Adeus JVP

João Vieira Pinto anuncia fim da carreira aos 36 anos

João Vieira Pinto anuncia hoje o fim da carreira de futebolista, aos 36 anos, depois de um percurso cheio de sucessos, que incluiu títulos pelo Benfica, Sporting e selecção sub-20, mas também marcado por casos de indisciplina.
Lusa
Imprimir
O anúncio do jogador, que realizou a sua última época na Liga de futebol em 2007/08, ao serviço do Sporting de Braga, vai ser feito às 13h15, numa conferência de imprensa marcada para a sede do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), em Lisboa.

João Pinto iniciou a sua carreira muito jovem, estreando-se na primeira divisão em 1988, aos 17 anos, ao serviço do Boavista, clube que o lançou e o deu a conhecer no futebol nacional.

Mas foi ao serviço da selecção de sub-20 que obteve os seus primeiros grandes sucessos, ao conquistar dois títulos Mundiais (em 1989, em Riade, e em 1991, em Lisboa, no qual foi eleito melhor jogador), que o projectariam também no estrangeiro.

Após dois anos no Bessa (entre 1988 e 1990), João Pinto tentou iniciar uma carreira em Espanha, ingressando no Atlético de Madrid B, mas a experiência correu mal e regressou a Portugal um ano mais tarde, sem ter realizado nenhum jogo com a camisola “colchonera”.

O Boavista, então presidido por Valentim Loureiro, seu grande mentor, foi o clube que reafirmou a aposta nele e entre 1991/92 voltou a demonstrar as qualidades que o tinham feito destacar-se ao serviço das selecções jovens, dirigidas por Carlos Queiroz, vencendo inclusivamente uma Taça de Portugal.

As prestações do jogador despertaram o interesse de outros clubes e, em 1992, João Vieira Pinto assinou contrato com o Benfica, clube com o qual se sagraria campeão em 1993/94 e ao serviço do qual se tornaram célebres as suas trocas de agressões com o portista Paulinho Santos.

Mas foi no ano seguinte que fez o seu melhor jogo de sempre, diante do rival Sporting, ao ajudar a equipa a vencer com o célebre resultado de 6-3, fazendo um “hat-trick”, e em 1995 foi “promovido” a capitão da equipa da Luz.

A carreira na Luz prolongou-se até 2000, ano em que o então presidente, João Vale e Azevedo decidiu dispensá-lo, deixando-o sem clube antes do campeonato da Europa da Holanda e Bélgica, no qual Portugal foi às meias-finais, com uma equipa em que João Pinto tinha a seu lado nomes com Luís Figo e Rui Costa.

João Pinto optou por ingressar no Sporting, onde se sagrou campeão em 2001/02, voltando às grandes exibições, mas nesse Verão a sua carreira na selecção chegou ao fim, depois de agredir um árbitro num encontro do Mundial da Coreia do Sul e Japão.

Finalizado o seu contrato com o Sporting, em 2004, João Pinto regressou ao Boavista, onde permaneceu até 2006, assinando então pelo Sporting de Braga, clube no qual se manteve até ao final da época transacta.

Agora, João Pinto anuncia o fim da carreira, após 20 anos como futebolista profissional.

http://sic.aeiou.pt/online/noticias/desporto/Joao+Vieira+Pinto+anuncia+fim+da+carreira+de+futebolista.htm

Obrigado por tudo o que fizeste por nós grande JVP :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:

Obrigado JVP pelo que fizeste pelo futebol português e claro pelo Sporting.
Não esqueço os 3-6 :(,mas depois lá nos compensaste. :slight_smile:

Já agora estava com a ideia que tinha sido o Peixe eleito o melhor jogador do Mundial sub 20 de 1991.

Também acho que foi o Peixe o MVP do Mundial de 91.

Se calhar o JVP foi o MVP de 89, não sei.

JVP deu-nos muitas dores de cabeça quando andava nas galinhas, era o único jogador que me deixava contente se soubesse que não podia jogar contra nós (deve ser o efeito que o Liedson deixa nas galinhas :lol:).

Enquanto cá andou deu tudo o que tinha e não tinha, marcou logo no 1º jogo pelo SCP. Foi um grande jogador, para a altura que tinha marcava imensos golos de cabeça, arrisco-me a dizer que a seguir ao Jardel era o jogador com mais técnica de remate de cabeça que já vi jogar. Marcou o melhor golo de cabeça que já vi, num movimento que desafia as leis da física contra a Inglaterra em 2000.

:clap: :clap: :clap:

Um dos melhores jogadores portugueses de sempre. Disso não tenho dúvidas. Pode ter passado ao lado de uma grande carreira internacional mas teve uma carreira quase brilhante em Portugal.

Amado e respeitado pela maioria dos clubes por onde passou. Incrível como tantos sportinguistas conseguiram “perdoar-lhe” os 3-6. Falando só da passagem pelo Sporting… Tive pena que acabasse tão cedo. Certamente que poderia ter feito mais dois anos no clube a bom nível.

Mas fico feliz quando ele próprio assume que foi a maior asneira que fez na vida, não ter renovado com o Sporting. O que lá vai, lá vai. Quero ler as entrevistas que vai certamente dar aos jornais na próxima semana. Quero ler as suas palavras sobre o Sporting, sobre nós, os adeptos que tanto o acarinhámos.

Obrigada por tudo João Pinto!

Acho que é consensual que não é um jogador qualquer que faz que muitos dos nossos adeptos se “esquecessem” dos 6-3. Para isto acontecer tem que ser tratar de um jogador muitissimo profissional, que aprendi a idolatrar e a respeitar como poucos.

Marcou uma era, marcou-me a mim, sendo que ainda hoje levo aos jogos do Sporting uma camisola do JVP. É com saudade que te agradeço tudo o que fizeste pelo nosso clube porque pelo outro pouco me diz. Não irei, ao certo, esquecer o melhor golo de cabeça que ja vi ao vivo, aquele golo do empate contra a Inglaterra e muitos outros golos que te vi marcar naquela epoca magica de 2001/2002.

Por isto tudo e muito mais: Ver-te de verde não sei o que sinto…muito obrigado Grande Artista!

Não é um símbolo do Sporting, longe disso. Mas foi um grande profissional e um belíssimo jogador.

Obrigado Grande Artista pelas excelentes 4 épocas que nos deste.

Antes do João Pinto ir para o Sporting era daqueles jogadores de quem nem queria ouvir falar.
Esteve 4 anos no nosso clube e honrou e defendeu aquela camisola como muitos que lá se fazem e lá crescem muitas vezes não o fazem.
Durante o tempo que nos representou foi um Leão e nunca gostou de entrar em polémicas nem em ditos e mexericos.
Por isso só lhe posso desejar as maiores felicidades!!!

Marcou bastante os adeptos desta grande equipa, agora o único que lhe posso desejar e que o filho faça o mesmo :beer:

O melhor jogador do Mundial de Lisboa foi o Peixe,disso tenho a certeza.

Em relação ao JVP é complicado falar dele,senao vejamos:

Nao me esqueço que tinha acordo para nos representar quando aceitou ser resgatado pelo Jorge de Brito. :cartao:

Depois nao me esqueço dos 3-6 :cartao:

Confesso que nunca fui admirador dele, talvez por o indentificar demais com os orcs.

É verdade que quando representou o Sporting foi sempre um grande profissional.

Mesmo agora que abandonou nunca o ouvi dizer mal do Sporting.

Mas deve-se dizer tb que o tempo que lá passou, nós tb nunca o tratamos mal.

SL

Para mim não é só a despedida de um grande jogador, mas de um idolo. Ele foi um dos impulsionadores da minha mundança definitiva para o Sporting. Cada golo, cada finta era um ORGULHO ! Tenho uma foto para ai com 6 aninhos com ele, para mim tirar essa foto e falar com ele foi um sonho tornado realidade ::slight_smile: Essa foto está guardada religiosamente :wink:

Obrigado por tudo João Pinto :clap: :clap:


jvp.jpg

Não deixo de sentir que terminou a carreira a sair pela porta pequena do futebol. Já o ouvi várias vezes afirmar que o maior erro da sua carreira foi não ter renovado pelo Sporting (e ir parar ao Boavista…). Concordo. Talvez tivesse jogado menos anos, mas teria uma saída mais airosa dos relvados.

O Peixe foi considerado o melhor jogador no mundial de 89 em Riade. O JVP deve ter sido realmente em 91.

Obrigado por tudo JVP! :clap:

Foi o responsável por uma das tardes mais infelizes da minha vida, mas depois redimiu-se, para mim logo que se apresentou em Alvalade, quando a curva começou a cantar “quem não salta é lampião” e ele desatou aos pulos. Depois daquela fantochada do “contrato vitalício” com o Benfica, assinado com aquele fato vermelho horroroso, vê-lo passar-se para o Sporting teve muito mais piada. Foi de facto um grande futebolista e marcou o nosso futebol durante umas boas vinte épocas, o que é obra…

Estás enganado, Judas, o Peixe em Riade não jogou, ele foi o melhor de 1991. O melhor de 1989 foi o Bismark, do Brasil.

O Peixe é da geração de Lisboa.

De Riade era o Amaral,Filipe,Bizarro,Abel,Valido,P.Madeira entre outros.

SL

:naughty:

citação de http://dn.sapo.pt/2006/05/23/tema/a_procura_uma_nova_geracao_ouro.html :

“Emílio Peixe, eleito melhor jogador da competição em 1991, não tem dúvidas: “O Mundial sub-20 foi decisivo nas carreiras daqueles jogadores”.”

:arrow:

Grande profissional , grande carreira (quem sabe talvez pudesse ter sido ainda “maior”)
Muitas felecidades para o seu futuro , e que tenha tanto sucesso quanto o que teve a nivel futebolistico…

Será sempre o grande artista, não me esqueço como a sua musica era entoada nas bancadas como se ele fosse um leão de longa data!

Pena acabar assim.

Sem dúvida um dos jogadores que mais marcou a minha vida a nível futebolístico. Um grande, grande, grande jogador :clap: :clap: :clap: :clap:

Tens razão, fiz confusão. :-[

Muito importante na grande época de 2001/02.
Simplesmente obrigado. :clap: :clap: