Época 2011/2012 - Estamos a contratar para sermos reais candidatos?

1.Acham que com um investimento de 30 ME (7ME já voaram) é possível lutar REALMENTE pelo título?

Na minha opinião chega e sobra e o que sobrar não é para ir para o bolso de ninguém, mas para reduzir o passivo ou melhorar seja o que for. Não queremos 40 jogadores como outras certas equipas, mas podia mos ainda apostar algum dinheiro então no Guardado visto ainda termos algum, ou então o giovani dos santos esta sempre sempre a ser emprestado, se for acessível o ordenado e tal era bem vindo, e o tal avançado que o Benfica também quer parece ser fx o Ruiz, mas pronto.

2. Como avaliam a politica de contratações até agora? É a certa? Permir-nos-á lutar pelo título?

Também acho que até agora não tem sido nada má, está mais para o positivo ! o carrillo mostrou grande vontade já em termos fisicos etc, gostei da atitude que partiu mesmo dele para ajudar o sporting, porque percebeu que ia ser melhor. O Rinaudo parece ser aquele tanque que estava mesmo a fazer falta ali à muito tempo para parar logo tudo ali em termos de ataque adversário e para arrancar logo para o ataque ;), o Vanwolf espero que seja o que dizem, até porque acredito, o Arias pronto, é ver. dizer se é certa ou não é difícil (isso já é futurologia e para os bruxos ou para o polvo :P) até porque vêm de campeonatos com características diferentes, tem de se ver infelizmente vai ter de ser assim para percebermos verdadeiramente. Julgo que vamos lutar pelo titulo sim, acredito que este clube nem precisa de estrelas para isso a mentalidade se vier das camadas que tem de jogar e acabar o jogo com o pulmão no relvado e com a garra de um leão verdadeiro e orgulho temos sempre equipa para isso.

3.Qual seria a politica ideal?

sinceramente nem sei porque não percebo nada de politica e gerir um clube não deve ser nada fácil mesmo, estar deste lado é que é fácil, mas acredito que para já era realmente um grande treinador e acredito que o DP é o certo, e termos um excelente preparador físico que consiga por estes jogadores a darem o máximo de si nem que entrem a 10min e dêem tudo como se tivessem jogado os 90. devem também ser mais pacientes com a adaptação dos nossos jogadores e mais radicais com os que já deram tempo de adaptação, têm o seu tempo não deu adeus (saleiro exemplo), tem de ser assim. e não me prolongo mais não sou entendido nisto :slight_smile:

30 M não sei mas os 40 acho que talvez cheguem, em vez de gastarmos 10 a mandar embora é vender nem que seja a baixo custo a trampa que por lá anda.

Até agora ainda não vi nada… mais do mesmo por enquanto.

Coloco antes a minha equipa com contratações num sistema de 4-3-3 estilo do Porto.

GR: Patricio, Golas, Tiago
DD: JPereira e JGonçalves
DE: Evaldo + 1 (Lucas Mendes - Coritiba, LE do Santos, ou outro)
DC: Carriço, Torsi, Rodriguez, +1 (Filipe Fiorentina)
MDefensivo (6): André Santos, Pedro Mendes, + 1 (Rinaudo)
MC (8 ): Izmailov, André Martins
MC (10): Matias, Valdes
Extemo/Avançado direito e esquerdo: Pongolle/Wilson/Vuk/Carrillo + 2 (Martinez do Velez e Ruiz do Twente)
Ponta de Lança: Ricky, Postiga + 1 (Gutierres do Racing)

Claro que era possível!

TUDO se vai decidir nas próxmas contratações!

Das contratações até agora feitas, nenhuma me dá quaisquer garantias.
Tudo o que há é um conjunto de jogadores em que se pode dizer que, alguns deles, são promissores.
Mais nada!

Arias
Contratação para encher chouriços.

Atila
Também não vem para ser titular e com isso digo tudo…

Carrillo
Jogador que me desperta curiosidade.
Infelizmente, o mais provavél é ir fazer companhia ao Salomão nas suas viagens entre o banco e a bancada…

Rinaudo
Tenho esperanças neste jogador.
Mas também não tenho garantias.
Aliás, não é ali que estamos pior servidos.

Shaars
Digo o mesmo que disse em relação ao Rinaudo.

Ricky Wolf
Jogador promissor.
Mas que …não dá absolutamente nenhumas garantias!

Só vejo 2 jogadores a ser aproveitados para o 11.
O Ricky (não é certo) e ou o Rinaudo ou o Shaars.

Assim não vai dar…

Segundo dizem faltam 4 contratações.
No GR não podemos gastar dinheiro, espero que o RP fique e venha alguém a custo zero.

Se a direcção cumprir a sua palavra, teremos 22ME para investir em 3 jogadores:
Defesa Central.
Extremo Esquerdo.
Ponta de Lança.

Dá uma média superior a 7ME por contratação.
Estou à espera de ases de trunfo em todas as próximas novidades senão estamos perante uma fraude!
Acabaram as brincadeiras…

Tem que vir um central fortissimo fisicamente e de categoria para mudar completamente a cara deste sector cheio de meninos de leite.
Tem que vir um extremo super técnicista, um verdadeiro abre latas. Jogador de nível.
Tem que vir um PL alto, forte e de nível mundial.

Se uma destas falha, acabou a época!

Já nem respondo…
Neste momento estou desmotivado e desconfiadíssimo de que vamos fazer mmeerrddaa…

A resposta vem aí em poucos dias…

Ou melhor, as respostas…

Resposta quanto às possibilidades na luta pelo título.

Resposta quanto às dúvidas sobre as competências da dupla Duque/Freitas

Resposta quanto à veracidade do investimento prometido.

Resposta quanto ao carácter de quem prometeu o que prometeu.

Actualmente, não acho que o nosso plantel seja inferior ao dos lamps…

Não me faças rir…

Partilho da tua opinião, também não acho que seja inferior, tenho a certeza.

De todas as contratações feitas apenas Rinaudo e Schaars são entradas directas no 11 e elevam a qualidade a um nível semelhante aos nosso rivais. Não por ter custado 5.5M€ que o Wolfswinkle vem para titular, não pode ser, pelo menos não sozinho.

No Porto há 3 jogadores que fazem a diferença: Álvaro Pereira, Hulk e Falcão. Este último deve ir embora… Agora também chegou o Iturbe mas no resto não vejo muita diferença…

No Benfica até agora reforçaram-se com bons jogadores como o Bruno César e o Enzo Peres mas compraram também o Nolito e ainda querem o Salvio de volta, a juntar ao Saviola, Aimar, Carlos Martins e Gaitan ficaram fortes no ataque mas só jogam 11 de cada vez, e tenho a certeza que tanto galo para o mesmo poleiro vai dar bronca… O Coentros também vai embora e era o jogador mais influente…

Agora o que importa é o Sporting acertar em mais 3/4 jogadores de grande valor para ficar com capacidade técnica para lutar igual para igual porque conseguido isso o mais importante depois é o equilíbrio no plantel, a humildade e o trabalho no grupo! Mas Patrício, João Pereira, Pedro Mendes, Schaars, Izmailov, Matias, Valdés, Wolfswinkel já são grandes jogadores que garantem uma boa base falta o resto…

As dezenas de pontos atrás dos primeiros classificados foram efeito do quê? Certamente que a qualidade dos jogadores foi fundamental para essa diferença, embora não tenha sido factor único… portanto acham que neste momento o plantel equivale-se aos dos rivais? Ou fazem as contas com os que hão-de vir? Sabem quem são?

1- Claro que sim! Têm é que ser bem gastos!

2- Ainda é cedo para avaliar mas acho que até agora têm feito as coisas que prometeram, os tais 3 jogadores jovens um Box-to-Box um avançado (Precisamos de mais 1)

3- Ter calma a contratar não ligar a empresários, como muitos dizem que este é bom ter-se critério ao comprar mas a calma é preciso porque até 31 de Agosto há muito tempo para ver parar escutar e executar. Para mim vinha um 1 Defesa Central; 1 Defesa Esquerdo;1 Box-to-Box;1 Extremo Esquerdo; 1 Ponta de Lança.

1.
Acham que com um investimento de 30 ME (7ME já voaram) é possível lutar REALMENTE pelo título?

Sim, desde que bem aplicado, parece-me um montante satisfatório. Para construir uma boa base (equipa titular) e ainda acrescentar alternativas viáveis (banco), ou seja, aquilo que o Sporting precisa no imediato, talvez não chegue. No entanto, um investimento de 30 milhões em 2 épocas consecutivas, por exemplo, em teoria garantiria a construção de um plantel equilibrado e dotado da quantidade e qualidade necessária. Plantel esse que podia já estar elaborado, se tivessem sido evitados os sucessivos desperdícios em épocas anteriores.

2.
Como avaliam a politica de contratações até agora? É a certa? Permir-nos-á lutar pelo título?

Não sendo errada, é ainda assim manifestamente insuficiente. São apostas compreensíveis e representam, inequivocamente, uma melhoria em relação à actuação recente no mercado. Porém, caso o perfil das contratações se mantivesse, diria que não chega para ser campeão.

3.
Qual seria a politica ideal?

A ideal, a meu ver, seria continuar a apostar em jogadores jovens mas complementar essas opções com nomes mais experientes, que ofereçam garantias a curto prazo. Não serve de nada estar atento aos valores que despontam se não tivermos uma equipa estável e que permita, gradualmente, integrar os mais novos.

1. Acham que com um investimento de 30 ME (7ME já voaram) é possível lutar REALMENTE pelo título?

Durante a campanha eleitoral fiquei espantado com a súbita liquidez do Sporting anunciada pela mesmas pessoas que durante tantos anos disseram que não era possível ter orçamentos superiores a 20 milhões de euros. Cheguei a elaborar teorias sobre a origem súbita do dinheiro, mas afinal é uma situação mais simples tratava-se simplesmente de uma mentira inventada para ganhar eleições.

Não estou obcecado com a ideia dos 30 ME, se fizessem uma equipa forte gastando menos dinheiro ficaria muito contente. Um jogador caro não tem necessariamente qualidade, um jogador de qualidade não tem que ser caro, prefiro que contratem mais Liedsons e não mais Pongoles.
Antes da saída do Villas-Boas achava que independentemente do que o Sporting investisse, mantendo a mesma equipa o Porto seria sempre campeão, por isso nem sequer achava boa ideia levantar muito as expectativas. Parece-me que a situação mudou de figura o campeonato agora está em aberto, temos uma oportunidade para sermos campeões e por isso devemos investir forte.


2.
Como avaliam a política de contratações até agora? É a certa? Permitir-nos-á lutar pelo título?

Parece-me que até agora a política tem sido acertada, o Sporting tem conseguido trazer jogadores de qualidade sem gastar muito dinheiro. E em geral foram feitas contratações que correspondem às posições carenciadas. A contratação que me causa mais estranheza é a de Arias, o que é que ele pode dar à equipa a mais que o Cedric? Espero que o Domingos saiba.
Espero que a entrada Arias implique a saída de Abel.

Falta um ponta de lança de classe indiscutível cuja entrada deveria implicar a saída de Hélder Postiga
Para esta posição encontrar barato e bom é muito difícil é bom que haja disponibilidade para investir.

3.
Qual seria a politica ideal?

A política ideal é a que dá títulos e valoriza os ativos, claro que isso depende de muito coisa. Mas uma política de contratações acertada deve ser feita em sintonia com o treinador que se espera ser uma pessoa competente e conhecedora dos jogadores que são contratados. Dentro das possibilidades do clube devem ser dadas todas as condições ao treinador para que possa lutar pelo título. Não é por exemplo aceitável chegar a Setembro e o treinador andar a queixar-se das limitações do plantel.

Estou a adorar esta preparação.

Jogadores aparecem, espero criar um ritmo competitivo e saudável dentro do plantel.

Já agora, que dia vão para a Holanda?

Ainda vão fazer treinos cá? Se sim, onde posso saber horas dos mesmos e se são à porta aberta.

O jogo contra o Valência é aberto a toda a gente? Se sim, preço dos bilhetes?

Ainda temos o plantel inferior a porto e Benfica principalmente nas alas e no ataque.
Por isso para sermos reais candidatos ao titulo temos de trazer no mínimo um Extremo Esquerdo de grande qualidade e um ponta de lança que garanta 20 Golos por temporada .
Assim acredito… e mesmo assim tenho algumas reticencias pois nenhum dos nossos centrais me agrada particularmente . Preferia 1000 x temos contratado um central como o Dédé por exemplo que o americano.

Concordo com a parte a bold. Sem essas condições, qualquer ideia de sermos campeões é ingénua.

Estamos a contratar para inglês ver…

Avançado e extremo precisam-se. Têm de vir. O Sporting tem obrigação de lutar para o 1.º lugar TODOS OS ANOS. E a obrigação da Direcção é proporcionar as condições para o sucesso do Sporting. Ou então não merece o lugar que ocupa.

1.
Acham que com um investimento de 30 ME (7ME já voaram) é possível lutar REALMENTE pelo título?

Acho que é possível com menos. 20 milhões chegariam, se fossem administrados e geridos de forma competente, criteriosa e muito rigorosa. Dirão, na época passada gastámos 10, e ficámos a 36 pontos. Pois. Mas administrámos e investimos mal. Ah, e vendemos os dois maiores activos do Sporting. Assim, fica… impossível.

2.
Como avaliam a politica de contratações até agora? É a certa? Permir-nos-á lutar pelo título?

Depende do que entretanto for contratado, porque, se for fortemente complementada com jogadores de calibre superior (ou, pelo menos, igual ao de Schaars) então sim, permitir-nos-á lutar pelo título. Se é a certa ? Creio que isso se insere na próxima pergunta. Vou responder lá, se não te importas.

3.
Qual seria a politica ideal?

A política ideal - para mim - é que se contrate um número limitado - ou seja, não muito elevado - de atletas que façam realmente a diferença no Sporting. Permite:

  1. Poupar recursos em jogadores mais questionáveis, que sejam, depois, investidos em certezas futebolíticas;

  2. Não introduzir mudanças muito radicais - aka sangrias - no futebol do clube;

  3. Permitir a continuação na aposta no lançamento de jovens da formação de significativa qualidade;

Agora, a de este ano, em que comprámos alguns jovens, até é mais perceptível, por ocorrer agora. Isto porque:

  1. a equipa de juniores do ano passado era demasiado jovens, e tinha como principais mais-valias, fundamentalmente, jogadores que continuarão nesse mesmo escalão do fut. formação nesta temporada que se avizinha;

  2. A maioria dos jovens que foram emprestados o ano passado, com vista a integrar o plantel nesta época 2011/2012, não tiveram o sucesso pretendido (por incompetência no sítio onde os colocaram). Os jogadores jovens mais promissores/capazes para o futuro breve, ou foram colocados a jogar em quadros competitivos algo baixos (Golas no Boavista) - se bem que esta decisão se entendeu, e não correu mal -, ou não tiveram sucesso nos seus clubes (Pereirinha no Guimarães/Kavala, Adrien Silva no Maccabi/Académica, André Martins no Belenenses/Pinhalnovense e Diogo Rosado no Beira-Mar/Penafiel).
    Os únicos jovens emprestados, com qualidade capaz de integrar o plantel do clube no imediato, que se safaram bem, foram o Ricardo Batista (cujo problema de doping, creio, levou á contratação do Boeck), o João Gonçalves (que integrará o plantel), o Nuno Reis e o Golas (que, para aquelas posições, são muito novos, sendo que também se entendeu que têm um futuro brilhante e, como tal, devem continuar a evoluir mais um ano, para depois virem ambos lutar pela titularidade em Alvalade) e o Wilson Eduardo (que, mesmo assim, não foi titular com a frequência desejada, algo que se espera ser este ano);

Ou seja, concluimos que não temos juniores que passaram a seniores com qualidade para integrar o plantel (quiçá talvez o Zézinho… mas mesmo ele, não me parece), e que, entre os emprestados mais capazes no imediato (para mim, Ricardo Batista, Vitor Golas, João Gonçalves, Nuno Reis, Adrien Silva, Bruno Pereirinha, Diogo Rosado, Wilson Eduardo), ou não se safaram suficientemente bem - Adrien Silva, Bruno Pereirinha, Diogo Rosado e até mesmo o Wilson, embora este, para mim, seja muito discutível - ou tiveram problemas externos - Ricardo Batista - ou são demasiado jovens para o lugar que ocupam (e demasiado bons para virem para o banco, pois têm um futuro brilhante) - Nuno Reis e Golas. Sobra, portanto, o João Gonçalves. Que será - e muito bem - incluído, á partida, no plantel.

Portanto, observamos que não tivemos uma geraçao de juniores de segundo ano muito forte, nem que os emprestados com mais capacidade actual mostraram as suas credenciais e vingaram fora do clube. Logo, neste ano, em específico, entende-se melhor a contratação de jovens para compor o plantel (Arias, o próprio Turan, Carrillo, eventualmente Rubio). Não vejo, assim, isto como um descrédito na formação…

Mas esta temporada teria de ser, e aceito isto pelo que referi nos parágrafos acima, a excepção. Estamos á procura de contratar jogadores jovens para valorizar, quando me parece óbvio que aquilo que temos conseguido valorizar e, mais tarde, vender a grandes da Europa, são os jogadores que formamos - em geral. Naturalmente que podem haver alturas de excepção, como esta, em que hajam justificações para que se invista na contratação de jovens. Mas, não sendo por aí que não temos tido sucesso nos últimos anos - de todo - não é a prioridade. E, num clube debilitado financeiramente e asfixiado pelos credores - como o Sporting - tudo o que não seja prioridade absoluta, e necessidade clara, tem de ser passado para um plano supérfluo…

Espero ter-me feito entender, e desculpem pelo testamento tão longo…

sim
2.
não
3
Em vez de andarem semanas à procura de pechinchas, terem ideias concretas do que é preciso e não terem medo de investir quantias avultadas se isso se justificar. Ter também um bom leque de opções e não ceder a exigências estúpidas de empresários. Dizer sempre a verdade aos Sportinguistas acerca das nossas disponibilidades financeiras.