Alexandre Santos - Treinador dos Sub-23

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Citar

ALEXANDRE SANTOS É O TREINADOR DOS SUB-23
Por Sporting CP
13 Dez, 2018
SUB-23
Técnico quer preparar jovens jogadores para a equipa principal

Alexandre Santos foi apresentado, esta quinta-feira, como o novo treinador da equipa sub-23 do Sporting, sucedendo a Tiago Fernandes. Em declarações ao Jornal Sporting e à Sporting TV, o antigo técnico do Estoril-Praia revelou ser este um momento de "grande orgulho e satisfação".

"É um enorme orgulho receber o interesse do Presidente Frederico Varandas e de toda a estrutura que sustenta este grande Clube. Fiquei muito lisonjeado com este convite de um dos maiores clubes português e mundial. Uma referência no que diz respeito ao futebol de formação, afirmou o treinador de 42 anos.

Sobre o projecto que vai agarrar, Alexandre Santos garantiu que o objectivo do seu trabalho é "preparar os jovens jogadores do Sporting para os desafios da equipa principal."

"Venho com o objectivo claro de melhorar as capacidades individuais e colectivas desta equipa de sub-23 do Sporting", atirou Alexandre Santos, que conta com passagens por FC Porto e Sp. Braga como adjunto.


https://www.sporting.pt/pt/noticias/futebol/sub-23/2018-12-13/alexandre-santos-e-o-treinador-dos-sub-23
Nunca ouvi falar. É bom?
Antes de mais, desejar boa sorte ao novo treinador dos sub23. Espero que a sua vinda permita que se pratique um futebol semelhante ao da equipa A, uma aposta mais efectiva nos jogadores com mais margem de evolução, e que haja menos medo de lançar os melhores juniores que o clube tenha, de forma a terem um patamar competitivo mais estimulante para evoluírem.

Em Janeiro espero uma certa "limpeza" no plantel, que é excessivamente grande e tem muita malta sem futuro no clube. E a nível individual, quero ver Brás, Bernardo Sousa, Vaza e Rodrigo Fernandes a jogarem mais neste nível e menos pelos juniores.
Antes de mais, desejar boa sorte ao novo treinador dos sub23. Espero que a sua vinda permita que se pratique um futebol semelhante ao da equipa A, uma aposta mais efectiva nos jogadores com mais margem de evolução, e que haja menos medo de lançar os melhores juniores que o clube tenha, de forma a terem um patamar competitivo mais estimulante para evoluírem.

Em Janeiro espero uma certa "limpeza" no plantel, que é excessivamente grande e tem muita malta sem futuro no clube. E a nível individual, quero ver Brás, Bernardo Sousa, Vaza e Rodrigo Fernandes a jogarem mais neste nível e menos pelos juniores.

Já eu prefiro que consigam fazer 3/4 jogadores dos melhores para um patamar acima, para poderem mostrar o que valem em contextos de maior exigência.

Bruno Paz e Miguel Luís, caso não sejam para apostar na equipa principal, podem sair por empréstimo. Mas há mais um ou dois que poderia beneficiar disso.

João Queirós (para o podermos avaliar no futebol sénior e verificar se vale a pena, ou não, partir para a sua aquisição), Kiki (porque o seu tempo para isto já passou e convém colocar no mercado para ceder em definitivo no fim da época), Pedro Empis (chegou a hora de mostrar, de uma vez por todas, se pode singrar no futebol sénior).

Para além, claro, da necessidade de recolocação do Rafael Barbosa em algum clube da Liga, se possível, ou do estrangeiro.
Campo Grande paga a traidores.
Antes de mais, desejar boa sorte ao novo treinador dos sub23. Espero que a sua vinda permita que se pratique um futebol semelhante ao da equipa A, uma aposta mais efectiva nos jogadores com mais margem de evolução, e que haja menos medo de lançar os melhores juniores que o clube tenha, de forma a terem um patamar competitivo mais estimulante para evoluírem.

Em Janeiro espero uma certa "limpeza" no plantel, que é excessivamente grande e tem muita malta sem futuro no clube. E a nível individual, quero ver Brás, Bernardo Sousa, Vaza e Rodrigo Fernandes a jogarem mais neste nível e menos pelos juniores.

O Vaza é outro miúdo com potencial, certo? Jogador inteligente, que pode fazer várias posições e funções. É isto, não é?
"Players lose you games, not tactics. There's so much crap talked about tactics by people who barely know how to win at dominoes." - Brian Clough

"He is a perfect illustration of my constant theme about assembling a team of imperfect players who compliment each other perfectly. Unless he is surrounded by team mates who recognise his strenghts and cover for his weaknesses, his special goal scoring ability will go largely untapped. He needs to to be in the right place at the right time!" - Bob Paisley on John Wark
Antes de mais, desejar boa sorte ao novo treinador dos sub23. Espero que a sua vinda permita que se pratique um futebol semelhante ao da equipa A, uma aposta mais efectiva nos jogadores com mais margem de evolução, e que haja menos medo de lançar os melhores juniores que o clube tenha, de forma a terem um patamar competitivo mais estimulante para evoluírem.

Em Janeiro espero uma certa "limpeza" no plantel, que é excessivamente grande e tem muita malta sem futuro no clube. E a nível individual, quero ver Brás, Bernardo Sousa, Vaza e Rodrigo Fernandes a jogarem mais neste nível e menos pelos juniores.

O Vaza é outro miúdo com potencial, certo? Jogador inteligente, que pode fazer várias posições e funções. É isto, não é?
Sim, eu gosto bastante, tanto pode jogar a central com a médio defensivo (gosto mais de o ver a central), acho que até já jogou a lateral direito. Central de qualidade, joga de cabeça levantada, que gosta de ter bola e sair a jogar, é rápido e tem um jogo controlado (algo que falta ao Djaló, que se empolga com facilidade e começa a cometer erros).
Antes de mais, desejar boa sorte ao novo treinador dos sub23. Espero que a sua vinda permita que se pratique um futebol semelhante ao da equipa A, uma aposta mais efectiva nos jogadores com mais margem de evolução, e que haja menos medo de lançar os melhores juniores que o clube tenha, de forma a terem um patamar competitivo mais estimulante para evoluírem.

Em Janeiro espero uma certa "limpeza" no plantel, que é excessivamente grande e tem muita malta sem futuro no clube. E a nível individual, quero ver Brás, Bernardo Sousa, Vaza e Rodrigo Fernandes a jogarem mais neste nível e menos pelos juniores.

O Vaza é outro miúdo com potencial, certo? Jogador inteligente, que pode fazer várias posições e funções. É isto, não é?
Sim, eu gosto bastante, tanto pode jogar a central com a médio defensivo (gosto mais de o ver a central), acho que até já jogou a lateral direito. Central de qualidade, joga de cabeça levantada, que gosta de ter bola e sair a jogar, é rápido e tem um jogo controlado (algo que falta ao Djaló, que se empolga com facilidade e começa a cometer erros).
 :arrow: :arrow: :arrow:
Boa escolha (tal como nos A), bom treinador. Fica a faltar arranjar um bom treinador de júniores para a próxima época, para esta o Lima é uma opção aceitável.
Agora que terminou a 1ª fase do campeonato sub23, como avaliam a prestação do treinador Alexandre Santos?

Em 9 jogos obteve 6 vitórias e 3 derrotas, tendo terminado a 1ª fase em 3º lugar, a 3 pontos do primeiro
Agora que terminou a 1ª fase do campeonato sub23, como avaliam a prestação do treinador Alexandre Santos?

Em 9 jogos obteve 6 vitórias e 3 derrotas, tendo terminado a 1ª fase em 3º lugar, a 3 pontos do primeiro

Um copo de água no deserto
Agora que terminou a 1ª fase do campeonato sub23, como avaliam a prestação do treinador Alexandre Santos?

Em 9 jogos obteve 6 vitórias e 3 derrotas, tendo terminado a 1ª fase em 3º lugar, a 3 pontos do primeiro

E sem o Daniel Bragança, o Tiago Djaló e o Elves Baldé (+ Miguel Luís e às vezes Max).

É um bom treinador.
Aquece que estás quase a entrar.
Pior que o cabeça de ovo não fazia de certeza!!
Acima de tudo e de todos está o Sporting Clube de Portugal
Para quem conhece,como avaliam a entrada dele para treinador da equipa principal?
Para quem conhece,como avaliam a entrada dele para treinador da equipa principal?

Seria no mínimo pateta.
Ninguém arranja a entrevista que deu ao Ojogo?

Tenho esperança neste treinador.

SL
Ninguém arranja a entrevista que deu ao Ojogo?

Tenho esperança neste treinador.

SL

Alexandre Santos: o regresso da equipa B e a potencialização das promessas leoninas 2019/03/25 12:25 Texto por Redação E2 Alexandre Santos, treinador dos sub-23 do Sporting, abordou os mais diversos assuntos em entrevista ao jornal O Jogo. Desde um possível regresso da equipa B à valorização e ao crescimento de atletas na Liga Revelação, afastando o cenário de crise na formação leonina.

Regresso dos bês?

O projeto da equipa B - que terminou na época passada - é passível de ser recuperado. Quem o diz é o técnico dos sub-23, realçando a aposta na competitividade.

«Sabemos que uma equipa B dá mais um espaço para jogadores, já seniores, estarem, por exemplo, numa segunda liga, uma oportunidade única para crescer. É um espaço com qualidade para crescer melhor do que a Liga Revelação, ainda que este seja outro espaço. Há margem de progressão, o nível é elevado. Com boas condições competitivas, os clubes devem ter equipa B e sub-23. Não duvido, por isso, e perante a nossa atual política, que caminhamos nesse sentido», frisou.

Miguel Luís e Jovane são dois casos de jogadores que chegaram ao principal patamar do clube de Alvalade, mas acabaram entretanto por atuar pelos sub-23. Na perspetiva de Alexandre Santos, estes são cenários complementares ao crescimento dos jogadores, numa perspetiva de evolução gradual e constante.

«Não é possível esconder que um jogador que esteja em processo de equipa A e vir jogar aos sub-23 sinta alguma dificuldade em motivar-se. Mas quando percebem - como é o caso - que estando muito tempo sem jogar é prejudicial para o seu ritmo.. Numa equipa há sempre jogadores que jogam muito pouco. Tanto o Miguel como o Jovane já tiveram períodos em que jogaram mais e o míster Keizer entendeu que seria benéfico virem ganhar esse ritmo competitivo junto dos sub-23», atirou.

Cenário de crise na formação afastado

O técnico da formação que se encontra a disputar o play-off de campeão da Liga Revelação - atualmente no terceiro lugar - lamentou ainda as comparações com o Benfica, garantindo que a academia de Alvalade tem o futuro assegurado.

«Hoje é fácil dizer, perante as formações de Benfica e Sporting, que uma está na moda e outra está "demodé". Aqui, as pessoas querem trabalhar para melhorar os recursos humanos, e se há um vazio de talentos é natural que aconteça, uma vez que houve desinvestimento durante alguns anos. Estou envolvido a 200% neste projeto, tenho muito com que me preocupar e o que sei é que nos sub-23 existe talento, que continuam a haver jogadores a sair para a primeira equipa. Hoje trabalhamos para reorganizar, restruturar e reforçar o que o Sporting tinha de bom - pois todos sabem o que foi e é esta academia - para que dentro de três ou quatro anos, possamos meter quatro, cinco seis ou sete jogadores na equipa principal», vincou.

Experiência no Sporting

O técnico de 42 anos conta com uma lista extensa de clubes onde trabalhou como treinador-adjunto, tendo orientado os sub-23 do Estoril antes de se mudar para os leões. Nesse sentido, Alexandre Santos explicou ainda como surgiu a oportunidade de integrar o comando técnico de uma equipa de futebol do Sporting.

«Perguntaram-me se estava interessado, se queria integrar a segunda equipa do futebol profissional, numa relação estreita com quem lidera e numa perspetiva de fazer crescer os jogadores - já profissionais - para níveis que lhes permitam chegar à equipa principal. Não serem só promessas, mas a concretização dessas promessas. Foi atraente por ser o Sporting, mas também pelo profissionalismo, pela exigência e pela equipa que vinha treinar», sublinhou.

Considerada uma das fortes apostas de Frederico Varandas, o futebol de formação é nota de destaque no Sporting, algo que Alexandre Santos fez questão de reforçar e ainda de confessar o que o presidente lhe pediu aquando da sua chegada ao clube.

«Os sub-23 são a segunda equipa do clube e, num instante, pelo processo profissional onde se inserem, podem tornar-se jogadores da equipa principal. Tinha a garantia de que vinha para um grande clube, mas também para uma equipa totalmente profissional. Não quero com isto dizer que não há um papel formativo, mas os sub-23 têm de estar mais próximos da equipa principal do que a formação», tendo ainda acrescentado: «O presidente disse-me "Quero que o que se faz nos sub-23 seja melhorado". Era preciso que a equipa pudesse evoluir também na classificação da Liga Revelação. Era importantíssimo ficar nos seis primeiros lugares da prova e poder jogar o play-off de campeão, onde há uma competitividade muito interessante».
in Record hoje
 :cartao: :menos:
in Record hoje
 :cartao: :menos:


Entao o slb tambem perdeu nas meias finais ontem, e ficou em 5º no campeonato e nos em 2º, eventualmente se o rioave tem marcado um golo no ultimo jogo, eramos campeoes enfim...
#SPORTINGsempre
#OSportingÉoNossoGrandeAmor
Em Alvalade todos de verde!