1ª conferência de imprensa de Peseiro

José Peseiro deu a 1ª conferência de imprensa da época. As linhas-mestras dessa conferência, estão no site do Sporting (para quem quiser espreitar):

http://www.sporting.pt/Info/Futebol/Noticias/noticiasfutebol_futjosepeseiroconf_190705_22175.asp

Não gostei quando Peseiro se referiu aos grupos dentro do balneário do Sporting, a propósito da nomeação de Rochembak como 4º capitão. Não sabia que era assim, mas se é, não concordo nada. A existência de sub-grupos, já em si, é sinónimo de divisão, digo eu… :x

José Peseiro deu a 1ª conferência de imprensa da época. As linhas-mestras dessa conferência, estão no site do Sporting (para quem quiser espreitar):

http://www.sporting.pt/Info/Futebol/Noticias/noticiasfutebol_futjosepeseiroconf_190705_22175.asp

Não gostei quando Peseiro se referiu aos grupos dentro do balneário do Sporting, a propósito da nomeação de Rochembak como 4º capitão. Não sabia que era assim, mas se é, não concordo nada. A existência de sub-grupos, já em si, é sinónimo de divisão, digo eu… :x

Não é nenhuma novidade e existe em todos os clubes.
já era mais ou menos do conhecimento publico a existencia desses grupos dentro do plantel.

é uma inevitabilidade.num grupo com vinte e tal pessoas, criam-se subgrupos, por questões de afinidades pessoais, gostos, mentalidades, feitios, o proprio facto de uns serem de nacionalidade brasileira, portuguesa, chilena, faz com que isso aconteça.

o problema nao está nos subgrupos, está nas possiveis rivalidades entre os mesmos.
se ao contrario, peseiro e a equipa tecnica, souberem liderar esses subgrupos, e faze-los entender que fazem parte de um grupo maior que é o Sporting, e que está acima de tudo, fazendo-os “torcer” todos para o mesmo lado, podem como diria Santana Lopes, “…fazer duma fraqueza, uma força…” :slight_smile:

A existência de sub-grupos, já em si, é sinónimo de divisão, digo eu... :x

Não! É uma realidade que tem que ser gerida…nada mais! A gestão deste subgrupos é que tem que levar à união dos mesmos em torno de um objectivo comum.

Segundo me disseram, não vi, o balneário do sporting está organizado por “grupos”: os capitães, os portugueses, os brasileiros, os hispânicos, os francófonos, etc… parece-me que é uma má gestão porque não permite diluir as diferenças entre os subgrupos, podendo colocar em causa o objectivo comum.

José Peseiro deu a 1ª conferência de imprensa da época. As linhas-mestras dessa conferência, estão no site do Sporting (para quem quiser espreitar):

http://www.sporting.pt/Info/Futebol/Noticias/noticiasfutebol_futjosepeseiroconf_190705_22175.asp

Não gostei quando Peseiro se referiu aos grupos dentro do balneário do Sporting, a propósito da nomeação de Rochembak como 4º capitão. Não sabia que era assim, mas se é, não concordo nada. A existência de sub-grupos, já em si, é sinónimo de divisão, digo eu… :x

A questão dos grupos e a nomeação do Roca como capitão tem explicação nas reuniões com os capitães que o Peseiro diz fazer regularmente, as tais em que o Barbosa expressava a sua ciumeira, é natural que o treinador procure ver o grupo todo representado em reuniões onde se fala sobre o grupo! :arrow:

Os grupos sempre existiram nas equipas de futebol, como em tudo na vida.

É preciso é que estejam todos cientes que é trabalhando juntos que se atinjem os objectivos comuns.

Em 2000 o Sporting tinha grupos constituidos e “liderados”, nomeadamente pelo Schmeichel (que era mais o chefe individual), o A Cruz, o Acosta e o Barbosa… e ganhamos!!!

Mas nessa época existiam figuras fortes para que a liderança no grupo tb fosse forte… depois dessa altura a chefia do plantel ficou entregue ao grupinho da “classe caralho”, com as figuritas Barbosa, Bento e R Jorge… :roll:

José Peseiro deu a 1ª conferência de imprensa da época. As linhas-mestras dessa conferência, estão no site do Sporting (para quem quiser espreitar):

http://www.sporting.pt/Info/Futebol/Noticias/noticiasfutebol_futjosepeseiroconf_190705_22175.asp

Não gostei quando Peseiro se referiu aos grupos dentro do balneário do Sporting, a propósito da nomeação de Rochembak como 4º capitão. Não sabia que era assim, mas se é, não concordo nada. A existência de sub-grupos, já em si, é sinónimo de divisão, digo eu… :x

A questão dos grupos e a nomeação do Roca como capitão tem explicação nas reuniões com os capitães que o Peseiro diz fazer regularmente, as tais em que o Barbosa expressava a sua ciumeira, é natural que o treinador procure ver o grupo todo representado em reuniões onde se fala sobre o grupo! :arrow:

Eu nem devia estar a revelar isto, mas tanto quanto sei, José Peseiro faz relatórios periódicos (não sei se semanalmente ou mensalmente) à administração da SAD, sobre o comportamento técnico, táctico e disciplinar de todos os jogadores. E é aqui que Pedro Barbosa começou a ficar muito mal na fotografia e a criar ele próprio condições para que esta SAD nem sequer estivesse minimamente interessada em falar com ele antes de 27 de Maio.

Eu percebo de certo modo que certas pessoas vejam os jogadores como deuses e que os defendam, porque não têm conhecimento de certas coisas que se passam dentro do Sporting, como eu tenho. Não percebo é como é que chegam a colocar esses mesmos jogadores à frente do clube; isso é que para mim é incompreensível. :?

Gostei da conferência de imprensa e da entrevista ao pasquim do Norte. Acho que o Peseiro revelou, acima de tudo, que é um homem directo, sem subterfugios, que diz o que pensa. Isto agrada-me.
Por outro lado, concordo com a sua maneira de levar o balneário. Sendo um assunto complicado, que permite muitas opiniões diversas, revela não só coragem, ao dizer publicamente a sua forma de actuar, como também, confiança nos seus jogadores.
Finalmente, percebe-se que ele tem as ideias definidas para o SCP 2005/06 e reconhece as lacunas da equipa na época passada. Isso, é meio caminho andado para o sucesso.

PS: Já que o SCP anda atrás de um extremo esquerdo, porque não tentar o Denilson, que entrou em litigio com o Serra Ferrer no Bétis? Um empréstimo por uma ano seria ideal. Já sei que muitos vão dizer que é mais um
brasileiro, mas acho que a sua valia técnica pode ajudar.

A existência de sub-grupos, já em si, é sinónimo de divisão, digo eu... :x

Não creio que a existência de sub-grupos sejam um problema, nem vejo que seja possível evitar a sua formação, é natural que isso aconteça em qualquer situação, no trabalho ou no grupo de amigos, cria-se sempre mais afinidade com certas pessoas, e é isso que acontece numa equipa de futebol.

O fundamental é que o Peseiro tenha a “inteligência” não de “tentar destruir” esses sub-grupos, mas sim de tirar a mais valia deles.
Para isso deverá ter um capitão que seja carismático (no grupo de trabalho, não para os sócios), perspicaz a detectar possíveis fricções entre esses sub-grupos, para poder por fim logo desde o inicio.
Deverá ter um “aliado” muito forte entre cada sub-grupo, que possa acalmar os ânimos.

Os sub-grupos não são causadores de problemas, quando são “abertos” a influencias externas e quando é possível a convivência mutua, o pior é quando há problemas e esses grupos fecham-se formando um escudo “protector”, aí a equipa está destruída.

Fala-se muito dos grupos de nacionalidades, mas há dois que poderão causar mais dano aos jogadores, que são os grupos dos “veteranos” e dos “recém seniores”.

cumps,
VCoelho

PS: Já que o SCP anda atrás de um extremo esquerdo, porque não tentar o Denilson, que entrou em litigio com o Serra Ferrer no Bétis? Um empréstimo por uma ano seria ideal. Já sei que muitos vão dizer que é mais um brasileiro, mas acho que a sua valia técnica pode ajudar.

Seria óptimo, mas só uma pergunta … quem é que pagava o salário dele? se calhar com esse dinheiro pagas o salário a 3 jogadores da actual equipa do Sporting.

Nem todos em Espanha são como o Laporta, que nos cede o Rochemback por 3 anos e ainda por cima paga a maior parte do salário.

Já agora, o Saviola também não vai ficar no Barça.

cumps,
VCoelho

PS: Já que o SCP anda atrás de um extremo esquerdo, porque não tentar o Denilson, que entrou em litigio com o Serra Ferrer no Bétis? Um empréstimo por uma ano seria ideal. Já sei que muitos vão dizer que é mais um brasileiro, mas acho que a sua valia técnica pode ajudar.

Seria óptimo, mas só uma pergunta … quem é que pagava o salário dele? se calhar com esse dinheiro pagas o salário a 3 jogadores da actual equipa do Sporting.

Nem todos em Espanha são como o Laporta, que nos cede o Rochemback por 3 anos e ainda por cima paga a maior parte do salário.

Já agora, o Saviola também não vai ficar no Barça.

cumps,
VCoelho

Não sei quanto ele ganha, mas o Cruzeiro está apostado na sua contratação e sendo assim, poderá significar uma de duas coisas:

  1. O Bétis poderá comparticipar no salário;
  2. O Denilson está disposto a baixar o salário.

Admito que não seja fácil, mas se uma equipa brasileira está na jogada, apesar de ser a melhor delas :wink:, acho que o SCP pode concorrer.

Não sei quanto ele ganha, mas o Cruzeiro está apostado na sua contratação e sendo assim, poderá significar uma de duas coisas:
  1. O Bétis poderá comparticipar no salário;
  2. O Denilson está disposto a baixar o salário.

Admito que não seja fácil, mas se uma equipa brasileira está na jogada, apesar de ser a melhor delas :wink:, acho que o SCP pode concorrer.

Espero que tenhas razão … mas sinceramente não creio que o Ruiz de Lopera vá facilitar “1) O Bétis poderá comparticipar no salário;” assim tanto.

cumps,
VCoelho

O Saviola é que era …

Preenche os requistos: Nome sonante, daria + visibilidade Internacional ao Sporting e seria uma excelente prenda para o Centenário.

E para o Merchandising não haveria melhor, só em camisolas seria um fartote… :smiley: