Um Sporting irreconciliável?

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Irreconciliável.

De um lado tens sportinguistas que deram prioridade a projectos pessoais e a orgãos externos tipo CMTV & Venfique, e que não se importam de humilhar o clube. Do outro tens Sportinguistas que queriam militância onde o clube está em primeiro.

De um lado tens sportinguistas que não se importaram que houvessem churrasquinhos para levarem a deles avante (as três votações foram uma farsa, a primeira e última foram votação à ditadura, e a segunda foi altamente condicionada. Do outro lado tens Sportinguistas que dão valor a democracia.

De um lado tens sportinguistas que se sentam no camarote dos piolhosos e que fazem perseguições internas. Do outro lado tens Sportinguistas que querem ver o Venfique a arder e querem proteger quem fez bem ao Sporting.

São grupos com valores opostos. Não há reconciliação possível.
Irreconciliável.

De um lado tens sportinguistas que deram prioridade a projectos pessoais e a orgãos externos tipo CMTV & Venfique, e que não se importam de humilhar o clube. Do outro tens Sportinguistas que queriam militância onde o clube está em primeiro.

De um lado tens sportinguistas que não se importaram que houvessem churrasquinhos para levarem a deles avante (as três votações foram uma farsa, a primeira e última foram votação à ditadura, e a segunda foi altamente condicionada. Do outro lado tens Sportinguistas que dão valor a democracia.

De um lado tens sportinguistas que se sentam no camarote dos piolhosos e que fazem perseguições internas. Do outro lado tens Sportinguistas que querem ver o Venfique a arder e querem proteger quem fez bem ao Sporting.

São grupos com valores opostos. Não há reconciliação possível.

Sportinguistas dos dois lados?
Acreditas mesmo nisso?
Pela descrição mais parecem Campograndenses num dos lados e Sportinguistas de outro.
Sendo assim não se trata de reconciliação... Trata-se de luta!
NO RULES... GREAT SAKÉ!

SEM MEMÓRIA NÃO HÁ FUTURO.
SEM JUSTIÇA NÃO HÁ PAZ.
( Living on the E-D-D-G )

- Um lado, o meu, que ficou muito "mal habituado" nestes 5 anos. Principalmente a minha geração que só se lembra de 2 campeonatos ganhos (e demasiado próximos um do outro), e uma tacitas secundárias pelo meio.
E eu nasci em 81. Estava e ainda estou habituado a ser o "terceiro" à demasiado tempo.

Sim, e fartaste-te de ser campeão nesses 5 anos. Ganhaste muito mais que as "tacitas secundárias". Que eu saiba, enquanto o bdc foi presidente, os únicos que se habituaram mal foram os lampiões. Ganharam 4 campeonatos e passaram o tempo à gargalhada sempre que a tua amostra de presidente abria a boca. Porque é que achas que, não contando com a associação dos capachos do futuro ex-sócio bruno de carvalho - tão bem representada neste fórum que até parecem ser muitos -, os tripeiros e as lamparinas são os únicos a desesperar pelo seu regresso?

Eu não quero ser diferente. Já o fui durante muitos anos.
Quero ser como os outros

Queres ser como os outros? Mais quais outros? Diz-me lá algum grande clube europeu que tenha um presidente tão estúpido que acredita que o clube fica a ganhar se comprar uma guerra contra todo o plantel profissional. Ah, wait, mas o Sporting é que tinha um bando de mercenários e primadonas, os outros clubes não têm nada disso. :wall:

O clube não está dividudo, longe disso. Por muito que chores, cada vez que surgir a sombra do futuro ex-sócio bruno de carvalho, os sócios vão continuar a chegar-se à frente e a mandá-lo para a sarjeta que merece.
A única duvida que me assalta tem a ver com o tempo que vos vai demorar a perceber que vocês no Sporting não são nada. Quantas bujardas nas urnas é que precisam de levar para descobrir que, como dizia o outro, valem bola?
Estás a ver como tu é que és diferente e não sabias?

Deixa lá adivinhar.
Ele é diferente e tu verdadeiro Sportinguista!
Acertei, né?!
NO RULES... GREAT SAKÉ!

SEM MEMÓRIA NÃO HÁ FUTURO.
SEM JUSTIÇA NÃO HÁ PAZ.
( Living on the E-D-D-G )
Enquanto o Sporting não ganhar continuamente, claro que os fantasmas do passado virão ao de cima...
Este não será o espaço mais indicado para partilhar este diálogo, mas acho que representa bem aquilo que é o Sporting, um clube irreconciliável consigo mesmo...

Diálogo com o meu padrinho (o solteirão, reformadão, rabujentão e eremitão que já não via há uns anos) antes do jantar de Natal na casa dos meus tios...
-- Então padrinho, essa saúde?
-- Vai andando, não está mal...
-- E essas pernas estão bem?
-- Sim, não está mal...
-- E o nariz (já foi operado ao septo nasal)?
-- Não está mal...
-- Então e o nosso Sporting? Ainda é sócio?
-- Sim...
-- Há quanto anos é sócio?
-- Não sei... Uns dez?
-- Dez?! Então eu fiz-me sócio em 1991 e o padrinho começou nos anos 70...
-- Pois...
-- Não tem o cartão consigo?
-- Não, tenho-o em casa...
-- E tem as quotas em dia?
-- Sim, pago-as sempre anualmente...
-- Por débito directo?
-- Antigamente sim, mas depois deixaram de descontar e tive de ir ao estádio... No início deste ano vou lá outra vez pagar o ano inteiro...
-- Então e tem visto os jogos?
-- Não...
-- Não tem visto jogo nenhum?!
-- Não, não gosto de bola! Estou farto de bola! Fui à inauguração do estádio novo e depois nunca mais lá pus os pés...
-- Mas sabe os resultados do Sporting? Sofre com o Sporting?
-- Sofrer?! Eu não quero saber do Sporting para nada! Perder ou ganhar é-me indiferente! Tanto se me dá! Sporting, Benfica, Porto, podem todos ganhar ou perder que para mim é tudo igual! Em Portugal só três podem ser campeões, isto não tem piada nenhuma...
-- Três que são dois porque nós já não somos campeões há um porradão de anos...
-- Pois não...
-- Mas sabe ao menos quem é novo treinador? Ou o presidente?
-- Pfffffffff (encolhe ligeiramente os ombros)... Um gajo liga a televisão e estão a falar deles...
-- Então já não gosta de bola... E quando dá um bom jogo internacional?
-- Nada! Não gosto de ver nada!
-- Nem do Real Madrid, do Barcelona, ou do Manchester United?
-- Antes gostava do Real Madrid, e depois do Barcelona, mas agora não gosto de nada! Aliás, isso devia acabar tudo! É tudo um negócio e está cheio de chulagem!
-- Isso é verdade...
-- Deviam acabar com isso tudo!
-- (silêncio desconfortável)
-- Olhe... Sabe, este ano decidi voltar a ser sócio, foi num impulso de revolta para tentar salvar o Bruno, mas já fui tarde... Mas nem quis recuperar a antiguidade ou o número antigo... É uma nova vida... Uma nova relação com a gaja da minha vida...
-- Tu fizeste o quê?! Isso é um desperdício de dinheiro, pá! Não te metas nisso!
-- Então?! Mas o padrinho é sócio e paga quotas, pelas minhas contas, há cerca de 50 anos!
-- E depois? Se me apetece pagar não posso?
-- Pode, pode...
(História real, juro pelo meu amor ao Sporting que este homem ajudou a crescer dentro de mim no final dos anos 80, inícios de 90...)
Claro que é irreconciliável.
Temos duas facções muito distintas.
Uma que é mais popular, que vive para o clube, agressiva, apaixonada e sedenta de vitórias.
Do outro lado uma mais queque, que vive do clube, passiva, cujos resultados são apenas um pormenor.

Estas facções nunca vão conviver pacificamente.
Claro que é irreconciliável.
Temos duas facções muito distintas.
Uma que é mais popular, que vive para o clube, agressiva, apaixonada e sedenta de vitórias.
Do outro lado uma mais queque, que vive do clube, passiva, cujos resultados são apenas um pormenor.

Estas facções nunca vão conviver pacificamente.
é o que eu digo.
Tem de chegar um Gajo e comprar o Clube de um vez por todas. Só assim saímos da cepa torta
ALGUM MAGNATA QUE COMPRE O CLUBE!
FARTO DOS PALHAÇOS LÁ METIDOS!
Claro que é irreconciliável.
Temos duas facções muito distintas.
Uma que é mais popular, que vive para o clube, agressiva, apaixonada e sedenta de vitórias.
Do outro lado uma mais queque, que vive do clube, passiva, cujos resultados são apenas um pormenor.

Estas facções nunca vão conviver pacificamente.
é o que eu digo.
Tem de chegar um Gajo e comprar o Clube de um vez por todas. Só assim saímos da cepa torta
Isso é o que eles querem. Vender o clube a um grande grupo e ganhar muito dinheiro em comissões e o Angolano ganhar 5x o que investiu.
Para as pessoas que lá andam o que interessa é o que vão conseguir ganhar.

Enviado do meu Mi A1 através do Tapatalk

Claro que é irreconciliável.
Temos duas facções muito distintas.
Uma que é mais popular, que vive para o clube, agressiva, apaixonada e sedenta de vitórias.
Do outro lado uma mais queque, que vive do clube, passiva, cujos resultados são apenas um pormenor.

Estas facções nunca vão conviver pacificamente.
é o que eu digo.
Tem de chegar um Gajo e comprar o Clube de um vez por todas. Só assim saímos da cepa torta
Isso é o que eles querem. Vender o clube a um grande grupo e ganhar muito dinheiro em comissões e o Angolano ganhar 5x o que investiu.
Para as pessoas que lá andam o que interessa é o que vão conseguir ganhar.

Enviado do meu Mi A1 através do Tapatalk
Não quero grupos. Quero um Árabe cheio de pastel ou um Abramovich desta vida.
ALGUM MAGNATA QUE COMPRE O CLUBE!
FARTO DOS PALHAÇOS LÁ METIDOS!

- Um lado, o meu, que ficou muito "mal habituado" nestes 5 anos. Principalmente a minha geração que só se lembra de 2 campeonatos ganhos (e demasiado próximos um do outro), e uma tacitas secundárias pelo meio.
E eu nasci em 81. Estava e ainda estou habituado a ser o "terceiro" à demasiado tempo.

Sim, e fartaste-te de ser campeão nesses 5 anos. Ganhaste muito mais que as "tacitas secundárias". Que eu saiba, enquanto o bdc foi presidente, os únicos que se habituaram mal foram os lampiões. Ganharam 4 campeonatos e passaram o tempo à gargalhada sempre que a tua amostra de presidente abria a boca. Porque é que achas que, não contando com a associação dos capachos do futuro ex-sócio bruno de carvalho - tão bem representada neste fórum que até parecem ser muitos -, os tripeiros e as lamparinas são os únicos a desesperar pelo seu regresso?

Eu não quero ser diferente. Já o fui durante muitos anos.
Quero ser como os outros

Queres ser como os outros? Mais quais outros? Diz-me lá algum grande clube europeu que tenha um presidente tão estúpido que acredita que o clube fica a ganhar se comprar uma guerra contra todo o plantel profissional. Ah, wait, mas o Sporting é que tinha um bando de mercenários e primadonas, os outros clubes não têm nada disso. :wall:

O clube não está dividudo, longe disso. Por muito que chores, cada vez que surgir a sombra do futuro ex-sócio bruno de carvalho, os sócios vão continuar a chegar-se à frente e a mandá-lo para a sarjeta que merece.
A única duvida que me assalta tem a ver com o tempo que vos vai demorar a perceber que vocês no Sporting não são nada. Quantas bujardas nas urnas é que precisam de levar para descobrir que, como dizia o outro, valem bola?
Estás a ver como tu é que és diferente e não sabias?

Provavelmente não percebeste o meu sentimento, e debitaste o que te explicaram nas tortilhas verdes 2.0 que agora fazem.
Continuem a unir o Sporting nas jantaradas. Tem resultado que é um mimo.
O meu presidente é Bruno de Carvalho.
O que quero ver banido do Sporting Clube de Portugal é tudo o que representa o m***** do barbicane.
O que eu vejo é um clube que em muitas áreas roça o amador para aquilo que ambiciona.
Uma espécie de rei que vai nu e que vende ilusões para algo que não tem arcaboiço (por culpa própria).

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

Sempre Sporting!
A reconciliação não deve ser intentada, pois alcançá-la perverteria a natureza do Sporting Clube de Portugal.
O que seria alcançado, pergunto, se uníssemos dois tipos distintos de adeptos: de um lado, os Sportinguistas verdadeiros, ou seja, os Sportinguistas honestos, pacatos e afáveis (aqueles que não aplaudem acusados de terrorismo); do outro, os Sportinguistas contrafeitos, ou seja, os armipotentes, obtusos e bacocamente ambiciosos, aqueles cuja forma de estar periga o o bem-estar daqueles que administram o desporto em Portugal, particularmente o único desporto que interessa, o futebol?
Estamos bem como estamos. Mais, a sintonia entre nós e os restantes clubes deve ser buscada, nalguns casos, e, noutros, aprofundada.
A questão é: quanto a essa ralé belicosa, perseguir para os expulsar, ou simplesmente ignorá-la?
Porque perseguir dá trabalho e constitui em si uma atitude indigna, eu voto em ignorar.
Aliás nós somos tão poucos que não vale a pena falar de união.
A reconciliação não deve ser intentada, pois alcançá-la perverteria a natureza do Sporting Clube de Portugal.
O que seria alcançado, pergunto, se uníssemos dois tipos distintos de adeptos: de um lado, os Sportinguistas verdadeiros, ou seja, os Sportinguistas honestos, pacatos e afáveis (aqueles que não aplaudem acusados de terrorismo); do outro, os Sportinguistas contrafeitos, ou seja, os armipotentes, obtusos e bacocamente ambiciosos, aqueles cuja forma de estar periga o o bem-estar daqueles que administram o desporto em Portugal, particularmente o único desporto que interessa, o futebol?
Estamos bem como estamos. Mais, a sintonia entre nós e os restantes clubes deve ser buscada, nalguns casos, e, noutros, aprofundada.
A questão é: quanto a essa ralé belicosa, perseguir para os expulsar, ou simplesmente ignorá-la?
Porque perseguir dá trabalho e constitui em si uma atitude indigna, eu voto em ignorar.
Que opinião vergonhosa.
Diferencia os Sportinguistas, separa-os uns dos outros, promove e enaltece a inimizade.

Rogério Alves, faça o seu trabalho.


Enviado do meu Redmi Note 5 através do Tapatalk

Um passado que regressa com a forma de futuro.

"Quem, ali do outro lado (Alvalade), tinha definido o ataque ao Benfica como principal instrumento da sua promoção individual, foi corrido pelos que achava serem seus. "
Kadafi, o clemente.
Vendidos aos lampiões. Vou ver se me banem deste sportinguizinho de m****...
Tentanto ser frio na análise acho que o Sporting é totalmente irreconciliável.
Num lado da barricada temos um grupo que defende um Sporting elitista que cumprimenta o adversário na derrota, que vibra moderadamente as vitórias e chateia-se pouco com as derrotas. Acima de tudo pretendem um clube diferente de Porto e Benfica no comportamento, forma de estar, relacionamento e ambição. Um clube de convivio em que os resultados são totalmente irrelevantes e o que realmente interessa é ter um clube que seja uma especie de associação recreativa de convivio em que os barões podem fazer as sua jantaradas e as suas festas de arromba no meio da prática desportiva. Para esta facção o Sporting é apenas e só um clube desportivo e não mais do que isso. Veem o clube de uma forma muito particular e não percebem a outra franja de adeptos considerando-os fanáticos, labregos e indignos de um clube elitista e exclusivo como o Sporting.
Do outro lado temos uma fracção que quer ganhar a todo o custo em Portugal e na Europa. Pretende um clube em que só a vitória interessa e com uma ambição desportiva idêntica a Porto e Benfica. É uma facção pouco elitista que acha que o Sporting deve ter uma dimensão que ultrapasse qualquer classe social. Como é ambiciosa é a que mais vibra nas vitórias e a que mais contesta as derrota. No entanto está farta de perder. Está farta de ver os outros no marquês e nos aliados que associados aos anos de constante humilhação está recalcada e é muito pouco tolerante com a derrota. Como habitualmente não se encontra no poder tem um ódio de morte à outra facção que considera responsavél pela falta de visão e insucesso desportivo do clube.