Votação

Irão todas as estruturas do Clube manter-se em exercício, com a crença de que irão ocorrer melhorias?

Sim. Acredito no trabalho desta Direcção e desta Equipa Técnica.
Sim. Só nas próximas eleições acontecerão mudanças.
Não. Penso que irão ocorrer demissões brevemente, na Direcção e Equipa Técnica, por pressão dos adeptos.
Não. Penso que irão ocorrer demissões brevemente, apenas na Direcção, por pressão dos adeptos.
Não. Penso que irão ocorrer demissões brevemente, apenas na Equipa Técnica, por pressão dos adeptos.
Não. Penso que irão ocorrer demissões no final da época, na Direcção e Equipa Técnica, por pressão dos adeptos.
Não. Penso que irão ocorrer demissões no final da época, apenas na Direcção, por pressão dos adeptos.
Não. Penso que irão ocorrer demissões no final da época, apenas na Equipa Técnica, por pressão dos adeptos.
Não. A equipa técnica irá demitir-se mais tarde ou mais cedo, por própria iniciativa.
Não. A Direcção irá demitir-se mais tarde ou mais cedo, por própria iniciativa.

[Votação] Tudo Abana e Nada Cai?

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

se tiverem tempo passem por este site:

http://en.wikipedia.org/wiki/Alex_Ferguson

vivó Sporting!!!
o que percebo da frase é: se nao andassemos sempre a trocar de treinador á procura cegamente de ganhar o campeonato a todo o custo todos os anos e tivessemos dado tempo a alguns treinadores para trabalharem a equipa durante 2 ou 3 anos talvez nao estivessemos estado 17 anos á espera..

mas cada um lê a frase com as palas que entende...

Não há cá palas nenhumas. A frase é clara como a água: "a direcção mudava de treinador às primeiras derrotas e isso teve como consequência 17 anos sem ganhar" e insinua uma relação causa-efeito entre a instabilidade da equipa técnica (que já agora, nem sequer se compara com a que se tem vivido desde o início do Projecto, e mesmo assim conseguimos mais títulos) e um deserto de 18 anos. Gostava mesmo que me demonstrassem essa relação causa-efeito, aliás por isso é que atrás pedi aos foristas mais velhos que opinassem sobre a questão, pois saberão melhor da conjuntura dessa época do que os mais novos, como eu.

Mas o quadro apresentado pelo jmlima com o exemplo do FCP deita por terra esse argumento de que só com 3 ou 4 anos sem mudar de treinador é que lá se chega.

Por fim, quem insiste na comparação com o Manchester de Alex Ferguson só pode estar a gozar. Ferguson já tinha treinado outras equipas e esteve vários anos no Aberdeen, onde se revelou, tendo acabado com a hegemonia futebolística da cidade de Glasgow que durava há 15 anos, ainda deu uma perninha na selecção da Escócia e só depois foi para Manchester. Quanto a PB, a única coisa que se colocou entre a sua carreira de jogador e a escolha para treinador da equipa principal do Sporting, foi 1 ano a treinar Juniores.
Quod scripsi, scripsi.:
Tudo pelo Sporting, nada contra o Sporting.
Banca, Academia, Paulo Bento.
Evolução na continuidade.
Orgulhosamente sós a bater palmas ao mau futebol. Para Alvalade, rapidamente e em força.
só uma nota...

vejam quantos recordes de transferencias mais caras de inglaterra e "major signings" ele precisou para ser campeao 6 anos depois de ter tomado conta da equipa...

vivó Sporting!!!
A questão de fundo tem a ver com a necessidade de estabilidade para se obterem resultados o que creio ser incontestável.

Agora existem clubes que conseguem assegurar maior estabilidade mudando de treinador do que outros que mantém o mesmo treinado durante duas ou três épocas. A equipa responsável pelo futebol não é só um treinador.
conclusao em bom Portugues: se nao e do cu, e das calcas.
No meu mundo imaginário o Sporting contracta o ... blah, nao contracta ninguem porque de certeza um dos juniores da academia e melhor.
Acredito que algo tenha que mudar, tanto na equipa técnica como na direcção porque se adivinha mais um ano sem sermos campeões e quer se queira quer não é isso que todos queremos.

Saudações Leoninas,
« Última modificação: Novembro 27, 2007, 14:16 pm por Paracelsus »
Saudações Leoninas,

http://canalscp.blogspot.com
Acho que até a direcção já está farta do PB. Por um lado é giro porque ele não pede jogadores e tal, por outro é um risco porque o monstro dos adeptos adormecedios pode acordar se isto continuar assim, e lá se vai o projecto. O scp não tem margem de manobra, a próxima derrota apra a Liga em casa ou fora é o canto do cisne. Não tenho muitas dúvidas.  :arrow:
...O scp não tem margem de manobra, a próxima derrota apra a Liga em casa ou fora é o canto do cisne. Não tenho muitas dúvidas.  :arrow:

acredita que nao sera por isso.
No meu mundo imaginário o Sporting contracta o ... blah, nao contracta ninguem porque de certeza um dos juniores da academia e melhor.
...O scp não tem margem de manobra, a próxima derrota apra a Liga em casa ou fora é o canto do cisne. Não tenho muitas dúvidas.  :arrow:

acredita que nao sera por isso.

....no máximo mais um período de reflexão  ::)
...O scp não tem margem de manobra, a próxima derrota apra a Liga em casa ou fora é o canto do cisne. Não tenho muitas dúvidas.  :arrow:

acredita que nao sera por isso.

....no máximo mais um período de reflexão  ::)

 :rotfl: :rotfl: :rotfl:
No meu mundo imaginário o Sporting contracta o ... blah, nao contracta ninguem porque de certeza um dos juniores da academia e melhor.
Acho que até a direcção já está farta do PB. (...) a próxima derrota para a Liga em casa ou fora é o canto do cisne. Não tenho muitas dúvidas.

Li hoje n'ABola um discurso muito optimista e protector do Soares Franco, em relação ao Paulo Bento e ao mau momento. Não o estava a ver a vir criticar o treinador para os jornais como fez o LFV com o F.Santos, mas de qualquer forma atribuiu a culpa dos maus resultados à falta de sorte e elogiou o desempenho da equipa em Matosinhos.
...
O título deste tópico é elucidativo e reflecte a maneira de estar da Nação Sportinguista: 2 anos de Direcção e 2 anos de treinador já permitem avaliações definitivas. Já permitem que se mande embora estes e se mandem vir outros. ...

Treinadores do FCP desde 1999-2000, diz la um que tenha estado uma dezena de anos. Ganharam pouco neste espaco de tempo? Conseguiram ficar em 2o num ano em que tiveram 3 treinadores.

1999-2000    1D    2    34    22    7    5    66    26    73    winner    ECL    quarter-final    Fernando Santos
2000-2001    1D    2    34    24    4    6    73    27    76    winner    UC    quarter-final    Fernando Santos
2001-2002    1D    3    34    21    5    8    66    34    68    quarter-final    ECL    2nd group stage    Octávio Machado, José Mourinho
2002-2003    1D    1    34    27    5    2    73    26    86    winner    UC    winner    José Mourinho
2003-2004    1D    1    34    25    7    2    63    19    82    final    ECL    winner    José Mourinho
2004-2005    1D    2    34    17    11    6    39    26    62    last 32    ECL    last 16    Luigi del Neri, Victor Fernandez, José Couceiro
2005-2006    1D    1    34    24    7    3    54    16    79    winner    ECL    group stage    Co Adriaanse
2006-2007    1D    1    30    22    3    5    65    20    69    4th round    ECL    last 16    Jesualdo Ferreira
2007-2008    1D    1    6    6    0    0    11    1    18    4th round    ECL    group stage    Jesualdo Ferreira


Em que contexto isso aconteceu? Eu falo em dirigentes e treinadores por alguma razão. Tu respondes-me só em treinadores... ou seja, estás a dar-me razão.
a próxima derrota apra a Liga em casa ou fora é o canto do cisne.

Na minha opinião tens uma ideia errada do significado dessa expressão. Penso que a expressão "canto do cisne" usa-se quando um grande feito é imediatamente antecedido do declínio e morte da entidade que o protagonizou.

Neste caso creio que o canto do cisne de PB foi a vitória na Supertaça contra o FCP. Foi a melhor e derradeira demonstração dum paradigma que PB pretendeu impôr no clube assim que assumiu as funções de treinador, paradigma esse que foi um dos argumentos que lhe deu mais apoio entre os adeptos: o de que "não adianta jogar como nunca e perder como sempre". Em Leiria, fomos forçados a fazer uma substituição por lesão aos 5 minutos num dos sectores mais frágeis da equipa (o corredor esquerdo), fomos papados em todo o campo pelo FCP, levámos com 2 bolas no poste e APESAR de tudo isso, saímos vitoriosos do jogo com um golo marcado a 15 minutos do fim por um jogador que jogou a maior parte do tempo com uma entorse.

Parecia ter chegado ao fim o tempo do "azar", do "morrer na praia", dos deslumbrantes espectáculos de futebol que no entanto nunca se traduziam em conquistas, e logo pelo pé dum dos novos reforços, como que a simbolizar e a antever um sucesso total naquelas que haviam sido as contratações para este ano. Mas de repente eis que voltamos ao Sporting de sempre, numa morte que já vinha a acontecer mas que ficou bem patente no jogo com a Roma, de nada tendo servido as lições de Aveiro e do Dragão do ano passado e em que ficamos praticamente excluídos da CL. A essa derrota desmoralizadora seguem-se uma derrota vergonhosa em Braga e um empate em Leixões que nos deixam a uma distância do 1º lugar que, dizem as probabilidades e a história, são irrecuperáveis. Antes disso já PB tinha voltado à teimosia e soberba que no ano passado nos pode ter privado dum título, já se verificavam grandes lacunas na equipa e já se notava a falta de versatilidade táctica da equipa. Resumindo, à maior conquista de PB seguiu-se a respectiva morte. As pessoas querem de novo aquele Sporting que venceu aquela Supertaça sabe Deus como, só por isso é que ainda acreditam em PB, mas na verdade essa conquista foi a última manifestação desse Sporting e não vai voltar, pelo menos com PB. A partir daí foi sempre a descer. Foi o canto do cisne de PB.
Quod scripsi, scripsi.:
Tudo pelo Sporting, nada contra o Sporting.
Banca, Academia, Paulo Bento.
Evolução na continuidade.
Orgulhosamente sós a bater palmas ao mau futebol. Para Alvalade, rapidamente e em força.
Sem dúvida. Esse é, aliás, um propósito defendido por todos os dirigentes. Alguns conseguem levá-lo por diante. Em Portugal é difícil; no Sporting é muito difícil.
O título deste tópico é elucidativo e reflecte a maneira de estar da Nação Sportinguista: 2 anos de Direcção e 2 anos de treinador já permitem avaliações definitivas. Já permitem que se mande embora estes e se mandem vir outros. Outro dia passei os olhos pelo currículo de Alex Fergunson, enquanto treinador do Manchester United. Com os primeiros resultados que apresentou, aqui no Sporting não teria durado 6 meses. O dirigentes então nem se fala. Mas porque será que os casmurros dos ingleses não aprendem nada connosco?

Escreveste imensas falsidades.

Primeiro, o currículo do Ferguson antes de ir para o United já era bem melhor que o do PB actual.
Depois, a Direccão que lá está já o é há cerca de 7-8 anos... saiu DC e mais uns quantos, mas o "core" mantém-se.
Por fim, a estabilidade não é um fim.

Desculpa, mas deves ter trocado o meu post por outro qualquer.

Primeiro, o currículo do Ferguson antes de ir para o United já era bem melhor que o do PB actual.
E onde é que eu disse o contrário? Nem é isso que está em causa. Aliás o número de treinadores cheios de currículo que foram despejados de Alvalade prova-o.

Depois, a Direccão que lá está já o é há cerca de 7-8 anos... saiu DC e mais uns quantos, mas o "core" mantém-se.
Ou andámos todos a dormir, ou nas últimas eleições ficaram bem claras as diferenças de perspectiva entre, por exemplo, o último e o actual presidente. E não foi só no que respeita à venda do património.

Por fim, a estabilidade não é um fim.
Também nem sequer o sugeri. Até porque ao referir o Manchester foi com a intenção de escolher um modelo ganhador e não apenas um exemplo de estabilidade.

Há que analisar com rigor antes de falar em falsidades.
Vendeu o património não desportivo, que não nos fazia falta nenhuma. Pelo contrário, só trouxe prejuízo e continuaria a trazer prejuízo nos próximos anos. O passivo ronda os 210 milhões, o que representa uma descida de quase 70 milhões.

Com o aumento de capital social da SAD e venda de parte da participação da SAD (sem perder o controlo), chegaremos aos 150 milhões de passivo. Isso dará uma enorme capacidade negocial na venda dos nossos principais jogadores.

Sempre quero ver quem são os ignorantes que compram o Alvaláxia, Health Club, Clínica CUF e Edifício Visconde de Alvalade por 55.000.000 para dar prejuízo... que grandes ignorantes, hein, devem ser masoquistas de certeza...

A diminuicão de passivo implica a diminuicão de activo... portanto, como praticamente nada estava pago, retiras cerca de 120 milhões ao passivo e também ao activo e o Sporting resume-se ao Estádio e Academia + Equipa de Futebol, estádio e academia que querem em breve colocar na SAD e vender 27% + eventualmente 10% para ficarem apenas com 40% da mesma...

... ouseja, no fim o Sporting ficará resumido praticamente à equipa de futebol que, com a perspectiva de vir a ter Nalitzis, Kokes e afins "descobertos" pelo belo gestor de activos, augura um futuro risonho cheio de vitórias com muito Sporting a ser deixado para as geracões futuras.

Ok, segundo o Paralcelsus, o Sporting vai fechar portas dentro de 5-10 anos. Vamos vender o estádio, a academia, todos os nossos jogadores. Vamos descendo de divisão até ao momento em que se tomará a decisão de pôr um ponto final na história do clube.

Tudo isto porque vendemos estruturas que nenhum dos nossos rivais tem. Estruturas que durante estes anos só nos trouxeram prejuízo (e não foi pouco). Estruturas que, a manterem-se na posse do Sporting, obrigariam a mais 5-10 anos de contenção financeira para além daqueles que já levamos.
Se leres outra vez, verás que eu disse exactamente o contrário: futuro risonho cheio de vitórias com muito Sporting a ser deixado às gerações futuras.

Quanto ao resto, ainda ninguém conseguiu explicar o que têm essas de estruturas de tão especial que não consigam ser rentabilizadas... até me pergunto quem no seu perfeito juízo vai pagar 55m€ por algo que só vai dar prejuízo.
até me pergunto quem no seu perfeito juízo vai pagar 55m€ por algo que só vai dar prejuízo.

A MDC  :arrow:
Acho que se não ganhar nada, dificilmente o Paulo Bento se manterá como treinador para a próxima época. Na realidade não o acho nenhum supra-sumo, já tivemos melhor e pior, mas para mim ele está longe de ser o principal problema do futebol do Sporting, e como tal não sou dos que pedem a sua cabeça. Não porque acho que fosse impossivel contratar melhor, mas apenas porque não vinha aí nenhum milagreiro que resolvesse as carências do nosso plantel, nem que transformasse as passas que por lá andam em uvas sumarentas.
Quanto a mim o plantel deste ano é mais fraco que o do ano passado. Alguns dos jogadores contratados podem vir a ser mais valias, para já estão longe de o ser. Eu abomino o losango, desde que ele foi implementado pelo engenheiro, mas a verdade é que temos que ter paciência quando pretendemos mudar a forma de jogar, porque os automatismos não se ganham de um dia para o outro.
Em suma, eu no lugar do PB agarra-me com força às taças de portugal e da liga, e no campeonato fazia os possiveis para ir atrás do segundo lugar e da qualificação para a Champions.
Quem acha que com outro treinador, este plantel era forte candidato a ser campeão, é uma opinião que eu respeito, mas que para mim é puro lirismo.
Vuk10Bala ©
Votei na terceira opção. Acho que brevemente, por pressão dos adeptos, vai cair a direcção e a equipa técnica. Os balões de oxigénio estão a esgotar-se. Estamos a meio de um mandato cujo abono de família tem sido a imagem de Paulo Bento. A contestação não tem sido maior  porque as pessoas queriam mesmo acreditar que era preciso dar tempo ao Bento. Esta é uma demonstração que a massa adepta do SCP é a mais paciente dos três grandes. Se há instabilidade, ela não vem das bancadas, mas sim das lutas pelo poder nos bastidores de Alvalade.

Quem é a "face" do Sporting neste momento? Um presidente ausente, um vice-presidente escondido, um treinador que está a aprender (e se calhar daqui a uns anos ainda há-de estar a aprender..), uns carolas (Salema Garção, Menezes Rodrigues e Dias Ferreira) que vão aos núcleos, mas que não passam de figuras secundárias, e uns miúdos que supostamente são um orgulho, mas nem chegam a aquecer o lugar na equipa. É esta a imagem do Sporting hoje em dia. Não há carisma, não há dinâmica, não há entusiamo. Sem isto não há sucesso desportivo. Não admira que haja tanta gente triste. Porque aqueles que criticam algum saudosismo pré-projecto (e isto é um GRANDE demérito do projecto) esquecem que nessa altura havia mais esperança, e quando assim é aguentam-se "melhor" os tempos mais duros e ultrapassam-se mais depressa as adversidades. Hoje, um mau começo do campeonato parece um "finis Sporting". Demérito do "projecto". Demérito de quem não sabe comunicar com as pessoas, de quem não inspira confiança.

No passado recente do clube, caiu um presidente e uma direcção por causa de um treinador e creio que isso vai acontecer de novo e brevemente. E não se perde NADA, porque quem se coloca nessa situação, não tem estofo para estar à frente de um clube grande.
« Última modificação: Novembro 27, 2007, 19:29 pm por Lionheart »
FORÇA LEÕES!!
Se cair a direcção, o Sporting bate no fundo!

Espero sinceramente que haja mais racionalidade e menos emotividade! O projecto do SF não é de 6 meses. Ele não prometeu uma grande equipa em 6 meses. O dinheiro da venda do Nani só por um ignorante poderia ser considerado como totalmente aplicável em reforços.

O projecto do SF começará a dar frutos a partir da próxima pré-época. Com o passivo em pouco mais de metade daquilo que tinhamos há 6 meses e com muitos milhões da venda do Veloso disponíveis, a direcção terá a obrigação de investir forte no futebol.

Se mesmo assim mantiverem a política, junto-me a vós nas críticas. Até lá, é preciso ser racional.