Assembleia-Geral Sporting SAD 01 de Outubro de 2019 20:00h

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Citar

FRANCISCO SALGADO ZENHA: "NÃO ESTAMOS AQUI POR DINHEIRO"
Por Sporting CP
30 Set, 2019
CLUBE
Vice-presidente falou da actualidade Leonina em entrevista à Rádio Observador

A dez dias da Assembleia Geral do Clube, o vice-presidente e administrador da SAD responsável pela área financeira do Sporting Clube de Portugal, Francisco Salgado Zenha, deu uma entrevista à Rádio Observador em que tocou em diversos assuntos que dominam a actualidade Leonina.

O primeiro destaque diz respeito à instabilidade que se vive no Clube, uma situação para a qual o administrador da SAD pede tempo e espaço para que se possam atingir resultados.

"Temos de dar condições a quem está à frente do Sporting CP. Não pode ser por um momento mais negativo no futebol profissional que podemos colocar em causa todo um plano e a estratégia definidas pela direcção. A estabilidade é fundamental para tornar o Clube sustentável", lembrou.

A saída de Bas Dost e a novela criada em torno de Bruno Fernandes no mercado de Verão estiveram também na ordem do dia, com o vice-presidente a revelar que a SAD teve de seguir uma estratégia.

"Tudo o que fizemos, voltava a fazer, não tenho dúvidas. Não fazia sentido aceitar o que ofereciam pelo Bruno Fernandes. A venda do Bas Dost foi efectivada porque o custo que ele representava não era comportável para a realidade do Clube. O que temos de perceber é que o Sporting CP não tem capacidade para ter todos os jogadores e tem de tomar decisões", revelou.

Outro dos temas quentes nas últimas semanas tem sido a subida na remuneração do presidente, Frederico Varandas, e dos administradores da SAD. Salgado Zenha defende que esta opção visava apenas e só "profissionalizar a estrutura".

"Há uma comissão accionista independente que faz uma proposta com base na análise do que deve ser o pacote de remuneração do conselho de administração. Essa proposta tem como objectivo aumentar os salários de todos os colaboradores, não só da administração, porque queremos fazer aquilo que para nós faz sentido, que é profissionalizar a estrutura”, disse.

Apesar da proposta ter sido aceite pelo Clube, o vice-presidente assegura que o Conselho de Administração abdicou dela e vai continuar a receber o mesmo que até aqui, vendo ainda reduzidos os prémios por desempenho. 

"O Clube vai aceitar a proposta, mas o Conselho de Administração vai abdicar neste momento e não vai receber nem mais um cêntimo do que no ano passado. (…) Não estamos aqui por dinheiro. Quero salientar que nós, no ano passado, recebemos efectivamente menos do que o Conselho de Administração anterior. Abdicámos do prémio variável, porque para nós não fazia sentido receber os mesmos valores que os jogadores de futebol, ou seja, o que acontecia com o CA anterior é que recebia o mesmo que o Bruno Fernandes. Isto quer dizer que, no ano passado, poderíamos ter recebido o mesmo variável que o Bruno Fernandes, mas não achámos que isso fizesse sentido. Abdicámos”, assegurou.

Para Salgado Zenha, é importante ter todos os colaboradores do Clube motivados e a trabalhar na máxima força, mas para isso é preciso investir: "Não podemos ter jogadores muitíssimo bem pagos e depois todos os que estão nos bastidores insatisfeitos e desmotivados porque são mal pagos”, disse.   

Em relação ao programa eleitoral apresentado há um ano, o vice-presidente dos verdes e brancos garante que parte das promessas foram já cumpridas e reforça que o plano estratégico definido sobrepõe-se a todos os imprevistos. 

"Esta direcção tem um mandato que quer cumprir. Em teoria, todas as direcções devem cumprir mandatos e o que espero é cumprir o mandato e entregar aos Sócios o que nós prometemos. Temos cumprido exactamente aquilo que estava no programa eleitoral. Fazer isso em apenas um ano de mandato prova que sabemos para onde queremos ir", referiu.

Quanto ao empréstimo obrigacionista contraído pelo Clube, Salgado Zenha revela que foi preciso muito trabalho e horas sem dormir para que as negociações chegassem a bom porto.   

"Foi um processo muito difícil, dos mais difíceis em que trabalhei. (...) O que foi conseguido aconteceu por duas razões: pelo trabalho de toda a equipa e por o Clube e os Sportinguistas terem muita força. Tivemos senhores de idade que não sabiam como investir a fazer doações. Isto é o Sporting CP".

Apesar das dificuldades encontradas desde a entrada desta nova administração, o braço-direito de Frederico Varandas acredita que o Clube está mais vivo do que nunca. 

"Acredito que o Sporting CP será eterno. Vamos aguentar se todos estiverem unidos e trabalharem no mesmo sentido e o Clube tem todas as condições para ser sustentável. Posso chegar aqui e dar uma entrevista negativa, pessimista sobre a situação do Sporting CP, mas eu considero que o Clube tem condições para ser sustentável e eterno. Há ferramentas para o fazer e nós temos um plano", concluiu.


https://www.sporting.pt/pt/noticias/clube/2019-09-30/francisco-salgado-zenha-nao-estamos-aqui-por-dinheiro
Decisão sensata da administração..
23/06/2018 e 06/07/2019 - TERRORISTAS E CRIMINOSOS RUA!!✊
Citar

FRANCISCO SALGADO ZENHA: "NÃO ESTAMOS AQUI POR DINHEIRO"
Por Sporting CP
30 Set, 2019
CLUBE
Vice-presidente falou da actualidade Leonina em entrevista à Rádio Observador

A dez dias da Assembleia Geral do Clube, o vice-presidente e administrador da SAD responsável pela área financeira do Sporting Clube de Portugal, Francisco Salgado Zenha, deu uma entrevista à Rádio Observador em que tocou em diversos assuntos que dominam a actualidade Leonina.

O primeiro destaque diz respeito à instabilidade que se vive no Clube, uma situação para a qual o administrador da SAD pede tempo e espaço para que se possam atingir resultados.

"Temos de dar condições a quem está à frente do Sporting CP. Não pode ser por um momento mais negativo no futebol profissional que podemos colocar em causa todo um plano e a estratégia definidas pela direcção. A estabilidade é fundamental para tornar o Clube sustentável", lembrou.

A saída de Bas Dost e a novela criada em torno de Bruno Fernandes no mercado de Verão estiveram também na ordem do dia, com o vice-presidente a revelar que a SAD teve de seguir uma estratégia.

"Tudo o que fizemos, voltava a fazer, não tenho dúvidas. Não fazia sentido aceitar o que ofereciam pelo Bruno Fernandes. A venda do Bas Dost foi efectivada porque o custo que ele representava não era comportável para a realidade do Clube. O que temos de perceber é que o Sporting CP não tem capacidade para ter todos os jogadores e tem de tomar decisões", revelou.

Outro dos temas quentes nas últimas semanas tem sido a subida na remuneração do presidente, Frederico Varandas, e dos administradores da SAD. Salgado Zenha defende que esta opção visava apenas e só "profissionalizar a estrutura".

"Há uma comissão accionista independente que faz uma proposta com base na análise do que deve ser o pacote de remuneração do conselho de administração. Essa proposta tem como objectivo aumentar os salários de todos os colaboradores, não só da administração, porque queremos fazer aquilo que para nós faz sentido, que é profissionalizar a estrutura”, disse.

Apesar da proposta ter sido aceite pelo Clube, o vice-presidente assegura que o Conselho de Administração abdicou dela e vai continuar a receber o mesmo que até aqui, vendo ainda reduzidos os prémios por desempenho. 

"O Clube vai aceitar a proposta, mas o Conselho de Administração vai abdicar neste momento e não vai receber nem mais um cêntimo do que no ano passado. (…) Não estamos aqui por dinheiro. Quero salientar que nós, no ano passado, recebemos efectivamente menos do que o Conselho de Administração anterior. Abdicámos do prémio variável, porque para nós não fazia sentido receber os mesmos valores que os jogadores de futebol, ou seja, o que acontecia com o CA anterior é que recebia o mesmo que o Bruno Fernandes. Isto quer dizer que, no ano passado, poderíamos ter recebido o mesmo variável que o Bruno Fernandes, mas não achámos que isso fizesse sentido. Abdicámos”, assegurou.

Para Salgado Zenha, é importante ter todos os colaboradores do Clube motivados e a trabalhar na máxima força, mas para isso é preciso investir: "Não podemos ter jogadores muitíssimo bem pagos e depois todos os que estão nos bastidores insatisfeitos e desmotivados porque são mal pagos”, disse.   

Em relação ao programa eleitoral apresentado há um ano, o vice-presidente dos verdes e brancos garante que parte das promessas foram já cumpridas e reforça que o plano estratégico definido sobrepõe-se a todos os imprevistos. 

"Esta direcção tem um mandato que quer cumprir. Em teoria, todas as direcções devem cumprir mandatos e o que espero é cumprir o mandato e entregar aos Sócios o que nós prometemos. Temos cumprido exactamente aquilo que estava no programa eleitoral. Fazer isso em apenas um ano de mandato prova que sabemos para onde queremos ir", referiu.

Quanto ao empréstimo obrigacionista contraído pelo Clube, Salgado Zenha revela que foi preciso muito trabalho e horas sem dormir para que as negociações chegassem a bom porto.   

"Foi um processo muito difícil, dos mais difíceis em que trabalhei. (...) O que foi conseguido aconteceu por duas razões: pelo trabalho de toda a equipa e por o Clube e os Sportinguistas terem muita força. Tivemos senhores de idade que não sabiam como investir a fazer doações. Isto é o Sporting CP".

Apesar das dificuldades encontradas desde a entrada desta nova administração, o braço-direito de Frederico Varandas acredita que o Clube está mais vivo do que nunca. 

"Acredito que o Sporting CP será eterno. Vamos aguentar se todos estiverem unidos e trabalharem no mesmo sentido e o Clube tem todas as condições para ser sustentável. Posso chegar aqui e dar uma entrevista negativa, pessimista sobre a situação do Sporting CP, mas eu considero que o Clube tem condições para ser sustentável e eterno. Há ferramentas para o fazer e nós temos um plano", concluiu.


https://www.sporting.pt/pt/noticias/clube/2019-09-30/francisco-salgado-zenha-nao-estamos-aqui-por-dinheiro

Bom discurso para gerir um supermercado. Para um Clube de futebol é desastroso
--------------------------------------------------------------------------------
Ganhando ao Aves espero que não se deixem anestesiar para dia 10
--------------------------------------------------------------------------------
Apertem com eles logo c******!!
Os chulos sempre aprovaram ou não o aumento nos bolsos deles?

Ainda não ha noticias
Citação de: desconfiado em Hoje às 22:55
"O jogo de hoje mostra claramente o porquê de o sporting não ganhar um campeonato há 16 anos e ter estado outros 18 sem o ganhar. Jogo completamente encomendado. Bastou o sporting ter 1 hipótese em 100 de roubar a champions ao foculporto que logo a "fruta" entrou em acção. Expulsão completamente exagerada e propositada. Mas atenção a culpa não é só do "sistema".Também é nossa. Somos um clube "sem tomates". Um clube de "varandetes". Qualquer "pressãozita" ou qualquer "roubo" que nos façam que abrimos logo as p**** das pernas e o foculporto.Hoje fomos completamente sodomizados em Alvalade e nós deixamos porque não temos espinha.É por isto que nunca seremos campeões."
Os chulos sempre aprovaram ou não o aumento nos bolsos deles?

Ainda não ha noticias
já acabou sequer?
Francisco Stromp disse um dia: " O Sporting não se deve sentir honrado por nós aqui jogarmos! Nós é que nos devemos sentir honrados por vestir a camisola do Sporting!"
Ainda nem o primeiro ponto se acabou de se discutir.


PS: A vergonha é tanta que nem digo aqui publicamente  a posição dos acéfalos que dirigem o nosso clube. Parecem saídos de um tasco rasca.

Surreal.
Ainda nem o primeiro ponto se acabou de se discutir.


PS: A vergonha é tanta que nem digo aqui publicamente  a posição dos acéfalos que dirigem o nosso clube. Parecem saídos de um tasco rasca.

Surreal.

Vai deando uns updates á malta se conseguires, quanto mais não seja descrever a postura dos ratos
Francisco Stromp disse um dia: " O Sporting não se deve sentir honrado por nós aqui jogarmos! Nós é que nos devemos sentir honrados por vestir a camisola do Sporting!"
Ainda nem o primeiro ponto se acabou de se discutir.


PS: A vergonha é tanta que nem digo aqui publicamente  a posição dos acéfalos que dirigem o nosso clube. Parecem saídos de um tasco rasca.

Surreal.

Vai deando uns updates á malta se conseguires, quanto mais não seja descrever a postura dos ratos

Rasgadelas, atrás de rasgadelas, mas está literalmente a cagar-se porque senão não estava a comer amendoins.


Só falta aqui uma tv a dar e umas cervejas.


PS: Este tópico não devia estar exposto.


Rasgadelas, atrás de rasgadelas, mas está literalmente a cagar-se porque senão não estava a comer amendoins.


Só falta aqui uma tv a dar e umas cervejas.


Obrigado reaction.

Se puderes manda-os pro c****** por mim!
Francisco Stromp disse um dia: " O Sporting não se deve sentir honrado por nós aqui jogarmos! Nós é que nos devemos sentir honrados por vestir a camisola do Sporting!"
Ainda nem o primeiro ponto se acabou de se discutir.


PS: A vergonha é tanta que nem digo aqui publicamente  a posição dos acéfalos que dirigem o nosso clube. Parecem saídos de um tasco rasca.

Surreal.

Vai deando uns updates á malta se conseguires, quanto mais não seja descrever a postura dos ratos

Rasgadelas, atrás de rasgadelas, mas está literalmente a cagar-se porque senão não estava a comer amendoins.


Só falta aqui uma tv a dar e umas cervejas.


PS: Este tópico não devia estar exposto.

Eles são uns sem vergonha, querem é saber dos bolsos deles. Apertem com eles!
Citação de: desconfiado em Hoje às 22:55
"O jogo de hoje mostra claramente o porquê de o sporting não ganhar um campeonato há 16 anos e ter estado outros 18 sem o ganhar. Jogo completamente encomendado. Bastou o sporting ter 1 hipótese em 100 de roubar a champions ao foculporto que logo a "fruta" entrou em acção. Expulsão completamente exagerada e propositada. Mas atenção a culpa não é só do "sistema".Também é nossa. Somos um clube "sem tomates". Um clube de "varandetes". Qualquer "pressãozita" ou qualquer "roubo" que nos façam que abrimos logo as p**** das pernas e o foculporto.Hoje fomos completamente sodomizados em Alvalade e nós deixamos porque não temos espinha.É por isto que nunca seremos campeões."
Cmerdatv já começou com o circo do costume.. ::)

Só querem sangue..
Citação de: desconfiado em Hoje às 22:55
"O jogo de hoje mostra claramente o porquê de o sporting não ganhar um campeonato há 16 anos e ter estado outros 18 sem o ganhar. Jogo completamente encomendado. Bastou o sporting ter 1 hipótese em 100 de roubar a champions ao foculporto que logo a "fruta" entrou em acção. Expulsão completamente exagerada e propositada. Mas atenção a culpa não é só do "sistema".Também é nossa. Somos um clube "sem tomates". Um clube de "varandetes". Qualquer "pressãozita" ou qualquer "roubo" que nos façam que abrimos logo as p**** das pernas e o foculporto.Hoje fomos completamente sodomizados em Alvalade e nós deixamos porque não temos espinha.É por isto que nunca seremos campeões."
Alguem faz um update dizem que acabou perto das 3 da manha e que foi dura.
Futebol & Cerveja
Foi tudo aprovado com os votos do clube e da holdimo..
Citação de: desconfiado em Hoje às 22:55
"O jogo de hoje mostra claramente o porquê de o sporting não ganhar um campeonato há 16 anos e ter estado outros 18 sem o ganhar. Jogo completamente encomendado. Bastou o sporting ter 1 hipótese em 100 de roubar a champions ao foculporto que logo a "fruta" entrou em acção. Expulsão completamente exagerada e propositada. Mas atenção a culpa não é só do "sistema".Também é nossa. Somos um clube "sem tomates". Um clube de "varandetes". Qualquer "pressãozita" ou qualquer "roubo" que nos façam que abrimos logo as p**** das pernas e o foculporto.Hoje fomos completamente sodomizados em Alvalade e nós deixamos porque não temos espinha.É por isto que nunca seremos campeões."
Meu amigo Sporting, nas boas e nas más horas, obrigado por me acompanhares ao longo da vida.
SPORTING
Contestação, o negócio da China e um Batuque ao barulho: a AG da Sporting SAD (no dia em que Ricciardi lançou recandidatura)
AG da Sporting SAD prolongou-se pela madrugada confirmando maior participação e contestação do que é normal nestes encontros, com alguns temas a aquecer discussão no dia em que Ricciardi "reapareceu".

02 Oct 2019, 02:46   

Frederico Varandas voltou a enfrentar críticas à planificação desportiva, neste caso vindas de acionistas da SAD

MARIO CRUZ/LUSA


Bruno Roseiro
As movimentações nos bastidores já eram conhecidas, o timing não deixou de causar alguma surpresa: em dia (ou neste caso, em noite) de Assembleia Geral da Sporting SAD, José Maria Ricciardi, candidato derrotado no último ato eleitoral com menos de 15%, decidiu reformular a sua página de campanha do Facebook com o novo lema “Erguer o Sporting” e começar a preparar o próximo sufrágio que, a não ser que seja antecipado, irá decorrer apenas em setembro de 2022. E esse foi um dos temas de conversa entre os acionistas presentes no auditório Artur Agostinho, na antecâmara de uma reunião magna com contornos diferentes do que é normal.

“José Maria Ricciardi está muito preocupado com o que está a acontecer ao Sporting, pelo que criou um ‘núcleo duro’ de cinco pessoas, que nada tem a ver com a antiga lista, de forma a montar tudo para avançar quando os sócios entenderem que esta direção deve ser destituída”, comentou fonte próxima do processo à Lusa, salientando ainda que era prematuro avançar com os nomes em causa. “Todos juntos vamos erguer o Sporting Clube de Portugal. Força Sporting! Um forte abraço, José Maria”, escreveu o banqueiro na primeira mensagem.

O antigo candidato não marcou presença na AG (apesar de ter feito representar) mas outras caras conhecidas passaram por Alvalade, casos de Pedro Baltazar (ex-candidato à presidência em 2011 e antigo administrador da SAD), Carlos Vieira e Rui Caeiro (antigos vices e administradores da SAD na direção de Bruno de Carvalho) ou Manuel Aguiar Reis (que substituiu Guilherme Pinheiro na SAD em junho de 2018) e outros elementos ligados à lista de João Benedito, segundo candidato com mais votos em 2018, entre outros, num total de 37 acionistas que marcaram presença no encontro desta noite, alguns dos quais com essa condição há pouco tempo por terem comprado ações com o intuito de poderem manifestar o seu desagrado com a atual situação do clube.

Do lado do Sporting, Frederico Varandas voltou a repetir muitos dos argumentos já escalpelizados sobre a planificação da temporada, a necessidade de encontrar um novo ciclo no futebol e a falta de união em torno do clube. Em paralelo, entre outras revelações, foi também explicado o protocolo com o Wolverhampton que “tirou” dois milhões no negócio da venda de Rui Patrício numa ótica de tentativa de entrada no mercado chinês para internacionalizar a marca, ponto importante no projeto do atual elenco que centra também atenções na venda do know how ligado à formação como forma de chegar através de consultorias a outros clubes de maior projeção.

Entre os restantes acionistas, sobraram sobretudo (ou maioritariamente) críticas: à política desportiva e a toda a preparação da atual temporada; aos timings das alterações técnicas; às alterações promovidas no plantel deixando o grupo com alguma carências (nomeadamente na frente de ataque); ao Departamento de Performance, pelo estado físico da equipa; ou às intervenções públicas de Varandas e à comunicação do próprio clube para o exterior depois de uma campanha assente no lema “Unir o Sporting”, havendo depois perguntas mais específicas sobre determinados assuntos como a não venda de Bruno Fernandes ou a não inscrição de Pedro Mendes na Liga. Num dos momentos mais “quentes” de uma Assembleia Geral que, dentro das visões contrárias, decorreu de forma serena, Varandas chegou a pedir ao antigo vice e administrador Carlos Vieira explicações sobre o protocolo feito com o Batuque, tendo de imediato resposta do ex-responsável pelas finanças verde e brancas.

De referir que, apesar dessa contestação que se voltou a fazer sentir, todos os pontos que estavam na Ordem de Trabalhos de uma Assembleia Geral que se prolongou até de madrugada foram aprovados com os votos favoráveis do Sporting Clube de Portugal e da Holdimo, mantendo-se a ideia anunciada por Francisco Salgado Zenha em entrevista ao programa “Nem tudo o que vem à rede é bola” da Rádio Observador que o clube iria aceitar a proposta da Comissão de Acionista para o aumento salarial dos membros da SAD mas que os administradores da sociedade verde e branca iriam prescindir desse mesmo aumento que tinha sido proposto.

Em atualização
Meu amigo Sporting, nas boas e nas más horas, obrigado por me acompanhares ao longo da vida.
Agora é pedir a ratificação dos aumentos salariais em AG do clube.