Americanos dizem ter encontrado réplica da Atlântida

[b][size=12pt]Americanos dizem ter encontrado réplica da Atlântida[/size][/b] 2011-03-15

Metrópole pode ter sido destruída por um tsunami


Primeiros relatos conhecidos sobre a Atlântida são de Platão

[hr]

Uma equipa de geólogos e arqueólogos americanos diz ter encontrado as ruínas de um memorial da cidade perdida de Atlântida na zona de Cádiz, sul de Espanha. De acordo com o documentário “Finding Atlantis”, no qual a descoberta foi apresentada, esta metrópole pode ter desaparecido graças a um tsunami que a destruiu há nove mil anos.

“É difícil perceber como um tsunami foi capaz de ‘varrer’ cem quilómetros de terra, mas foi isso que aconteceu”, frisou Richard Freund, da Universidade de Hartford, nos Estados Unidos, que liderou a investigação.

Freund localizou a metrópole a 96 quilómetros da costa, nos pântanos do Parque Nacional de Doñana. Contudo, esta descoberta parece não corresponder à Atlântida original, mas a uma cidade feita à sua imagem por sobreviventes da primeira.
Através de imagens de satélite, a equipa suspeitou de uma cidade submersa naquela localização. Para solucionar este mistério, os investigadores recorreram, entre 2009 e 2010, a radares, cartografias subaquáticas e outras tecnologias e constataram que a cidade que encontraram era feita à semelhança da Atlântida.

Os especialistas querem agora fazer novas escavações neste local para estudar mais a fundo as formações geológicas e os artefactos que lá existem.

De Platão à actualidade

Os primeiros relatos da mítica Atlântida datam de há 2400 anos, quando Platão descreveu-a como “uma ilha situada em frente ao estreito chamado de Pilares de Hércules”, denominação do Estreito de Gibraltar na antiguidade.

Apesar dos relatos do filósofo grego dizerem que esta “desapareceu de um dia para o outro nas profundezas do oceano”, a dúvida sobre a existência desta metrópole persiste há milhares de anos. Já em 2004 e em 2009 outros investigadores disseram tê-la encontrado no Chipre e perto das Canárias, respectivamente.

http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=47898&op=all

Em relação a isto sou como o S. Tomé, tenho de ver para crer.

Aposto que encontraram lá umas formas vagamente geométricas, e que com alguma dose de imaginação, e muito desespero para meter alguma coisa no documentário, convenceram-se ou tentaram-se convencer que havia mesmo alguma coisa ali.

Americanos

Parei de ler aqui :great:

Mas fico surpreendido por saberem onde é Cádiz e conhecerem outros país sem ser o Cánada e o México :clap:

:rotfl: