. Mas, depois de ler a opinião unânime dos árbitros do painel de “O Jogo”, só posso concluir que estava errado. Independentemente da “moralidade”, parece evidente que o árbitro interpretou correctamente a Lei e as indicações da FIFA e / ou da UEFA. É isso, ou há aqui foristas que percebem muito mais do assunto não que um, mas que todos os árbitros do painel.

Segundo as directivas actuais da FIFA o local da falta influencia a cor do cartão, sendo assim o amarelo ajusta-se, não há muito mais a dizer! :arrow:

O mesmo se passa em relação ao penalty sobre o Liedson, há de facto contacto fora da área mas não é esse contacto que provoca a falta, o puxão acontece já dentro da área e portanto fica uma grande penalidade por assinalar! :arrow:

Era vermelho, claramente. Seguiam dois jogadores isolados para a baliza de Ricardo.

mais comentários:
http://jn.sapo.pt/2005/04/26/desporto/haja_criterio_criterios_arbitragem.html