A verdadeira história da copa de 98...

A verdadeira história da copa de 98…

O q todo mundo suspeitava…

Talvez, isso explique a razão do Jogador Leonardo ter declarado a seguinte frase: “Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo,ficariam enojadas”. Todos os brasileiros ficaram chocados e tristes por terem perdido a Copa do Mundo de futebol, na França. Não deveriam. O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e o Gazzeta delo Sport e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos. Fato comprovado: o Brasil VENDEU a copa do mundo para a Fifa. Os jogadores titulares brasileiros foram avisados, às 13:00 do dia 12 de Julho (dia do jogo final), em uma reunião envolvendo o Sr.Ricardo Teixeira (na única vez que o presidente da CBF compareceu a uma preleção da seleção), o Técnico Mário Zagallo, o Sr. Américo Faria,supervisor da seleção, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da patrocinadora Nike. Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel. A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar o penta-campeonato mundial por sediar a Copa do Mundo.

A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$ 70.000,00 para cada jogador, mais um bônus de US$ 400.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, num total de US$23.000.000,00 (vinte e três milhões de

dólares) através da empresa Nike. Além disso, os jogadores que aceitarem o contrato com a empresa Nike nos próximos 4 anos terão as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como o próprio Ronaldo, Raul da Espanha, Batistuta da Argentina e Roberto Carlos, também do Brasil. Mesmo assim, Ronaldo se recusou a jogar, o que obrigou o técnico Zagallo a escalar o jogador Edmundo, dizendo que Ronaldo estava com problemas no joelho esquerdo (em primeira notícia divulgada às 13:30 no centro de imprensa) e, logo depois, às 14:15, alterando o prognóstico para problemas estomacais). A sua situação só foi resolvida após o representante da Nike ameaçar retirar seu patrocínio vitalício ao jogador, avaliado em mais de US$ 90.000.000,00 (noventa milhões de dólares) ao longo da sua carreira.

Assim, combinou-se que o Brasil seria derrotado durante o “Golden Goal”

(prorrogação com morte súbita), porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que a França, que absolutamente não participou desta negociação, marcasse, em duas falhas simples do time brasileiro, os primeiros gols. O Sr. Joseph Blatter, novo presidente da Fifa, cidadão franco-suíço, aplaudiu a colaboração da equipe brasileira, uma vez que o campeonato mundial trouxe equilíbrio à França num momento das mais altas taxas de desemprego jamais registradas naquele país, que serão agravadas pela recente introdução do euro (moeda única européia) e o mercado comum europeu (ECC). Garantiu, também, ao Sr.

Ricardo Teixeira, através de seu tio, João Havelange, que o Brasil terá seu caminho facilitado para o penta-campeonato de 2002. Por gentileza passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas, para que todos possam conhecer a sujeira que ronda o futebol.

So digo uma coisa! Os verdadeiros campeoes do MUNDO somos nós… n precisamos de nada desta bosta pra chegar onde chegamos!

Essa história já é antiga e nunca iremos saber se é verdadeira ou não.

Não duvido que esses jogos de bastidores existam, o problema é provar, até porque o dinheiro compra tudo.

Falta de profissionalismo… :roll:

Boato e história de mau perder. Porque a Nike pagaria para sua equipa perder para a Adidas? :arrow:

Nem sei o que pensar sobre esta notícia. Pendo para os dois lados: a confirmar-se é algo anedótico e corrupcionista (se a palavra existir :lol: ), por outro lado concordo com o Paraver e parece-me desculpa esfarrapada ou mau perder. Não sei, nunca saberei, só eles saberão. :arrow:

Eu pessoalmente nunca quis acreditar na vitória da França! Fiquei frustrado! Era impossível a França ganhar aquilo!
Não me admira que a notícia seja verdadeira (talvez deixando a Nike de fora) … Para mim a França nunca teve qualidade para ser campeã do Mundo!

Eu pessoalmente nunca quis acreditar na vitória da França! Fiquei frustrado! Era impossível a França ganhar aquilo! Não me admira que a notícia seja verdadeira (talvez deixando a Nike de fora) ... Para mim a França nunca teve qualidade para ser campeã do Mundo!

também nunca julguei aquela França capaz de derrotar o Brasil naquela altura!

Boato e história de mau perder.

Exactamente! :arrow:

A frança ganhou muito bem aquele campeonato, só quem é cego ou muito faccioso é que não acredita nisso, e o Zidane continua a ser o melhor jogador do mundo.
O resto para mim são boatos e muito X-files á mistura.

P.S.- este ano é para a Itália :wink:

Numa situação normal seria uma história para rir, mas com FIFA envolvida e outros que tais, não duvido. Aliás, basta olhar para o historial dos campeonatos do mundo para verificar que estes sempre tiveram muitos casos nada abonatórios.

Não me parece, isso é “istória” de brasuca para justificar a derrota humilhante perante uma França inferior mas que naquela final foi muito superior, sempre quero ver o que é que inventam este ano! :roll:

Não percebo como é que se acredita em histórias sem pés nem cabeça como estas. Sinceramente…

Falou-se (eu estava lá na altura) que os brasis tinham vendido a final para terem em contrapartida o mundial a ser organizado no Brasil em 2010. Como vemos, o mundial de 2010 vai ser na África do Sul…

Já agora expliquem-me o interesse de a Nike perder de propósito um Mundial? E ainda por cima fazer uma reunião com 11 jogadores + vários envolvidos, e nunca nenhum ter falado nisso.

Bah…mau perder…levaram na tromba da melhor equipa da prova, podem também agradecer a esse protótipo de treinador chamado Zagallo, e depois há que inventar.

A verdadeira história da copa de 98...

O q todo mundo suspeitava…

Talvez, isso explique a razão do Jogador Leonardo ter declarado a seguinte frase: “Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo,ficariam enojadas”. Todos os brasileiros ficaram chocados e tristes por terem perdido a Copa do Mundo de futebol, na França. Não deveriam. O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e o Gazzeta delo Sport e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos. Fato comprovado: o Brasil VENDEU a copa do mundo para a Fifa. Os jogadores titulares brasileiros foram avisados, às 13:00 do dia 12 de Julho (dia do jogo final), em uma reunião envolvendo o Sr.Ricardo Teixeira (na única vez que o presidente da CBF compareceu a uma preleção da seleção), o Técnico Mário Zagallo, o Sr. Américo Faria,supervisor da seleção, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da patrocinadora Nike. Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel. A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar o penta-campeonato mundial por sediar a Copa do Mundo.

A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$ 70.000,00 para cada jogador, mais um bônus de US$ 400.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, num total de US$23.000.000,00 (vinte e três milhões de

dólares) através da empresa Nike. Além disso, os jogadores que aceitarem o contrato com a empresa Nike nos próximos 4 anos terão as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como o próprio Ronaldo, Raul da Espanha, Batistuta da Argentina e Roberto Carlos, também do Brasil. Mesmo assim, Ronaldo se recusou a jogar, o que obrigou o técnico Zagallo a escalar o jogador Edmundo, dizendo que Ronaldo estava com problemas no joelho esquerdo (em primeira notícia divulgada às 13:30 no centro de imprensa) e, logo depois, às 14:15, alterando o prognóstico para problemas estomacais). A sua situação só foi resolvida após o representante da Nike ameaçar retirar seu patrocínio vitalício ao jogador, avaliado em mais de US$ 90.000.000,00 (noventa milhões de dólares) ao longo da sua carreira.

Assim, combinou-se que o Brasil seria derrotado durante o “Golden Goal”

(prorrogação com morte súbita), porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que a França, que absolutamente não participou desta negociação, marcasse, em duas falhas simples do time brasileiro, os primeiros gols. O Sr. Joseph Blatter, novo presidente da Fifa, cidadão franco-suíço, aplaudiu a colaboração da equipe brasileira, uma vez que o campeonato mundial trouxe equilíbrio à França num momento das mais altas taxas de desemprego jamais registradas naquele país, que serão agravadas pela recente introdução do euro (moeda única européia) e o mercado comum europeu (ECC). Garantiu, também, ao Sr.

Ricardo Teixeira, através de seu tio, João Havelange, que o Brasil terá seu caminho facilitado para o penta-campeonato de 2002. Por gentileza passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas, para que todos possam conhecer a sujeira que ronda o futebol.

So digo uma coisa! Os verdadeiros campeoes do MUNDO somos nós… n precisamos de nada desta bosta pra chegar onde chegamos!


Será???
Será que 8 julho 2006 a historia repetiu-se???: :arrow: :evil:
Essa história já é antiga e nunca iremos saber se é verdadeira ou não.

Não duvido que esses jogos de bastidores existam, o problema é provar, até porque o dinheiro compra tudo.

Mas custa acreditar que 70 mil dolares por jogador era o suficiente ja’ que eles ganham milhoes.

Esta historia esta muito mal contada. Esquecem que o Ronaldo teve de realizar exames num hospital de Paris, para despistar os motivos da convulsão que teve. Será que os medicos e enfermeiros que o assitiram tambem estavam pagos pela Nike ???

O que aqui se diz agora, era exactamente o mesmo que se disse apos essa final, e que levou o governo brasileiro a realizar uma CPI (Comissão Parlamentar de Investigação) ao futebol brasileiro, para perceber qual a influencia da Nike na CBF, entre outros assuntos.

Não acredito que jogadores multimilionarios, aceitassem perder uma final do campeonato do mundo, a troco de 70.000 Dolares.