Relatório Contas SCP SAD 1T 2018/2019

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Resultados positivos expectáveis no 1T (mal seria qd são contabilizadas vendas de William e Piscini assim como a totalidade das Gamebox anuais) mas que não descansam quanto ao resultado anual de 2018/2019.

Preocupante é a diminuição de receitas operacionais (sem contar com LC) , um retrocesso a que já não estávamos habituados.

Nos Ordenados a principal rubrica ao nível dos gastos temos apenas uma redução de 2,5M trimestre (10M€ ano) que é assustador pela perda de qualidade desportiva e principalmente pelo reduzido potencial de valorização futura .

E isto com saídas de pesos pesados que tinham um peso anual superior a 30M€ em Custos com Pessoal  como:
JJ
Bryan Ruiz
João Pereira
Piscini
Rui Patrício
Gelson
William
Doumbia
Ruben Ribeiro
Slavchev
Podence
Rafael Leão
Geraldes
Palhinha
Matheus
Matheus Oliveira
...etc

Ou seja dos 30M€ de poupança já desperdiçámos 20M€ de forma incompetente.


Tb FSE continua a sua escalada...

Resultado Operacional trimestral muito inferior ao ano anterior e residualmente positivo antes de transações com atletas apenas suportado pela eliminação de 2,5M€ em provisões que propositadamente foram acrescidas ao exercício anterior  agravando o seu resultado negativo e beneficiando este .

(Basta reparar que provisões aparecem como valores positivos em Gastos)

Sem isso , logo no 1T já teríamos resultados operacionais negativos.

A questão das Amortizações e benefício da inclusão da perda de Doumbia (3,5M€ incluídos no RCs anterior) assim como outras questões  ficará para posterior análise qd saírem as contas ao pormenor.

Os 20M refereste apenas a ordenados ou estás a incluir prémios de assinatura e renovação? Esses números são assustadores partindo do principio que sairam mais de 40 e nem metade entrou. É quase como estarmos a pagar 2x mais por jogador que na temporada passada.

Infelizmente Prémios Assinatura ou Comissões apenas entra como Passe de Atletas , logo em Amortizações dividido pelos anos de contrato, nada disso é custo com Pessoal ...

Por isso o referi ... é assustador com a quantidade de saídas de “pesos pesados” ao nível dos vencimentos ... a miserável redução expectável dos mesmos .
Resultados positivos expectáveis no 1T (mal seria qd são contabilizadas vendas de William e Piscini assim como a totalidade das Gamebox anuais) mas que não descansam quanto ao resultado anual de 2018/2019.

Preocupante é a diminuição de receitas operacionais (sem contar com LC) , um retrocesso a que já não estávamos habituados.

Nos Ordenados a principal rubrica ao nível dos gastos temos apenas uma redução de 2,5M trimestre (10M€ ano) que é assustador pela perda de qualidade desportiva e principalmente pelo reduzido potencial de valorização futura .

E isto com saídas de pesos pesados que tinham um peso anual superior a 30M€ em Custos com Pessoal  como:
JJ
Bryan Ruiz
João Pereira
Piscini
Rui Patrício
Gelson
William
Doumbia
Ruben Ribeiro
Slavchev
Podence
Rafael Leão
Geraldes
Palhinha
Matheus
Matheus Oliveira
...etc

Ou seja dos 30M€ de poupança já desperdiçámos 20M€ de forma incompetente.


Tb FSE continua a sua escalada...

Resultado Operacional trimestral muito inferior ao ano anterior e residualmente positivo antes de transações com atletas apenas suportado pela eliminação de 2,5M€ em provisões que propositadamente foram acrescidas ao exercício anterior  agravando o seu resultado negativo e beneficiando este .

(Basta reparar que provisões aparecem como valores positivos em Gastos)

Sem isso , logo no 1T já teríamos resultados operacionais negativos.

A questão das Amortizações e benefício da inclusão da perda de Doumbia (3,5M€ incluídos no RCs anterior) assim como outras questões  ficará para posterior análise qd saírem as contas ao pormenor.

Os 20M refereste apenas a ordenados ou estás a incluir prémios de assinatura e renovação? Esses números são assustadores partindo do principio que sairam mais de 40 e nem metade entrou. É quase como estarmos a pagar 2x mais por jogador que na temporada passada.

Infelizmente Prémios Assinatura ou Comissões apenas entra como Passe de Atletas , logo em Amortizações dividido pelos anos de contrato, nada disso é custo com Pessoal ...

Por isso o referi ... é assustador com a quantidade de saídas de “pesos pesados” ao nível dos vencimentos ... a miserável redução expectável dos mesmos .

Está-me a fazer uma confusão do caraças isto, é que só no Patrício e no William estavam 6/8M quem é que veio que possa ter um vencimento semelhante sem ser o Nani?


Burros D'Ouro: @pimparel - 2 | @greenjam - 3 | @m1950 - 1 | @dakine - 1
Resultados positivos expectáveis no 1T (mal seria qd são contabilizadas vendas de William e Piscini assim como a totalidade das Gamebox anuais) mas que não descansam quanto ao resultado anual de 2018/2019.

Preocupante é a diminuição de receitas operacionais (sem contar com LC) , um retrocesso a que já não estávamos habituados.

Nos Ordenados a principal rubrica ao nível dos gastos temos apenas uma redução de 2,5M trimestre (10M€ ano) que é assustador pela perda de qualidade desportiva e principalmente pelo reduzido potencial de valorização futura .

E isto com saídas de pesos pesados que tinham um peso anual superior a 30M€ em Custos com Pessoal  como:
JJ
Bryan Ruiz
João Pereira
Piscini
Rui Patrício
Gelson
William
Doumbia
Ruben Ribeiro
Slavchev
Podence
Rafael Leão
Geraldes
Palhinha
Matheus
Matheus Oliveira
...etc

Ou seja dos 30M€ de poupança já desperdiçámos 20M€ de forma incompetente.


Tb FSE continua a sua escalada...

Resultado Operacional trimestral muito inferior ao ano anterior e residualmente positivo antes de transações com atletas apenas suportado pela eliminação de 2,5M€ em provisões que propositadamente foram acrescidas ao exercício anterior  agravando o seu resultado negativo e beneficiando este .

(Basta reparar que provisões aparecem como valores positivos em Gastos)

Sem isso , logo no 1T já teríamos resultados operacionais negativos.

A questão das Amortizações e benefício da inclusão da perda de Doumbia (3,5M€ incluídos no RCs anterior) assim como outras questões  ficará para posterior análise qd saírem as contas ao pormenor.

Os 20M refereste apenas a ordenados ou estás a incluir prémios de assinatura e renovação? Esses números são assustadores partindo do principio que sairam mais de 40 e nem metade entrou. É quase como estarmos a pagar 2x mais por jogador que na temporada passada.

Infelizmente Prémios Assinatura ou Comissões apenas entra como Passe de Atletas , logo em Amortizações dividido pelos anos de contrato, nada disso é custo com Pessoal ...

Por isso o referi ... é assustador com a quantidade de saídas de “pesos pesados” ao nível dos vencimentos ... a miserável redução expectável dos mesmos .

Está-me a fazer uma confusão do caraças isto, é que só no Patrício e no William estavam 6/8M quem é que veio que possa ter um vencimento semelhante sem ser o Nani?

Acho que o Gudelj ganha bem também
Resultados positivos expectáveis no 1T (mal seria qd são contabilizadas vendas de William e Piscini assim como a totalidade das Gamebox anuais) mas que não descansam quanto ao resultado anual de 2018/2019.

Preocupante é a diminuição de receitas operacionais (sem contar com LC) , um retrocesso a que já não estávamos habituados.

Nos Ordenados a principal rubrica ao nível dos gastos temos apenas uma redução de 2,5M trimestre (10M€ ano) que é assustador pela perda de qualidade desportiva e principalmente pelo reduzido potencial de valorização futura .

E isto com saídas de pesos pesados que tinham um peso anual superior a 30M€ em Custos com Pessoal  como:
JJ
Bryan Ruiz
João Pereira
Piscini
Rui Patrício
Gelson
William
Doumbia
Ruben Ribeiro
Slavchev
Podence
Rafael Leão
Geraldes
Palhinha
Matheus
Matheus Oliveira
...etc

Ou seja dos 30M€ de poupança já desperdiçámos 20M€ de forma incompetente.


Tb FSE continua a sua escalada...

Resultado Operacional trimestral muito inferior ao ano anterior e residualmente positivo antes de transações com atletas apenas suportado pela eliminação de 2,5M€ em provisões que propositadamente foram acrescidas ao exercício anterior  agravando o seu resultado negativo e beneficiando este .

(Basta reparar que provisões aparecem como valores positivos em Gastos)

Sem isso , logo no 1T já teríamos resultados operacionais negativos.

A questão das Amortizações e benefício da inclusão da perda de Doumbia (3,5M€ incluídos no RCs anterior) assim como outras questões  ficará para posterior análise qd saírem as contas ao pormenor.

Os 20M refereste apenas a ordenados ou estás a incluir prémios de assinatura e renovação? Esses números são assustadores partindo do principio que sairam mais de 40 e nem metade entrou. É quase como estarmos a pagar 2x mais por jogador que na temporada passada.

Infelizmente Prémios Assinatura ou Comissões apenas entra como Passe de Atletas , logo em Amortizações dividido pelos anos de contrato, nada disso é custo com Pessoal ...

Por isso o referi ... é assustador com a quantidade de saídas de “pesos pesados” ao nível dos vencimentos ... a miserável redução expectável dos mesmos .

Está-me a fazer uma confusão do caraças isto, é que só no Patrício e no William estavam 6/8M quem é que veio que possa ter um vencimento semelhante sem ser o Nani?

E JJ mais 7M
Doumbia 5M
Bryan Ruiz
João Pereira
Piscini
Gelson
Slavchev etc
Mais de 30M€ só aqui ...

O João Pereira já saiu em 2017. Contou para o RC de 2016/2017. Se não estou em erro.
Seja de que maneira for: tenho a certeza absoluta que Marcel Keizer não vai ser treinador do Sporting para a época desportiva 2019/2020.

Aliás, vou já meter esta frase na assinatura para poder ser quotado mais tarde.

Resultados positivos expectáveis no 1T (mal seria qd são contabilizadas vendas de William e Piscini assim como a totalidade das Gamebox anuais) mas que não descansam quanto ao resultado anual de 2018/2019.

Preocupante é a diminuição de receitas operacionais (sem contar com LC) , um retrocesso a que já não estávamos habituados.

Nos Ordenados a principal rubrica ao nível dos gastos temos apenas uma redução de 2,5M trimestre (10M€ ano) que é assustador pela perda de qualidade desportiva e principalmente pelo reduzido potencial de valorização futura .

E isto com saídas de pesos pesados que tinham um peso anual superior a 30M€ em Custos com Pessoal  como:
JJ
Bryan Ruiz
João Pereira
Piscini
Rui Patrício
Gelson
William
Doumbia
Ruben Ribeiro
Slavchev
Podence
Rafael Leão
Geraldes
Palhinha
Matheus
Matheus Oliveira
...etc

Ou seja dos 30M€ de poupança já desperdiçámos 20M€ de forma incompetente.


Tb FSE continua a sua escalada...

Resultado Operacional trimestral muito inferior ao ano anterior e residualmente positivo antes de transações com atletas apenas suportado pela eliminação de 2,5M€ em provisões que propositadamente foram acrescidas ao exercício anterior  agravando o seu resultado negativo e beneficiando este .

(Basta reparar que provisões aparecem como valores positivos em Gastos)

Sem isso , logo no 1T já teríamos resultados operacionais negativos.

A questão das Amortizações e benefício da inclusão da perda de Doumbia (3,5M€ incluídos no RCs anterior) assim como outras questões  ficará para posterior análise qd saírem as contas ao pormenor.

Os 20M refereste apenas a ordenados ou estás a incluir prémios de assinatura e renovação? Esses números são assustadores partindo do principio que sairam mais de 40 e nem metade entrou. É quase como estarmos a pagar 2x mais por jogador que na temporada passada.

Infelizmente Prémios Assinatura ou Comissões apenas entra como Passe de Atletas , logo em Amortizações dividido pelos anos de contrato, nada disso é custo com Pessoal ...

Por isso o referi ... é assustador com a quantidade de saídas de “pesos pesados” ao nível dos vencimentos ... a miserável redução expectável dos mesmos .

Está-me a fazer uma confusão do caraças isto, é que só no Patrício e no William estavam 6/8M quem é que veio que possa ter um vencimento semelhante sem ser o Nani?

E JJ mais 7M
Doumbia 5M
Bryan Ruiz
João Pereira
Piscini
Gelson
Slavchev etc
Mais de 30M€ só aqui ...


Onde viste os 5M€ do Doumbia? Isso era o ordenado das 2 épocas (ele veio com 1 época de empréstimo e depois 2 épocas de efectivo), pelo menos esta é a informação que tenho.
Citação de: Vitor Ferreira
Só pessoas estúpidas, intelectualmente desonestas e cegas é que estão neste momento com Bruno de Carvalho, qualquer pessoa meramente inteligente (...)
Citação de: Jaime Marta Soares
Vai poder candidatar-se! Não tem nenhuma outra situação que não seja, se tiver as cotas em dia e se for essa a sua vontade, candidatar-se.

Em relação ao EO de 30M. Isso serve para pagar o outro EO, mas e como ficamos em relação aos 40M necessários para ficarmos com o 88% da SAD? Não se vai cumprir a promessa eleitoral?

30M não pagam 30M mais juros. Ou as contas estão mt bem e pagamos os juros 'do nosso bolso' ou há medo de ir buscar mais dinheiro e pagar uma taxa proibitiva...
Resultados positivos expectáveis no 1T (mal seria qd são contabilizadas vendas de William e Piscini assim como a totalidade das Gamebox anuais) mas que não descansam quanto ao resultado anual de 2018/2019.

Preocupante é a diminuição de receitas operacionais (sem contar com LC) , um retrocesso a que já não estávamos habituados.

Nos Ordenados a principal rubrica ao nível dos gastos temos apenas uma redução de 2,5M trimestre (10M€ ano) que é assustador pela perda de qualidade desportiva e principalmente pelo reduzido potencial de valorização futura .

E isto com saídas de pesos pesados que tinham um peso anual superior a 30M€ em Custos com Pessoal  como:
JJ
Bryan Ruiz
João Pereira
Piscini
Rui Patrício
Gelson
William
Doumbia
Ruben Ribeiro
Slavchev
Podence
Rafael Leão
Geraldes
Palhinha
Matheus
Matheus Oliveira
...etc

Ou seja dos 30M€ de poupança já desperdiçámos 20M€ de forma incompetente.


Tb FSE continua a sua escalada...

Resultado Operacional trimestral muito inferior ao ano anterior e residualmente positivo antes de transações com atletas apenas suportado pela eliminação de 2,5M€ em provisões que propositadamente foram acrescidas ao exercício anterior  agravando o seu resultado negativo e beneficiando este .

(Basta reparar que provisões aparecem como valores positivos em Gastos)

Sem isso , logo no 1T já teríamos resultados operacionais negativos.

A questão das Amortizações e benefício da inclusão da perda de Doumbia (3,5M€ incluídos no RCs anterior) assim como outras questões  ficará para posterior análise qd saírem as contas ao pormenor.

Os 20M refereste apenas a ordenados ou estás a incluir prémios de assinatura e renovação? Esses números são assustadores partindo do principio que sairam mais de 40 e nem metade entrou. É quase como estarmos a pagar 2x mais por jogador que na temporada passada.

Infelizmente Prémios Assinatura ou Comissões apenas entra como Passe de Atletas , logo em Amortizações dividido pelos anos de contrato, nada disso é custo com Pessoal ...

Por isso o referi ... é assustador com a quantidade de saídas de “pesos pesados” ao nível dos vencimentos ... a miserável redução expectável dos mesmos .

Está-me a fazer uma confusão do caraças isto, é que só no Patrício e no William estavam 6/8M quem é que veio que possa ter um vencimento semelhante sem ser o Nani?

E JJ mais 7M
Doumbia 5M
Bryan Ruiz
João Pereira
Piscini
Gelson
Slavchev etc
Mais de 30M€ só aqui ...

não sei se serão 30M ou não mas isso será anual e isto é apenas 1T.
Resultados positivos e isso é sempre bom. Á custa das vendas de William e Piccini (24M).

Esperava uma maior redução dos custos com pessoal. No final do ano esta não redução será camuflada pelos acordos com patricio e muito provavelmente gelson.
Citar
Sporting SAD anuncia emissão obrigacionista de 30 milhões em novembro
O Sporting está sob pressão para garantir que tem 30 milhões para reembolsar os investidores exatamente dentro de um mês, no dia 26 de novembro. Montepio Investimento foi o banco escolhido.
A Administração da SAD do Sporting anunciou esta noite a preparação de uma emissão de obrigações no valor de 30 milhões de euros, “operação que é fundamental para o cumprimento de compromissos financeiros da Sociedade”. Como o ECO revelou esta sexta-feira, o Sporting está sob pressão para garantir que tem 30 milhões para reembolsar os investidores exatamente dentro de um mês, no dia 26 de novembro. E, se a operação não for decidida a tempo, a alternativa é pedir um novo adiamento deste reembolso.

“A Sporting Clube de Portugal — Futebol, SAD vem, nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação (…) informar o mercado que o Conselho de Administração se encontra a proceder à estruturação e montagem de um novo empréstimo obrigacionista, a realizar por subscrição pública, no montante de até € 30.000.000, o qual poderá ser aumentado, por opção da Sporting SAD“, lê-se no comunicado.

No mesmo documento, é ainda anunciado que o banco Montepio Investimento foi o escolhido para a “prestação dos serviços de organização, montagem e colocação do novo empréstimo obrigacionista, operação que é fundamental para o cumprimento de compromissos financeiros da Sociedade”, tal como o ECO tinha adiantado.

A SAD do clube dos leões está sob pressão para anunciar aos investidores a solução para o pagamento de 30 milhões de euros que vencem exatamente dentro de um mês, no dia 26 de novembro, depois de um adiamento de seis meses. A saída dos jogadores por justa causa, logo, sem receita para o Sporting, e o adiamento de uma nova emissão na sequência da crise diretiva com Bruno de Carvalho, que se juntam a uma situação de falência técnica e a uma enorme pressão de tesouraria, com as dívidas a fornecedores a aumentarem, estão a afunilar as opções possíveis.

Recorde-se que o clube aprovou em Assembleia Geral de obrigacionistas o reembolso da emissão de obrigações no valor de 30 milhões de euros, afetando mais de quatro mil credores. De acordo com um comunicado enviado, então, pela SAD do Sporting à CMVM, o prazo do reembolso saltou para 26 de novembro deste ano. Varandas e Francisco Zenha estão numa luta contra o tempo, porque a pressão de tesouraria é enorme.

Esta sexta-feira, o clube revelou as contas do primeiro trimestre e vai ter de acompanhar o prospeto da emissão a submeter na próxima semana à aprovação da CMVM.


Ou seja, está a terminar um empréstimo de 30M e nós só vamos fazer um novo de 30M? Então das duas, uma:

1) há dinheiro em caixa suficiente para a época e para pagar os juros do empréstimo anterior e portanto toda a teoria do 'caos financeiro' é uma valente treta;

2) há tanto medo que os juros sejam proibitivos que nem se tenta ir buscar mais dinheiro para ter a tesouraria mais desafogada.


Repito o que já disse das contas, os sinais de hoje é que o Sporting não está assim tão mal financeiramente desde que se controlem os gastos desta época. Isto de não ter um Jesus a mamar milhões e a obrigar a contratação de cepos desconhecidos tem as suas vantagens.

Em relaçao ao bold

Á tua analise acrescento um ponto, nao fossem os negocios ruinosos que andaram a fazer e provavelmente tinhamos o ano assegurado finaceiramente, sem ser preciso andar a vender jogadores considerados mais importantes.

Estes gajos podem parar de meter medo aos Sportinguistas.
O Sporting foi deixado em bas condiçoes. Mesmo com as rescisoes.

O RC da epoca passada foi cozinhado para ter o prejuizo que teve. Mas agora até entendo.
Eles preferem claro, andar a atrasar receitas e a adiantar despesas porque lhes serve a narrativa.
"Vejam como o BdC deixou isto, com prejuízo, e nós, pimba logo 16M de lucro,"

Só enganam quem quer.
O meu voto em AG para o proximo orçamento, (pela nuvem de desinformaçao á volta do valores do mercado de verao, pela desonestidade intelectual dos 2 ultimos RC apresentados) será contra.

Os sócios estao "mal habituados" o balconies nao pense que comemos todos gelados com a testa.

Estes 2 ultimos RC sao demonstrativos do trabalho realizado pelo CD do BdC, nem a fazer de proposito para ter maus resultados conseguem. O dinheiro que ja deitaram fora - em nome de uma narrativa anti BdC, e mesmo assim...
« Última modificação: Outubro 29, 2018, 11:15 am por Cisito »
#NasciLeaoNaoNasciLampiao
Por cada Leão que cair, outro se levantará.
Patricio, William, JJ, Gelson

Está aqui uma boa maquia.

À partida só entrou Nani, deste tipo de orçamento.

Mas depois há o Battaglia, Dost e BF. Se não foram aumentados contractualmente, pelo que disse Cintra foram em prémios de assinatura.

Tudo depende do que tenha ficado acordado entre jogadores e médico no balneário pós-Alcochete.
Resultados positivos expectáveis no 1T (mal seria qd são contabilizadas vendas de William e Piscini assim como a totalidade das Gamebox anuais) mas que não descansam quanto ao resultado anual de 2018/2019.

Preocupante é a diminuição de receitas operacionais (sem contar com LC) , um retrocesso a que já não estávamos habituados.

Nos Ordenados a principal rubrica ao nível dos gastos temos apenas uma redução de 2,5M trimestre (10M€ ano) que é assustador pela perda de qualidade desportiva e principalmente pelo reduzido potencial de valorização futura .

E isto com saídas de pesos pesados que tinham um peso anual superior a 30M€ em Custos com Pessoal  como:
JJ
Bryan Ruiz
João Pereira
Piscini
Rui Patrício
Gelson
William
Doumbia
Ruben Ribeiro
Slavchev
Podence
Rafael Leão
Geraldes
Palhinha
Matheus
Matheus Oliveira
...etc

Ou seja dos 30M€ de poupança já desperdiçámos 20M€ de forma incompetente.


Tb FSE continua a sua escalada...

Resultado Operacional trimestral muito inferior ao ano anterior e residualmente positivo antes de transações com atletas apenas suportado pela eliminação de 2,5M€ em provisões que propositadamente foram acrescidas ao exercício anterior  agravando o seu resultado negativo e beneficiando este .

(Basta reparar que provisões aparecem como valores positivos em Gastos)

Sem isso , logo no 1T já teríamos resultados operacionais negativos.

A questão das Amortizações e benefício da inclusão da perda de Doumbia (3,5M€ incluídos no RCs anterior) assim como outras questões  ficará para posterior análise qd saírem as contas ao pormenor.

Os 20M refereste apenas a ordenados ou estás a incluir prémios de assinatura e renovação? Esses números são assustadores partindo do principio que sairam mais de 40 e nem metade entrou. É quase como estarmos a pagar 2x mais por jogador que na temporada passada.

Infelizmente Prémios Assinatura ou Comissões apenas entra como Passe de Atletas , logo em Amortizações dividido pelos anos de contrato, nada disso é custo com Pessoal ...

Por isso o referi ... é assustador com a quantidade de saídas de “pesos pesados” ao nível dos vencimentos ... a miserável redução expectável dos mesmos .

Está-me a fazer uma confusão do caraças isto, é que só no Patrício e no William estavam 6/8M quem é que veio que possa ter um vencimento semelhante sem ser o Nani?

E JJ mais 7M
Doumbia 5M
Bryan Ruiz
João Pereira
Piscini
Gelson
Slavchev etc
Mais de 30M€ só aqui ...
Doumbia e Piccini ainda receberam neste trimestre, por isso disse que era difícil fazer extrapolação. São muitos os casos, entre os que saíram a meio do exercício e o que entraram, entre os que têm o vencimento coberto pela taxa de empréstimo, entre jogadores que vem emprestados e que, pelo que vem nos media, ainda são pagos pelo clube que empresta(Sturaro)... Muitos casos.
Eu ainda estou para perceber quem é que anda a mamar. Só o Jesus tirava 5M, o Patrício tirava entre 2 a 4 brutos, o William aspas, o Doumbia igual, já para não falar do entulho que saiu. Sendo conservador, poupamos uns 11M anuais só nestes. Como é que o R&C só mostra valores aproximados destes de poupança salarial anual? Onde foi o dinheiro? Até me admira ninguém ter levantado esta red flag.
Miúdo, não me verás a descer a teu nivel, pois é essa a vossa característica. Sou uma pessoa respeitada na sociedade, com cargos de responsabilidade, sou filiado na Juventude Popular, ala do nosso partido CDS-PP da Dr. Assunção Cristas e não vivo da internet nem recebo subsidios, para andar aqui como alguns. Portanto miudo, volta la para o teu canto pois não falo com qualquer um.
Isto não é nenhum relatório de contas, é um mini-resumo...

Sobre os jogadores que rescindiram e voltaram, era importante saber os detalhes, mas para estarem a fugir da situação é mesmo porque foi pago para eles voltarem, ou seja, prejudicam o clube e ainda são recompensados... Certamente que não caiu bem ao plantel verem estes jogadores com braçadeira de capitão, se souberem que ainda receberam dinheiro, acho que vão ficar revoltados...

Verdades inconvenientes para muita gente.
Citação de: Vitor Ferreira
Só pessoas estúpidas, intelectualmente desonestas e cegas é que estão neste momento com Bruno de Carvalho, qualquer pessoa meramente inteligente (...)
Citação de: Jaime Marta Soares
Vai poder candidatar-se! Não tem nenhuma outra situação que não seja, se tiver as cotas em dia e se for essa a sua vontade, candidatar-se.
Não percebo nada de Finanças mas acho estranho que com saídas de JJ, Patricio, Wiliam, Ruiz, doumbia que eram dos mais bem pagos do plantel, e não tendo entrado ninguém de especial, talvez o Nani  ganhe na ordem de grandeza dos que saíram, só se consiga poupar menos de 3M em salários neste trimestre (12M ano)

Para onde foi o valor do salário dessa gente?
« Última modificação: Outubro 31, 2018, 06:20 am por andre77 »
Bilheteira e Bilhetes de Época
2017 - 4,9M
2018 - 3,5M

Remuneração do Pessoal
2017 - 14,7M
2018 - 13,5M

São os valores que saltam à vista. Como dá para comprovar pela bilheteira, este Sporting é menos apetecível.

Quanto à remuneração do pessoal, se 4 pesos pesados como eram Rui Patrício, William, Doumbia e Gelson já não estão a receber, como é que os vencimentos só caíram 1,2M?

Creio que os sócios do Sporting deveriam exigir explicações sobre os vencimentos de Bruno Fernandes, Bas Dost e Battaglia.
“Um grande clube, tão grande como os maiores da Europa.”
Quando afinal se vê que o Diaby custou mais que o Raphinha, é de um gajo bater com a cabeça na parede.

7.4M cheias de comissões por um gajo de 27 anos vs 6.5M LIMPOS por um de 21.

Makes sense.
"Para mim , o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres , mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre!" - Ivone De Franceschi
O Nani e o Gudelj devem estar a mamar bem.