Alexander Zahavi: Do Mundo a Alcochete

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Citar
JÁ PASSOU POR ARSENAL E BARCELONA 
 
Começou nos Estados Unidos, viajou para Israel, passou por Portugal, arriscou Inglaterra, fixou-se em Espanha e regressa agora a Lisboa. A carreira de Alexander Zahavi representa o sonho de muitos profissionais de futebol, com uma pequena nuance: o reforço dos juvenis leoninos tem apenas? 16 (!) anos.

Sobrinho-neto do famoso empresário Pini Zahavi, o extremo nasceu em Los Angeles, filho de pai israelita e mãe portuguesa. No entanto, acabou por abandonar cedo o sonho americano para se juntar à família em Israel. Proveniente de um meio abastado, tinha quase tudo menos o que realmente queria – jogar futebol: os responsáveis do Hapoel Haifa ficaram encantados com as qualidades técnicas de Zahavi, mas no pequeno campeonato de escolinhas local só podiam ser aceites crianças com 9 anos, e Alexander tinha então? 7.

Percebendo a tristeza que saltava dos olhos do filho, os pais mudam-se para Portugal, onde tinham também familiares. Ainda com 9 anos, bastou um treino à experiência no Benfica para ficar mas, numa altura em que muitos já traçavam cenários de um avançado promissor e com capacidade para chegar mais tarde à equipa principal, acabou por agradar a um observador do Arsenal e mudou-se para Londres.


Inglaterra seria, porém, apenas mais um ponto de passagem. O clima e o feitio britânicos nunca entusiasmaram Alexander que, após receber proposta tentadora do Barcelona – que o tinha observado num torneio internacional de iniciados –, viajou para a Catalunha. “Estou mais perto de Portugal e o tempo é mais quente”, justifica.

Assim, assina por 10 (!) épocas com os blaugrana (3 anos mais 7 de opção) e torna-se figura emergente das camadas jovens dos espanhóis. “É excepcional tecnicamente mas algo individualista. Tem de aprender a jogar mais para a equipa. Quando isso acontecer, pode tornar-se num fora-de-série!”, podia ler-se num site não oficial do Barça.

Todavia, desta feita um pouco contra vontade, não esteve muito tempo também na Catalunha – a equipa B acabou por descer de divisão, o conjunto C foi extinto e muitas jovens promessas deixaram o clube. “Quero trabalhar com todo o afinco para ajudar a equipa. Sou adepto do clube e há vários anos que sonhava jogar no Sporting. Quero ser campeão e melhorar técnica e tacticamente”, assume o extremo-direito e esquerdo ao jornal do clube.

Agora, Alcochete será a nova casa durante dois anos após vitória na corrida com Chelsea, Manchester United e? Benfica.
 


vamos ver se é uma boa contratação...
Claro que tinha de escolher o Sporting.  ;D
Sempre a subir na vida.  ;)