Marcel Keizer - Treinador do Sporting Clube de Portugal

Tom., TC0206, Ryuseiken, Rub3n Correia e 7 Visitantes estão a ver este tópico.

A TSF pergou a Ricardo (antigo GR) o que achava do "novo" Sporting de Keizer.

Resposta de Ricardo: "Não se notam ainda grandes diferenças" e depois foi só elogiar o Peseiro...

Que goste do Peseiro, aceito, que ache que ele fez um bom trabalho (a sério!!!), mas ok, aceito, cada um pensa o que quer, que diga que ainda é cedo para analisar se keizer vai ter sucesso, não só aceito como concordo, mas dizer que notam-se poucas diferenças!!! Se isto não é o cumulo da estupidez então é o quê? Como é possível um canal ter um programa de analise ao jogo com este sujeito que pensa pior que uma pedra?

Se há uma coisa que é FACTO, não é opinião, é FACTO, é que o futebol do Sporting com Keizer é completamente diferente, não há nada de semelhante, nada mesmo, nem a colocação em campo da maior parte dos jogadores sequer. Há comentários que realmente não é possível compreender.

Esquece. Ouve-se Caneira na SIC e a coisa é mais ou menos igual.  Escapa-me este culto à mediocridade de quem tem voz publica e de alguma forma está ou esteve ligado ao Sporting.

E não é de agora.


E o Caneira era para integrar a estrutura de outro candidato... Oh, pois, porque será?

No passdo tivemos o Vidigal a espalhar magia, agora calou-se, ou melhor, defende quem lá está. Oh, pois, porque será?

Etc, etc, etc.

E é isto o Sporting... Ainda falam dos "Brunistas". Fdxxx!
Um passado que regressa com a forma de futuro.

"Quem, ali do outro lado (Alvalade), tinha definido o ataque ao Benfica como principal instrumento da sua promoção individual, foi corrido pelos que achava serem seus. "
Kadafi, o clemente.
A TSF pergou a Ricardo (antigo GR) o que achava do "novo" Sporting de Keizer.

Resposta de Ricardo: "Não se notam ainda grandes diferenças" e depois foi só elogiar o Peseiro...

Que goste do Peseiro, aceito, que ache que ele fez um bom trabalho (a sério!!!), mas ok, aceito, cada um pensa o que quer, que diga que ainda é cedo para analisar se keizer vai ter sucesso, não só aceito como concordo, mas dizer que notam-se poucas diferenças!!! Se isto não é o cumulo da estupidez então é o quê? Como é possível um canal ter um programa de analise ao jogo com este sujeito que pensa pior que uma pedra?

Se há uma coisa que é FACTO, não é opinião, é FACTO, é que o futebol do Sporting com Keizer é completamente diferente, não há nada de semelhante, nada mesmo, nem a colocação em campo da maior parte dos jogadores sequer. Há comentários que realmente não é possível compreender.

O Ricardo que é comentador , salvo erro na sport tv , sabe que para manter o tacho , não pode ser o 1º a elogiar o trabalho do Keizer.

Ele já percebeu que os media nacionais são xenófobos em relação aos treinadores estrangeiros , não por causa da nacionalidade , mas porque os treinadores estrangeiros lhes estragam o negócio , porque os treinadores portugueses são fáceis de manipular para criar notícias.

Mesmo que uma notícia seja uma falsidade , um treinador português nunca irá colocar isso em causa , porque sabe que se pode prejudicar no futuro , já um treinador estrangeiro pode ír para a conferência de imprensa e sem apelo nem agravo dizer que isso é a mais pura aldrabice.

Os media nacionais preferem os treinadores portugueses e são contra os treinadores estrangeiros porque os treinadores portugueses já estão domesticados , já sabem o quanto custa a casa , alem do mais tambem há o problema da comunicação em inglês e da tradução , dá mais trabalho e produz menos notícias.

Uma coisa é um português a falar português , outra coisa é um holandês a falar inglês para um público português , pelo meio e pela tradução pode-se perder o essencial e até passar a ideia oposta , ou seja , para o Sporting até acaba por ser bom , passa só o que interessa :

"It was a good game , good victory , good performance of the team , good bye , until the next game , bye".  :mrgreen:

O ruído que querm meter em relação ao Sporting , não conseguem meter , isso é bom para o Sporting e mau para os media para vender folhetins.
Vieira 04/04/2017

" Lentamente temos estado a colaborar em unir o Sporting. Vamos ignora lo " em relação a Bruno de Carvalho.

"Brunismo" expressão usada 1º por Pedro Guerra no Prolongamento.
A TSF pergou a Ricardo (antigo GR) o que achava do "novo" Sporting de Keizer.

Resposta de Ricardo: "Não se notam ainda grandes diferenças" e depois foi só elogiar o Peseiro...

Que goste do Peseiro, aceito, que ache que ele fez um bom trabalho (a sério!!!), mas ok, aceito, cada um pensa o que quer, que diga que ainda é cedo para analisar se keizer vai ter sucesso, não só aceito como concordo, mas dizer que notam-se poucas diferenças!!! Se isto não é o cumulo da estupidez então é o quê? Como é possível um canal ter um programa de analise ao jogo com este sujeito que pensa pior que uma pedra?

Se há uma coisa que é FACTO, não é opinião, é FACTO, é que o futebol do Sporting com Keizer é completamente diferente, não há nada de semelhante, nada mesmo, nem a colocação em campo da maior parte dos jogadores sequer. Há comentários que realmente não é possível compreender.

O Ricardo que é comentador , salvo erro na sport tv , sabe que para manter o tacho , não pode ser o 1º a elogiar o trabalho do Keizer.

Ele já percebeu que os media nacionais são xenófobos em relação aos treinadores estrangeiros , não por causa da nacionalidade , mas porque os treinadores estrangeiros lhes estragam o negócio , porque os treinadores portugueses são fáceis de manipular para criar notícias.

Mesmo que uma notícia seja uma falsidade , um treinador português nunca irá colocar isso em causa , porque sabe que se pode prejudicar no futuro , já um treinador estrangeiro pode ír para a conferência de imprensa e sem apelo nem agravo dizer que isso é a mais pura aldrabice.

Os media nacionais preferem os treinadores portugueses e são contra os treinadores estrangeiros porque os treinadores portugueses já estão domesticados , já sabem o quanto custa a casa , alem do mais tambem há o problema da comunicação em inglês e da tradução , dá mais trabalho e produz menos notícias.

Uma coisa é um português a falar português , outra coisa é um holandês a falar inglês para um público português , pelo meio e pela tradução pode-se perder o essencial e até passar a ideia oposta , ou seja , para o Sporting até acaba por ser bom , passa só o que interessa :

"It was a good game , good victory , good performance of the team , good bye , until the next game , bye".  :mrgreen:

O ruído que querm meter em relação ao Sporting , não conseguem meter , isso é bom para o Sporting e mau para os media para vender folhetins.

Eles bem tentam mas não dá, até sobre o Rui Vitória lhe perguntaram e não levaram nada, o Keizer deve ter pensado-

Citar
O fascínio por Marcel Keizer

«É muito raro os dois principais jornais desportivos portugueses darem manchete com títulos exactamente iguais a alguém. A imprensa segue o interesse público e percepciona o que pode motivar mais gente a comprar e aumentar vendas. Nesta quarta, as "gordas" de ambos ditavam: «Os segredos de Keizer». Ora, as espectaculares exibições dos seus comandados, mescladas com o desconhecimento geral sobre o novo técnico verde e branco, levam a um certo mistério sobre quem é este homem, o que pensa, quem o influencia, como chegou e trabalha o seu modelo e ideias de jogo, o que é apelativo para muitos leitores, não só sportinguistas.

Pelo nosso campeonato já tinham passado outros holandeses, Co Adriaanse, Ronald Koeman e Mitchell Van der Gaag. Da escola holandesa, desde Rinus Michels passando por Johan Cruyff, de tantos dos seus delfins com notoriedade podia ter vindo um peso-pesado, porém, surgiu um nome quase obscuro. Logo, este fascínio em torno de Marcel Keizer tem apenas um responsável, para lá dos méritos do próprio: frederico Varandas. Prometeu algo na sua apresentação quando defendeu a sua escolha e o que a motivou, «um futebol atractivo e dominador», e já cumpriu, pois está à vista de todos que é esta a marca de água de Keizer. E se na altura da sua vinda aqui escrevi que esta opção era uma parada alta e que em termos políticos implicaria riscos elevados para o futuro, só posso dar a mão à palmatória por ver a massa adepta sportinguista de novo esperançada, com prazer de ver a sua equipa jogar e quase unanimemente a aplaudir os conceitos, mentalidade e discurso do holandês.

A seguir ao monumental jogo de Vila do Conde, Keizer retratou os princípios do seu futebol de autor: «gosto de um futebol atacante, mas de forma realista e equilibrada». O que se vê é uma enorme química entre jogadores e treinador, uma equipa com posse, com pressão alta, com boa circulação de bola, com várias opções no momento da finalização, que se diverte, que quer marcar golos, parece tão simples que até chateia. O que é genial é simples, está ao alcance de todos mas só poucos o vêem, é essa a lição que temos de tirar da famosa história do Ovo de Colombo. Pois todos estes jogadores estavam a trabalhar com José Peseiro, mas o rendimento, a qualidade, o espectáculo, a alma, onde estavam? Em três jogos, em termos exibicionais, o Sporting passou do Inferno ao Céu. Um grupo de malditos passou a ungido e ainda falta Raphinha.

Sinto em Keizer uma enorme convicção no seu trabalho, um homem sem preconceitos, aberto, que dialoga, que sente o apoio de um presidente que lhe vai dar tudo e de uma estrutura que está solidamente a construir. A Holanda já deu geniais pintores, Varandas podia ter ido contratar um Rembrandt, que era uma celebridade na Idade de Ouro dos Países Baixos, optou antes por um Vermeer que, no seu tempo (1632-1675), era um artista relativamente obscuro. Hoje, algumas das 36 telas realistas que deixou são das mais aclamadas da história da arte, assim desejam os sportinguistas que a carreira de Keizer seja pincelada em Alvalade e que do obscurantismo do currículo à chegada, venha o brilhantismo dos títulos eternos. Porque o seu compromisso de respeito por quem paga bilhetes e quer espectáculo, esse, já seduziu quem gosta de futebol.»

(Rui Calafate, Factor Racional, in Record)

A TSF pergou a Ricardo (antigo GR) o que achava do "novo" Sporting de Keizer.

Resposta de Ricardo: "Não se notam ainda grandes diferenças" e depois foi só elogiar o Peseiro...

Que goste do Peseiro, aceito, que ache que ele fez um bom trabalho (a sério!!!), mas ok, aceito, cada um pensa o que quer, que diga que ainda é cedo para analisar se keizer vai ter sucesso, não só aceito como concordo, mas dizer que notam-se poucas diferenças!!! Se isto não é o cumulo da estupidez então é o quê? Como é possível um canal ter um programa de analise ao jogo com este sujeito que pensa pior que uma pedra?

Se há uma coisa que é FACTO, não é opinião, é FACTO, é que o futebol do Sporting com Keizer é completamente diferente, não há nada de semelhante, nada mesmo, nem a colocação em campo da maior parte dos jogadores sequer. Há comentários que realmente não é possível compreender.

Esquece. Ouve-se Caneira na SIC e a coisa é mais ou menos igual.  Escapa-me este culto à mediocridade de quem tem voz publica e de alguma forma está ou esteve ligado ao Sporting.

E não é de agora.

Põe mediocridade nisso...

E é que todos os argumentos para defender Peseiro são... o contexto era difícil, fez o que pode, foi corajoso, o Sporting não estava assim tão mal em resultados, é honesto... Quer dizer 1 atributo positivo que seja referente ao jogo jogado, ao futebol, uma única e misera analise a um ponto forte da equipa... ZERO.

Felizmente o nosso presidente não foi medíocre, medroso, comodista e "simpático" e pensou que o Sporting precisa de um TREINADOR e não de um bom homem. Para bom homem no banco a dirigir a equipa no universo Sportinguista não faltam VERDADEIROS leões qu aceitavam treinar a equipa de futebol pelo salário mínimo.

Relativamente ao ponto central da questão treinador ( saída de Peseiro e até ver, entrada de Keizer ), Varandas esteve muito bem. Aqui, dou os parabéns.
Engraçado que no outro dia estava a ouvi lo e só teceu elogios ao novo Sporting

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

Sempre Sporting!
A TSF pergou a Ricardo (antigo GR) o que achava do "novo" Sporting de Keizer.

Resposta de Ricardo: "Não se notam ainda grandes diferenças" e depois foi só elogiar o Peseiro...

Que goste do Peseiro, aceito, que ache que ele fez um bom trabalho (a sério!!!), mas ok, aceito, cada um pensa o que quer, que diga que ainda é cedo para analisar se keizer vai ter sucesso, não só aceito como concordo, mas dizer que notam-se poucas diferenças!!! Se isto não é o cumulo da estupidez então é o quê? Como é possível um canal ter um programa de analise ao jogo com este sujeito que pensa pior que uma pedra?

Se há uma coisa que é FACTO, não é opinião, é FACTO, é que o futebol do Sporting com Keizer é completamente diferente, não há nada de semelhante, nada mesmo, nem a colocação em campo da maior parte dos jogadores sequer. Há comentários que realmente não é possível compreender.

Esquece. Ouve-se Caneira na SIC e a coisa é mais ou menos igual.  Escapa-me este culto à mediocridade de quem tem voz publica e de alguma forma está ou esteve ligado ao Sporting.

E não é de agora.

Põe mediocridade nisso...

E é que todos os argumentos para defender Peseiro são... o contexto era difícil, fez o que pode, foi corajoso, o Sporting não estava assim tão mal em resultados, é honesto... Quer dizer 1 atributo positivo que seja referente ao jogo jogado, ao futebol, uma única e misera analise a um ponto forte da equipa... ZERO.

Felizmente o nosso presidente não foi medíocre, medroso, comodista e "simpático" e pensou que o Sporting precisa de um TREINADOR e não de um bom homem. Para bom homem no banco a dirigir a equipa no universo Sportinguista não faltam VERDADEIROS leões qu aceitavam treinar a equipa de futebol pelo salário mínimo.

Relativamente ao ponto central da questão treinador ( saída de Peseiro e até ver, entrada de Keizer ), Varandas esteve muito bem. Aqui, dou os parabéns.
Engraçado que no outro dia estava a ouvi lo e só teceu elogios ao novo Sporting

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk
Qual novo?
A TSF pergou a Ricardo (antigo GR) o que achava do "novo" Sporting de Keizer.

Resposta de Ricardo: "Não se notam ainda grandes diferenças" e depois foi só elogiar o Peseiro...

Que goste do Peseiro, aceito, que ache que ele fez um bom trabalho (a sério!!!), mas ok, aceito, cada um pensa o que quer, que diga que ainda é cedo para analisar se keizer vai ter sucesso, não só aceito como concordo, mas dizer que notam-se poucas diferenças!!! Se isto não é o cumulo da estupidez então é o quê? Como é possível um canal ter um programa de analise ao jogo com este sujeito que pensa pior que uma pedra?

Se há uma coisa que é FACTO, não é opinião, é FACTO, é que o futebol do Sporting com Keizer é completamente diferente, não há nada de semelhante, nada mesmo, nem a colocação em campo da maior parte dos jogadores sequer. Há comentários que realmente não é possível compreender.

Esquece. Ouve-se Caneira na SIC e a coisa é mais ou menos igual.  Escapa-me este culto à mediocridade de quem tem voz publica e de alguma forma está ou esteve ligado ao Sporting.

E não é de agora.

Põe mediocridade nisso...

E é que todos os argumentos para defender Peseiro são... o contexto era difícil, fez o que pode, foi corajoso, o Sporting não estava assim tão mal em resultados, é honesto... Quer dizer 1 atributo positivo que seja referente ao jogo jogado, ao futebol, uma única e misera analise a um ponto forte da equipa... ZERO.

Felizmente o nosso presidente não foi medíocre, medroso, comodista e "simpático" e pensou que o Sporting precisa de um TREINADOR e não de um bom homem. Para bom homem no banco a dirigir a equipa no universo Sportinguista não faltam VERDADEIROS leões qu aceitavam treinar a equipa de futebol pelo salário mínimo.

Relativamente ao ponto central da questão treinador ( saída de Peseiro e até ver, entrada de Keizer ), Varandas esteve muito bem. Aqui, dou os parabéns.
Engraçado que no outro dia estava a ouvi lo e só teceu elogios ao novo Sporting

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk
Qual novo?
Tou mesmo a falar a sério :)
Fui na sportv + num programa com o chainho e o simulao.
Não me lembro é se foi após o rio ave ou o qarabag.

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

Sempre Sporting!
A TSF pergou a Ricardo (antigo GR) o que achava do "novo" Sporting de Keizer.

Resposta de Ricardo: "Não se notam ainda grandes diferenças" e depois foi só elogiar o Peseiro...

Que goste do Peseiro, aceito, que ache que ele fez um bom trabalho (a sério!!!), mas ok, aceito, cada um pensa o que quer, que diga que ainda é cedo para analisar se keizer vai ter sucesso, não só aceito como concordo, mas dizer que notam-se poucas diferenças!!! Se isto não é o cumulo da estupidez então é o quê? Como é possível um canal ter um programa de analise ao jogo com este sujeito que pensa pior que uma pedra?

Se há uma coisa que é FACTO, não é opinião, é FACTO, é que o futebol do Sporting com Keizer é completamente diferente, não há nada de semelhante, nada mesmo, nem a colocação em campo da maior parte dos jogadores sequer. Há comentários que realmente não é possível compreender.

Esquece. Ouve-se Caneira na SIC e a coisa é mais ou menos igual.  Escapa-me este culto à mediocridade de quem tem voz publica e de alguma forma está ou esteve ligado ao Sporting.

E não é de agora.

Põe mediocridade nisso...

E é que todos os argumentos para defender Peseiro são... o contexto era difícil, fez o que pode, foi corajoso, o Sporting não estava assim tão mal em resultados, é honesto... Quer dizer 1 atributo positivo que seja referente ao jogo jogado, ao futebol, uma única e misera analise a um ponto forte da equipa... ZERO.

Felizmente o nosso presidente não foi medíocre, medroso, comodista e "simpático" e pensou que o Sporting precisa de um TREINADOR e não de um bom homem. Para bom homem no banco a dirigir a equipa no universo Sportinguista não faltam VERDADEIROS leões qu aceitavam treinar a equipa de futebol pelo salário mínimo.

Relativamente ao ponto central da questão treinador ( saída de Peseiro e até ver, entrada de Keizer ), Varandas esteve muito bem. Aqui, dou os parabéns.
Engraçado que no outro dia estava a ouvi lo e só teceu elogios ao novo Sporting

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk
Qual novo?
Tou mesmo a falar a sério :)
Fui na sportv + num programa com o chainho e o simulao.
Não me lembro é se foi após o rio ave ou o qarabag.

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk
Eu ouvi-o 2 ou 3 vezes qd Peseiro e deu-me vontade de vomitar. Elogiar aquele futebol? ***
A TSF pergou a Ricardo (antigo GR) o que achava do "novo" Sporting de Keizer.

Resposta de Ricardo: "Não se notam ainda grandes diferenças" e depois foi só elogiar o Peseiro...

Que goste do Peseiro, aceito, que ache que ele fez um bom trabalho (a sério!!!), mas ok, aceito, cada um pensa o que quer, que diga que ainda é cedo para analisar se keizer vai ter sucesso, não só aceito como concordo, mas dizer que notam-se poucas diferenças!!! Se isto não é o cumulo da estupidez então é o quê? Como é possível um canal ter um programa de analise ao jogo com este sujeito que pensa pior que uma pedra?

Se há uma coisa que é FACTO, não é opinião, é FACTO, é que o futebol do Sporting com Keizer é completamente diferente, não há nada de semelhante, nada mesmo, nem a colocação em campo da maior parte dos jogadores sequer. Há comentários que realmente não é possível compreender.

Esquece. Ouve-se Caneira na SIC e a coisa é mais ou menos igual.  Escapa-me este culto à mediocridade de quem tem voz publica e de alguma forma está ou esteve ligado ao Sporting.

E não é de agora.

Põe mediocridade nisso...

E é que todos os argumentos para defender Peseiro são... o contexto era difícil, fez o que pode, foi corajoso, o Sporting não estava assim tão mal em resultados, é honesto... Quer dizer 1 atributo positivo que seja referente ao jogo jogado, ao futebol, uma única e misera analise a um ponto forte da equipa... ZERO.

Felizmente o nosso presidente não foi medíocre, medroso, comodista e "simpático" e pensou que o Sporting precisa de um TREINADOR e não de um bom homem. Para bom homem no banco a dirigir a equipa no universo Sportinguista não faltam VERDADEIROS leões qu aceitavam treinar a equipa de futebol pelo salário mínimo.

Relativamente ao ponto central da questão treinador ( saída de Peseiro e até ver, entrada de Keizer ), Varandas esteve muito bem. Aqui, dou os parabéns.
Engraçado que no outro dia estava a ouvi lo e só teceu elogios ao novo Sporting

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk
Qual novo?
Tou mesmo a falar a sério :)
Fui na sportv + num programa com o chainho e o simulao.
Não me lembro é se foi após o rio ave ou o qarabag.

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk
Eu ouvi-o 2 ou 3 vezes qd Peseiro e deu-me vontade de vomitar. Elogiar aquele futebol? ***
A única coisa que me preocupa é o estilo do mister.
Ie, é algo a que não estamos habituados. :)
É alguém que vai abordar o jogo pelo jogo.
Perdeu. Se, OK.
Amanhã há treino e parte se para o seguinte...
Ora isto para nós latinos é algo dificil de habituar. Nós gostamos é de tesão do mijo, gritaria e show off :)

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

Sempre Sporting!
Ansioso por o próximo jogo e ver a "evolução" da "Formula Keizer".
GUIMARÃES 2012 - A cultura do mundo numa só cidade...
www.sportingateamorte.blogspot.com
Ansioso por o próximo jogo e ver a "evolução" da "Formula Keizer".
A "formula Keizer" vai evoluir ainda mais quando tiver um jogador chamado Raphinha que conjuga uma velocidade estonteante, com técnica individual e capacidade de finalização. Para mim Raphinha vai ser a cereja no topo do bolo, assim regresse em forma!
A TSF pergou a Ricardo (antigo GR) o que achava do "novo" Sporting de Keizer.

Resposta de Ricardo: "Não se notam ainda grandes diferenças" e depois foi só elogiar o Peseiro...

Que goste do Peseiro, aceito, que ache que ele fez um bom trabalho (a sério!!!), mas ok, aceito, cada um pensa o que quer, que diga que ainda é cedo para analisar se keizer vai ter sucesso, não só aceito como concordo, mas dizer que notam-se poucas diferenças!!! Se isto não é o cumulo da estupidez então é o quê? Como é possível um canal ter um programa de analise ao jogo com este sujeito que pensa pior que uma pedra?

Se há uma coisa que é FACTO, não é opinião, é FACTO, é que o futebol do Sporting com Keizer é completamente diferente, não há nada de semelhante, nada mesmo, nem a colocação em campo da maior parte dos jogadores sequer. Há comentários que realmente não é possível compreender.

Esquece. Ouve-se Caneira na SIC e a coisa é mais ou menos igual.  Escapa-me este culto à mediocridade de quem tem voz publica e de alguma forma está ou esteve ligado ao Sporting.

E não é de agora.

Põe mediocridade nisso...

E é que todos os argumentos para defender Peseiro são... o contexto era difícil, fez o que pode, foi corajoso, o Sporting não estava assim tão mal em resultados, é honesto... Quer dizer 1 atributo positivo que seja referente ao jogo jogado, ao futebol, uma única e misera analise a um ponto forte da equipa... ZERO.

Felizmente o nosso presidente não foi medíocre, medroso, comodista e "simpático" e pensou que o Sporting precisa de um TREINADOR e não de um bom homem. Para bom homem no banco a dirigir a equipa no universo Sportinguista não faltam VERDADEIROS leões qu aceitavam treinar a equipa de futebol pelo salário mínimo.

Relativamente ao ponto central da questão treinador ( saída de Peseiro e até ver, entrada de Keizer ), Varandas esteve muito bem. Aqui, dou os parabéns.
Engraçado que no outro dia estava a ouvi lo e só teceu elogios ao novo Sporting

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk
Qual novo?
Tou mesmo a falar a sério :)
Fui na sportv + num programa com o chainho e o simulao.
Não me lembro é se foi após o rio ave ou o qarabag.

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk
Eu ouvi-o 2 ou 3 vezes qd Peseiro e deu-me vontade de vomitar. Elogiar aquele futebol? ***
A única coisa que me preocupa é o estilo do mister.
Ie, é algo a que não estamos habituados. :)
É alguém que vai abordar o jogo pelo jogo.
Perdeu. Se, OK.
Amanhã há treino e parte se para o seguinte...
Ora isto para nós latinos é algo dificil de habituar. Nós gostamos é de tesão do mijo, gritaria e show off :)

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

Estamos habituados a isso, pelo menos... mas nem todos gostamos
Ansioso por o próximo jogo e ver a "evolução" da "Formula Keizer".

Estou com o mesmo sentimento! O Keizer conseguiu em 3 jogos devolver aquela vontade constante que chegue o próximo jogo do futebol do Sporting. Parabéns por isso!  :clap:

SL
Citar
Leão à moda de Keizer
Por Tiago Silva - 07/12/2018

Marcel Keizer chegou ao Sporting CP há cerca de três semanas e o ar que se respira em Alvalade é um ar puro e fresco, cheio de vitalidade, completamente diferente do que se fazia sentir com a presença de José Peseiro. De um momento de desconfiança e até apreensão, Keizer trouxe consigo um futebol revitalizado, de encher o olho e que entusiasma os adeptos leoninos, mas sobretudo o próprio plantel leonino. É verdade que o tempo de analise é ainda curto e limitado, foram apenas três jogos e com um adversário perfeitamente acessível – sobretudo para a Taça de Portugal – mas a verdade é que os números são impressionantes e falam por si: em três jogos, os Leões conseguiram marcar 13 golos e sofrer apenas três. Uma equipa que praticava um futebol sofrível e tinha dificuldades em finalizar e apresentava lacunas em todo o processo defensivo, consegue nesta fase ter uma excelente média de golos por jogo – cerca de quatro marcados – e de sofrer em média um por jogo. Mas o que sobressai não são apenas estas estatísticas, mas como uma equipa que parecia perdida consegue num curto espaço de tempo mudar a conjetura em que se encontrava e aumentar em muito o seu rendimento quer coletivo, quer individual.

Marcel Keizer conseguiu até à data e num piscar de olhos, colocar novamente as expectativas leoninas em alta, as mesmas que foram esvaziadas por José Peseiro e que haviam ficado em “banho maria” com Tiago Fernandes. O treinador holandês veio mudar por completo o futebol leonino, não só dentro das quatro linhas, mas também fora das mesmas como por exemplo apresentando uma inovadora gestão das folgas. Pragmatismo e simplicidade. O novo treinador dos leões mantém o princípio holandês de jogar bom futebol, mas sem perder a noção de como o mais importante é ganhar.

Volto a reforçar que apesar de ainda ser algo bastante precoce, a entrada do holandês de 49 anos não podia ter sido melhor. Apesar das vitórias bem expressivas por 4-1 frente ao Lusitano Futebol Clube de Vildemoinhos e por 6-1 frente ao FK Qarabag, é no último jogo realizado contra o Rio Ave onde os Leões venceram e convenceram por 3-1 que me quero mais focar. Primeiro porque dos três foi o jogo com maior nível de exigência e em segundo por existirem vários pontos fundamentais que é necessário destacar e salientar. As diferenças para um passado recente são gritantes. Após uma viagem longa e desgastante, com pouco tempo de recuperação entre os jogos e sobretudo com pouco ou quase nenhum tempo de preparação, a verdade é que o Sporting entrou em Vila do Conde como não se via há algum tempo: com garra, fulgor e agressividade frente a um Rio Ave destemido e que tem mostrado grandes sinais na presente temporada.

Voltando as atenções para o que se passa dentro das quatro linhas e nas ideias que Keizer tem demonstrado em todo o seu processo e que tem passado para os seus pupilos e para o público no geral é de que é um fanático por jogar em 4x3x3. A primeira mudança face a José Peseiro que se apresentava sobretudo num 4x2x3x1 com um duplo-pivot defensivo – Battaglia e Gudelj – e com Bruno Fernandes no meio em terrenos ligeiramente mais avançados. Agora esse duplo-pivot foi anulado, invertendo-se o triângulo no meio-campo deixando Gudelj como o homem mais recuado na “posição 6” e deixando assim Bruno Fernandes e Wendel como os homens no miolo à sua frente, sendo que ambos conseguem desempenhar na perfeição a posição de “número 8” e de “número 10”. De salientar o resgate do médio brasileiro

Wendel, que passou de esquecido para titular e um jogador importantíssimo na execução do modelo de Keizer. Um meio-campo com muito maior dinamismo, mobilidade e virtuosismo. Pode nem ganhar nada, mas com esta formula estará certamente mais perto de ganhar e de encantar os estádios e o público.

A equipa leonina trouxe alguns aspetos estratégicos interessantes para o jogo com o Rio Ave, que já não perdia em casa há 20 jogos. É de salientar nomeadamente o pressing que exerceu sobre a construção da equipa vilacondense. A bola circula sempre mais rápida, mais precisa, mais curta, é também recuperada mais vezes ao adversário. A equipa é mais agressiva e articulada. Frente ao Rio Ave foram 27 as faltas que o Sporting fez no total.

Mas foram faltas inteligentes e que salientam os índices mais agressivos e ainda a tal regra que Keizer quer implementar: recuperar a bola em apenas 5 segundos ou fazer falta após esses cinco segundos. Impedir o adversário de pensar e de jogar de livre vontade. Na primeira zona de construção pressiona bem alto num 4x4x2 com Nani a juntar-se a Bas Dost e a impedir o Rio Ave de construir desde trás. Quando o Rio Ave tentava entrar mais em zonas do meio-campo defensivo leonino, era Wendel que se juntava a Bas Dost. Após a recuperação da bola, os Leões conseguiam sempre ligar o jogo com critério e sobretudo pelo corredor central, chegando de forma sucessiva a zonas de finalização. Com bola, o Sporting CP foi a equipa que nos tem habituado na era Keizer. Muita capacidade para sair curto na construção e ligar com as zonas adiantadas de forma mais apoiada, com qualidade a jogar dentro da pressão e nas entrelinhas do bloco adversário e com chegada a zonas de finalização com bastante frequência.

Foi um Sporting CP muito capaz com bola, demonstrando paciência e critério até chegar ao último terço, sem parecer cansado, desesperado e sobretudo em busca do jogo directo como era comum na era de José Peseiro, por vezes sem nexo. É de salientar que numa das melhores jogadas do encontro que terminou inclusive num golo anulado a Bas Dost, a bola sofreu cerca de 12 toques, passando inclusive pelo guarda-redes Renan. Mas o que mais me cativou nessa mesma jogada foi ver Coates fazer um passe entrelinhas e a desbloquear o jogo, e não a despejar a bola na frente como fez noutros jogos, sendo a pratica comum do jogo leonino por essa altura. Na transição defensiva, o Sporting esteve bastante bem com uma excelente reação à perda e uma transição defensiva feita homem-homem.

Wendel e Diaby estavam esquecidos na gaveta, enquanto que Bruno Fernandes e Gudelj tardavam em render o que podem e dever render e com este futebol ofensivo e com este ideal, é notória a diferença nos rendimentos de cada um e naquilo que cada um dá à equipa. A equipa procura construir desde trás, tentando ter sempre mais um homem no meio-campo e criar superioridade desde aí. Todos estão disponíveis para receber a bola, não há um único jogador a esconder-se. Até o próprio Bas Dost se dá mais ao jogo. E isso beneficia – e muito – a equipa leonina. Bruno Fernandes voltou a ser o maestro do meio-campo, sendo o jogador com mais toques na bola, com mais posse da equipa, com maior número de passes feitos, com maior número de passes certos e ainda contou com um golo e uma assistência. Wendel também apresenta números interessantes onde tem cerca de 45 passes certos em 49 tentados, fazendo uma fantástica percentagem de 92% de acerto no passe. A dinâmica entre estes jogadores do miolo leonino e sobretudo Nani – que tem procurado terrenos mais interiores tem sido algo de encher o olho e com elevada nota artística. Em apenas três semanas vemos dinamismo e mobilidade que não se via até à data.

É dito na gíria futebolística que acontecem as tais chicotadas psicológicas quando um treinador é despedido, mas a verdade é que no Sporting a chicotada foi futebolística. Não se tratava de motivação, mas sim de aplicar as ideias à prática e de ter sobretudo um treinador com T grande. Em Vila do Conde assistiu-se a um Sporting extremamente personalizado e competente em todos os momentos do jogo na noite de afirmação de Keizer com uma vitória bastante convincente contra um Rio Ave com bastante qualidade individual e coletiva. Uma certeza que não deixa dúvidas absolutamente nenhumas, o Sporting a jogar desta forma estará sempre mais próximo da vitória. O futebol ofensivo em detrimento do defensivo e do frete que parecia acontecer anteriormente.

Enquanto o Sporting mantiver estes números e este rendimento será sempre um sério candidato ao titulo. É certo que as dificuldades vão surgir mais dia, menos dia, mas respira-se confiança em Alvalade. É dar tempo ao tempo e esperar que Marcel Keizer continue no bom caminho, como tem estado até ao presente.


Bola na Rede

A entrevista do Dost traduz para linguagem corrente/comum na perfeição a ideia de jogo do Keizer: "todos querem a bola (...) ninguém se esconde".
"Estamos a fazer progressos com a equipa e com os jogadores. Os primeiros três jogos foram bons e amanhã  poderemos ver como estamos. Até podemos jogar com uma táctica diferente já com o Aves"

Interessante.

O seu plano alternativo será uma espécie de 3-4-3 ou talvez um 4-4-2 com um avançado mais móvel?

Mas acredito que o habitual 4-3-3 seja para manter. Mas ainda bem que se está a preparar várias alternativas, até porque as equipas vão começar a estudar até à exaustão o nosso futebol, sobretudo os pequenos com os seus autocarros.

Não gosto da convocatória, vamos para mais um jogo sem GR, que é uma posição fundamental.
O mister tem que deixar de ouvir as varandetes e convocar o melhor GR do plantel.
Para jogar o Renan ou Salin, mais vale começar a dar minutos ao Max.
Isto de não se deixar jogar um ATIVO do Sporting porque foi contratado por outro Presidente é mais uma vergonha para este clube.
Citar



MARCEL KEIZER: "TEMOS MUITA QUALIDADE NO PLANTEL"
Por Sporting CP
08 Dez, 2018
EQUIPA PRINCIPAL
O treinador do Sporting pediu o apoio dos adeptos no seu primeiro jogo em Alvalade

Marcel Keizer fez a antevisão daquele que será o seu primeiro jogo como treinador do Sporting no Estádio de Alvalade e aproveitou para pedir o apoio dos adeptos Sportinguistas. Sobre o os jogos agendados até às mini-férias de Natal, o técnico leonino disse querer dar uma prenda aos adeptos.

“Queremos ganhar todos os jogos. Já demonstrámos que queremos jogar futebol ofensivo, mas temos de jogar bem defensivamente. Espero que os adeptos gostem da equipa e que nos apoiem. Às vezes há minutos em que as coisas podem não estar a correr bem e o apoio dos adeptos pode ser muito importante para nós”, disse Marcel Keizer em conferência de imprensa.

“Estou muito ansioso e feliz por entrar no Estádio de Alvalade porque sei que vamos contar com um enorme apoio dos nossos adeptos”, sublinhou o treinador dos verdes e brancos.

Sobre o próximo adversário do Sporting, Marcel Keizer mostrou estar a par das qualidades de um adversário que pode causar algum incomodo aos leões: “Penso que o Aves é uma equipa compacta, defendem muito bem, mas também em transição ofensiva, são bons e rápidos. É uma equipa que nos dará muitas dificuldades se não estivermos no nosso melhor”, alertou o treinador holandês.

Questionado sobre o seu papel na melhoria da qualidade de jogo do Sporting, Marcel Keizer afirmou não ter nenhuma poção mágica e que tude depende da qualidade dos jogadores: “Não fiz nada aos jogadores. Nós treinamos e temos diversão nos treinos, mas também treinamos com muita dedicação. Além disso temos muita qualidade no plantel, não só os que jogam de início, mas todo o plantel”, atirou.

O encontro entre Sporting e Desportivo da Aves, a contar para a 12ª jornada da Liga NOS, está marcado para as 20:00 de domingo.


https://www.sporting.pt/pt/noticias/futebol/equipa-principal/2018-12-08/marcel-keizer-temos-muita-qualidade-no-plantel-0