Evouna (A Bola)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Avançado como não temos no plantel. Se acham o Marega um touro então não sei o que vão achar deste. É um jogador muito forte fisicamente, rápido e de pés é muito superior ao Marega, sabe como pisar uma bola e movimenta-la. Ponto fraco claramente a a defenição  e o remate. O baixo numero de golos nestas duas épocas deve-se exclusivamente ao jogador não ser titular e ser daqueles jogadores que entra sempre a 10 min do fim. Quando fez uma época a titular foi um jogador com um bom numero de golos no Al-Alhy. Mesmo na selecção em 32 jogos tem 10 golos marcados e foi titular na CAN 2015 e 2017 a fazer parceria com o Pierre Aubameyang. Se for a custo zero e apesar deste jogador já ter um salário relativamente elevado  parece-e uma boa aposta porque como disse não temos nenhum avançado com estas características e que vai permitir a equipa em certos jogos ter um ponta de lança que ataque a profundidade e ganhe lances pela força física em progressão (coisa que nem Bas Dost nem Luiz Phellype conseguem fazer) . Muito provavelmente será para a saída de Montero????
Por exemplo seria um jogador que encaixaria no jogo do Porto que nem uma luva.

Até eu conseguia marcar golos no campeonato do Al Ahly.

O Luiz Phellype não é jogador de ganhar lances no confronto físico?



Eu não disse ganhar confrontos físicos, mas sim ganhar confrontos físicos em progressão, que basicamente é o avançado com bola controlada arrancar e aguentar a carga física dos defesas. O Luiz Phellype aguenta sim mas de costas para a baliza a servir de "pivot" para a entrada dos médios e extremos não com o arrancar como o Marega faz e o Doumbia nos seus tempos de CSKA fazia por exemplo.
A melhor maneira de valorizar entulho existente é comprar entulho pior.  :twisted:
Eu não disse ganhar confrontos físicos, mas sim ganhar confrontos físicos em progressão, que basicamente é o avançado com bola controlada arrancar e aguentar a carga física dos defesas. O Luiz Phellype aguenta sim mas de costas para a baliza a servir de "pivot" para a entrada dos médios e extremos não com o arrancar como o Marega faz e o Doumbia nos seus tempos de CSKA fazia por exemplo.

Primeiro, há imensos factores que levam a que se ganhe uma bola em progressão e o caparro normalmente não é um dos mais importantes. Segundo, tenho quase a certeza de ver o Luiz Phellype ganhar duelos físicos a movimentar-se com a bola no Paços. Terceiro, até que ponto jogamos de forma a que a progressão de bola seja feita no pé ou até se será essa a melhor forma de jogar tendo em conta todo o plantel?
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Eu não disse ganhar confrontos físicos, mas sim ganhar confrontos físicos em progressão, que basicamente é o avançado com bola controlada arrancar e aguentar a carga física dos defesas. O Luiz Phellype aguenta sim mas de costas para a baliza a servir de "pivot" para a entrada dos médios e extremos não com o arrancar como o Marega faz e o Doumbia nos seus tempos de CSKA fazia por exemplo.

Primeiro, há imensos factores que levam a que se ganhe uma bola em progressão e o caparro normalmente não é um dos mais importantes. Segundo, tenho quase a certeza de ver o Luiz Phellype ganhar duelos físicos a movimentar-se com a bola no Paços. Terceiro, até que ponto jogamos de forma a que a progressão de bola seja feita no pé ou até se será essa a melhor forma de jogar tendo em conta todo o plantel?

Completamente de acordo  em que o caparro não é tudo, mas também elucidei outras duas características que aliadas ao caparro que ele tem fazem dele muito bom nesse aspecto como é o caso da velocidade e do domínio de bola.

Não digo que os Luiz Phellype não tenha ganho lances nessa situação, lembro-me de um par de situações em que isso aconteceu, agora não é nessa parte do jogo que ele se destaca nem lhe podes estar a pedir que faça isso constantemente nem o vais ver a ter percentagens elevadas de acerto nessa situação.

Em relação ao estilo de jogo neste momento não tenho uma opinião em relação ao estilo de jogo que o Keizer quer implementar. Já o vi em jogo apoiado e a tentar encontrar espaço atrás do bloco adversário (nesse estilo de jogo este jogador em questão não fará a diferença com as suas características), em ataque mais vertical e mais em transição (nestes acho este tipo de jogadores importantes). Actualmente tens dois jogadores que procuram a profundidade, são esses jogadores ambos extremos esquerdos (Diaby e Raphinha) 3 dos nossos pontas de lança são jogadores de apoio. De receber na costas do bloco médio adversário, tocar para a entrada dos médios ou extremos. se quisermos jogar mais em bolas longas como tem sido o caso dos últimos jogos é difícil para os pontas de lança e basta a defesa adversária  marcar o único jogador de campo que consegue ganhar as costas a defesa. Agora tendo tua hipótese de ter num plantel um ponta de lança que permite teres essa noanse do jogo sou totalmente a favor. Não digo que tenha de ser este jogador mas que possui características indicadas para isso possui.
São cinco vagas para inscrições em Janeiro certo?

Geraldes, Luiz Phellype, Idrissa, e ao que parece o Borja está confirmado.Então só resta mais uma vaga.

Fala-se em Ilori persistentemente há um tempo, hoje surge a notícia de outro central(mal por mal antes esse) portanto parece-me a mim que este rumor do suposto interesse em mais um avançado é só mais uma noticia para encher chouriços.

A não ser que seja contratado para a próxima temporada claro.
« Última modificação: Janeiro 25, 2019, 16:41 pm por Alexandre10 »
São cinco vagas para inscrições em Janeiro certo?

Geraldes, Luiz Phellype, Idrissa, e ao que parece que o Borja está confirmado.Então só resta mais uma vaga.

Fala-se em Ilori persistentemente há um tempo, hoje surge a notícia de outro central(mal por mal antes esse) portanto parece-me a mim que este rumor do suposto interesse em mais um avançado é só mais uma noticia para encher chouriços.

A não ser que seja contratado para a próxima temporada claro.

Supostamente não diziam que como saíram Viviano e Marcelo que não somaram nenhum minuto na liga tínhamos direito a mais duas inscrições? Era só um boato isso?
São cinco vagas para inscrições em Janeiro certo?

Geraldes, Luiz Phellype, Idrissa, e ao que parece que o Borja está confirmado.Então só resta mais uma vaga.

Fala-se em Ilori persistentemente há um tempo, hoje surge a notícia de outro central(mal por mal antes esse) portanto parece-me a mim que este rumor do suposto interesse em mais um avançado é só mais uma noticia para encher chouriços.

A não ser que seja contratado para a próxima temporada claro.
Os sub-23 dão mais vagas.
São cinco vagas para inscrições em Janeiro certo?

Geraldes, Luiz Phellype, Idrissa, e ao que parece que o Borja está confirmado.Então só resta mais uma vaga.

Fala-se em Ilori persistentemente há um tempo, hoje surge a notícia de outro central(mal por mal antes esse) portanto parece-me a mim que este rumor do suposto interesse em mais um avançado é só mais uma noticia para encher chouriços.

A não ser que seja contratado para a próxima temporada claro.

Se sairem jogadores que não jogaram libertam vagas. Pelo menos li isso aqui.
Um passado que regressa com a forma de futuro.


São cinco vagas para inscrições em Janeiro certo?

Geraldes, Luiz Phellype, Idrissa, e ao que parece que o Borja está confirmado.Então só resta mais uma vaga.

Fala-se em Ilori persistentemente há um tempo, hoje surge a notícia de outro central(mal por mal antes esse) portanto parece-me a mim que este rumor do suposto interesse em mais um avançado é só mais uma noticia para encher chouriços.

A não ser que seja contratado para a próxima temporada claro.

Se sairem jogadores que não jogaram libertam vagas. Pelo menos li isso aqui.

então temos mais 3 vagas

Completamente de acordo  em que o caparro não é tudo, mas também elucidei outras duas características que aliadas ao caparro que ele tem fazem dele muito bom nesse aspecto como é o caso da velocidade e do domínio de bola.

Domínio de bola? Tu já viste as recepções dele?

Não digo que os Luiz Phellype não tenha ganho lances nessa situação, lembro-me de um par de situações em que isso aconteceu, agora não é nessa parte do jogo que ele se destaca nem lhe podes estar a pedir que faça isso constantemente nem o vais ver a ter percentagens elevadas de acerto nessa situação.

Mas nós não jogamos de esticão. E se calhar até conseguia.

Em relação ao estilo de jogo neste momento não tenho uma opinião em relação ao estilo de jogo que o Keizer quer implementar. Já o vi em jogo apoiado e a tentar encontrar espaço atrás do bloco adversário (nesse estilo de jogo este jogador em questão não fará a diferença com as suas características), em ataque mais vertical e mais em transição (nestes acho este tipo de jogadores importantes). Actualmente tens dois jogadores que procuram a profundidade, são esses jogadores ambos extremos esquerdos (Diaby e Raphinha) 3 dos nossos pontas de lança são jogadores de apoio. De receber na costas do bloco médio adversário, tocar para a entrada dos médios ou extremos. se quisermos jogar mais em bolas longas como tem sido o caso dos últimos jogos é difícil para os pontas de lança e basta a defesa adversária  marcar o único jogador de campo que consegue ganhar as costas a defesa. Agora tendo tua hipótese de ter num plantel um ponta de lança que permite teres essa noanse do jogo sou totalmente a favor. Não digo que tenha de ser este jogador mas que possui características indicadas para isso possui.

Eu tenho de ter jogadores o mais completos possível, não posso contar com jogadores para nuances do jogo. Eu poderia ter jogadores para nuances do jogo se isto fosse basket ou andebol e pudesse rodar jogadores a cada jogada. Mas não é o caso.



São cinco vagas para inscrições em Janeiro certo?

Confirmada a saída do Sturaro, são sete.
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
São cinco vagas para inscrições em Janeiro certo?

Geraldes, Luiz Phellype, Idrissa, e ao que parece que o Borja está confirmado.Então só resta mais uma vaga.

Fala-se em Ilori persistentemente há um tempo, hoje surge a notícia de outro central(mal por mal antes esse) portanto parece-me a mim que este rumor do suposto interesse em mais um avançado é só mais uma noticia para encher chouriços.

A não ser que seja contratado para a próxima temporada claro.

Se sairem jogadores que não jogaram libertam vagas. Pelo menos li isso aqui.

então temos mais 3 vagas


Viviano e Sturaro mais quem?

Edit: já percebi mais a 5ª vaga que não está preenchida
Um passado que regressa com a forma de futuro.


Estive a ler por alto os regulamentos da FPF, e em bom rigor nem sequer falam em limite de inscrições.Apenas referem que há dois períodos na época desportiva para tal.

Fiei me sempre em algo que vi por aqui escrito constantemente, mas afinal pode não ser bem assim.

Se procurarem no google (fpf regulamento dos estatuto de categoria inscrição e transferencia de jogadores) podem ver melhor esta questão.A não ser que me tenha falhado algo(vi por alto o documento e só a parte referente a isto).

O documento é referente à época 18/19.
Estive a ler por alto os regulamentos da FPF, e em bom rigor nem sequer falam em limite de inscrições.Apenas referem que há dois períodos na época desportiva para tal.

Fiei me sempre em algo que vi por aqui escrito constantemente, mas afinal pode não ser bem assim.

Se procurarem no google (fpf regulamento dos estatuto de categoria inscrição e transferencia de jogadores) podem ver melhor esta questão.A não ser que me tenha falhado algo(vi por alto o documento e só a parte referente a isto).

O documento é referente à época 18/19.

Estiveste a ler os regulamentos errados.

Tens de ler o documento que regula a liga portuguesa, nela é que estão as especificações quanto a composição de plantéis. A FPF não manda nada nisso e o Regulamento do estatuto, da categoria, da inscrição e transferência de jogadores nem sequer é feito pela FPF, é um documento internacional. Portanto, nunca na vida um documentos desses terá as regras de constituição de plantéis de cada liga.
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Estive a ler por alto os regulamentos da FPF, e em bom rigor nem sequer falam em limite de inscrições.Apenas referem que há dois períodos na época desportiva para tal.

Fiei me sempre em algo que vi por aqui escrito constantemente, mas afinal pode não ser bem assim.

Se procurarem no google (fpf regulamento dos estatuto de categoria inscrição e transferencia de jogadores) podem ver melhor esta questão.A não ser que me tenha falhado algo(vi por alto o documento e só a parte referente a isto).

O documento é referente à época 18/19.

Estiveste a ler os regulamentos errados.

Tens de ler o documento que regula a liga portuguesa, nela é que estão as especificações quanto a composição de plantéis. A FPF não manda nada nisso e o Regulamento do estatuto, da categoria, da inscrição e transferência de jogadores nem sequer é feito pela FPF, é um documento internacional. Portanto, nunca na vida um documentos desses terá as regras de constituição de plantéis de cada liga.

http://ligaportugal.pt/media/15102/regulamento-competicoes-2018-19.pdf

Página 55

O limite é cinco(não temos equipa B, mas presumo que se pode inscrever um jogador nos Sub 23 para contornar essa situação caso verifique estatuto para tal).
Estive a ler por alto os regulamentos da FPF, e em bom rigor nem sequer falam em limite de inscrições.Apenas referem que há dois períodos na época desportiva para tal.

Fiei me sempre em algo que vi por aqui escrito constantemente, mas afinal pode não ser bem assim.

Se procurarem no google (fpf regulamento dos estatuto de categoria inscrição e transferencia de jogadores) podem ver melhor esta questão.A não ser que me tenha falhado algo(vi por alto o documento e só a parte referente a isto).

O documento é referente à época 18/19.

Estiveste a ler os regulamentos errados.

Tens de ler o documento que regula a liga portuguesa, nela é que estão as especificações quanto a composição de plantéis. A FPF não manda nada nisso e o Regulamento do estatuto, da categoria, da inscrição e transferência de jogadores nem sequer é feito pela FPF, é um documento internacional. Portanto, nunca na vida um documentos desses terá as regras de constituição de plantéis de cada liga.

http://ligaportugal.pt/media/15102/regulamento-competicoes-2018-19.pdf

Página 55

O limite é cinco(não temos equipa B, mas presumo que se pode inscrever um jogador nos Sub 23 para contornar essa situação caso verifique estatuto para tal).

Eu sei, é o artigo 77. Já coloquei no passado.

Quanto aos sub23, já não digo nada. O regulamento que conheço não é seguido.
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Estive a ler por alto os regulamentos da FPF, e em bom rigor nem sequer falam em limite de inscrições.Apenas referem que há dois períodos na época desportiva para tal.

Fiei me sempre em algo que vi por aqui escrito constantemente, mas afinal pode não ser bem assim.

Se procurarem no google (fpf regulamento dos estatuto de categoria inscrição e transferencia de jogadores) podem ver melhor esta questão.A não ser que me tenha falhado algo(vi por alto o documento e só a parte referente a isto).

O documento é referente à época 18/19.

Estiveste a ler os regulamentos errados.

Tens de ler o documento que regula a liga portuguesa, nela é que estão as especificações quanto a composição de plantéis. A FPF não manda nada nisso e o Regulamento do estatuto, da categoria, da inscrição e transferência de jogadores nem sequer é feito pela FPF, é um documento internacional. Portanto, nunca na vida um documentos desses terá as regras de constituição de plantéis de cada liga.

http://ligaportugal.pt/media/15102/regulamento-competicoes-2018-19.pdf

Página 55

O limite é cinco(não temos equipa B, mas presumo que se pode inscrever um jogador nos Sub 23 para contornar essa situação caso verifique estatuto para tal).

Eu sei, é o artigo 77. Já coloquei no passado.

Quanto aos sub23, já não digo nada. O regulamento que conheço não é seguido.

As supostas vagas do Marcelo e Sturaro não se verificam, pelo menos não detectei nada referente a isso.

Estive a ler por alto os regulamentos da FPF, e em bom rigor nem sequer falam em limite de inscrições.Apenas referem que há dois períodos na época desportiva para tal.

Fiei me sempre em algo que vi por aqui escrito constantemente, mas afinal pode não ser bem assim.

Se procurarem no google (fpf regulamento dos estatuto de categoria inscrição e transferencia de jogadores) podem ver melhor esta questão.A não ser que me tenha falhado algo(vi por alto o documento e só a parte referente a isto).

O documento é referente à época 18/19.

Estiveste a ler os regulamentos errados.

Tens de ler o documento que regula a liga portuguesa, nela é que estão as especificações quanto a composição de plantéis. A FPF não manda nada nisso e o Regulamento do estatuto, da categoria, da inscrição e transferência de jogadores nem sequer é feito pela FPF, é um documento internacional. Portanto, nunca na vida um documentos desses terá as regras de constituição de plantéis de cada liga.

http://ligaportugal.pt/media/15102/regulamento-competicoes-2018-19.pdf

Página 55

O limite é cinco(não temos equipa B, mas presumo que se pode inscrever um jogador nos Sub 23 para contornar essa situação caso verifique estatuto para tal).

5, não é , porque entao o D. Chaves já vai em 6 - Singh, Macedo, Campi, Calasan, Erden Sen, Costinha
Estive a ler por alto os regulamentos da FPF, e em bom rigor nem sequer falam em limite de inscrições.Apenas referem que há dois períodos na época desportiva para tal.

Fiei me sempre em algo que vi por aqui escrito constantemente, mas afinal pode não ser bem assim.

Se procurarem no google (fpf regulamento dos estatuto de categoria inscrição e transferencia de jogadores) podem ver melhor esta questão.A não ser que me tenha falhado algo(vi por alto o documento e só a parte referente a isto).

O documento é referente à época 18/19.

Estiveste a ler os regulamentos errados.

Tens de ler o documento que regula a liga portuguesa, nela é que estão as especificações quanto a composição de plantéis. A FPF não manda nada nisso e o Regulamento do estatuto, da categoria, da inscrição e transferência de jogadores nem sequer é feito pela FPF, é um documento internacional. Portanto, nunca na vida um documentos desses terá as regras de constituição de plantéis de cada liga.

http://ligaportugal.pt/media/15102/regulamento-competicoes-2018-19.pdf

Página 55

O limite é cinco(não temos equipa B, mas presumo que se pode inscrever um jogador nos Sub 23 para contornar essa situação caso verifique estatuto para tal).

Eu sei, é o artigo 77. Já coloquei no passado.

Quanto aos sub23, já não digo nada. O regulamento que conheço não é seguido.

As supostas vagas do Marcelo e Sturaro não se verificam, pelo menos não detectei nada referente a isso.

Sturaro e Viviano, o Marcelo jogou. É o nº 5 do 77:

Citar
Sem prejuízo do disposto no número anterior, os jogadores que, incluídos no plantel, não tenham sido utilizados em competições oficiais internacionais e nacionais, podem, no decurso dos períodos de inscrição, ser livremente substituídos, desde que tenham sido cedidos a outros clubes, ou se tenha verificado a cessação do respetivo contrato de trabalho, ou tenham sido transferidos para clube estrangeiro, sendo que neste último caso, a substituição no plantel fica dependente da comunicação da FPF da concretização da respetiva transferência
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Estive a ler por alto os regulamentos da FPF, e em bom rigor nem sequer falam em limite de inscrições.Apenas referem que há dois períodos na época desportiva para tal.

Fiei me sempre em algo que vi por aqui escrito constantemente, mas afinal pode não ser bem assim.

Se procurarem no google (fpf regulamento dos estatuto de categoria inscrição e transferencia de jogadores) podem ver melhor esta questão.A não ser que me tenha falhado algo(vi por alto o documento e só a parte referente a isto).

O documento é referente à época 18/19.

Estiveste a ler os regulamentos errados.

Tens de ler o documento que regula a liga portuguesa, nela é que estão as especificações quanto a composição de plantéis. A FPF não manda nada nisso e o Regulamento do estatuto, da categoria, da inscrição e transferência de jogadores nem sequer é feito pela FPF, é um documento internacional. Portanto, nunca na vida um documentos desses terá as regras de constituição de plantéis de cada liga.

http://ligaportugal.pt/media/15102/regulamento-competicoes-2018-19.pdf

Página 55

O limite é cinco(não temos equipa B, mas presumo que se pode inscrever um jogador nos Sub 23 para contornar essa situação caso verifique estatuto para tal).

Eu sei, é o artigo 77. Já coloquei no passado.

Quanto aos sub23, já não digo nada. O regulamento que conheço não é seguido.

As supostas vagas do Marcelo e Sturaro não se verificam, pelo menos não detectei nada referente a isso.

Sturaro e Viviano, o Marcelo jogou. É o nº 5 do 77:

Citar
Sem prejuízo do disposto no número anterior, os jogadores que, incluídos no plantel, não tenham sido utilizados em competições oficiais internacionais e nacionais, podem, no decurso dos períodos de inscrição, ser livremente substituídos, desde que tenham sido cedidos a outros clubes, ou se tenha verificado a cessação do respetivo contrato de trabalho, ou tenham sido transferidos para clube estrangeiro, sendo que neste último caso, a substituição no plantel fica dependente da comunicação da FPF da concretização da respetiva transferência

 :great:

Então existe espaço de manobra para trazer algum entulho.