As nossas Finanças / Poupanças - O tópico do Forreta

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Epa... eventualmente vou acabar por usa-los em alguma m****.

E total estou super satisfeito com a empresa, tenho condições de trabalho brutais, não vou implicar com uma paneleirice externa à empresa.

Obviamente tu é que sabes, mas exigir que se apliquem as regras correctas no pagamento de salários não me parece paneleirice.
Isso não pode ser assim.

http://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao_fiscal/codigos_tributarios/cirs_rep/Pages/codigo-do-irs-indice.aspx

Citar
CAPÍTULO I
Incidência

SECÇÃO I
Incidência real
Artigo 1.º
Base do imposto

1 - O imposto sobre o rendimento das pessoas singulares (IRS) incide sobre o valor anual dos rendimentos das categorias seguintes, mesmo quando provenientes de atos ilícitos, depois de efetuadas as correspondentes deduções e abatimentos:
    Categoria A - Rendimentos do trabalho dependente;
    Categoria B - Rendimentos empresariais e profissionais;
    Categoria E - Rendimentos de capitais;
    Categoria F - Rendimentos prediais;
    Categoria G - Incrementos patrimoniais;
    Categoria H - Pensões.

2 - Os rendimentos, quer em dinheiro quer em espécie, ficam sujeitos a tributação, seja qual for o local onde se obtenham, a moeda e a forma por que sejam auferidos.

É um imposto sobre rendimento. Esses pontos não são rendimento pq não foram usados, logo não são tributáveis.
Eu armava a p***!

Isto.
Miúdo, não me verás a descer a teu nivel, pois é essa a vossa característica. Sou uma pessoa respeitada na sociedade, com cargos de responsabilidade, sou filiado na Juventude Popular, ala do nosso partido CDS-PP da Dr. Assunção Cristas e não vivo da internet nem recebo subsidios, para andar aqui como alguns. Portanto miudo, volta la para o teu canto pois não falo com qualquer um.
Para quem ainda não conhece, o Keepa.com é um site que nos permite monitorizar preços da Amazon (.com, .es, .de, .it, .fr etc) e receber alertas quando o item que estamos a monitorizar descer abaixo do limite que previamente definimos.

Usei para um NAS que vou comprar e recebi hoje o alerta, vou poupar uns trocos!!

O Google também faz o mesmo por exemplo com viagens de avião  :great:
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Uma questão a ver se alguem me pode ajudar. A minha empresa tem um sistemas de pontos que podem ser atribuidos através de nomeações (por exemplo, se eu acho que um colega fez um bom trabalho, nomeio-o para um dos premios (pode ser 50,100 ou 150 pontos) e ele recebe esses pontos. Ora estes pontos só pode ser utilizados para fazer "compras" numa espécie de "showroomprive" interno. Tenho recebido alguns e este mês veio no recibo de vencimento como "rendimento em espécie" no valor de 111€ de 150 pontos que eu tinha recebido, apesar de eu não ter usado esses pontos para nenhuma compra. Alguem me pode validar se existe enquadramento juridico para isto? Para utilizar o valor "potencial" destes pontos como rendimento acrescido ao ordenado?

É que nesta brincadeira acabei por receber menos 60€ ao final do mês (subi de escalão de IRS e descontei sobre o ordenado base + 111€)

ui!
posso estar a ser injusto, mas parece-me esquema da empresa pra pagarem menos impostos...


A empresa é multinacional e este programa abrange todos os países. Parece que só neste cubiculo à beira mar plantado é que decidiram que temos de pagar impostos sobre isto, aparentemente. Já confirmei com outros colegas de outros paises e ninguem paga impostos sobre isto. Daí que quisesse confirmar que não é de todo erro da empresa de contabilidade que processa isto.

Não tem nada a ver com isso. As remunerações em espécie estão previstas e são tributadas da mesma forma que as remunerações em numerário.

A única questão que aí vejo, é que as remunerações apenas devem ser tributadas no momento em que ficam à disposição do trabalhador e neste caso o trabalhador ainda não usufruiu das mesmas.

Mas mesmo essa questão é discutível, porque se não utilizou foi porque assim o não o entendeu.
SPORTING - O MELHOR DO MUNDO
Boas,

Para quem gosta de poupar nas ferias, agora é a altura certa!

Há varias cadeias de hotéis a fazer descontos de reserva antecipada, como por exemplo Riu, Barceló, Iberostar, etc.

Eu já reservei as minhas duas  :mrgreen: férias de 2019, a preço de uma!

Alguma dica que precisem, é só apitar!
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Boas,

Para quem gosta de poupar nas ferias, agora é a altura certa!

Há varias cadeias de hotéis a fazer descontos de reserva antecipada, como por exemplo Riu, Barceló, Iberostar, etc.

Eu já reservei as minhas duas  :mrgreen: férias de 2019, a preço de uma!

Alguma dica que precisem, é só apitar!

Alguma coisa para o Sul de Espanha em Agosto? A ideia era passar uns dias no sul de Espanha e num sítio que desse para ir de carro. Como moro em Portimão era porreiro um sítio tipo Isla Canela. Mas os preços que vi são super altos. Por 5 dias (2 pessoas e mais 1 criança de 3 anos) 1200 euros.

O problema é que só posso tirar em Agosto!!!
Sporting até morrer! Obrigada por me teres dado uma das maiores alegrias da minha vida, Campeão 1999/2000.
Boas,

Para quem gosta de poupar nas ferias, agora é a altura certa!

Há varias cadeias de hotéis a fazer descontos de reserva antecipada, como por exemplo Riu, Barceló, Iberostar, etc.

Eu já reservei as minhas duas  :mrgreen: férias de 2019, a preço de uma!

Alguma dica que precisem, é só apitar!

Também se deve aproveitar para marcar com antecedências as viagens de avião.

Eu já comprei viagens para duas capitais europeias, em 2019, sendo que a ida e volta das duas juntas ficou em aproximadamente 100€.
Campo Grande paga a traidores.
O tópico já se aproxima mais de mim, mas não a nível do forreta... era mais a nível do "poupanças sem dinheiro"... :P

Vida difícil.... :P
Boas,

Para quem gosta de poupar nas ferias, agora é a altura certa!

Há varias cadeias de hotéis a fazer descontos de reserva antecipada, como por exemplo Riu, Barceló, Iberostar, etc.

Eu já reservei as minhas duas  :mrgreen: férias de 2019, a preço de uma!

Alguma dica que precisem, é só apitar!

Alguma coisa para o Sul de Espanha em Agosto? A ideia era passar uns dias no sul de Espanha e num sítio que desse para ir de carro. Como moro em Portimão era porreiro um sítio tipo Isla Canela. Mas os preços que vi são super altos. Por 5 dias (2 pessoas e mais 1 criança de 3 anos) 1200 euros.

O problema é que só posso tirar em Agosto!!!
Pois, é o problema de muito boa gente... haver descontos há, a questão e que mesmo assim os preços são sempre subiditos.

Tenta ver em Maiorca com viagens Ryanair, as vezes há boas surpresas...
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Boas,

Para quem gosta de poupar nas ferias, agora é a altura certa!

Há varias cadeias de hotéis a fazer descontos de reserva antecipada, como por exemplo Riu, Barceló, Iberostar, etc.

Eu já reservei as minhas duas  :mrgreen: férias de 2019, a preço de uma!

Alguma dica que precisem, é só apitar!

Também se deve aproveitar para marcar com antecedências as viagens de avião.

Eu já comprei viagens para duas capitais europeias, em 2019, sendo que a ida e volta das duas juntas ficou em aproximadamente 100€.

É verdade, vou marcar hoje ou amanhã para Fuerteventura 130€ ida e volta com escala em Madrid por 130€ por pessoa.  :mrgreen:
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Já que se fala em férias em Espanha, para quem for para as Canárias e não quer ser "roubado" no aluguer de viaturas:

https://autoreisen.com/

Bons preços e sem stresses, o que dizem no site é mesmo verdade:

Seguros sin franquicia incluidos
No pedimos depósito.
Reglas claras con la gasolina
Bases en los aeropuertos
Reservar es gratis
Pago con tarjeta de crédito o débito
Información privada
Sillas de niño y elevadores gratis
Conductor adicional gratis
Kilometros ilimitados
Cancelación gratis
Tasas e impuestos incluidos

Já usei (e vou usar em Fuerteventura) e recomendo vivamente! Os carros não são propriamente os últimos modelos de mercado, mas... who cares?!
« Última modificação: Março 08, 2019, 16:33 pm por LuisT_76 »
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Uma coisa que me lembrei:

Quem tem Crédito a Habitação, costuma atualizar o capital em dívida no seguro de vida?

E tem atenção às diferenças entre ITP e IAD?

Deixo aqui um texto retirado da web para informação dos interessados:

Citar
ITP ou IAD – Qual a Diferença?
Por João Morais Barbosa - 28 Novembro, 2016325453
Compartilhar no Facebook Tweet no Twitter 
ITP
Um seguro de vida tem um conjunto de características que devemos conhecer antes de assinarmos os contratos. As tais letras pequenas e aparentes “preciosismos” que podem fazer toda a diferença em caso de um sinistro. Neste artigo vamos mostrar-lhe a diferença entre a ITP e a IAD e explicar-lhe porque pode fazer toda a diferença na sua vida financeira.


O Que É a IAD?
O termo IAD refere-se à Invalidez Absoluta e Definitiva. Este estado de invalidez é verificado tendo por base critérios médicos objetivos (o mesmo será dizer clinicamente sustentados) e significa que um acidente ou uma doença representaram consequências de total incapacidade da pessoa segura exercer uma atividade remunerada. Uma pessoa neste estado necessita de uma terceira pessoa para a satisfação das suas necessidades básicas e vitais, não se perspetivando uma melhoria.

O Que É a ITP?
ITP é um termos que se refere à Invalidez Total e Permanente de uma pessoa. Verifica-se quando o grau de invalidez for igual ou superior a 60% (de acordo com tabela publicada), limitando a capacidade da pessoa segura de exercer uma atividade remunerada. De notar que para o cálculo não entram em linha de conta eventuais pré-existências.

Quais As Diferenças Entre a IAD e a ITP?
Se quisermos fazer uma escala de gravidade, a ITP é menos grave do que a IAD. Quer isto dizer que um seguro que cobre a ITP tenderá a ser mais caro do que a IAD, pois cobre mais fenómenos (podemos dizer que é mais provável per um acidente com ITP do que com IAD).

Pensando em termos de segurança da sua família, é mais prudente optar por um seguro de vida que seja mais abrangente. É certo que o valor será superior (embora a diferença não seja muita) mas tem a garantia de que está mais protegido.

Exemplo de Diferença entre IAD e ITP
Para melhor compreender a diferença entre estes dois conceitos, poderá considerar uma pessoa que tenha tido um cancro que resultasse num grau de incapacidade de 80% mas que a deixa ainda assim autónoma face a terceiros. Neste caso, a pessoa apenas está coberta pelo seguro de ITP pois apesar de poder estar impedida de exercer uma atividade remunerada não tem a necessidade de recorrer a uma terceira pessoa para a sua vida.

Porque é A Diferença entre IAD e ITP Importante Para O Seu Caso?
Imagine que tem uma incapacidade como no exemplo acima. Na realidade, deixa de ter acesso a uma fonte de rendimento mas necessita ainda de pagar a prestação do seu crédito pois o seguro de vida associado não cobriu esse risco. Pode parecer um preciosismo mas a diferença é enorme. Existem inúmeros casos de dramas familiares porque as pessoas não conheciam estas duas coberturas (sim, os bancos que quiseram vender uma prestação mais baixa terão escolhido com grande probabilidade a cobertura de IAD para o seu crédito habitação).
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Uma coisa que me lembrei:

Quem tem Crédito a Habitação, costuma atualizar o capital em dívida no seguro de vida?

E tem atenção às diferenças entre ITP e IAD?

Deixo aqui um texto retirado da web para informação dos interessados:

Citar
ITP ou IAD – Qual a Diferença?
Por João Morais Barbosa - 28 Novembro, 2016325453
Compartilhar no Facebook Tweet no Twitter 
ITP
Um seguro de vida tem um conjunto de características que devemos conhecer antes de assinarmos os contratos. As tais letras pequenas e aparentes “preciosismos” que podem fazer toda a diferença em caso de um sinistro. Neste artigo vamos mostrar-lhe a diferença entre a ITP e a IAD e explicar-lhe porque pode fazer toda a diferença na sua vida financeira.


O Que É a IAD?
O termo IAD refere-se à Invalidez Absoluta e Definitiva. Este estado de invalidez é verificado tendo por base critérios médicos objetivos (o mesmo será dizer clinicamente sustentados) e significa que um acidente ou uma doença representaram consequências de total incapacidade da pessoa segura exercer uma atividade remunerada. Uma pessoa neste estado necessita de uma terceira pessoa para a satisfação das suas necessidades básicas e vitais, não se perspetivando uma melhoria.

O Que É a ITP?
ITP é um termos que se refere à Invalidez Total e Permanente de uma pessoa. Verifica-se quando o grau de invalidez for igual ou superior a 60% (de acordo com tabela publicada), limitando a capacidade da pessoa segura de exercer uma atividade remunerada. De notar que para o cálculo não entram em linha de conta eventuais pré-existências.

Quais As Diferenças Entre a IAD e a ITP?
Se quisermos fazer uma escala de gravidade, a ITP é menos grave do que a IAD. Quer isto dizer que um seguro que cobre a ITP tenderá a ser mais caro do que a IAD, pois cobre mais fenómenos (podemos dizer que é mais provável per um acidente com ITP do que com IAD).

Pensando em termos de segurança da sua família, é mais prudente optar por um seguro de vida que seja mais abrangente. É certo que o valor será superior (embora a diferença não seja muita) mas tem a garantia de que está mais protegido.

Exemplo de Diferença entre IAD e ITP
Para melhor compreender a diferença entre estes dois conceitos, poderá considerar uma pessoa que tenha tido um cancro que resultasse num grau de incapacidade de 80% mas que a deixa ainda assim autónoma face a terceiros. Neste caso, a pessoa apenas está coberta pelo seguro de ITP pois apesar de poder estar impedida de exercer uma atividade remunerada não tem a necessidade de recorrer a uma terceira pessoa para a sua vida.

Porque é A Diferença entre IAD e ITP Importante Para O Seu Caso?
Imagine que tem uma incapacidade como no exemplo acima. Na realidade, deixa de ter acesso a uma fonte de rendimento mas necessita ainda de pagar a prestação do seu crédito pois o seguro de vida associado não cobriu esse risco. Pode parecer um preciosismo mas a diferença é enorme. Existem inúmeros casos de dramas familiares porque as pessoas não conheciam estas duas coberturas (sim, os bancos que quiseram vender uma prestação mais baixa terão escolhido com grande probabilidade a cobertura de IAD para o seu crédito habitação).
Essa actualização deveria ser feita automaticamente entre seguradora e banco. O que não acontece. Mudei o seguro vida o ano passado por um um pouco mais em conta. Eram 10€ de diferença mensais, mas ao final do ano são 120€ a mais na conta. Para autorizarem a mudança fartei-me de andar em mails trocados entre seguradora e banco. O banco teria de passar uma declaração que me custava cerca de 60€. Consegui o processo com um documento redigido por mim e com carimbo e assinatura do gerente do banco, mas a verdade é que no final do ano a seguradora me pediu informações e para que o banco autorizasse o acesso aos dados para actualização do "prémio" em pagamento. Acabei por resolver enviando um print-screen através do e-banking, que a seguradora aceitou, dado também que não houve alteração do valor, pois o meu contrato estabelecia os primeiros 10 anos de empréstimo como pagamento de juros.

A partir de Maio vai começar a "doer".
Já está online a página das Deduções do IRS 2018.

Convém verificar o quanto antes se está tudo okay!
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Já está online a página das Deduções do IRS 2018.

Convém verificar o quanto antes se está tudo okay!

Onde é que se consulta, no portal das finanças?

EDIT: Esquece, já vi... como vou meter em conjunto com a mulher, ainda não dá os valores certos.
« Última modificação: Março 19, 2019, 10:15 am por Reavstone »
Já está online a página das Deduções do IRS 2018.

Convém verificar o quanto antes se está tudo okay!

Onde é que se consulta, no portal das finanças?

EDIT: Esquece, já vi... como vou meter em conjunto com a mulher, ainda não dá os valores certos.

Dá os valores certos, tens é que verificar na tua pagina e na dela  :mrgreen:
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Ao pedir o nº de contribuinte nas facturas, supondo que já se atingiu o valor de 250€ em cada pessoa do casal, posso colocar o contribuinte do meu filho, ou não é suposto fazê-lo, ou só é suposto fazê-lo nas despesas relacionadas com ele? Falamos de um bebé de 18 meses.
Ao pedir o nº de contribuinte nas facturas, supondo que já se atingiu o valor de 250€ em cada pessoa do casal, posso colocar o contribuinte do meu filho, ou não é suposto fazê-lo, ou só é suposto fazê-lo nas despesas relacionadas com ele? Falamos de um bebé de 18 meses.
A dedução dos 250€ de despesas gerais familiares apenas se aplica a sujeitos passivos e não aos dependentes. Podes fazê-lo mas não vai ter resultado prático.
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Ao pedir o nº de contribuinte nas facturas, supondo que já se atingiu o valor de 250€ em cada pessoa do casal, posso colocar o contribuinte do meu filho, ou não é suposto fazê-lo, ou só é suposto fazê-lo nas despesas relacionadas com ele? Falamos de um bebé de 18 meses.
A dedução dos 250€ de despesas gerais familiares apenas se aplica a sujeitos passivos e não aos dependentes. Podes fazê-lo mas não vai ter resultado prático.
Ok. No caso dele, só educação e saúde é que são dedutíveis, certo?