“Somos de novo o Sporting que sempre fomos.”

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Obrigado a todos os que voltaram a fazer do Sporting um clube simpático e educado. Isso, sim, é o que é importante no desporto. Obrigado aos sócios que tiveram o bom gosto de expulsar o tolo do BdC e elegeram e legitimaram esta direção que tornou o nosso clube num clube educado novamente. Agradeço mais uma vez a esses votantes a humilhação de ontem que, com certeza, lhes deve ser dedicada.
@Nuno Lapa

Excelente análise a traduzir por palavras aquilo que muitos de nós sentimos.

 :clap: :clap: :clap:

E, com tua licença, pego nesta tua ideia:

Será que o comportamento aparentemente destrambelhado, errático e suicidário em termos da sua Presidência não terá por detrás dele muita coisa que nem o Bruno, neste momento, tem coragem para contar nem cabe em nenhum livro de memórias em vida?

O que sentiria/saberia BdC no seu íntimo para pedir um reforço do apoio em eleições quando, aparentemente, já contava com o apoio da maioria de sócios e adeptos?

A mim não me convence a teoria de que foi o poder e a projecção que o cegaram. Também foram, mas acho a explicação demasiado simplista. Se não fosse, não tinha havido a sanha “assassina” contra a reputação de BdC transversal a praticamente toda a sociedade portuguesa.
@Nuno Lapa
Excelente análise a traduzir por palavras aquilo que muitos de nós sentimos.
 :clap: :clap: :clap:
E, com tua licença, pego nesta tua ideia:
Será que o comportamento aparentemente destrambelhado, errático e suicidário em termos da sua Presidência não terá por detrás dele muita coisa que nem o Bruno, neste momento, tem coragem para contar nem cabe em nenhum livro de memórias em vida?
O que sentiria/saberia BdC no seu íntimo para pedir um reforço do apoio em eleições quando, aparentemente, já contava com o apoio da maioria de sócios e adeptos?
A mim não me convence a teoria de que foi o poder e a projecção que o cegaram. Também foram, mas acho a explicação demasiado simplista. Se não fosse, não tinha havido a sanha “assassina” contra a reputação de BdC transversal a praticamente toda a sociedade portuguesa.
Não adianta chorar sobre leite derramado. O grande (enorme mesmo) problema é o presente. Ter dirigentes manifestamente incompetentes não augura absolutamente nada de bom.
«Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»